Deputado José Adécio marca presença na 54ª Festa do Boi

Deputado José Adécio marca presença na 54ª Festa do Boi

festa-d-boi
O Deputado José Adécio, é um dos maiores incentivadores e participantes da Festa do Boi, e marcou presença nesta sexta-feira 14/10, na 54ª edição do evento, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. 
 
José Adécio é agropecuarista e Deputado, e politicamente tem incentivado o setor com diversas ações que beneficiam os produtores rurais do Rio Grande do Norte.
 
Assecom:Rafael Maia

Robinson envia à Assembleia projeto de lei que beneficiará pequenos produtores

728x90Robinson envia à Assembleia projeto de lei que beneficiará pequenos produtores

14-10-festa-do-boi-foto-rayane-mainara-1

O projeto de Lei da Agroindústria Rural, que vai facilitar a legalização e regularização de pequenas agroindústrias, será entregue pelo governador Robinson Faria ao presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira de Souza, na próxima terça-feira (18). O anúncio foi feito hoje durante um evento promovido pela Associação Norte-Rio-Grandense de Criadores (Anorc) para os produtores rurais, na 54ª Festa do Boi, na tarde desta sexta-feira (14).

14-10-festa-do-boi-foto-rayane-mainara-6

“Esse projeto vai permitir que os nossos produtores possam competir com os grandes produtores rurais do Brasil”, explicou Robinson Faria. O projeto vai ajudar diretamente os produtores de carne, frango, leite, pescado, mel e ovos, que atualmente estão submetidos às regras sanitárias federais, que são dissociadas da realidade local e criadas para agropecuaristas.

Ler mais

Redução da gasolina favorece o combate à inflação, diz Meirelles

Redução da gasolina favorece o combate à inflação, diz Meirelles

201610141416329544

Ministro elogia autonomia da estatal para decidir política de preço

POR MARTHA BECK – O GLOBO

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou, nesta sexta-feira, que a decisão da Petrobras de reduzir os preços da gasolina e do diesel é favorável do ponto de vista da inflação. Ele elogiou ainda o fato de a estatal ter autonomia para fixar esses valores sem influência do Executivo.

— É uma grande mudança que os preços de gasolina e do diesel deixaram de ser definidos pelo Executivo tendo em vista outros objetivo de política econômica. O importante é que agora a Petrobras fixa seus preços — disse ele, alfinetando a gestão da Petrobras no governo da ex-presidente Dilma Rousseff, quando o Palácio do Planalto intervinha na fixação dos preços da estatal.

— Neste caso, a decisão (da Petrobras) é favorável do ponto de vista da inflação — disse Meirelles.

O ministro afirmou ainda que a atual política de gestão da Petrobras respeita a realidade do país e seus acionistas:

— Uma das características mais importantes dessa política econômica é respeitar a realidade. Ela tem que seguir a política de uma empresa que tem responsabilidade com seus acionistas e com o país no sentido de ser viável e de cumprir suas obrigações.

Sete deputados do RN votam a favor da PEC 241, mas estudo da Câmara prevê perda de R$ 24 bilhões anuais para educação

De um total de oito, sete deputados federais da bancada do Rio Grande do Norte, na Câmara dos Deputados, votaram a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/16, que ainda terá de passar por um segundo turno de votação no plenário da Câmara, o que deve ocorrer no próximo dia 24. A deputada federal Zenaide Maia, do PR, foi a única a votar contra e corre o risco de ser expulsa do partido, por desobediência a orientação partidária.

Cerca de R$ 24 bilhões poderão deixar de ser investidos por ano em educação, a partir da vigência da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, de acordo com a Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira (Conof) da Câmara dos Deputados. A estimativa, a qual a Agência Brasil teve acesso, está em fase final de elaboração na Casa.

O número – R$ 24 bilhões – considera os orçamentos destinados à Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) e ao Ministério da Educação (MEC). Atualmente, a União deve investir pelo menos 18% dos impostos em educação. Com a PEC, essa obrigatoriedade cai e o mínimo que deve ser investido passa a ser, a partir de 2018, o valor do ano anterior corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Procurado para responder a respeito do tema, o ministro da Educação, Mendonça Filho, diz, por meio de nota, que o estudo da Câmara parte de pressupostos equivocados, porque leva em consideração a manutenção do quadro econômico atual, “que é muito ruim, mas poderá ficar ainda pior se não houver equilíbrio das contas públicas”.

Ler mais

PR prepara expulsão de Clarissa Garotinho e Zenaide Maia, por voto contra PEC do Teto

PR prepara expulsão de Clarissa Garotinho e Zenaide Maia, por voto contra PEC do Teto

zenaide_casa

Deputada Zenaide Maia votou contra a orientação partidária e o PR vai abrir processo disciplinar que pode expulsá-la do partido

As deputadas Clarissa Garotinho (RJ) e Zenaide Maia (RN), vão responder processo de expulsão do PR, por elas terem votado contra a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que congela os gastos federais, segundo matéria publicada pela Folha de São Paulo.

O partido havia “fechado questão” a favor da medida, que é a prioridade legislativa número um do governo de Michel Temer.

16285113

A deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ), que pode ser expulsa por votar contra o congelamento dos gastos

Além de Clarissa, votou contra a orientação partidária a deputada Zenaide Maia (RN). O deputado Silas Freire (PI) se absteve.

Os integrantes da cúpula do PR disseram que contra esses dois também serão abertos processos disciplinares, mas que o caso de Clarissa seria mais “grave” porque ela foi à tribuna da Câmara defender o voto contra a medida.

A deputada disse que só vai se manifestar quando for notificada pelo partido.

Resolução aprovada pelo PR na quarta-feira (5), afirmava que o partido consideraria “infidelidade partidária” a desobediência à decisão da legenda, “acarretando ao parlamentar a instauração de procedimento ético-disciplinar perante ao Conselho de Ética.”

Além do PR, PMDB, PSDB e PSD adotaram posicionamentos semelhantes sobre o tema.

Robinson recebe diretoria do ABC para tratar do reforço da segurança no jogo de domingo

Robinson recebe diretoria do ABC para tratar do reforço da segurança no jogo de domingo

reabc_rayane-mainara

O governador Robinson Faria recebeu nesta sexta-feira (14) a diretoria do ABC Futebol Clube para tratar do reforço da segurança para o primeiro jogo da semifinal da série C do Campeonato Brasileiro que acontece domingo (19), no estádio Maria Lamas Farache (Frasqueirão), na Rota do Sol em Natal.

A reunião contou com a participação do subcomandante da Polícia Militar, Coronel Sairo e com o comandante do policiamento metropolitano, coronel Jair Junior. Pelo ABC participaram o presidente Judas Tadeu, o vice-presidente, Rodrigo Salustino, o vice-presidente social, Cláudio Porpino e o presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Vasconcelos.

“O Governo do Estado, através da Polícia Militar, está tomando todas as medidas para garantir a segurança, de forma que o torcedor possa comparecer ao estádio e incentivar o seu time”, afirmou Robinson Faria. Neste domingo o ABC enfrenta o Guarani, da cidade de Campinas (SP), às 20:00 hs. A lotação do estádio é de 15.082 torcedores.

George Soares aciona deputados na Assémbleia contra nomeação de Ivan Júnior para secretaria no governo Robinson

728x90George Soares aciona deputados na Assémbleia contra nomeação de Ivan Júnior para secretaria no governo Robinson

1435-ivan

Deputado do PR está se achando e começa a fazer movimento na Assembléia para impedir o governador de chamar Ivan Júnior para uma secretaria

Depois de ressuscitar a carcomida oligarquia dos Soares/Montenegro, com a vitória do filhote do velho Jacaré, o prefeito eleito Gustavo Soares – o deputado estadual do PR, George Soares, assim como seu pai e ex-prefeito, Ronaldo Soares, não aplacaram a sede de vingança que nutrem nas suas almas cheias de ódio contra o atual prefeito do Assú, Ivan Júnior, já que o pleito municipal não teve o sabor de revanche da derrota vergonhosa que o deputado sofreu na campanha eleitoral de 2012 por mais de 10 mil votos.

Apesar de dizer que o Assú e o Vale tem potencial eleitoral para eleger dois deputados estaduais, assim como foi na época de Olavo Montenegro e de seu avó, Edgard Montenegro; do seu pai Ronaldo Soares e do médico Arnóbio Abreu, entre outro exemplos – George Soares, agora está tremendo de medo de ter novamente, o prefeito Ivan Júnior, como seu principal adversário numa disputa por uma cadeira na Assembléia Legislativa do RN.

Frustrado com a lembrança da vergonhosa derrota que o fez chorar inclusive até no discurso de agradecimento da vitória seu irmão, quando falou das eleições de 2012, George Soares começa a acionar os deputados na Assembléia para implorar aos parlamentares com o objetivo de impedir que o governador Robinson Faria, convoque o seu rival Ivan Júnior, a partir de janeiro de 2017 para assumir uma secretaria no Governo do Estado.

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 3,2%

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 3,2%

gasolina

A Petrobras anunciou hoje (14) a redução do preço da gasolina em 3,2% em suas refinarias, a partir da zero hora de amanhã (15). Também haverá redução de 2,7% no preço do diesel. Os reajustes são reflexo de uma nova política de preços aprovada ontem (13) pela empresa.

A redução é para o combustível vendido no atacado para postos de gasolina. O impacto dessas reduções no bolso do consumidor dependerá das estratégias de cada posto. Mas, se o repasse da redução no preço na refinaria for feito integralmente para o preço ao consumidor, as reduções serão de 1,4% na gasolina e 1,8% no diesel.

A nova política terá preço de paridade internacional (PPI), margem para remuneração de riscos inerentes à operação e nível de participação no mercado. A empresa estabeleceu, entre outras coisas, que nunca terá preços abaixo da paridade internacional. A política de preço de paridade internacional (PPI) inclui os custos com frete de navios, custos internos de transportes e taxas portuárias.

Os preços serão revistos pelo menos uma vez por mês. Eles podem ser reduzidos, aumentados ou mantidos.

Fonte: Agência Brasil

Tribunal de Justiça do RN determina sequestro de mais de R$ 1 milhão de verbas de Paraú e Pendências, no Vale do Açu

Tribunal de Justiça do RN determina sequestro de mais de R$ 1 milhão de verbas de Paraú e Pendências, no Vale do Açu

antonio-de-narciso

O prefeito reeleito de Paraú, Antônio de Narcísio, do PSD, que mal teve tempo de comemorar a vitória, amanheceu o dia hoje, com muita dor de cabeça, depois de tomar conhecimento da decisão do Tribunal de Justiça do RN que determinou o bloqueio e sequestro de R$ 616 mil da conta bancária do município, por falta de pagamento de precatórios.

A determinação do presidente e desembargador Cláudio Santos atinge também o município de Pendências administrado pelo prefeito Ivan Padilha, do PMDB, que teve valores sequestrados no valor de R$ 463.684,90. Entre os dois municípios do Vale do Açu, a Justiça sequestrou um montante de R$ 1.079684,90.

O dia para o atual prefeito da Serra do Mel, Fabio Bezerra De Oliveira, do PMDB, que perdeu a disputa para a reeleição, não começou muito bem. O Tribunal de Justiça determinou o sequestro de R$ 201.953,57 da conta do município por atraso no repasse dos valores para pagamentos de precatórios por esse ente devedor.

Os valores a serem sequestrados de nove municípios somam R$ 2 milhões. A maior dívida é do Município de Paraú (R$ 616 mil) enquanto a menor é a do Município de Lagoa de Velhos (R$ 5 mil).

Ler mais

TCE utilizará protesto em cartório para cobrança de multas expedidas pela Corte de Contas

TCE utilizará protesto em cartório para cobrança de multas expedidas pela Corte

editaad

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) firmou termo de cooperação nesta quinta-feira (13) com o Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil, seção do Rio Grande do Norte, para o uso do protesto em cartório na cobrança de multas expedidas pela Corte de Contas. O intuito é otimizar a cobrança dos valores relativos a multas.

O presidente do TCE, conselheiro Carlos Thompson Fernandes, afirmou que a assinatura significa um momento histórico para o Tribunal. “Esse é um momento histórico. Teremos uma nova forma de recuperar esses créditos, mais eficaz e com um índice de recuperação mais alto”, disse. Estiveram presentes o vice-presidente da seção potiguar do Instituto de Estudos de Protestos, Júlio Nascimento, o consultor-geral do TCE, Peter John Arrowsmith Cook Junior, e o secretário de controle externo, Anderson Brito.

Com o termo de cooperação, o TCE/RN irá utilizar o sistema oferecido pelo Instituto de Estudos de Protestos para fazer chegar as decisões relativas à cobrança de multas aos cartórios de protesto de todo o Estado. A possibilidade utilizar uma ferramenta eletrônica exclui qualquer dificuldade operacional no repasse das informações necessárias aos cartórios. Não há custos adicionais para o Tribunal de Contas.

A utilização do protesto em cartório como forma de dar mais efetividade à cobrança de multas determinadas pelo Tribunal de Contas segue modelo já testado, com sucesso, em outros órgãos no Brasil, como a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Outros Tribunais de Contas, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, também fazem uso do recurso.

Ler mais

Walter Alves gasta quase R$ 4,5 milhões com salários de 12 apadrinhados e verba indenizatória

Walter Alves gasta quase R$ 4,5 milhões com salários de 12 apadrinhados e verba indenizatória

walter-no-plenio

Farra com pagamento de salários de Walter Alves, 12 secretários e verba indenizatória é de quase R$ 4,5 milhões para os cofres públicos

O deputado federal do PMDB Walter Alves emprega um total de 12 secretários parlamentar no seu gabinete em Brasília na Câmara dos Deputados e o gasto com o salário dele e dos 12 auxiliares, custa aos cofres do poder público, a soma milionária de R$ 155.355,97 mensais.

No total de 12 meses, o gasto com o pagamento de salários, auxílios e vantagem indenizatórias para seus apadrinhados lotados no gabinete, é de R$ 1.864.271,64, o que significa que o mandato do filho do senador Garibaldi Alves Filho, vai torrar durante dois anos, a quantia de R$ 3.728.543,28.

De acordo com levantamento do Blog do VT, no Portal da Transparência,  Walter Alves, gastou uma fortuna de R$ 741.892,62 com verba indenizatória no período de quase dois anos. Somada essa gastança, com as despesas com salários dele e dos 12 secretários, a farra chega a milionária quantia de R$ 4.470.525,90. 

O deputado Walter Pereira Alves  recebe salário mensal de R$ 33.763,00. Entre os 12 secretários, LUCIANA KARENYNE XAVIER DANTAS SIMONETTI recebeu em agosto R$ 24.298,44 de vantagem indenizatória.

Já seu secretário particular SAINTCLAIR CÂMARA DOS SANTOS LINHARES, embolsou um total de R$ 19.745,29 de vantagem indenizatória em setembro. Veja abaixo quanto recebeu em setembro os outros secretários do peemedebista da bancada potiguar:

VANESSA SILVA ALVES – R$ 14.893,63 mensais.

MARIA JOSÉ DE OLIVEIRA SOUZA – R$ 14.314,90 mensais.

GLEYDSON MACEDO – R$ 12.047,85 mensais.

KARIGE THAYRA FERNANDES DANTAS – R$ 12.047,85 mensais.

ANTONIO ALMIR DA COSTA JUNIOR – R$ 8.123,44 mensais.

PAULO JOSE RODRIGUES DA SILVA – R$ 5.032,45 mensais.

ANTONIO DE JESUS ANDRADE – R$ 4.385,68 mensais.

JOSÉ BATISTA DE SOUSA JÚNIOR – R$ 2.636,04 mensais.

ANTONIO CHAVES DE OLIVEIRA – R$ 2.139,45 mensais.

LUCAS CAMELO DEPOLLO – R$ 1.927,95 mensais.

Lula tem derrota em processo e juiz rechaça absolvição sumária

Lula tem derrota em processo e juiz rechaça absolvição sumária

16259495

Lula no primeiro pronunciamento após ser denunciado pela Operação Lava Jato

RUBENS VALENTE – Folha de São Paulo

Na primeira derrota no decorrer de ação penal aberta pela Justiça Federal de Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve rechaçado seu pedido de absolvição sumária feito no processo que apura suposta tentativa de impedir um acordo de delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no decorrer da Operação Lava Jato.

O juiz responsável pelo caso escreveu que há indícios, “pelo menos em princípio”, de que Lula “tinha interesse em calar Cerveró” e que a ação penal poderá “clarificar” esse ponto da acusação.

Duas ações penais tramitam contra Lula na 10ª Vara Federal de Brasília: uma que trata do caso Cerveró e outra, aberta nesta quinta-feira (13), que apura suposta corrupção nos pagamentos da empreiteira Odebrecht a um parente de Lula, Taiguara Rodrigues.

Ler mais