Robinson defende o Turismo como política de Estado em abertura de evento do setor

Robinson defende o Turismo como política de Estado em abertura de evento do setor 

O governador Robinson Faria participou da abertura do maior evento de turismo do Rio Grande do Norte, na tarde desta sexta-feira, 7.  O Fórum de Turismo do RN acontece até amanhã, 8, e vai reunir no Centro de Convenções debates importantes para o desenvolvimento do setor que, juntamente com o comércio, é responsável por 35% de todas as riquezas geradas no estado.

“É a terceira vez que venho a este evento. Isso demonstra o compromisso do Governo do Estado, da Secretaria do Turismo e de nossa equipe, que transformou este segmento em uma política pública”, assinalou Robinson Faria. “Podem contar com minha presença sempre que precisar. Temos um estado com grande vocação turística e fomentar esta atividade é uma atribuição encarada com muita seriedade por nosso governo”, acrescentou.  

Ler mais

Matheus diz que presidente da Câmara do Assú censura vereadores por mandar cortar som dos microfones

Matheus diz que presidente da Câmara do Assú censura vereadores por mandar cortar som dos microfones

Após a confusão entre os vereadores no plenário da Casa, o vereador Mahteus do Frutilândia, do PSD, usou ontem a tribuna da Câmara Municipal do Assú para externar a sua indignação pelo ato antidemocrático praticado pelo presidente da Mesa Diretora João Wálace, do PR, que mandou cortar o som dos microfones dos vereadores, impedindo e proibindo que eles fizessem até questão de ordem.

No seu rápido pronunciamento, o vereador do PSD condenou o gesto do presidente João Wálace que permitiu a leitura do projeto que pede a realização das eleições para a nova Mesa Diretora durante o biênio  2019/2020 e depois sem nenhuma base legal, retirou o projeto de pauta, caracterizando assim, um ato arbitrário e antidemocrático do presidente.

Escute trecho do discurso do vereador que diz estar indignado com atitude do presidente do legislativo assuense:

Lula diz que está ‘ansioso’ para prestar depoimento a Moro

Lula diz que está ‘ansioso’ para prestar depoimento a Moro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (7) que está “ansioso” para prestar depoimento ao juiz federal Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba, no processo em que o petista responde por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro.

“Estou ansioso para esse depoimento porque é a primeira oportunidade que eu vou ter de poder saber qual é a acusação que eles têm contra mim e qual é a prova que eles têm contra mim”, disse Lula em entrevista à rádio “O Povo CBN”, de Fortaleza.

Lula diz estar “muito tranquilo” sobre o depoimento, marcado para o dia 3 de maio. “Quero saber prova efetiva que têm. Prova significa documento, significa coisa escrita, significa conta bancária, significa um monte de coisa”, afirmou. As informações são da Folha de São Paulo.

Ler mais

Justiça bloqueia R$ 476,9 milhões do PP e de dez políticos

Justiça bloqueia R$ 476,9 milhões do PP e de dez políticos

Na ação, a força-tarefa da Lava Jato imputa atos de improbidade administrativa e pede que grupo seja condenado a a ressarcir R$ 2,3 bi ao erário

O juiz Friedmann Anderson Wendpap decretou nesta sexta-feira (7) o bloqueio de R$ 476.917.797,44 em ação de improbidade, na operação Lava Jato, contra o Partido Progressista, dez políticos e um ex-assessor do partido.

Foram bloqueados diretamente do caixa da agremiação R$ 9,88 milhões. O confisco se estende a um grupo de 10 políticos, entre eles Pedro Corrêa, ex-presidente do partido, que teve bloqueados R$ 46,8 milhões.

A decisão do magistrado foi dada em ação ajuizada pelo Ministério Público Federal, no Paraná, em 22 de março deste ano. A Procuradoria da República apresentou à Justiça Federal ação de civil pública contra o PP e 10 políticos da legenda – os deputados federais Nelson Meurer (PP-PR), Mário Negromonte Júnior (PP-BA), Arthur Lira (PP-AL), Otávio Germano (PP-RS), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e Roberto Britto (PP-BA), além dos ex-deputados Pedro Corrêa (PP-PE), Pedro Henry (PP-MT), João Pizzolatti (PP-SC) e Mário Negromonte (PP-BA) -, além do ex-assessor João Genu.

Ler mais

STF arquiva inquérito contra Marco Feliciano por peculato e crime contra a honra

STF arquiva inquérito contra Marco Feliciano por peculato e crime contra a honra

Investigação foi aberta em 2013 a pedido da Procuradoria-Geral da República após representação promovida pelos deputados Jean Wyllys e Érica Kokay

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello decidiu hoje (7) arquivar inquérito aberto para investigar o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) pelos crimes de peculato e contra a honra.

O ministro atendeu a pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que descartou o andamento das investigações por falta de provas.

A investigação foi aberta em 2013 a pedido da própria PGR, após representação promovida pelos deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Érica Kokay (PT-DF), que acusaram Feliciano de ser responsável pela veiculação de vídeos postados na internet contra os autores da ação e de supostas irregularidades na contratação de membros de sua igreja no gabinete na Câmara.

Ler mais

Prefeito de Ipanguaçu Valderedo, a maior serpente política do Vale do Açu nos últimos tempos

Prefeito de Ipanguaçu Valderedo, a maior serpente política do Vale do Açu nos últimos tempos

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, é a maior víbora venenosa da política do Vale do Açu que apareceu nos últimos tempos. Igual a serpente que enganou Adão e Eva, Valderedo, se fez de bobo e acabou passando a perna no ex-prefeito Leonardo Oliveira.

Na campanha eleitoral, ele buscou ajuda e obteve o apoio do deputado estadual José Adécio. Logo após pegar na caneta, ele abandonou o parlamentar do DEM que sempre o socorreu nas horas de dificuldades antes e durante a campanha.

Primeiro secretário da Câmara de Vereadores do Assú se recusa a ler ata por causa de radicalismo do presidente

Primeiro secretário da Câmara de Vereadores do Assú se recusa a ler ata por causa de radicalismo do presidente

Com confusão e xingamento no plenário da Câmara de Vereadores do Assú, o primeiro secretário Paulo Brito diz que nunca tanto radicalismo como o de Wálace.

Com a proibição arbitrária imposta pelo presidente da Câmara Municipal do Assú João Wálace, de mandar retirar de pauta, projeto de eleições da Mesa Diretora para o biênio 2019/2020, o clima ficou tenso, depois que o presidente mandou cortar o som dos microfones do plenário e foi chamado de ditador pelos colegas – o primeiro secretário e vereador Paulo Brito se recusou a voltar a ler a ata dos trabalhos como protesto.

Endiabrado, o presidente João Walace, ficou batendo boca com os colegas e mandou até vereador se calar e afirmou que ele só iria falar na vez e quando fosse autorizado. Com a confusão generalizada, o primeiro secretário Paulo Brito, afirmou que nos últimos 24 anos nunca viu tanto radicalismo como a praticada por Wálace naquele momento.

Escute abaixo trecho da gravação da confusão na Câmara de Vereadores do Assú:

João Wálace, o Trump da Silva, da Câmara de Vereadores do Assú

João Wálace, o Trump da Silva, da Câmara de Vereadores do Assú

Em Assu, o presidente da Câmara de Vereadores João Wálace, do PR, após protagonizar um espetáculo grotesco de um ditador de meia tigela ontem á noite, quando mandou retirou de pauta projeto assinado por oito vereadores sem nenhuma base legal, passou a ser chamado de Trump da Silva.

Wálace é um tipo político estilo Trump que semeia confusão a distância por causa de sua prepotência e arrogância. Mal educado e estúpido, Waláce não respeitou os seus colegas de parlamento e ainda quer mudar o regimento para ter direito a reeleição que atualmente é proibida.

Deputados rejeitam pedido de juízes e procuradores para ficarem de fora da reforma da Previdência

Deputados rejeitam pedido de juízes e procuradores para ficarem de fora da reforma da Previdência

A cúpula da comissão especial da reforma da Previdência descartou a possibilidade de excluir juízes e integrantes do Ministério Público das mudanças propostas pelo governo para o sistema de pensões e aposentadorias. A exclusão está prevista em emenda à PEC 287/16 apresentada pelo deputado Lincoln Portela (PRB-MG), como mostrou ontem (6) o Congresso em Foco.

Para o presidente do colegiado, Carlos Marun (PMDB-MS), a reivindicação de magistrados, promotores e procuradores é inaceitável. “Esse privilégio não tem a menor chance de ser aprovado, nem na comissão especial e muito menos pelo plenário da Casa”, disse Marun.

O relator da reforma, deputado Arthur Maia (PPS-BA), adiantou que vai rejeitar a emenda. Maia já avisou que vai recusar todos os pedidos para excluir categorias de servidores públicos das novas regras de pensão e aposentadoria.

Ler mais

Wálace age de modo autoritário e retirar de pauta projeto assinado por oito vereadores em Assú

Wálace age de modo autoritário e retirar de pauta projeto assinado por oito vereadores em Assú

João Walace agiu truculentamente e retrirou pedido de oito vereadores que querem a antecipação das eleições da Mesa Diretora

O presidente da Câmara Municipal do Assú, João Walace, do PR, agindo de modo prepotente e autoritário, retirou de pauta da sessão na noite ontem, o projeto legislativo de autoria dos vereadores Beatriz, Delkiza, Matheus, Francisco Xavier, Paulinho, Paulo Brito, Irmão Stelio e Valdson, que solicitavam da presidência, realizar eleições para o biênio 2019/2020 no próximo dia 25 para a futura Mesa Diretora do legislativo.

Apesar dos apelos dos seus oito colegas, o presidente João Wálace, que pretende ingressar com projeto de lei para permitir a sua própria reeleição, já que a lei proíbe a renovação do mandato da Mesa Diretora, alegou que o regimento interno não permite agora a eleição e sim no próximo ano. Os vereadores que subscreveram o pedido protestaram e Wálace mandou cortar o som dos microfones.

O presidente João Walace que tem ‘um rei na barriga’ e administra a Câmara como se fosse sua casa, não cedeu ao apelo da maioria dos vereadores que querem a antecipação do pleito da nova Mesa Diretora que governará o legislativo durante o biênio 2019/2020.

Lula critica Doria por querer ‘ter 2 minutos de glória’

Lula critica Doria por querer ‘ter 2 minutos de glória’

O ex-presidente Lula falou também sobre as críticas que recebeu do prefeito de São Paulo, João Doria Jr. (PSDB). “Aprendi quando um político quer ter dois minutos de glória”, disse. “No fundo, no fundo, ele quer que eu o transforme num personagem antagônico que eu não vou transformar. Ele foi eleito para governar São Paulo, parar de fazer pirotecnia e governar a cidade.”

Sobre as próximas eleições presidenciais, Lula disse que vai deixar para pensar em 2018. “Eu tenho que deixar o tempo passar para ver como a política vai se arrumar. Está muito complicada a política brasileira. De todos ligados a partidos políticos, o único que tem uma performance acima da média sou eu.”

Lula também saiu em defesa de Ciro Gomes (PDT). “Eu tenho um profundo carinho e respeito pela lealdade do Ciro. Não vai ser uma palavra mal colocada que vai fazer que eu tenha uma maior divergência.” As informações são de O Estado de São Paulo.

Às vésperas de depor, Lula diz que Moro ‘cumpre um papel importante na história’

Às vésperas de depor, Lula diz que Moro ‘cumpre um papel importante na história’

Ex-presidente vai falar ao juiz da Lava Jato no dia 3 de maio; em entrevista à rádio O Povo, do Ceará

Elisa Clavery, O Estado de S.Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira, 7, em entrevista à rádio O Povo, do Ceará, que está “ansioso” para depor ao juiz federal Sérgio Moro, no dia 3 de maio, em Curitiba. “É a primeira oportunidade que vou ter de saber qual é a acusação e a prova que tem contra mim”, afirmou Lula, que transmitiu a entrevista ao vivo pela sua conta no Facebook.

Lula disse também que Moro “cumpre um papel importante na história do País”. “A única coisa que eu condeno nisso tudo é utilizar a imprensa para condenar as pessoas previamente, antes de haver provas”, afirmou o ex-presidente.

“A única coisa que ouvi até agora é ‘não esperem prova, tenho convicção’. As pessoas não podem dizer que têm convicção, é preciso mostrar”, disse Lula, em referência à suposta declaração do procurador Deltan Dallagnol, que viralizou na internet, quando apresentou a denúncia contra Lula.

Ler mais

Justiça suspende licença de operação da usina de Belo Monte, diz MPF no Pará

Justiça suspende licença de operação da usina de Belo Monte, diz MPF no Pará

A Justiça acatou um recurso e determinou a suspensão da licença de operação da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, disse em nota o Ministério Público Federal no Estado, que entrou com o pedido contra o empreendimento.

A decisão foi da Corte Especial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que por nove votos a favor e cinco contra entendeu que a empresa responsável por Belo Monte, a Norte Energia, ainda precisa cumprir uma das condicionantes ambientais da hidrelétrica, referente a obras de saneamento básico em Altamira, de acordo com o MPF-PA. As informações são da Agência Estado.

Ler mais

Parâmetro para o ensino médio deve sair até o fim do ano

Parâmetro para o ensino médio deve sair até o fim do ano

Com o novo modelo para o ensino médio, a previsão é de que os conteúdos da base ocupem 60% da carga horária total

Adiada após a aprovação da medida provisória que reforma o ensino médio, a Base Nacional Comum Curricular para a última etapa do ensino básico deve ser apresentada e encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) até o fim deste ano, segundo informou o Ministério da Educação (MEC).

Com o novo modelo para o ensino médio, a previsão é de que os conteúdos da base ocupem 60% da carga horária total. Nos outros 40%, o aluno poderá escolher entre cinco áreas de aprofundamento: Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Matemática e Educação Profissional.

Para Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, a entrega parcial da base dificulta a análise das habilidades esperadas para os alunos até o fim do ensino fundamental. “Quando se faz política pública e, especialmente, quando se monta um currículo que se pretende ser a base para todo o ensino básico, não é possível fracioná-lo, como o MEC está fazendo. Não é possível verificar se há progressão de conteúdo, ligação entre as propostas, quando há essa separação por etapa”, disse.

Ler mais

Ministério Público Federal vai investigar fechamento da representação da Funai no Rio Grande do Norte

Ministério Público Federal vai investigar fechamento da representação da Funai no Rio Grande do Norte

Índios temem que medida prejudique toda a luta por melhores condições de vida e cidadania

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) instaurou procedimento para apurar as razões do fechamento da Coordenação Técnica Local (CTL) da Fundação Nacional do Índio (Funai) no estado, que funcionava em Natal. A decisão do MPF é fruto de uma reunião ocorrida nessa quarta-feira (5), na sede da Procuradoria da República, na qual o procurador Victor Mariz recebeu lideranças indígenas e representantes da Funai.

Através do Decreto 9.010, do último dia 23 de março, o presidente da República determinou o fechamento de 51 CTLs no país, incluindo a do Rio Grande do Norte, pela qual os indígenas potiguares lutavam desde 2005 e que vinha funcionando desde 2011. Para os participantes da reunião, como Francisco Ismael de Souza, da comunidade do Amarelão em João Câmara, a medida foi particularmente prejudicial pelo fato de ser um estado que “historicamente é colocado na situação de não mais existência dos povos indígenas e onde elementos como a invisibilidade e o preconceito institucional são intensificados cotidianamente”.

Ler mais