Despesas do Judiciário custaram R$ 79,2 bilhões, 1,3% do PIB em 2015

728x90Despesas do Judiciário custaram R$ 79,2 bilhões, 1,3% do PIB em 2015

jstf

Cada cidadão pagou no ano passado R$ 387,56 para garantir o funcionamento do serviço de Justiça

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou nesta segunda-feira (17) um estudo cujos dados mostram que as despesas totais do Judiciário brasileiro foram de R$ 79,2 bilhões em 2015. O valor representa 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas pelo Brasil. O estudo apontou ainda o tempo de tramitação dos processos. – Na fase de execução, a média registrada foi de nove anos.

Segundo o levantamento, cada cidadão pagou no ano passado R$ 387,56 para garantir o funcionamento do serviço de Justiça.

Os valores fazem parte da pesquisa Justiça em Números, divulgada anualmente pelo conselho e que analisa a situação da Justiça Estadual, Federal, Eleitoral, Militar, Trabalhista e dos tribunais superiores. Os dados não citam o Supremo Tribunal Federal (STF), órgão acima do CNJ na hierarquia do Judiciário.

De acordo com a pesquisa, os gastos com recursos humanos consomem 89% das despesas, que incluem salários de juízes, servidores, empregos de funcionários terceirizados, além de auxílios, diárias e passagens. Segundo o CNJ, 56% das despesas totais retornam aos cofres públicos por meio do pagamento de custas processuais.

Ler mais

Deputado José Adécio viaja á Brasília na companhia de 19 prefeitos e prefeitas, eleitos com seu apoio

Deputado José Adécio viaja á Brasília na companhia de 19 prefeitos e prefeitas, eleitos com seu apoio

1-grossos-mauricinho

EM GROSSOS COM O PREFEITO MAURICINHO / EM MONTANHAS COM O PREFEITO MANOEL GUSTAVO

Acompanhado de 19 dos 21 prefeitos e prefeitas, eleitos com o seu apoio, para conversar com os Senadores do Estado e Deputados Federais, e visitar ministérios, para viabilizar projetos que possibilitem aos futuros governantes a solucionar problemas reclamados pelos seus munÍcipes, apenas a prefeita Lúcia de Triunfo Potiguar e a prefeita Sandra de Fernando Pedroza, não viajaram, mas autorizaram o Deputado a falar em seus nomes.

3-varzea

EM VARZEA COM O PREFEITO PEDRO SALES / COM A PREFEITA MÁRCIA DE FLORÂNIA

5-pedro-avelino

COM A PREFEITA DE PEDRO AVELINO, NEIDE SUELY / COM O PREFEITO DE TOUROS, ASSIS DO HOSPITAL

7-campo-grande

COM O PREFEITO DE CAMPO GRANDE, MANOEL VERAS / COM O PREFEITO DE MONTE DAS GAMELEIRAS, JAILTON

pendencias

COM O PREFEITO DE PENDÊNCIAS FERNANDINHO / COM O PREFEITO DE ANGICOS SUB JUDICE DR. RONALDO

10-boa-sade-maria-edice

COM A PREFEITA DE BOA SAÚDE MARIA EDICE / COM A PREFEITA DE FERNANDO PEDROZA SANDRA

ipangua

COM O PREFEITO DE IPANGUAÇÚ VALDEREDO / COM O PREFEITO DE RIO DO FOGO LAERTE PAIVA

9-jmara-mauri

COM O PREFEITO DE JOÃO CÂMARA, MAURICIO CAETANO / COM O PREFEITO DE CAIÇARA DO NORTE, AMARILDINHO

Assecom: Rafael Maia

Prefeito Ivan Júnior diz que “Patrício Júnior não perdeu, quem perdeu foi o povo do Assú”

Prefeito Ivan Júnior diz que “Patricio Júnior não perdeu, quem perdeu foi o povo do Assú”

photo_2016-10-17_16-24-49

Ivan Júnior afirmou que vai fazer uma oposição sem raiva e sem ódio, além de dizer que ele e a sua esposa e médica, Vanessa, vão continuar trabalhando por Assú

Com calma e tranquilidade, o prefeito Ivan Júnior, depois de agradecer a população do Assú pela votação obtida pelo candidato derrotado Patrício Júnior, do PSD, como também pela vitória dos nove vereadores eleitos do atual sistema governista, afirmou ontem durante entrevista ao programa Momento, da Rádio Princesa, “que Patrício não perdeu, quem perdeu foi o Assú por ter escolhido Gustavo Soares, filho do ex-prefeito Ronaldo Soares”.

Ivan Júnior falou também da sua invencibilidade nas duas eleições que disputou contra a ex-secretária Fátima Moraes e o deputado George Soares, derrotando os dois na disputa pela Prefeitura do Assú em 2008 e 2012. Apesar de ser alvo do ódio e da revolta da oligarquia Soares, Ivan aproveitou para dizer que vai fazer uma oposição sem raiva e sem ódio, além de desejar boa sorte ao prefeito eleito.

Na sua fala, Ivan Júnior não descartou a possibilidade de disputar uma cadeira de deputado estadual nas eleições de 2018, até porque a hora agora é de continuar trabalhando a favor do Assú, como sempre fez ele e sua esposa, a médica Vanessa.

Lisonjeado com os comentários dos ouvintes do programa Momento de que daqui a 40 anos, o Assú não terá um prefeito igual a ele, Ivan Júnior disse que ficava feliz com o reconhecimento do seu trabalho prestado e torcia para Gustavo Soares ou qualquer outra que for eleita no futuro, pudesse fazer uma excelente administração e superá-lo.

Para Ivan Júnior, Patrício fez uma campanha com os pés no chão e focado na realidade econômica do país, já Gustavo Soares, fez muitas promessas de emprego e de outras naturezas, mas disse esperar que Gustavo possa cumprir todos os compromissos assumidos com o povo nas ruas e em praça pública.

Gustavo Soares deixa de fora o ex-prefeito Zé Maria, mas chama a mãe para a equipe de transição de governo

Gustavo Soares deixa de fora seu primo e ex-prefeito, mas chama a mãe para a equipe de transição de governo

dsc_0870-zm

O experiente político e ex-prefeito José Maria, que governou a cidade por duas vezes, e conhece a administração pública como poucos em Assú, ficou de fora da equipe de transição 

O prefeito eleito, Gustavo Montenegro Soares (PR), não gostou muito da interferência do seu irmão e deputado George Soares, sobre a formação da equipe de transição de governo e mandou entregar ao prefeito Ivan Júnior, a relação dos nomes.

Comenta-se nos bastidores que o velho Jacaré e ex-prefeito Ronaldo Soares, também não gostou da postura de George Soares. Para provar que não precisa do seu irmão como babá, Gustavo comandará pessoalmente a equipe de transição, demonstrando assim que o Assú, tem prefeito de fato e de direito eleito.

Portanto, não haverá espaço para o irmão e clone de prefeito do Assú, George Soares. No entanto, o filhote do Jacaré chamou a sua mãe e ex-secretária Rizza Montenegro e que terá ainda como membros, a vice­-prefeita eleita, Sandra Alves, os ronaldistas de carteirinha, Sande Martins, Nuilson Pinto de Medeiros, Lúcio Flávio e Clebson Corsino, entre outros sem maior importância.

Governo do RN vai recorrer contra decisão para fechar Ceasa em Natal

Governo do RN vai recorrer contra decisão para fechar Ceasa em Natal

ceasa

Ceasa possui nove áreas de mercado permanente, divididos em 188 boxes (Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução)

A juíza da 19ª Vara Cível em Natal, Andréa Régia Leite Holanda Macedo Heronildes, que acatou Ação Civil Pública movida pela promotora de Justiça e Defesa do Meio Ambiente Gilka da Mata Dias, concedeu prazo de 72 horas para comerciantes da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa), desocupem o prédio.

Na decisão da magistrada, a Polícia Militar foi autorizada a fazer uso da força, além de multa diária no valor de R$ 10 mil em desfavor do seu diretor-presidente em caso de descumprimento.

O procurador-geral do Estado (PGE), Francisco Wilkie, anunciou que Governo do Rio Grande do Norte vai recorrer contra a decisão que determinou o fechamento da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa), em Natal.
“Vamos recorrer dessa decisão. A Ceasa representa um enorme contigente econômico e social para o Rio Grande do Norte”, disse Wilkie.

George Soares começa com chororó e bota culpa no prefeito do Assú Ivan Júnior

George Soares começa com chororó e bota culpa no prefeito do Assú Ivan Júnior

dsc_0965-george-e-gustavo

Deputado e prefeito de fato sem ser eleito, George Soares, virou ‘babá’ de prefeito eleito, Gustavo Soares

Depois de fazer promessas mirabolantes, durante a campanha eleitoral, alegando que a Prefeitura do Assú, tinha muito dinheiro para fazer do Assú um oásis de prosperidade, de geração de empregos e de desenvolvimento, o prefeito de fato e deputado George Soares, que fala pelo prefeito de direito eleito, Gustavo Soares, começa fazendo chororó e já desenha um quadro de dificuldades na futura administração a partir de 2017.

No sábado passado, o prefeito de fato sem ser eleito, George Soares, denunciou que a Prefeitura do Assú está no Cauc, incluída na lista de entes públicos inadimplentes por causa de prestação de contas do convênio celebrado entre a Secretaria Nacional de Defesa Civil – SEDEC, do Ministério da Integração com o município do Assú. VEJA AQUI

Na avaliação da ‘babá’ do prefeito eleito Gustavo Soares, durante o programa Registrando na Nova 89 FM, o deputado George Soares, do PR, afirmou que a inclusão da Prefeitura do Assú na relação do Cauc, trava todos os convênios com o governo federal.

Troca no comando do PT ameaça rachar o partido

728x90Troca no comando do PT ameaça rachar o partido

racha-pt

Crise na legenda ficou exposta na sexta-feira (14), quando o Muda PT, grupo que reúne as cinco maiores correntes de esquerda do partido, divulgou um documento no qual anuncia a realização de uma série de plenárias em algumas das principais cidades do País

Sem acordo com a ala majoritária sobre a forma de escolha da nova direção e, principalmente, sobre o rumo que o PT deve seguir para tentar uma reconstrução, dirigentes da esquerda petista já admitem um racha no partido.
A crise na legenda ficou exposta na sexta-feira (14), quando o Muda PT, grupo que reúne as cinco maiores correntes de esquerda do partido, divulgou um documento no qual anuncia a realização de uma série de plenárias em algumas das principais cidades do País.

O objetivo dos encontros é mobilizar militantes descontentes com o rumo do partido para pressionar a corrente majoritária, Construindo um Novo Brasil (CNB), a não adiar para 2017 a renovação da direção petista.

A primeira plenária será nesta segunda-feira, 17, em Brasília, e a segunda no dia 27, em Porto Alegre. Na pauta do Muda PT estão o início, ainda neste ano, dos debates para um congresso nacional que teria plenos poderes para decidir, por meio do voto de delegados, a nova direção, mudanças no programa partidário e a adoção de padrões de conduta ética para todos os filiados.

A CNB tenta protelar a data do congresso para abril do ano que vem e defende a escolha da nova direção por meio de um Processo de Eleições Diretas (PED), conforme determina o estatuto do PT. Em resposta ao Muda PT, a CNB divulgou um texto no sábado, 15, no qual reitera a defesa da manutenção do PED.

Ler mais

George Soares fala como prefeito de fato e Gustavo, o prefeito do Assú de direito, fica calado

Deputado George Soares começa ofuscar atribuições gerenciais do prefeito eleito Gustavo Soares

george-e-gustavo

George Soares chafurda e dá pitaco no ar como administrar o Assú a Gustavo Soares. O filhote do Jacaré eleito prefeito tem se esquivado de dar entrevista, deixando de cumprir com o seu papel de informar o que pretende fazer

O povo do Assú elegeu Gustavo Soares, prefeito de direito da cidade, para administrar o município a partir de janeiro de 2017, mas o seu irmão e deputado estadual George Soares, frustrado por ter sido derrotado vergonhosamente em 2012, agora virou o prefeito de fato e age na prática como se a Prefeitura do Assú fosse uma extensão do seu gabinete da Assembléia Legislativa.

Na entrevista ao programa Registrando na Nova 89 FM, no sábado passado, George Soares fala como se tivesse delegação oficial do irmão, para tratar dos assuntos administrativos municipais em nome do prefeito eleito Gustavo Soares, ofuscando a identidade pessoal e as atribuições gerenciais do futuro gestor, que certamente sabe falar, anunciar as medidas a serem tomadas e administrar o município. 

Cabe de direito a Gustavo Soares, prefeito eleito, anunciar como conduzirá o processo de transição, mas George Soares, como prefeito de fato, já se antecipou usurpando as prerrogativas do irmão que tem fugido das suas responsabilidades de escolhido pelo povo para falar da formação da equipe de transição que deverá coletar informações contábeis e administrativas do atual governo.

Depois de se exceder com sua super proteção e como colaborador da futura administração do irmão, o deputado George Soares, afirmou que a partir de janeiro, vai se dedicar exclusivamente as ações do seu mandato na Assembléia e que deixará a cargo de Gustavo Soares e Sandra Alves, a tarefa de administrar o município e que só dará pitaco se for convocado, porque vai estar muito ocupado.

Comenta-se nos bastidores que o povo elegeu Gustavo mas quem vai governar a cidade é George e o seu pai, Ronaldo Soares. No momento, George é quem fala como prefeito de fato, já que o prefeito de direito, adota o silêncio e parece não querer conversa com o povo.

Beneficiário do Bolsa Família doou R$ 75 milhões nas eleições, diz relatório do TCU

Beneficiário do Bolsa Família doou R$ 75 milhões nas eleições, diz relatório do TCU

tse

Dados do Tribunal de Contas da União enviados ao Tribunal Superior Eleitoral apontam ‘indícios de irregularidades’ em doações que somam R$ 1,4 bilhão; casos sob suspeita chegam a 260 mil em todo o País

Fausto Macedo e Julia Affonso – O Estado de São Paulo

O sexto batimento de informações do Tribunal de Contas da União (TCU) relativo às eleições municipais 2016, entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revela um aumento acentuado do quadro de possíveis irregularidades nas receitas e despesas de campanhas para prefeito e vereador em todo o País.

As informações foram publicadas no site do TSE.

O cruzamento de dados indica suspeitas sobre um volume total de R$ 1,41 bilhão, ou seja, mais da metade do montante arrecadado por candidatos e partidos, que chegou a R$ 2,227 bilhões.

O TSE informou que o último relatório do Tribunal de Contas da União apontou, entre os indícios de irregularidades mais relevantes de despesas declaradas à Justiça Eleitoral, o caso de uma agência de publicidade com apenas dois funcionários contratada para campanha no valor de R$ 219 mil.

Em outro caso, uma empresa de produções cujo sócio é beneficiário do Bolsa Família prestou serviço no valor de R$ 3,57 milhões.

Dos indícios de irregularidades envolvendo doações às campanhas, ainda segundo o site do TSE, há o de uma pessoa física que recebe Bolsa Família e fez doação no valor de R$ 75 milhões.

Ler mais

Banco do Brasil e Caixa já têm juros mais altos que os de bancos privados

Banco do Brasil e Caixa já têm juros mais altos que os de bancos privados

size_810_16_9_bb-caixa

Política adotada pelos governos de Lula e Dilma, com taxas de juros mais baixas, foi deixada para trás e, em algumas linhas de crédito, bancos públicos passaram a cobrar mais caro para fazer frente à crise e aumentar a rentabilidade

Fernando Nakagawa – O Estado de São Paulo

Bancos públicos foram na contramão da concorrência e ajustaram gradualmente o juro cobrado dos clientes nos últimos meses. O movimento foi suficiente para mudar radicalmente o ranking do crédito do Banco Central. Se no passado recente Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal operavam os juros mais baixos, agora as duas instituições já cobram algumas das maiores taxas. Entre os cinco grandes, o BB tem o maior juro no financiamento de veículos e a Caixa opera o segundo maior no crédito rotativo do cartão de crédito.

Após o estouro da crise em 2008, bancos estatais foram protagonistas quando os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff incentivaram o consumo via queda de juros. O plano, porém, mudou. No ano passado – ainda no governo Dilma – os dois bancos federais começaram a elevar lentamente os juros em reação à subida da taxa Selic e diante de necessidade de melhorar a estrutura de capital, como revelou o Estado no início do ano.

Com a chegada de Michel Temer ao Palácio do Planalto, o movimento ganhou velocidade. Em maio, o peemedebista indicou Paulo Caffarelli para a presidência do BB e Gilberto Occhi para a Caixa. Sob o novo comando, os dois bancos adotaram o discurso de recompor receitas para recuperar a rentabilidade perdida nos anos de ação mais agressiva. Pouco mais de quatro meses com a nova chefia e as instituições já exibem juros bem próximos dos concorrentes. Às vezes, até maiores.

Ler mais