Sarney briga na Justiça por aposentadorias de R$ 73 mil depois de obrigado a devolver dinheiro

Sarney briga na Justiça por aposentadorias de R$ 73 mil depois de obrigado a devolver dinheiro

Ex-presidente da República, já condenado por receber valores além do teto constitucional desde 2005, acumula aposentadorias de ex-governador, ex-senador e ex-servidor do Tribunal de Justiça do Maranhão

POR JOELMA PEREIRA E EDSON SARDINHA Congresso Em Foco

Enquanto milhões de brasileiros aguardam com apreensão as mudanças previstas na reforma da Previdência, o ex-presidente da República e do Senado José Sarney (PMDB) trava uma batalha judicial para manter sua tripla aposentadoria, que lhe garante uma renda de R$ 73 mil por mês.

O valor representa mais que o dobro do teto constitucional para o servidor público no país, o salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje fixado em R$ 33,7 mil. Sarney foi condenado pela Justiça Federal em Brasília a devolver aos cofres públicos tudo o que recebeu acima desse teto desde 2005. O montante anterior não foi cobrado por ter prescrito o prazo de punção judicial – ou seja, o Estado perdeu o prazo para reivindicá-lo.

Ler mais

Prefeito do PSDB troca deputado do DEM por parlamentar do PSB

Prefeito do PSDB troca deputado do DEM por parlamentar do PSB

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo,do PSDB,  é uma serpente sagaz e traiçoeira da política do Vale do Açu. Ele que antes da campanha eleitoral vivia no gabinete do deputado estadual José Adécio, tirando fotografia e recebendo ajuda do parlamentar do DEM, após ser eleito, quebrou a aliança política e se jogou nos braços do deputado estadual Ricardo Motta, do PSB.

Com o seu amigo e empresário Pedro Neto, o prefeito Valderedo Bertoldo, vem enganando agora, o deputado Ricardo Motta e o seu filho, deputado federal Rafael Motta, ambos filiados do PSB,a quem prometeu apoiar a reeleição dos dois nas eleições de 2018. Comenta-se nos bastidores que o prefeito traíra, já esta de namoro político com outro deputado e deve abandonar o pai e o filho que hoje ele diz ser aliado.

Moro reconhece dificuldade de investigar vazamentos e diz que ‘é como caçar fantasmas’

Moro reconhece dificuldade de investigar vazamentos e diz que ‘é como caçar fantasmas’

O juiz Sergio Moro em sessão especial na Assembleia Legislativa do Paraná

RICARDO SENRA – DA BBC BRASIL EM WASHINGTON

O juiz federal Sergio Moro reconheceu vazamentos em delações de executivos da Odebrecht na operação Lava Jato e afirmou que investigá-los “é quase como se fosse uma caça a fantasmas”.

Em entrevista exclusiva à BBC Brasil na Havard Business School, em Cambridge (EUA), o responsável pela operação afirmou que a investigação de vazamentos ilegais de depoimentos de investigados à imprensa “fica comprometida por questões jurídicas”, como o direito ao sigilo de fontes de jornalistas e a liberdade de imprensa, garantidos pela Constituição.

“Não estou reclamando destas proteções jurídicas, acho importante”, afirmou Moro.

Ler mais

Governo Temer fala grosso com mulheres e pobres, mas afina com militares

Governo Temer fala grosso com mulheres e pobres, mas afina com militares

No discurso original do governo Temer, havia dois fatores importantes de redução de despesa: limitar a acumulação de aposentadorias e impor aos servidores públicos civis e militares o mesmo teto a que se submetem os trabalhadores da iniciativa privada.

Impedir o acúmulo de aposentadorias ainda faz parte da reforma; trata-se de medida que produz efeitos imediatos. Além disso, iniciativas adotadas em 2013 e reforçadas agora acelerarão o controle dos gastos com servidores federais.

O governo, contudo, recuou em relação aos servidores estaduais e municipais, deixando-os livres do teto. Como eles respondem por fatia relevante do deficit atual, a conta talvez tenha que ser paga por todos se o governo federal precisar criar um plano para resgatar as finanças de Estados e municípios.

Mais surpreendente ainda é o silêncio em que se mantêm os defensores da reforma quanto aos militares. Ninguém se apresentou para explicar por que o governo fala grosso com mulheres, trabalhadores do setor informal e idosos pobres, mas afina quando o assunto são as Forças Armadas. Leia artigo completo do MARCELO MEDEIROS, 47, professor da Universidade de Brasília e pesquisador do Ipea e da Universidade Yale, AQUI

Ministros usam tom alarmista para pedir reforma da Previdência

Ministros dizem que hora de mudar Previdência é agora

Os ministros da Fazenda e do Planejamento defendem que direitos dos aposentados serão cortados num futuro próximo e a economia não se recuperará bem

A equipe econômica assumiu um tom mais alarmista para sobre necessidade de o Congresso Nacional aprovar a reforma da Previdência agora. Os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento), advertiram que direitos dos aposentados poderão ser cortados num futuro próximo e a economia não se recuperará bem neste ano.

As manifestações acontecem dias após o presidente Michel Temer ter cedido aos apelos políticos e aberto mão de importantes pontos da proposta original e que vão reduzir a economia prevista. “Temos a oportunidade de fazer a reforma da Previdência sem cortar direitos”, afirmou Oliveira, acrescentando que, se ela for postergada por mais dois ou três anos, essa “janela se fecha”. Meirelles seguiu na mesma linha: “a solução lá na frente será muito pior”, afirmou ele.

Diante da constatação de que não teria condições de aprovar a reforma da Previdência como está, o governo admitiu na semana passada alterar a proposta em pelo menos cinco pontos mais sensíveis, que podem reduzir a economia em 115 bilhões de reais ao longo de dez anos. Também, na última sexta-feira, o governo elevou expressivamente a meta de déficit primário para o governo central em 2018, a 129 bilhões de reais.

Ler mais

Reforma para militar será ‘mais próxima possível’ de civis, diz ministro

Reforma para militar será ‘mais próxima possível’ de civis, diz ministro

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse nesta segunda (10) que o governo quer uma proposta de reforma da Previdência dos militares “mais próxima possível” dos termos propostos para o restante da população.

Com a proximidade dos debates sobre a reforma no Congresso, o governo reforçou o trabalho de defesa das mudanças.

Nesta segunda, Oliveira e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participaram de evento no Rio para falar do tema.

Ler mais

Meirelles: Reformar Previdência é ‘necessidade, não questão de opinião’

Meirelles diz que reforma da Previdência é fundamental para recuperação em 2017

Em evento do GLOBO, ministro da Fazenda afirma que mudanças são ‘necessidade, não uma questão de opinião’

POR BRUNO ROSA / CÁSSIA ALMEIDA – O Globo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defendeu a reforma da Previdência no Brasil. Ele participou do seminário “Previdência Social no Brasil: aonde queremos chegar”, realizado no Cento do Rio de Janeiro, pelo jornal O GLOBO, na manhã desta segunda-feira.

— É imprescindível fazer a reforma da Previdência. Não é uma questão de opinião. É necessidade. Se a reforma não for feita, será insustentável. Um dos problemas do Rio de Janeiro é a previdência. E isso ocorre em vários estados. Tem que fazer a reforma agora enquanto há tempo para fazer. Não se pode postergar, se não a situação lá na frente será pior — disse Meirelles em sua apresentação.

O ministro destacou ainda que “é importante que se aprove o mais rápido possível a reforma da previdência”.

Ler mais

Moro interroga Odebrecht na ação contra Palocci

Moro interroga Odebrecht na ação contra Palocci

O juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, vai interrogar nesta segunda-feira, 10, o empreiteiro Marcelo Odebrecht na ação penal em que ele é réu ao lado do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, também preso.

Palocci é réu por corrupção e lavagem de dinheiro. Também são acusados Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, Marcelo Odebrecht e outros 12 investigados por corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro relacionados à obtenção, pela Odebrecht, de contratos de afretamento de sondas com a Petrobras. Odebrecht já está condenado, em uma outra ação, a 19 anos e quatro meses de prisão.

Para se livrar da cadeia, o empreiteiro fechou acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. Outros 77 executivos do grupo também decidiram colaborar para evitar a prisão. As informações são de O Estado de São Paulo.

Ler mais

Superintendente do Ministério da Agricultura do RN, apontado como candidato a deputado na estrada

Superintendente do Ministério da Agricultura do RN, apontado como candidato a deputado na estrada

O presidente estadual do PTB e atual Superintendente Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Rio Grande do Norte, Getúlio Batista, apontado como candidato a deputado estadual ou federal nas eleições do próximo ano, esteve neste final de semana com o grupo político de Bom Jesus para fortalecer o partido e iniciar conversas eleitorais para o pleito do próximo ano.

Getúlio almoçou com ex-prefeito Moacir Amaro, a ex-prefeita Dona Zezé e com vereador Josivan Xavier. “Visitar os nossos correligionários e manter esse contato com eles é importante para um bom planejamento. Nas eleições de 2016 fizemos um bom planejamento e conseguimos eleger um vereador em Natal, algo que o PTB não fazia há anos”, destacou.

Getúlio mantém um agenda de visitas e reuniões constantes com correligionários do partido. O objetivo do partido nesse momento é fortalecer os diretórios municipais de olho nas eleições de 2018 em que serão disputadas as vagas de deputados estadual e federal, senador, governador e de presidente e vice.

Governo do RN celebra parcerias para manutenção do RN Vida

Governo do RN celebra parcerias para manutenção do RN Vida

 

Na próxima terça-feira (11), o Governo do RN, junto com a Prefeitura de Natal e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do estado (Fecomércio RN), assinam convênio para manutenção do Centro Integrado de Esporte e Cultura RN Vida.

O evento, que contará com a presença do Governador Robinson Faria, celebrará o 5º ano de atividades do projeto, que atende a crianças e adolescentes entre 7 e 16 anos, oferecendo arte, cultura e esporte como atividades complementares à formação educacional.

Ler mais

Projeto de Walter Alves que prorroga a isenção de frete portuário chega à Comissão de Integração Nacional

Projeto de Walter Alves que prorroga a isenção de frete portuário chega à Comissão de Integração Nacional

 

Após ser aprovado na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, em dezembro do ano passado, o projeto de lei do deputado federal Walter Alves (PMDB-RN) que prorroga até janeiro de 2022 a isenção do Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) chegou, na última quarta-feira (5), à Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra).

Na Comissão, já foi definido que a relatoria do projeto ficará sob responsabilidade do deputado José Wilson Filho (PTB-PB).  A isenção do AFRMM é para as mercadorias com origem ou destino final em portos das regiões Norte e Nordeste do Brasil. O projeto de lei (PL 5758/2016) beneficia, entre outras atividades, a indústria salineira do Rio Grande do Norte.

Ler mais

Vereador do Solidariedade do deputado Kelps é acusado de peculato em Assú

Vereador do Solidariedade do deputado Kelps é acusado de peculato em Assú

Apesar do deputado estadual Kelps Lima posar de paladino da Justiça, o parlamentar entregou a direção do partido em Assú nas mãos de dois malas.

O vereador João Paulo é acusado de peculato pelo Ministério Público. Ele está entre os 16 acusados de desviar mais de Um Milhão de reais dos cofres do município na gestão do pai do atual prefeito Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares.

O outro integrante do Solidariedade na cidade é o vereador  Francisco de Assis Souto, o “TÊ” que acumula duas funções como professor da rede municipal de ensino e fatura por mês mais de R$ 17 mil com o pagamento de salário de professor e de integrante do legislativo assuense, enquanto a maioria dos jovens estão desempregados.

PSDB espera fazer 70 vagas e segundo projeção de Aécio, o PT minguaria para 30 deputados

PSDB espera fazer 70 vagas e segundo projeção de Aécio, o PT minguaria para 30 deputados

Partido está otimista com sucesso das eleições municipais e acredita que PT fará só 30 deputados

Com 54 deputados federais eleitos em 2014, o PSDB espera aumentar em até 30% sua bancada na Câmara nas eleições de 2018, chegando a 70 parlamentares. A estimativa otimista foi revelada pela “Coluna do Estadão”.

Segundo a publicação, o presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, acha que o fato de a sigla ter sido a que mais cresceu nas eleições municipais pesará na votação, mesmo tendo seus principais caciques citados em delações da Odebrecht no âmbito da operação Lava Jato.

Nas projeções tucanas, o PT minguaria para cerca de 30 deputados – em 2014, o partido elegeu 70 –, encolhendo depois de chegar a disputar a hegemonia no Congresso na era Lula. O PT, junto com o PMDB, até agora, é o partido com mais lideranças investigadas na Lava Jato.

Ler mais

Prefeito de Ipanguaçu já embolsou mais de R$ 8 milhões durante o seu mandato

Prefeito de Ipanguaçu já embolsou mais de R$ 8 milhões durante o seu mandato

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertodo, 51 anos, continua a encher pança com dinheiro público, mas sempre reclamando da situação financeira ruim dos cofres. Até gora, ele embolsou uma fortuna no valor de Este mês, Valderedo já recebeu até hoje um montante de R$ 840.814,41 segundo dados do sistema de informação do Banco do Brasil.

Em janeiro, o prefeito embolsou um total de R$ 2.534.745,11 e no mês seguinte, a receita subiu para R$ 2.726.293,09 e em março, aconteceu uma redução, mas mesmo assim, ele recebeu de todos os fundos repassados para os cofres do município, um total de R$ 2.083.725,31.

Somando os valores de janeiro, fevereiro e março, o governo de Valderedo, já embolsou uma fortuna no valor de mais de R$ 8 milhões, durante o seu mandato.

Henrique Meirelles diz que caixa do governo está preparado para ajudar estados

Henrique Meirelles diz que caixa do governo está preparado para ajudar estados

Bruno Rosa – O Globo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o caixa do governo está preparado para uma possível aprovação do pacote de regime fiscal dos estados, que vai postergar as dívidas por três anos ou até seis anos. Meirelles participou na manhã desta segunda-feira do seminário “Previdência Social no Brasil: aonde queremos chegar”, realizado no Cento do Rio de Janeiro pelo jornal O GLOBO.

— É importante dizer que o projeto de recuperação fiscal dos estados estabelece, se aprovado, uma série de critérios para que o estado possa entrar no regime. Não são todos os estados. O relatório final apresentado pelo relator foi mantido através dessa regra básica. Isto é, os estados têm que estar insolventes. Ou seja, numa situação de não conseguir pagar as contas para se enquadrar no regime. Na realidade, são poucos estados — destacou Meirelles. — A dívida continuará. Ela será paga no futuro, tão logo acabe o regime. A União está totalmente preparada.

Ler mais