‘Edison Lobão recebeu R$ 5,5 milhões para rever leilão de Jirau’

‘Edison Lobão recebeu R$ 5,5 milhões para rever leilão de Jirau’

Marcelo Odebrecht disse que o senador e ex-ministro de Minas e Energia sinalizava que iria ajudar a empresa e que precisava da ajuda com propina

O senador e ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão é acusado de ter recebido R$ 5,5 milhões em propina pela Odebrecht, com o propósito de rever o resultado do leilão da usina de Jirau, para que a empreiteira de Marcelo Odebrecht assumisse o empreendimento.

Lobão, que recebe o nome de “Esquálido” nas planilhas do departamento de propinas da Odebrecht, teria cobrado uma contrapartida após reunião com os executivos da empreiteira. “Ele sinalizava que iria nos ajudar. E que precisava de nossa ajuda, de propina”, declarou o delator Henrique Serrano do Prado Valadares, ex-executivo da Odebrecht na área de energia.

“Marcelo acreditou nisso. Sem que ele (Lobão) entregasse nada, simplesmente para que ele fizesse um esforço de, usando nossos argumentos, que eram verdadeiros e absolutamente legais, ele criasse um contraponto na Casa Civil. Para isso surgiu um pagamento de R$ 5,5 milhões. Com certeza, caixa 2”, afirmou o delator. As informações são da Agência Estado.

Ler mais

Lula, Aécio e Temer são os mais criticados nas redes sociais

Lula, Aécio e Temer são os mais criticados nas redes sociais

Análise foi realizada pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas, centro de estudo da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, com base em mais de 1 milhão de interações no Twitter e no Facebook

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o presidente Michel Temer foram os políticos mais criticados nas redes sociais nas primeiras 24 horas após a divulgação da lista de inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a partir das delações realizadas pela empreiteira Odebrecht.

É o que diz uma recente análise feita pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas, centro de estudo da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro (FGV-RJ), feita com base em mais de 1 milhão de interações no Twitter e no Facebook após a divulgação da lista por reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. “A divulgação da lista de alvos de abertura de inquéritos foi percebida como uma ‘bomba atômica'”, ressalta o estudo. As informações são da Agência Estado.

Ler mais

Henrique Alves e Geddel Vieira são suspeitos de receber R$ 322 mil em 2010

Henrique Alves e Geddel Vieira são suspeitos de receber R$ 322 mil em 2010

O ex-ministro do Turismo e ex-deputado federal do Rio Grande do Norte Henrique Eduardo Alves (PMDB), e o ex-ministro da Integração Nacional e ex-deputado federal pela Bahia, Geddel Vieira Lima, são citados em delações da Odebrecht que deram origem a “Lista de Fachin”.

Segundo delatores, os políticos são suspeitos de receberem R$ 112 mil e R$ 210 mil respectivamente em 2010. Os colaboradores relatam acordo de mercado entre empreiteiras na obra Tabuleiros Litorâneos da Parnaíba, no Piauí.

A informação seria corroborada pelos documentos relativos às trocas de emails entre as empreiteiras envolvidas na obra e os agentes públicos. Ao G1, Henrique Alves disse que desconhece completamente a motivação do processo, mas que tem certeza de que tudo será esclarecido e o processo arquivado. Já Geddel, disse que não tem nada para comentar sobre o caso.

Governo renova emergência pela seca em 153 municípios do RN

Governo renova emergência pela seca em 153 municípios do RN

Medida permite que prefeituras peçam apoio para ações de socorro e assistência à população e dá direito a incentivos econômicos junto a bancos federais.

O Ministério da Integração Nacional voltou a reconhecer a situação de emergência de 153 municípios do Rio Grande do Norte que sofrem com a seca prolongada dos últimos anos. Com a medida, publicada no Diário Oficial da União, as prefeituras podem pedir apoio do governo federal para ações de socorro e assistência à população.

Além da possibilidade de obter fornecimento de água potável, por meio da Operação Carro-Pipa Federal, os municípios passam a ter direito a outros benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura junto ao Banco do Brasil e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para a retomada da atividade econômica.

Com validade de seis meses, o reconhecimento já havia sido dado em novembro do ano passado e foi publicado novamente agora em abril, um mês depois do decreto do governo estadual que estabeleceu, pelo quarto ano consecutivo, a situação de emergência nos municípios. O decreto permite que o Estado contrate, sem licitação, as obras e os serviços necessários para reduzir os efeitos provocados pela seca.

Felipe Maia diz que Codern alerta para risco de desabamento do Terminal Salineiro de Areia Branca

Felipe Maia diz que Codern alerta para risco de desabamento do Terminal Salineiro de Areia Branca

O deputado federal Felipe Maia (DEM-RN) destacou na tribuna do Plenário da Câmara dos Deputados, que há risco de desabamento do Terminal Salineiro de Areia Branca.

O Governo Federal irá liberar em maio R$ 7 milhões para a reparação do Terminal, segundo anúncio feito pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella, durante uma audiência da bancada potiguar e representantes da Companhia Docas do RN (Codern).

De acordo com o parlamentar, a Codern alertou que a estrutura está cedendo, fazendo com que o sal volte para o mar. Queremos impedir isso”, enfatizou o deputado.

Nelter Queiroz propõe criação de Banco de Remédios para população carente do Estado

Nelter Queiroz propõe criação de Banco de Remédios para população carente do Estado

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) protocolou Projeto de Lei (PL) na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (11), com o objetivo de criar no Estado  o Banco de Remédios. A ideia buscará formar estoques de remédios, oriundos de doações de pessoas física e jurídica, para serem ofertados à população potiguar de baixa renda.

Para Nelter, a formação destes estoques [com a classificação, verificação do conteúdo e prazo de validade dos remédios] será feita por médicos ou farmacêuticos da Secretaria Estadual da Saúde Pública (SESAP). “Os remédios doados devem constar no rol dos medicamentos aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária [ANVISA], estar em bom estado de conservação – inclusive de sua embalagem -, conter bula e prazo mínimo de 45 dias antes da data de vencimento”, disse.

Ainda segundo o parlamentar, o fornecimento destes remédios à população só poderá ser realizado dependendo da existência em estoque e mediante apresentação de receita médica original, que será arquivada no receituário do Banco de Remédios. “Os estoques de remédios deverão ser relacionados e atualizados todas as semanas, devendo ficar disponibilizados para consulta via fac-símile, e-mail e mediante listagem impressa, para consulta no próprio Banco de Remédios”, destacou.

Ler mais

Em planilha da Odebrecht, PT é Flamengo e PSDB é Corinthians

Em planilha da Odebrecht, PT é Flamengo e PSDB é Corinthians

No jogo da Odebrecht, Fla Flu é PT contra DEM e Corinthians e São Paulo é PSDB contra PR. A escolha de times de futebol para substituir o nome de partidos foram adotadas em algumas das planilhas do Departamento de Operações Estruturadas, o conhecido “departamento da propina”. Algumas das planilhas entregues aos investigadores usaram os termos e para designar qual cargo ocupava o político beneficiado as posições de jogadores eram usadas, com os pagamentos indo de goleiro (sem cargo) a centroavante (presidente).

Uma tabela entrega por Luiz Eduardo Soares, um ex-diretor da empresa que atuava no setor, faz a relação dos times com os partidos. Ele entregou ainda outras planilhas em que os códigos eram usados, mas nem todos os partidos que constam na tabela dos apelidos aparecem entre os que receberam recursos com esses codinomes.

A lista conta com 18 partidos. Além dos citados, constam na lista PMDB (Internacional), PSB (Sport), PP (Cruzeiro), PTB (Vasco), PPS (Palmeiras), PSOL (Atlético Mineiro), PCdoB (Bahia), PSC (Náutico), PSD (Botafogo), PRB (Santos), PDT (Grêmio), PROS (Santa Cruz), PV (Coritiba) e Rede (Remo). Político que não tinha partido era identificado como ABC.

Nessa tabela, explica-se ainda que presidente era centroavante, governador era descrito como meia, senador chamado de ponta, deputado federal era apelidado de volante e deputado estadual era zagueiro. Quem não tinha cargo e pertencia a base de partidos, recebia o apelido de goleiro.

Ler mais

Ministério da Fazenda autoriza reajuste de 7,48% nas tarifas postais

Ministério da Fazenda autoriza reajuste de 7,48% nas tarifas postais

Preço da carta não comercial, por exemplo, passará de R$ 1,15 para R$ 1,23

POR ELIANE OLIVEIRA – O Globo

Portaria do Ministério da Fazenda publicada nesta quinta-feira, no Diário Oficial da União, autoriza um reajuste de 7,48% nas tarifas postais. O preço da carta não comercial, por exemplo, passará de R$ 1,15 para R$ 1,23, e o telegrama nacional redigido pela internet subirá de R$ 7,07 para R$ 7,60. Já o valor da carta social, de R$ 0,01, permanecerá inalterado. As novas tarifas não se aplicam ao segmento de encomendas (PAC e Sedex) e marketing direto.

Os novos valores dos serviços postais ainda não estão valendo. Segundo o Ministério da Fazenda, sua vigência ainda depende de publicação de portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Ler mais

Ministro de Temer foi interlocutor da Odebrecht no pagamento de caixa 2, diz delator

Ministro de Temer foi interlocutor da Odebrecht no pagamento de caixa 2, diz delator

Titular da Indústria e Comércio, Marcos Pereira (PRB) foi citado na delação de Alexandrino Alencar

Rafael Moraes Moura, Beatriz Bulla e André Borges – O Estado de São Paulo

O atual ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, foi o interlocutor da Odebrecht no pagamento de R$ 7 milhões via caixa 2 para garantir o apoio do PRB à chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) nas eleições de 2014, afirmou em delação premiada o ex-diretor de relações institucionais da empreiteira Alexandrino Alencar.

Marcos Pereira é um dos oito ministros de Temer que já tiveram o pedido de instauração de inquérito autorizado pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), com base nas delações da Odebrecht.

Alexandrino disse que se reuniu três ou quatro vezes em sua sala com o atual ministro de Temer. Segundo o delator, Marcos Pereira já tinha conhecimento do acerto feito pelo então tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva (PT), no intuito de garantir tempo de televisão para a coligação “Com a Força do Povo”.

Indagado se Marcos Pereira sabia que o dinheiro da empreiteira era caixa 2, o delator foi categórico: “Sem dúvida nenhuma. Ele sabia disso.”

Ler mais

Kassab pediu pagamentos para criar o PSD, diz delator

Kassab pediu pagamentos para criar o PSD, diz delator

O ex-executivo da Odebrecht Benedicto Barbosa da Silva Júnior detalhou em depoimento pagamentos feitos entre 2008 e 2014 pela empreiteira, a pedido do atual ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD-SP). A maior parte de um total de R$ 21,3 milhões teria sido paga através de caixa dois.

Benedicto Júnior é um dos ex-dirigentes da empreiteira que fecharam acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. As delações foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O delator afirmou que, em 2013, foi procurado por Kassab e recebeu um pedido de ajuda para a criação de um novo partido: o PSD. Após a solicitação, segundo ele, foram feitos pagamentos entre novembro de 2013 e setembro de 2014, totalizando R$ 17,9 milhões.

PSOL quer afastamento de políticos citados em Lista de Fachin

PSOL quer afastamento de políticos citados em Lista de Fachin

Líder do partido defendeu que ministros e parlamentares se afastem de suas funções para se dedicar exclusivamente às suas defesas

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

O líder do PSOL na Câmara, Glauber Braga (RJ), sugeriu nesta quarta-feira, 12, que mencionados na lista do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edison Fachin, que estão em postos de comando, sejam afastados. Glauber pediu que ministros, presidentes da Câmara e do Senado, além de relatores de projetos importantes, se dediquem exclusivamente às suas defesas.

“Não é possível que a gente tenha como relator da Reforma da Previdência, que mexe profundamente nos direitos da maioria dos brasileiros, alguém que esteja indicado na lista”, disse Glauber, referindo-se ao deputado Arthur Maia (PPS-BA).

O líder do PSOL argumentou que os políticos mencionados e que ocupam postos-chave não têm legitimidade política para “tocar essas tarefas”. “Não tem o menor cabimento essas reformas continuarem sendo votadas sem o afastamento desses representantes políticos”, insistiu.

Ler mais

Michel Temer grava vídeo para se defender de acusação de propina

Michel Temer grava vídeo para se defender de acusação de propina

O presidente Michel Temer decidiu se defender publicamente das acusações de que comandou uma reunião, em 2010, para acertar o pagamento de US$ 40 milhões de propina para o PMDB, conforme relataram executivos da Odebrecht.

O presidente gravou um vídeo na tarde desta quinta-feira (13) em que contesta as delações. Na gravação, ele diz que não negociou pagamento de valores a seu partido e que condena e não participa de práticas escusas de financiamento de campanha.

O vídeo deve ser divulgado nas redes sociais pelo Palácio do Planalto. As informações são da Folha de São Paulo.

Ler mais

Estados Unidos lançam sua maior bomba não nuclear no Afeganistão

Estados Unidos lançam sua maior bomba não nuclear no Afeganistão

Artefato foi usado pelo governo de Donald Trump na província de Nangarhar, em área ocupada pelo Estado Islâmico

Os Estados Unidos usaram sua maior bomba não nuclear em um ataque no Afeganistão nesta quinta-feira. Segundo a emissora americana CNN, o local bombardeado pelo governo de Donald Trump é uma área ocupada por terroristas do grupo Estado Islâmico.

A bomba foi lançada no distrito de Achin, localizado na província de Nangarhar, no leste do país, por volta das 19h do horário local (11h30 em Brasília). O bombardeio foi realizado dois dias após um soldado das Forças Especiais do Exército dos Estados Unidos, conhecido como Green Beret, ser morto em confronto com os jihadistas do EI.

O Pentágono confirmou que o ataque foi realizado usando a arma GBU-43B, ou Massive Ordnance Air Blast Bomb (MOAB), que possui sistema de GPS e pesa 9.5 toneladas. Para efeito de comparação, cada missil Tomahawk usado na base aérea síria na semana passada tem por volta de 450 quilos. As informações são da revista Veja.

Ler mais

Ex-prefeito Ivan Júnior leva o município do Assú a receber prêmio de bom pagador

Ex-prefeito Ivan Júnior leva o município do Assú a receber prêmio de bom pagador

O Tribunal de Justiça do RN, através Divisão de Precatórios premiará Assú como bom pagador. Isso graças ao trabalho feito pelo ex-prefeito Ivan júnior no pagamento de dívidas trabalhistas deixadas por outras gestões, dividas pelas quais somente em 2016, Assú pagou mais de 500 mil reais. 

O Selo de Bom Pagador em razão da boa conduta administrativa no pagamento de precatórios, liquidando sua obrigações judiciais para aquele período, dentro do prazo e voluntariamente, será entregue a Assú e a outros oito municípios potiguares.

Essa será a primeira edição do Selo de Regularidade no Pagamento de Precatórios, que, segundo a Resolução nº 08/2015, deve ser entregue todos os anos no mês de maio. A Divisão de Precatórios espera que os municípios agraciados estimulem outros entes públicos a aderir ao Programa e integrem a lista dos bons pagadores que serão premiados em 2018.

O ex-prefeito Ivan Júnior destacou a importância do prêmio, uma vez que o selo atesta a boa conduta da sua administração que na média das avaliações realizadas pelo Ministério Publico já se mostrava como a gestão mais transparente do estado, e agora também será agraciada com o selo de Bom Pagador.

Municípios agraciados com selo de Bom Pagador quitaram R$ 3,84 milhões em precatórios em 2016

Municípios agraciados com selo de Bom Pagador quitaram R$ 3,84 milhões em precatórios em 2016

Nove municípios potiguares serão premiados pela Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do RN no próximo dia 4 de maio. Eles receberão o Selo de Bom Pagador em razão da boa conduta administrativa dos entes públicos devedores com o pagamento de precatórios. Juntos, os municípios de Mossoró, Parazinho, Serra Negra do Norte, Upanema, Monte Alegre, Parnamirim, Assú, Água Nova e Vera Cruz pagaram R$ 3.849.592,73 em precatórios ao longo do ano de 2016, liquidando sua obrigações judiciais para aquele período, dentro do prazo e voluntariamente, e ainda mantendo sua situação de adimplentes com o pagamento de seus precatórios em 2017. Assim, preencheram os requisitos para o recebimento da premiação.

Essa será a primeira edição do Selo de Regularidade no Pagamento de Precatórios, que, segundo a Resolução nº 08/2015, deve ser entregue todos os anos no mês de maio. A Divisão de Precatórios espera que os municípios agraciados estimulem outros entes públicos a aderir ao Programa e integrem a lista dos bons pagadores que serão premiados em 2018.

Aos devedores que autorizaram o pagamento por meio de débito automático, será conferida o Selo Diamante – também designado de “Selo de Responsabilidade Judicial no Pagamento de Precatórios – Compromisso Total”. Estão incluídos nessa categoria os municípios de Mossoró, Parazinho, Serra Negra do Norte, Monte Alegre e Upanema. Já os municípios de Parnamirim, Assú Água Nova e Vera Cruz vão receber o Selo Ouro. As informações são da assessoria do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

Ler mais