Ivan Júnior enaltece história de Patrício Júnior, o candidato bodegueiro de Assú

Ivan Júnior enaltece história de Patrício Júnior, o candidato bodegueiro de Assú

unnamed-15

O prefeito da cidade do Assú, Ivan Júnior, participou neste sábado do grande Arrastão em Defesa da Mulher e das Famílias, evento capitaneado pelo candidato a prefeito Patrício Júnior (PSD). O encontro que já é considerado a maior manifestação política de Assú em todos os tempos reuniu milhares de pessoas em apoio a Patrício pelas ruas do município.

Na oportunidade, o prefeito Ivan enalteceu a história do candidato do PSD, lembrando que ele começou sua vida profissional em uma bodega e hoje é um empresário bem sucedido que gera emprego e renda não só em Assú, mas em toda a região do Vale.

“Sr. Zé Patrício, o pai de Patrício Júnior, começou com uma bodega mesmo. Patrício Júnior também começou com sua bodega, trabalhando na cidade do Assú, lutando com sua família, gerando dois empregos, três empregos, mas sempre ficou aqui em Assú. O nosso povo sabe da história de Patrício, ele vem aumentando a geração de emprego, desenvolvendo a cidade. A rede da qual ele faz parte hoje gera em torno de 400 empregos em Assú e região”, disse Ivan Júnior.

O prefeito também ressaltou a importância da cidade eleger alguém que sempre viveu em Assú, que conhece os problemas do município e sabe que caminhos deve tomar para resolvê-los.

Ivan também lembrou que a oposição tentou desmerecer Patrício Júnior, chamando-o de bodegueiro, mas não contava com a repercussão que tomou a campanha, com a população apoiando o “bodegueiro” Patrício Júnior pelas ruas.

“A oposição disse que Patrício Júnior devia cuidar de vender farinha e feijão, porque ele é um bodegueiro. Mas a cidade do Assú diz o seguinte: Pode ser professor, pode ser bodegueiro, pode ser o que for, Assú quer pessoas que trabalhem por esta terra e eu tenho certeza que você será o prefeito que vai trabalhar pelo Assú, porque você mora aqui na cidade”, afirmou.

O prefeito observou também que a cidade vem demonstrando que quer ver o trabalho de desenvolvimento continuar no município. Ele enfatizou ainda a certeza de que esta será uma campanha vitoriosa, em que o povo do Assú vai dar a vitória a Patrício Júnior no dia 2 de outubro.

Ele rebateu ainda o discurso da oposição, que vem tentando pregar um discurso de mudança, mesmo tendo em seu palanque todos os ex-prefeitos e vice-prefeitos que compuseram a oligarquia que dominou a cidade por várias décadas. “Eles não têm moral de criticar ninguém, porque tiveram a oportunidade e não realizaram o que o Assú precisava. Além de não terem moral de criticar, ainda torcem pra que as coisas deem errado”, finalizou.

Congresso vai tentar votar LDO em sessões marcadas para segunda e terça

728x90 DetranCongresso vai tentar votar LDO em sessões marcadas para amanhã e terça

congresso

O presidente do Senado, Renan Calheiros, convocou duas sessões do Congresso Nacional para amanhã (19), às 19h, e terça-feira (20), para tentar fechar a votação

A praticamente duas semanas das eleições municipais, deputados e senadores tentam vencer as sessões esvaziadas em um último esforço concluir a votação dos destaques da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. Diante da possibilidade da ausência expressiva de parlamentares, o presidente do Senado, Renan Calheiros convocou duas sessões do Congresso Nacional para amanhã (19), às 19h, e terça-feira (20), para tentar fechar a votação.

Nas duas sessões, o Congresso vai tentar terminar a votação da LDO, analisar vetos e projetos de abertura de créditos suplementares para ministérios. O texto principal foi aprovado em agosto, mas ainda é preciso analisar três destaques.

Porém, antes da conclusão da votação, deputados e senadores precisam se debruçar sobre sete vetos que trancam os trabalhos. Entre eles, além de vetos a reajustes salariais para diversas categorias do funcionalismo público, está o que proibiu a ampliação para 100% a possibilidade de participação de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras. A medida foi vetada pelo presidente Michel Temer, ainda interino no cargo, após a aprovação da Medida Provisória (MP) sancionada como Lei 13.319/2016.

Renan chegou a marcar uma sessão na última terça-feira (13), mas teve que cancelá-la diante da possibilidade de não conseguir quorum, especialmente de deputados federais, que estão envolvidos com as eleições municipais.

Ler mais

“Patrício Júnior está apaixonado pela causa pública”, diz primeira-dama do Estado

“Patrício Júnior está apaixonado pela causa pública”, diz primeira-dama do Estado

unnamed-17

A titular da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS) e primeira-dama do Estado do Rio Grande do Norte, Julianne Faria, declarou o apoio ao candidato a prefeito de Assú pelo PSD, Patrício Júnior, neste sábado (17), durante o maior arrastão já registrado na história do Assú. A secretária enalteceu o trabalho do prefeito Ivan Júnior e reafirmou seu apoio incondicional ao nome de Patrício para administrar o município.

“Hoje quando estava conversando com meu marido, o governador Robinson Faria, ele estava me contando a história de Patrício e eu achei muito parecida com a dele, porque Robinson nunca precisou da política para sobreviver, ele usou a política para servir o povo e é isso que Patrício quer aqui em Assú. As pessoas podem questionar: Mas o que ele quer na política? A gente se apaixona pela causa pública e eu tenho certeza que Patrício está apaixonado pela causa pública”, declarou Julianne Faria.

unnamed-18

Ainda conforme a primeira-dama do Estado, o voto no 55, em Patrício Júnior, representa a “libertação do povo livre de Assú que não vai voltar ao passado, pois já conheceu o progresso com Ivan Júnior”.

A secretária-adjunta da SETHAS, Maira Leiliane, também reconheceu as mudanças ocorridas em Assú após o trabalho realizado por Ivan Júnior e declarou apoio também ao candidato Patrício Júnior. “Assim como eu, que amo essa terra, todos nós somos bodegueiros e dia 2 de outubro estaremos todos juntos com você, Patrício, comemorando neste mesmo espaço. Vamos apoiar essa causa de Patrício”, disse.

Nelter Queiroz participa de mobilizações políticas no Vale do Assú e Seridó

c728x90Nelter Queiroz participa de mobilizações políticas no Vale do Assú e Seridó

cymera_20160918_154140O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) foi às regiões do Vale do Assú e Seridó, na noite deste sábado (17), prestigiar as candidaturas de seus aliados nos municípios de Alto do Rodrigues, Itajá, São Rafael e Santana do Matos.

Em Alto do Rodrigues Nelter defende as candidaturas das pessedistas Jaqueline Medeiros (prefeita) e Maria de Analia (vice), integrantes da coligação Juntos Para Vencer (PSD, PC do B e PTN). Em Itajá, o deputado participou do comício em prol das candidaturas dos peemedebistas Mery (prefeita) e Leo (vice), pela coligação Meu Itajá Querido (PMDB, PSDB, PDT, PTN e PROS).

Já em São Rafael o parlamentar foi apoiar as candidaturas da coligação São Rafael o Desenvolvimento Continua! (PSD, PHS e PEN), encabeçada por Luiz Cunha (prefeito) e Lazzaro (vice). Por último, Queiroz foi até Santana do Matos participar do comício da prefeita Lardjane (PMDB) e de seu vice doutor Neto (PSDB), candidatos pela coligação Santana Continua de Mãos Dadas (PMDB, PRB, PP, PSB, PSBB e SD).

Fátima Bezerra diz: “Patrício Júnior, você é o futuro prefeito de Assú”

“Patrício Júnior, você é o futuro prefeito de Assú”, diz senadora Fátima Bezerra 

unnamed-12

A senadora Fátima Bezerra (PT) participou na noite deste sábado (17), em Assú, do Arrastão Em Defesa da Mulher e das Famílias, ao lado do candidato a prefeito Patrício Júnior (PSD). Para a parlamentar, essa foi uma das mobilizações populares mais grandiosas da história política da cidade e a confirmação de que Patrício será o próximo prefeito da cidade do Assú.

“Esta fotografia aqui tem um recado: Patrício, você é o futuro prefeito de Assú e vai ser por merecimento. Eu não poderia jamais deixar de estar aqui, porque o palanque de vocês é o meu palanque”, declarou a senadora.

unnamed-14

A senadora lembrou que foi em Assú que recebeu uma das maiores votações em 2014, em sua campanha para o Senado. “Gestos de gratidão se retribuem com gestos de gratidão, por isso estou aqui ao lado do meu partido, para dizer que para Assú continuar em boas mãos o nome é Patrício para prefeito”, ressaltou.

Ela acrescentou ainda falando da importância do eleitorado casar o voto com Patrício Júnior e os vereadores da Coligação Assú Avançando. “Não tenho nenhuma dúvida que Assú não quer retrocesso, Assú quer continuar seguindo em frente com o trabalho em mão generosas, honestas, em mãos de quem vão dignificar o trabalho que Ivan Júnior fez e avançar mais ainda. À luta e à vitória, se Deus quiser”, finalizou a senadora.

Arrastão com Patrício Júnior já é considerado o maior de todos os tempos em Assú

728x90Assú: Arrastão com Patrício Júnior já é considerado o maior de todos os tempos

mulher-7

A cidade do Assú parou neste sábado para ver a maior manifestação política de toda a sua história. O Arrastão Em Defesa da Mulher e das Famílias, realizado ontem (17), levou uma multidão para as ruas de Assú, em apoio ao bodegueiro, como ficou conhecido o candidato a prefeito Patrício Júnior (PSD).

O arrastão partiu do Frutilândia por volta das 21h, levando milhares de apoiadores em direção à baixa do colégio, onde estava montado o palanque e onde a caravana chegou por volta das 22h30. De cima da estrutura, não se conseguia ver o final da multidão.

fatima-9

O evento contou com a presença da senadora Fátima Bezerra (PT); da titular da Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS) e primeira-dama do Estado Julianne Faria; além da secretária adjunta da SETHAS, Maira Leiliane; do prefeito de Assú Ivan Júnior e de toda a coligação Assú Avançando.

mulher6

Durante todo o percurso, quem não acompanhou o arrastão manifestou apoio pelas varandas enfeitadas de suas casas, nas calçadas ou nas esquinas, acenando para o candidato Patrício Júnior. Havia pessoas fantasiadas de bodegueiros com sacolas de compras, carrinhos de supermercado, entre outros acessórios que fizessem alusão a uma bodega.

unnamed-10

“Quero agradecer à nossa senadora Fátima Bezerra, à primeira-dama Julianne Faria, aos nossos vereadores, ao meu prefeito e meu amigo Ivan Júnior, ao meu pai, a toda a minha família e em especial a todos vocês que mais uma vez nos proporcionaram essa belíssima festa. Já me disseram que maior ainda vai ser a vigília. Com certeza esse foi sim o maior comício da história do Assú, eu não tenho dúvida disso”, disse Patrício Júnior.

Ele reafirmou a sua intenção de trabalhar pela cidade do Assú e pediu a confiança do povo em torno de seu projeto. “Peça o voto a um indeciso, a quem está do seu lado, ao vizinho, aos amigos, à família, para que eu possa ser prefeito e trabalhar com um único propósito, para o bem do Assú”, reiterou o candidato.

Patrício rebateu ainda o discurso da oposição, que tentou macular a sua imagem chamando-o de “bodegueiro” de modo depreciativo, estratégia que não funcionou e transformou a campanha de Patrício Júnior em um fenômeno de popularidade.

“Tentaram me distanciar do povo me chamando de empresário. É pecado ser empresário? Empresário gera emprego para o povo. Em seguida me chamaram de bodegueiro menosprezando a minha profissão. Sinto muito, deram um tiro no pé, porque agora o povo foi para a rua apoiar o palanque do bem”, afirmou.

‘Será difícil Moreira Franco ficar’, diz Cunha

Cunha liga homem forte de Temer a irregularidades na Caixa

1474139065792Deputado cassado diz que suspeitas sobre no financiamento do Porto Maravilha têm ligação com secretário de Temer

Vera Rosa – O Estado de São Paulo

O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) acusou o secretário do Programa de Parcerias de Investimentos, Moreira Franco, homem forte do governo Michel Temer, de estar por trás de irregularidades na operação para financiar obras do Porto Maravilha, no Rio.

Ao classificar Moreira como “o cérebro” da gestão Temer, Cunha disse que o novo plano de concessões “nasce sob suspeição” e deu sinais de que pode atingir o presidente. “Na hora em que as investigações avançarem, vai ficar muito difícil a permanência do Moreira no governo”, afirmou, na primeira entrevista exclusiva após perder o mandato.

Ex-presidente da Câmara, Cunha é suspeito de ter cobrado da empreiteira Carioca Engenharia R$ 52 milhões de propina em troca da liberação de verbas do Fundo de Investimento do FGTS (FI-FGTS) para o Porto Maravilha, projeto de revitalização da região portuária. Ele chama a denúncia de “surreal” e aponta o dedo para Moreira.

Cunha também criticou Temer, por “aderir ao programa de quem perdeu a eleição”. E prometeu revelar bastidores do processo de impeachment de Dilma Rousseff em livro que lançará no fim do ano. “Vai ser um presente de Natal.”

O governo avalia que a denúncia da Lava Jato contra o ex-presidente Lula enfraquece as manifestações “Fora, Temer”. O sr. concorda?

Tudo depende do que está motivando a sociedade para o “Fora, Temer”. Mas temos um problema: o Michel foi eleito com a Dilma com um programa que ela não cumpriu. E ele também não está cumprindo. Por outro lado, ele aderiu ao programa do PSDB e do DEM, que perderam a eleição. Que o Brasil precisa de reforma previdenciária, trabalhista, não tenho dúvida. Mas é difícil fazer uma coisa muito radical, no meio de um mandato, com alguém sem a legitimidade de estar discutindo isso debaixo de um processo eleitoral.

Ler mais

Ex-presidente Lula revela que está em uma bolha ao beatificar os políticos

Ex-presidente Lula revela que está em uma bolha ao beatificar os políticos

16260732

O ex-presidente Lula durante pronunciamento à imprensa em resposta à denúncia da Lava Jato

Por Clovis Rossi – Folha de São Paulo

Dizem que lobo velho perde o pelo mas não perde a manha. Pois o Luiz Inácio Lula da Silva que se apresentou na quinta-feira (15) aos seus fiéis desmentiu o ditado.

Claro que foi um espetáculo, como quase sempre ocorre quando oferecem a Lula um palco. Mas pelo menos uma parte do espetáculo foi deplorável e revela que o ex-presidente perdeu a manha.

Não vou falar das acusações a ele e de sua resposta a elas. Sobre essa parte, remeto ao texto sempre brilhante de Marcelo Coelho.

O trecho que revela absurda falta de sintonia de Lula com a realidade é aquele em que diz que “a profissão mais honesta é a do político. Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem de ir pra rua encarar o povo e pedir voto”.

Primeiro, política não é profissão. É (ou deveria ser) serviço público, com perdão por soltar essa tremenda ingenuidade nos tempos que correm.

Segundo, há uma contradição entre afirmar a honestidade de todo político e, em seguida, dizer “por mais ladrão que ele seja”. Ou é honesto ou é ladrão, não há meio termo possível.

Terceiro, o fato de ter que ir para a rua e encarar o povo não é demonstração de honestidade.

Há uma penca impressionante de políticos que encararam o povo para se eleger e, não obstante, estão presos ou processados por desonestidade, como sabe todo o mundo, menos Lula, aparentemente.

Ler mais