Mais de sete da equipe do governo do prefeito do Assú é quase toda ‘bichada’

Mais de sete da equipe do governo do prefeito do Assú é quase toda ‘bichada’

Com mais de R$ 10 milhões depositados na conta da Prefeitura do Assú, o prefeito do Assú, foi ontem ao rádio apenas para chorar feito ‘menino de recado’ do seu pai e ex-prefeito Ronaldo soares e do deputado estadual George Soares sobre a situação calamitosa como encontrou a Prefeitura do Assú.

No programa Panorama do Vale, Gustavo durante sua entrevista, elogiou muito a sua ‘competente equipe’ que tem como réus por crime de improbidade consultores e secretários e anunciou que vai entregar ao Ministério Público, o relatório elaborado por essa equipe suspeita de corrupção e falcatruas no governo do pai dele sobre o caos deixado pelo ex-prefeito Ivan Júnior.

Para se ter uma idéia da qualidade moral do governo do prefeito Gustavo Soares, o Consultor Administrativo da administração da Prefeitura do Assú, Creso Venâncio Dantas, é réu em 64 processos por improbidade administrativa e outros crimes de corrupção. Ele ganha mensalmente R$ 6 mil o que totalizará em 12 meses um montante de R$ 72 mil. Nos quatro anos, Creso vai faturar R$ 288 mil fora as virações.

Agência de classificação de risco diz que Trump representa perigo global

Agência de classificação de risco diz que Trump representa perigo global

A administração do presidente americano Donald Trump representa um risco para a economia internacional e para as dívidas soberanas no mundo, segundo relatório divulgado pela agência de classificação de risco Fitch, nesta sexta-feira (10).

O comunicado da agência afirma que “a previsibilidade das políticas norte-americanas diminuiu com o abandono dos canais internacionais de comunicação” por parte do governo Trump, o que eleva as perspectivas de mudanças inesperadas nas políticas dos Estados Unidos, com potenciais implicações globais.

“Os principais riscos para as dívidas soberanas são a possibilidade de mudanças súbitas nas relações comerciais, a redução no fluxo de capital internacional, as limitações à imigração que impactem as remessas e os confrontos entre dirigentes políticos que contribuam para aumentar ou prolongar a volatilidade da moeda e dos mercados financeiros”, diz o documento da Fitch. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

Prefeito de Apodi contrata É O TCHAN por R$ 150 mil e vai torrar quase meio milhão com o carnaval

Prefeito de Apodi contrata É O TCHAN por R$ 150 mil e vai torrar quase meio milhão com o carnaval

Em plena crise econômica que assola estados e municípios do país inteiro, o prefeito de Apodi, Alan Silveira (PMDB), vai torrar quase meio milhão de reais com o carnaval  na cidade e sem realizar licitação para a contratação das bandas que animarão os foliões no período de 24 à 28 de fevereiro.

No total, a Prefeitura de Apodi vai gastar um montante de R$ 480 mil só com a contratação de bandas e cantores. Só com a contratação da banda É O TCHAN (BAHIA), o prefeito do PMDB gastará R$ 150 mil. JONAS ESTICADO (CEARÁ), vai levar dos cofres da Prefeitura de Apodi  um total de R$ 120 mil e SAIA RODADA (CARAÚBAS/RN), ficará com R$ 50 mil.

Parte da PM volta a patrulhar as ruas de Vitória no Espírito Santo

Parte da PM volta a patrulhar as ruas de Vitória

Agentes que estavam de férias ou folga atendem ao chamado do Comando-Geral

Algumas dezenas de policiais militares atenderam ao chamado do Comando-Geral da PM e se apresentaram para trabalhar nos pontos de Vitória a partir das 16h deste sábado.

Somente policiais que estavam de folga ou de férias, ou seja, não estavam dentro dos batalhões ocupados pelo movimento, voltaram ao trabalho na Praça Oito, Praça do Papa e na rodoviária da capital.

Até o início da tarde, 137 pessoas morreram no estado desde o último sábado, quando teve início a paralisação dos policiais.

A Secretaria estadual de Segurança confirmou que os policiais se apresentaram ao trabalho, mas não informou o número exato de agentes que estão nas ruas. Segundo o órgão, o mesmo movimento acontece em Cachoeiro do Itapemirim, município no sul do estado.

Um capitão da PM ouvido pelo GLOBO na Praça Oito disse que os policiais que se apresentaram são os que acham que a paralisação já deveria ter terminado.

Ministério Público acaba com novos embarques no ‘trem da alegria’ da Prefeitura do Assú

Ministério Público acaba com novos embarques no ‘trem da alegria’ da Prefeitura do Assú

Depois de um grande festival de 232 nomeações para cargos comissionados com o objetivo de abrigar afilhados e apadrinhados políticos na Prefeitura do Assú, o promotor de Justiça substituto da comarca de Assú Wilmar Carlos de Paiva Leite Filho, determinou como orientação que o prefeito do Assú, Gustavo Soares, PR, que se abstenha imediatamente, de criar emprego, cargo ou função no âmbito do Executivo de Assú.

O Ministério Público determina essa proibição “até a adequação do município aos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal no tocante a gastos com pessoal.” Segundo o MP, o prefeito Gustavo Soares, também não pode  prover cargo público, admitir ou contratar pessoal a qualquer título, ressalvada a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação, saúde e segurança; e, às vedações impostas pelo artigo 22, parágrafo único, da Lei de Responsabilidade Fiscal, LRF.

O Ministério Público fixou prazo de 10 dias para o prefeito comunicar quais as medidas adotadas para a redução de gastos com pessoal, tendo em vista o mesmo estar acima dos limites permitidos pela LRF no que se refere às despesas com funcionários públicos. Também foi concedido o prazo de 48 horas para que o município de Assú informe se a Recomendação será acatada.

Rio tem manifestações em 29 unidades da PM

Rio tem manifestações em 29 unidades da PM

A Polícia Militar do Rio divulgou que grupos de familiares de policiais se concentram nesta manhã de sábado, 11, na frente de 29 unidades da corporação do Estado, dando continuidade ao protesto iniciado na madrugada de ontem.

O ato é pelo pagamento do 13º salário, do Regime de Adicional de Serviço Olímpico e de adicionais pelo programa de metas, todos atrasados. “Não existe paralisação da Polícia Militar, e sim uma mobilização de familiares, iniciada pelas redes sociais”, afirma nota da PM.

“A corporação está atenta às manifestações e conscientizando a tropa da importância da presença policial nas ruas. O patrulhamento está sendo realizado normalmente. As rendições, quando necessárias, são realizadas no lado externo (das unidades), e locais que apresentaram maiores problemas estão com apoio de outras unidades”, esclarece o informe. 

A PM informou ainda que respeita as manifestações democráticas e pacíficas. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Prefeitura paga R$ 18 mil a Gustavo em dia e pagamento dos servidores de Assú com 11 dias de atraso

Prefeitura paga R$ 18 mil a Gustavo em dia e pagamento dos servidores de Assú com 11 dias de atraso

Com um patrimônio de R$ 1,4 milhão não bem explicado, Gustavo adota postura demagógica de humildade querendo enganar o povo

O governo do prefeito Gustavo Soares está seguindo a risca os ensinamentos de Maquiavel e depois de deixar o funcionalismo público municipal esperando quase 11 dias pelo pagamento do mês de janeiro, a Prefeitura do Assú, começou a efetuar neste sábado (11), o pagamento dos servidores como se fosse um grande favor administrativo.

O pior é que o prefeito Gustavo Soares que ganha R$ 18 mil já recebeu seu salário no último dia 30, mas o desembolso para a grande maioria que representa um aporte de R$ 3,3 milhões começou hoje a ser efetuado. Os servidores que tinham compromissos como pagamento de  prestações ou outras dívidas com data fixada, vão ter que pagar juros.

De janeiro até hoje, a Prefeitura do Assú já arrecadou mais de R$ 10 milhões, mas o prefeito não explicou como gastou essa dinheirama toda, já que mais de R$ 7 milhões estão depositados na conta, depois do pagamento do funcionalismo.

PM do Espírito Santo vai indiciar mais centenas de amotinados

PM do Espírito Santo vai indiciar mais centenas de amotinados

Até agora, foram anunciados 703 processos disciplinares contra policia

Com a decisão dos PMs do Espírito Santo de rejeitar o acordo com o governo do estado e manter a greve, a Corregedoria da Polícia Militar decidiu retomar os indiciamentos de praças e oficiais que participam do movimento pelo crime de revolta armada, que prevê pena de 8 a 20 anos de prisão.

Até agora, 703 PMs foram indiciados. A Corregedoria, que tinha interrompido os indiciamentos desde que o acordo com os líderes do movimento foi anunciado, vai retomar o trabalho de abertura dos processos disciplinares, e outras centenas de PMs que continuam se recusando a retomar o policiamento deverão ser indiciados nas próximas horas.

Para isso, a Corregedoria está pegando as escalas de trabalho nos batalhões e reunindo provas contra os grevistas. Ao todo, a PM do Espírito Santo tem 10 mil policiais. As informações são de O Globo.

PT rompe tradição festiva e comemora 37 anos sem pompa

PT rompe tradição festiva e comemora 37 anos sem pompa

O presidente do PT, Rui Falcão (de vermelho, em pé), discursa na comemoração de 37 anos do partido

Catia Seabra – Folha de São Paulo

“Que festa chocha”. A constatação é de um dos poucos líderes partidários que participaram na noite da sexta (10) da celebração de 37 anos do PT.

A mesa de cadeiras de plástico, emolduradas por uma desbotada cortina bordô, destoava de cenários que marcaram até o ano passado uma tradição petista: a de festejar mesmo em tempos de crise.

Sob ameaça de retenção do Fundo Partidário e pagando multas milionárias à Justiça Eleitoral (em 2015 foi aplicada uma de R$ 4,9 milhões), o PT nacional rompeu com o costume que rendeu aos militantes do partido o apelido jocoso de “esquerda festiva”.

Neste 2017, não haverá festa. Segundo integrantes da cúpula partidária, a decisão faz parte de um pacote de contenção de despesas que incluiu até demissão de funcionários. No comando do partido, prevaleceu o argumento de que, usualmente, as instituições celebram seus aniversários apenas em “datas redondas”, aquelas terminadas em zero ou cinco.

Ler mais

Delegado da Polícia Federal que iniciou Lava Jato deixa a investigação

Delegado da Polícia Federal que iniciou Lava Jato deixa a investigação

ESTELITA HASS CARAZZAI – Folha de São Paulo

Um dos delegados que deu início à investigação da Lava Jato, Marcio Adriano Anselmo deixou a força-tarefa da operação nesta semana.

Ele irá assumir a corregedoria da Polícia Federal no Espírito Santo, a convite, onde está numa missão desde a semana passada.

Numa carta enviada aos superintendentes, Anselmo menciona “esgotamento físico e mental”, e diz que já havia pedido afastamento da Lava Jato em meados do ano passado.

“Tal pedido se dá por questões de natureza pessoal, sem qualquer interferência da administração”, declara Anselmo, que diz querer se dedicar a “novos desafios”.

Ler mais

Doador master da campanha do prefeito Valderedo em Ipanguaçu começa a comprar imóveis

Doador master da campanha do prefeito Valderedo em Ipanguaçu começa a comprar imóveis

O empresário de Ipanguaçu Pedro Neto, é um vitorioso e um dos homens mais ricos da cidade. Há quatro anos atrás, ele saiu do município quase sem nada para morar em Natal, e hoje está de volta com o status de doador master e um dos principais financiadores da campanha eleitoral do prefeito Valderedo Bertoldo, do PSDB.

Comenta-se em Ipanguaçu que Pedro Neto, atualmente é um dos homens mais influentes politicamente do governo do amigo e prefeito Valderedo Bertoldo. De janeiro até agora, o empresário de sucesso tem investido forte no setor imobiliário e já teria comprado uns cincos imóveis no município como demonstração de confiança no governo do amigo.

Justiça condena banco Itaú a pagar R$ 1 milhão por assédio a funcionários

Justiça condena banco Itaú a pagar R$ 1 milhão por assédio a funcionários

Banco foi condenado pela Justiça do Trabalho após relatos de humilhação, pressão, acusações e intimidações

Após relatos de humilhação, pressão, acusações e intimidações, a Justiça do Trabalho da Bahia condenou nesta sexta-feira (10) o banco Itaú Unibanco a pagar indenização de R$ 1 milhão ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). A decisão atende a uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia pela prática de assédio moral cometida pelo gerente de uma das agências, no município de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado.

A decisão, proferida pela 1ª Vara do Trabalho de Vitória da Conquista também determina o afastamento do gerente acusado de assédio do ambiente de trabalho. Os funcionários assediados relataram à Justiça do Trabalho situações consideradas pelo MPT como “atos terroristas” cometidos pelo gerente. Os relatos citam humilhações em público – na presença de colegas e clientes, intimidação, coação, desrespeito, falta de ética, perseguição e até “manipulação de horários nas folhas de ponto com a intenção de não gerar horas extras”.

Ler mais

Prefeito do Assú deve entregar lenços a população para enxugar as lágrimas durante seis meses

Prefeito do Assú deve entregar lenços a população para enxugar as lágrimas durante seis meses

O ‘Grande Irmão do Ministério da Verdade’ da oligarquia Soares e prefeito do Assú, Gustavo Soares, pintou ontem entrevista a Rádio Princesa do Vale, um quadro negro para a população sobre a herança deixada pelo governo do ex-prefeito Ivan Júnior, nas áreas como educação, saúde, pagamento atrasado de fornecedores, entre outras e afirmou que para poder resolver a situação, vai precisar um tempo de pelo menos  seis meses para cumprir as promessas em praça pública.

Nesse período, o prefeito Gustavo Soares que já recebeu mais de R$ 10 milhões até a primeira parcela de fevereiro, deve determinar ao amigo mais antigo da patota do seu pai e consultor Nuilson Pinto (Réu em crime de improbidade administrativa), a tarefa de entregar lenços para enxugar as lágrimas da população pobre e carente do município que precisa do governo que prometeu mudar o Assu, como único consolo agora que pode oferecer ao povo.

Mulheres seguem acampadas e ES permanece sem policiamento

Mulheres seguem acampadas e ES permanece sem policiamento

Liderança feminina contesta acordo alegando não ter participado das negociações

Márcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

As mulheres dos policiais militares seguem acampadas em frente ao Quartel Central da corporação em Vitória, impedindo a saída dos PMs. Assim, o policiamento segue não acontecendo mesmo após o anúncio de acordo entre Governo do Estado e quatro associações da Polícia Militar, realizado no início da noite de sexta-feira, 10.

O acordo previa que os PMs voltariam ao trabalho às 7h da manhã deste sábado, mas o grupo de mulheres permanece diante do portão do batalhão impedindo a saída. Uma fila de carros particulares com PMs fardados se formou na rampa de saída, pelo lado de dentro do batalhão, mas nenhum conseguiu sair.

Na sexta-feira à noite, presidentes da Associação de Cabos e Soldados (Acs), da Associação dos Subtenentes e Sargentos da PM e Bombeiro Militar (Asses), do Clube dos Oficiais e Associação dos Bombeiros Militares (ABM) assinaram documento que previa o fim do movimento a partir das 7 horas de hoje. O major Rogério Fernandes Lima, do Clube dos Oficiais, alegou que as associações estavam com dificuldade de diálogo com as mulheres do movimento.

Empresário e ministro da Saúde fizeram acordo sigiloso sobre terreno de R$ 56 milhões

Empresário e ministro da Saúde fizeram acordo sigiloso sobre terreno de R$ 56 milhões

Rubens Valente – Folha de São Paulo

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), e uma empresa imobiliária fecharam um acordo particular e sigiloso para a compra de um terreno de R$ 56 milhões em Marialva (PR) em dezembro de 2013. Com o acordo, Barros se tornou dono de 50% do imóvel, embora na época detivesse um patrimônio declarado à Justiça Eleitoral de R$ 1,8 milhão.

No período da compra, Barros era candidato a deputado federal pelo PP e ocupava o cargo de Secretário de Indústria e Comércio do Governo do Estado do Paraná.

Pontos do acordo são transcritos em outros documentos aos quais a Folha teve acesso em cartórios do Paraná. O acesso ao acerto principal, porém, foi negado à reportagem pelo Cartório Distrital de Aquidaban, em Marialva, que detém uma cópia do “instrumento particular de compra e venda”. Segundo o cartório, como foi uma transação particular, há impeditivo legal para as cópias.

“O documento só pode ser liberado com ordem judicial ou se as partes autorizassem”, informou o responsável pelo cartório. Outros três documentos relacionados ao acordo principal também foram acertos particulares cujas cópias não são públicas.

Ler mais

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Lobão afirma que anistia a caixa 2 é ‘constitucional’

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Lobão afirma que anistia a caixa 2 é ‘constitucional’

Presidente da CCJ diz que Senado vai analisar eventual proposta que venha da Câmara dos Deputados sobre o tema

Investigado na Operação Lava Jato, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Edison Lobão (PMDB-MA), disse em entrevista ao Estado que a Casa vai analisar uma eventual proposta de anistia ao caixa 2 após possível tramitação na Câmara dos Deputados.

Para o senador, não há inconstitucionalidade na medida. “Eu quero dizer que é constitucional a figura da anistia, qualquer que ela seja”, afirmou. Lobão também defendeu mudanças na legislação que trata das colaborações premiadas. “Delação só deve ser admitida com o delator solto.”

Sobre a Lava Jato, Lobão é crítico e avaliou que a operação “virou um inquérito universal”. “Em que isso vai resultar? Não sei. Não acho que tem que ser extinta, mas conduzir ao ponto que estamos chegando, da criminalização da vida pública, é o que nos envia para a tirania”, afirmou. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Rodrigo Maia repassou a OAS informações da Secretaria de Aviação Civil sobre edital de aeroportos

Rodrigo Maia repassou a OAS informações da Secretaria de Aviação Civil sobre edital de aeroportos

Empreiteira estava interessada no filão financeiro que se abriria com as concessões do Galeão,

POR JAILTON DE CAVALHO – O GLOBO

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), repassou em 2013 ao empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, informações que obteve da Secretaria de Aviação Civil sobre o edital de licitação dos aeroportos do Galeão e Confins. A empreiteira faz parte do consórcio Ivepar, que administra o aeroporto de Guarulhos e estava interessada no filão financeiro que se abriria com as concessões do Galeão, no Rio de Janeiro, e Confins, em Belo Horizonte. O deputado obteve os dados sobre o edital a partir de requerimento de informações aprovado pela Câmara e encaminhado à Secretaria de Aviação Civil.

Inquérito recém-concluído pela Polícia Federal aponta o deputado como beneficiário de suposta propina da OAS. Ao todo, a empreiteira teria oferecido R$ 1 milhão para a campanha de 2014 do pai do deputado, o ex-prefeito do Rio Cesar Maia, ao Senado. Para a PF, o deputado incorreu em corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Em resposta ao GLOBO, Maia negou e depois confirmou que tratou do assunto com o então dirigente da OAS e, em seguida, repassou as informações da Secretaria de Aviação Civil para o empresário. Hoje Pinheiro está preso em Curitiba. Ele foi acusado e condenado por pagar propina para obter contratos na Petrobras. A assessoria de Maia sustenta que as informações eram públicas.