Robinson leva Vila Cidadã e programa Microcrédito a São Miguel

Vila Cidadã de São Miguel é marcada pelo programa Microcrédito

img_8639

São Miguel, cidade do Alto Oeste potiguar, recebeu neste sábado (10) dois eventos do governo do Estado: o Vila Cidadã, que registrou cerca de 2 mil atendimentos, e o lançamento do Programa Microcrédito do Empreendedor, beneficiando 250 pessoas do município e também de Doutor Severiano. O evento ocorreu na Praça de Eventos Maestro Pedro Rufino.

img_8608

A nona edição do Vila Cidadã chegou teve como tema “Setembro Cidadão”, que chama a atenção para a importância da cidadania como instrumento de equilíbrio social e da consolidação do processo democrático. É a quinta vez que o evento ocorre fora de Natal. Nas oito edições anteriores, foram registrados 18 mil atendimentos. Cerca de 100 servidores são destacados a cada edição para garantir a fluidez e plena execução do projeto.

São oferecidos, entre outros, exames de saúde como o teste rápido de dengue, glicemia e verificação de pressão arterial, todos através da Secretaria de Estado da Saúde Pública, e produções da carteira de identidade, por meio do ITEP, e o CPF através da Central do Cidadão, além do serviço para adquirir a carteira de habilitação expedida pela Detran/RN. Esta edição do Vila Cidadão também enfocou a erradicação do trabalho infantil e atividades recreativas para as crianças.

De acordo com o governador Robinson Faria, o Vila Cidadã é uma prova de que é possível levar o governo aos mais humildes. “A nossa ideia é que o governo vá até o povo e não o contrário. Com o Vila Cidadã nós queremos garantir a dignidade das pessoas e evitar que eles se desloquem da sua cidade para resolver problemas que podem muito bem ser solucionados com essa ação”, disse.

Ler mais

Grace afirma que o governo vai processar políticos e servidores públicos

728x90Governo vai tocar processos contra políticos da Lava Jato, diz nova chefe da AGU

grace-aguGrace Mendonça afirmou que o governo vai tomar providências necessárias para processar políticos e servidores públicos investigados

Fábio Fabrini, O Estado de S.Paulo

A nova chefe advogada-geral da União, Grace Maria Fernandes Mendonça, assegura que o governo vai tomar as providências necessárias para processar políticos e servidores públicos investigados na Operação Lava Jato.

Em entrevista por telefone ao Estado nesta sexta-feira, 9, horas depois de ser nomeada para o cargo, ela negou que o Palácio do Planalto tenha atuado para que a Advocacia-Geral da União (AGU) não buscasse no Supremo Tribunal Federal (STF) dados sobre o envolvimento de parlamentares em desvios na Petrobrás e outros órgãos.

“As informações serão buscadas. Tão logo sejam analisadas pelo Departamento de Probidade Administrativa, as ações serão promovidas pela AGU.”

Advogado-geral da União demitido acusa Governo Temer de querer abafar Lava Jato

Governo Temer quer abafar a Lava Jato, diz AGU demitido

aaiiu6m-imgDemitido por telefone pelo presidente Michel Temer na sexta-feira passada, o advogado-geral da União, Fábio Medina Osório, resolveu quebrar o protocolo. Em vez de anunciar a saída com elogios a quem fica e sumir do mapa, ele decidiu pôr a boca no trombone.

Em entrevista a VEJA no mesmo dia da demissão, Medina disse que sai do posto porque o governo não quer fazer avançar as investigações da Lava-Jato que envolvam aliados. Diz: “O governo quer abafar a Lava-­Jato”. Medina entrou em rota de colisão com seu padrinho, o poderoso ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. Gaúchos, os dois se conhecem do Rio Grande do Sul, onde Medina foi promotor de Justiça, especializado em leis de combate à corrupção, e Padilha fez sua carreira política.

Medina conta que a divergência começou há cerca de três meses, quando pediu às empreiteiras do petrolão que ressarcissem o Erário pelo dinheiro desviado da Petrobras. Depois disso, Medina solicitou acesso aos inquéritos que fisgaram aliados graúdos do governo. Seu objetivo era mover ações de improbidade administrativa contra eles.

Ler mais

Lula é convidado para a posse de Cármen Lúcia na presidência do Supremo

Cármen Lúcia convida Lula para sua posse na presidência do STF

carmem-lucia

Lula foi convidado pela ministra Cármen Lúcia para a posse dela na presidência do Supremo Tribunal Federal. A solenidade acontece na próxima segunda-feira (12).

De acordo com a coluna do jornalista Ancelmo Gois, publicada neste sábado (10) no jornal O Globo, foi o ex-presidente quem indicou Cármen Lúcia ao STF, em 2006.

O líder do Partido dos Trabalhadores ainda não confirmou se vai ou não ao evento em Brasília.

José Adécio diz que Pedro Avelino perdeu R$ 300 mil em obras por irresponsabilidade de Cadó

Irresponsabilidade de Sergio Cadó faz Pedro Avelino perder R$ 300 mil em obras e serviços do Governo do Estado

img_0043-640x480-620x413

Prefeito Sérgio Cadó (cassado pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral e o seu candidato Alexandre Sobrinho)

Nesta Legislatura, mesmo fazendo oposição ao Prefeito do município de Pedro Avelino, duas emendas autorizatórias, da cota pessoal do Deputado José Adécio, foram alocadas no orçamento do Estado, nos anos de 2014 e 2015. Ambas caducaram por falta de projetos e irresponsabilidade do Prefeito Sergio Cadó e quem perdeu foi o povo de Pedro Avelino.

Um verdadeiro absurdo a primeira emenda destinava recursos no montante de R$ 150.000,00 para a compra de medicamentos e necessidades da Saúde do Município e a segunda de nº 60, destinava para o Orçamento de 2016, no mesmo valor com a indicação para a construção de um posto de saúde no assentamento Nova Conquista.

No ato da destinação dessas emendas, o Deputado mandou oficio para: a Prefeitura comunicando ao prefeito, a Câmara comunicando aos vereadores, ao Ministério Público, Juiz da comarca e demais autoridades.

Assecom: Rafael Maia

FPM zerado para 59 prefeituras do RN em setembro

59 municípios do RN ficam com repasse zerado no FPM de setembro

fpm-bb51d4ae-40b4-277b-a6bd-e8be7bca7d0b

O repasse do 1º decêndio do mês de setembro de 2016 do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), creditado nesta sexta-feira (9), foi zerado para 59 municípios do Rio Grande do Norte. O FPM zerado tem se tornado constante nas prefeituras do RN, e prejudica os gestores, comprometendo a realização de obras e os pagamentos feitos pelos prefeitos.

MUNICÍPIOS DO RN COM FPM ZERADOS NA PRIMEIRA COTA DE SETEMBRO/2016:

AFONSO BEZERRA

ALTO DO RODRIGUES

ANTÔNIO MARTINS

AREIA BRANCA

ARES

BARAÚNA

CAIÇARA DO NORTE

CAICÓ

CAMPO REDONDO

CARAUBAS

CARNAUBAIS

Ler mais

Hoje tem Arrastão da Várzea com Patrício Júnior

Primeiro Arrastão da Várzea com Patrício Júnior acontece neste sábado

14222291_1837735823112761_1872688081426434764_n

A região da Várzea vai receber hoje (10) o segundo arrastão do candidato a prefeito de Assú, Patrício Júnior (PSD), nesta campanha. Esse será o primeiro arrastão a passar pela Várzea. Assim como no primeiro evento, que levou uma multidão às ruas da cidade, a expectativa é que o segundo seja ainda maior e leve milhares de pessoas a caminharem pela zona rural do município.

A concentração para o evento será a partir das 19h na comunidade Santa Clara, nas proximidades da quadra de esportes. O Arrastão da Várzea seguirá até à comunidade de Linda Flor.

“Vamos todos juntos para essa festa da democracia. Vamos invadir a zona rural na noite de hoje para dizer que queremos continuar com o trabalho por Assú e com o compromisso pelo povo de nossa cidade. A presença de todos é imprescindível”, disse Patrício Júnior.

Ministra do STF nega mandados de segurança que pediam suspensão da habilitação da ex-presidente

Rosa Weber nega 4 liminares para suspender Dilma das funções públicas

1473499706406

A ministra do STF negou os mandados de segurança que pediam suspensão da habilitação da ex-presidente

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

Em mais um capítulo da novela do impeachment, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber negou nesta sexta-feira (9) quatro pedidos de medida liminar que queriam suspender a habilitação da ex-presidente Dilma Rousseff para o exercício de funções públicas. Os pedidos haviam sido feitos em mandados de segurança ingressados pelo PMDB, PSDB, DEM, PPS e Solidariedade, pelos senadores José Medeiros (PSD-MT) e Álvaro Dias (PV-PR) e pelo PSL.

Os partidos alegam que a votação fatiada ocorrida no plenário do Senado, que livrou Dilma Rousseff da inabilitação para assumir cargos públicos por oito anos, contraria o texto expresso na Constituição. A realização de duas votações criou um racha na base aliada do presidente Michel Temer, apesar da participação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na costura da estratégia que suavizou a pena de Dilma.

PMDB, PSDB, DEM, PPS e Solidariedade alegam que foi inconstitucional a segunda votação do impeachment realizada como destaque, tendo em vista que, a partir do momento em que o resultado da primeira votação – pela cassação de Dilma – reconhece a existência de crime de responsabilidade, a pena de inabilitação para o exercício de funções públicas “é vinculada e não pode ser afastada”.

Ler mais

Deputado do DEM pede a regularização dos serviços de distribuição de água para Janduís

José Adécio requer ao Governo do Estado a regularização dos serviços de distribuição de água para Janduís

jose-adecioO Deputado José Adécio, solicitou ao Governador Robinson Faria e ao Senhor Diretor Presidente da Companhia de Aguas e Esgotos do Rio Grande do Norte – CAERN, Sr. Marcelo Saldanha as providências necessárias para regularização dos serviços de distribuição de água para a população do município de Janduís.

Assecom: Rafael Maia