Matheus do Frutilândia faz campanha para ajudar crianças carentes da Pastoral da Missa Infantil

Matheus do Frutilândia faz campanha para ajudar crianças carentes da Pastoral da Missa Infantil  

14589928_1751894921737209_6206511238278206454_o

O vereador eleito pelo PSD Francisco Matheus Cunha Dantas, mais conhecido por Matheus do Frutilândia que obteve 1.318 votos nas urnas, é outro que teve sua prestação de contas aprovada pela juíza Eleitoral da 29ª ZE, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas. O filho do saudoso ex-vereador Toinho do Frutilândia, já falecido e com relevantes serviços a comunidade, conseguiu reconquistar a cadeira que foi ocupada por seu genitor para representar o povo no legislativo assuense.

Matheus do Frutilândia não demonstra ganancia ou ambição para ser presidente da Câmara de Vereadores e tem defendido a união do grupo governista de nove vereadores eleitos para que o nome do futuro mandatário da Câmara, seja escolhido entre seu pares. O maior desejo de Matheus é honrar os compromissos assumidos com o povo em praça pública e seguir os passos do seu pai inmemorian como homem público.

Na sua página no Facebook, Matheus está engajado numa campanha chamada “PMI solidária” da Pastoral da Missa Infantil da Igreja matriz de São João Batista, para arrecadar alimentos, brinquedos e roupas para crianças carentes até o dia 10 de dezembro, para com a contribuição ajudar a fazer um Natal mais feliz para essas crianças.

Jucá diz que ‘emenda Cláudia Cruz’ na repatriação é responsabilidade do PT

Jucá diz que ‘emenda Cláudia Cruz’ na repatriação é responsabilidade do PT

eduardo_cunha_e_claudia_cruz_crop

Líder do governo negou ter feito qualquer manobra para permitir que parentes de políticos possam participar da nova fase da repatriação

Isabela Bonfim,O Estado de S.Paulo

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-AL), negou que tenha feito qualquer manobra para permitir que parentes de políticos possam participar da nova fase de repatriação. O senador responsabilizou a oposição, que foi autora do destaque que retirou artigos do texto e criticou que, agora, parentes poderão repatriar sem qualquer contrapartida.

“A emenda ‘Cláudia Cruz’ é responsabilidade do PT e do PCdoB. Na minha versão do texto, havia contrapartida para que parentes só repatriassem se pudessem comprovar que a origem de seus recursos é separada do político. Agora ficou muito pior, qualquer um vai poder repatriar, inclusive a Cláudia Cruz”, afirmou. Ontem, o senador foi acusado pela oposição de ter feito uma manobra e quebrado o acordo que proibiria parentes de participar do programa.

Apesar da polêmica gerada, o senador continua a defender a participação de parentes no programa e alega que proibi-los, além de inconstitucional, é um erro do ponto de vista da arrecadação de recursos. Jucá argumenta que seu parecer não citava apenas a participação de “parentes de políticos”, mas de “parentes de agentes públicos” em nível federal, estadual e municipal nos três Poderes.

Ler mais

Calero não gravou pressão feita por Temer por solução para obra no caso Geddel

Calero não gravou pressão feita por Temer por solução para obra no caso Geddel

alexandre-e-temer

Ex-chefe da Cultura não tem áudio comprometedor do presidente; mas há gravações de conversas com autoridades do governo

O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero não gravou a conversa em que o presidente Michel Temer, segundo ele, pressionou-o para que encontrasse uma solução para o prédio embargado em Salvador pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em que o ex-secretário de Governo da Presidência Geddel Vieira Lima tem um apartamento.

Segundo a Folha apurou, Calero não tem em seu poder nenhum áudio comprometedor de Temer. Mas há gravações feitas por ele de conversas com autoridades do governo federal.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse nesta sexta-feira (25) que a Polícia Federal vai apurar a informação que tem circulado de que Calero gravou conversas. Inclusive, segundo Moraes, serão investigados os boatos de áudio com a voz de Temer.

“Os boatos sobre a gravação, se há ou não gravação, isso vai ser apurado para verificar em que condições foram feitas”, disse Moraes, sem detalhar o que seria feito. “Não vou responder nada sobre isso”, afirmou.

Nesta sexta, Calero divulgou nota negando ter pedido uma audiência com Temer para gravar a conversa.

Ler mais

Vereador do Solidariedade que comandou rompimento com Ivan pode ter chance para presidente da Câmara de Assú

Vereador reeleito Tê que comandou rompimento com Ivan pode ter chance para presidente da Câmara

te-e-kelps

SOLIDARIEDADE pode conquistar presidência da Câmara de Assú

No jogo da eleição para presidente da Câmara de Vereadores, não tem nada definido entre os atuais 15 vereadores eleitos e qualquer um pode ser o vencedor até o final de dezembro. O vereador reeleito do Solidariedade, Francisco de Assis Souto, o Tê, que teve sua prestação de contas aprovada pela juíza Eleitoral da 29ª ZE, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, pode ter chance nessa disputa.

A queda de braço entre os vereadores do PR Wedson Nazareno e João Wálace que querem conquistar agora a presidência da Casa, abre espaço para que seja indicado  um candidato de consenso da oposição apontado pelo prefeito eleito Gustavo Soares, para acabar com a briga e o vereador Tê que teve papel muito importante antes da campanha na articulação do rompimento político dos setes vereadores governistas  e outras lideranças com o atual prefeito Ivan Júnior, pode ser recompensado com a escolha do nome dele para presidente do legislativo.

Além de hábil negociador, o vereador Tê conta com o apoio do vereador também reeleito João Paulo que juntos foram as primeiras vozes a manifestar insatisfação contra o atual governo. Os dois vereadores do Solidariedade, juntos obtiveram 2.272 votos nas urnas, o que garante a legenda uma força política significativa para a administração do prefeito eleito Gustavo Soares como bancada de sustentação na Câmara para a aprovação de projetos e leis de autoria do futuro gestor.

Temer perde o sexto ministro em seis meses no cargo

Temer perde o sexto ministro em seis meses no cargo

Com pouco mais de seis meses no cargo, o presidente Michel Temer já perdeu seis ministros da equipe que assumiu a Esplanada, em maio.

Geddel Vieira Lima pediu demissão nesta sexta-feira (25) da Secretaria de Governo. O primeiro a deixar o cargo foi Romero Jucá (Planejamento), apenas 12 dias depois de Temer assumir a Presidência, ainda como interino.

Antes de Geddel e Calero, deixaram o governo Temer em meio polêmicas relacionadas, direta ou indiretamente, à Operação Lava Jato o senador Romero Jucá (PMDB), do Planejamento, e atualmente líder do governo no Senado; Fabiano Silveira, da Transparência; Henrique Alves (PMDB), do Turismo e Fábio Osório, da Advocacia-Geral da União.

Com informações da Folha de São Paulo

Bandeira tarifária da energia elétrica volta a ficar verde em dezembro

Bandeira tarifária da energia elétrica volta a ficar verde em dezembro

conta-contrato

Segundo a Aneel, isso significa que não haverá cobranças extras para o consumidor; a condição hidrológica mais favorável permitiu o desligamento das usinas térmicas mais caras

AGÊNCIA BRASIL

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em dezembro será a verde, o que significa que não haverá cobranças extras para o consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que determinou a volta da bandeira para o patamar verde foi a condição hidrológica mais favorável, o que permitiu o desligamento das usinas térmicas mais caras.

No mês passado, a bandeira adotada foi a amarela, por causa da falta de chuvas, o que fez com que fossem acionadas termelétricas com custo mais alto, para garantir o suprimento de energia para o país.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh. Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh, e de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente.

Ler mais

Maia: ‘Não há motivo para aceitar pedido de impeachment de Temer’

Maia: ‘Não há motivo para aceitar pedido de impeachment de Temer’

rmaiar

“Eu tenho certeza de que se houver a gravação você pode ter certeza que não haverá nenhum tipo de pressão, até porque esse não é o perfil de diálogo do presidente”, disse Maia em entrevista à Rádio CBN

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira (25), em entrevista à Rádio CBN, que não vê motivo para aceitar pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB), após partidos de oposição ao peemedebista afirmarem que irão protocolar tal pleito com base nas acusações feitas pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero.

Calero diz ter sofrido pressão do ministro Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, que hoje pediu demissão, e do próprio Temer para liberação de um empreendimento imobiliário em Salvador embargado pelo patrimônio histórico. “Não posso falar sobre algo que não conheço, mas, pelo que analisei até o momento, não há nenhum motivo para aceitar nenhum pedido de impedimento contra o presidente Michel Temer.”

Ler mais

Rafael Motta diz que consegue pagamento de mais R$ 1 milhão em emendas para saúde do RN

Rafael Motta diz que consegue pagamento de mais R$ 1 milhão em emendas para saúde do RN

rafael-motta 

O deputado federal Rafael Motta (PSB) disse que viabilizou esta semana junto ao Governo Federal, o pagamento de mais de R$ 1 milhão em emendas parlamentares para os municípios do Rio Grande do Norte, mas a assessoria do deputado não citou os nomes do municípios contemplados. Os recursos beneficiarão os setores da saúde e de infraestrutura municipal.

Os municípios contemplados com a ação de Rafael Motta estão localizados nas regiões do Agreste, Seridó e Oeste, além da Grande Natal. O montante que soma mais de R$ 1 milhão é destinado, principalmente, a aquisição de equipamentos para a atenção especializada e básica de saúde, e ainda recursos para pavimentação.

“A liberação de recursos para o RN é uma das prioridades do nosso mandato, por isso, estamos sempre nos ministérios solicitando recursos para beneficiar os potiguares no que diz respeito à prestação de serviços públicos”, disse Rafael Motta.

TCE determina que Prefeitura de Pau dos Ferros suspenda convocação de servidores

TCE determina que Prefeitura de Pau dos Ferros suspenda convocação de servidores

maria_adelia

A conselheira Maria Adélia Sales determinou que a Prefeitura de Pau dos Ferros suspenda a convocação de servidores públicos aprovados em concurso até o fim do mandato do atual prefeito, Fabrício Torquato.

A decisão é fruto da constatação de que a Prefeitura de Pau dos Ferros expediu 79 atos de admissão durante o mês de novembro. Contudo é proibido qualquer ato que implique aumento com despesa de pessoal nos 180 dias anteriores ao final de mandato. Todos os atos de admissão, portanto, não terão efeito até o final do mandato de prefeito em vigor.

“No presente caso, constatou-se, a partir da leitura das publicações do Diário Oficial colacionados com a representação, que a Prefeitura Municipal de Pau dos Ferros, após o período pós-eleitoral, vem efetivando de forma contínua e crescente uma sequência de convocações e nomeações de novos servidores efetivos, conduta esta que, a princípio, em sede de juízo de verossimilhança, mostra-se notoriamente desarrazoada”, aponta a decisão da conselheira Maria Adélia Sales.

A Prefeitura de Pau dos Ferros terá 10 dias para comprovar o cumprimento da decisão. Cada possível ato de desobediência teve a multa fixada em R$ 5 mil. O prefeito Fabrício Torquato foi citado para exercer a sua defesa e demonstrar que as nomeações não provocaram aumento da despesa com pessoal.

 

Geddel cai, e Temer avalia novo ministro que não ameace votações no Congresso

Geddel cai, e Temer avalia novo ministro que não ameace votações no Congresso

1633098

Braço direito de presidente pede demissão sob acusação de pressionar colega para liberar construção de imóvel em Salvador

GUSTAVO URIBE e VALDO CRUZ – Folha de São Paulo

O presidente Michel Temer decidiu deixar para a semana que vem o anúncio do substituto de Geddel Vieira Lima no comando da Secretaria de Governo, pasta responsável pela articulação política junto ao Congresso Nacional.

Com receio de que a saída do ministro ameace a pauta governista no Congresso, o peemedebista resolveu antecipar nesta sexta-feira (25) viagem a São Paulo, onde passará o final de semana em conversas com aliados políticos e líderes da base aliada.

Uma das principais preocupações agora é a PEC do teto do gasto público, à espera da votação dos senadores. O sucessor de Geddel terá papel fundamental na negociação da PEC e de reformas importantes no Congresso, entre elas a da Previdência, que deve ser enviada pelo Planalto ainda este ano.

Por isso, Temer busca um nome que garanta uma boa interlocução com os parlamentares.

Ler mais

Campeã de votos, Fabielle demonstra desinteresse, mas é um nome com chance de presidir a Câmara do Assú

Bodegueira do PSB Fabielle demonstra desinteresse mas é um nome com chance de presidir a Câmara do Assú

fabielle

A vereadora eleita do PSB, Fabielle Cristina de Azevedo Bezerra, que obteve nas urnas um total de 1.961 votos e foi a mais votada entre os 15 eleitos para ocupar uma cadeira a partir de 2017 no legislativo assuense, teve sua prestação de contas de campanha eleitoral aprovada pela juíza Eleitoral da 29ª ZE, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas.

Para a novata e estreante no legislativo, Fabielle que tem um apetite voraz e disfarçado pelo poder demonstrado durante a campanha eleitoral, quando quase que toma a vaga de candidato a vice-prefeito do atual presidente da Câmara Breno Lopes na chapa encabeçada pelo candidato derrotado do PSD Patrício Júnior, mas na eleição para presidente da Câmara, ela não tem demonstrado aparente interesse.

Na sua página do Facebook, os eleitores seguidores de Fabielle já a apontam como futura candidata a prefeita do Assu, além de fazerem muitos elogios a vereadora do PSD a quem chamam de guerreira do povo do Assu. Apesar do disfarçado desinteresse pela disputa da Presidência da Câmara, Fabielle é um nome que não pode ser ignorado nesta eleição e principalmente se tiver o apoio do bodegueiro Patrício Júnior para presidente da CMA.

Wedson tem contas aprovadas e Gustavo pode realizar sonho de Ormando Machado

Wedson tem contas aprovadas e Gustavo pode realizar sonho de Ormando Machado

14390792_663948270438852_4474240929429456192_n

Depois de tomar conhecimento da aprovação da prestação de contas da sua campanha eleitoral pela juíza Eleitoral da 29ª ZE, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, o vereador eleito pelo PR, Wedson Nazareno, ficou mais animado com a possibilidade de vencer a eleição para presidente da Câmara de Vereadores do Assú, principalmente, porque as contas do seu colega de partido João Wálace, foram aprovadas com ressalva pela Justiça Eleitoral.

Político de temperamento calmo e equilibrado para exercer a função de Presidente da Mesa Diretora da Casa, Wedson goza da simpatia dos vereadores eleitos do bloco governista e oposicionista, para obter a união entre os colegas nessa disputa que deverá acontecer até final do dia 31 de dezembro. O filho do ex-vereador Ormando Machado, bacurau e aluizista certeirinha, podia ter se filiado ao PMDB, mas ficou no PR com a expectativa de obter o apoio do deputado George Soares pela presidência do legislativo.

O prefeito eleito Gustavo Soares, do PR, pode retribuir a fidelidade e o apoio de Wedson logo agora no primeiro biênio de mandato, trabalhando para ajuda-lo a conquistar a presidência da Casa e realizando assim de imediato o sonho do seu pai Ormando que é de ver seu filho eleito também presidente da Câmara de Assú, como um gesto de gratidão e reconhecimento político.

Paulinho de Marlene tem contas aprovadas mas não demonstra ganância por presidência da Câmara de Assú

Paulinho de Marlene tem contas aprovadas mas não demonstra ganância por presidência da Câmara de Assú

paulinho

O vereador eleito Paulo Sergio da Silva, o Paulinho de Marlene, do Partido Social Democrático – PSD, é um dos novos estreantes com assento na Câmara Municipal do Assú a partir de 2017 que teve sua prestação de contas aprovada pela juíza Eleitoral da 29ª ZE, Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, com parecer favorável do Cartório eleitoral e do Ministério Público Eleitoral.

Na eleição para futuro presidente da Câmara de Vereadores, Paulinho de Marlene, não demonstra ganância e apetite pela presidência do legislativo que depois de eleita, vai comandar mais de R$ 5 milhões durante o biênio 2017/2018 e com o poder da caneta de indicar vários cargos comissionados. Ate agora, Paulinho que teve 1.202 votos nas urnas, tem se mostrado homem de partido e deverá seguir a orientação política do grupo governista.

Procuradoria deve pedir inquérito contra Geddel e estuda incluir Temer

Procuradoria-Geral deve pedir inquérito contra Geddel ao STF

temer-rodrigo-rena-e-gedel

Inclusão de presidente em eventual pedido ao STF depende de análise mais detalhada

LEANDRO COLON e CAMILA MATTOSO – Folha de São Paulo

O depoimento de Marcelo Calero à Polícia Federaldeve levar a Procuradoria-Geral da República (PGR) a pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) uma abertura de inquérito contra o ministro Geddel Vieira Lima.

A inclusão do nome do presidente Michel Temer e do ministro Eliseu Padilha neste pedido ao STF é cogitada na Procuradoria, mas, segundo a Folha apurou, dependerá de análise mais profunda do contexto em que ambos são mencionados sobre atos praticados no exercício de suas funções.

No caso de Geddel, os investigadores já avaliam haver indícios para um inquérito.

Uma investigação permitirá a realização de diligências, a quebra de sigilos, entre outras coisas que aprofundem a busca por informações.

O depoimento de Calero foi enviado pela PF ao STF, que, na tarde desta quinta-feira (24), o remeteu para a PGR.

No despacho ao Supremo, a PF já solicita a abertura de uma investigação contra Geddel, acusado por Calero de pressioná-lo a rever decisão do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional) que impede a construção de um empreendimento imobiliário onde o ministro da Secretaria de Governo adquiriu apartamento.

Em análise preliminar do caso, integrantes da Procuradoria destacam, reservadamente, dois crimes que podem ser alvo de investigação contra o trio Geddel, Temer e Padilha.

Ler mais