O apartamento era do presidente Lula, diz Léo Pinheiro da OAS

Empreiteiro foi interrogado pelo juiz Sérgio Moro

Fausto Macedo, Ricardo Brandt, Julia Affonso e Luiz Vassallo – O Estado de São Paulo

O empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, declarou nesta quinta-feira, 20, que ‘o apartamento era do presidente Lula’. O executivo se referia ao triplex do Condomínio do Edifício Solaris.

“O sr. entende que deu a propriedade do apartamento para o presidente?”, indagou o advogado de Lula Cristiano Zanin Martins.

“O apartamento era do presidente Lula. Desde o dia que me passaram para estudar os empreendimentos da Bancoop já foi me dito que era do presidente Lula e sua família e que eu não comercializasse e tratasse aquilo como propriedade do presidente”, afirmou o empreiteiro.

A denúncia do Ministério Público Federal sustenta que Lula recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio – de um valor de R$ 87 milhões de corrupção – da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012. As acusações contra Lula são relativas ao recebimento de vantagens ilícitas da empreiteira OAS por meio de um triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo, e ao armazenamento de bens do acervo presidencial, mantido pela Granero de 2011 a 2016.

Ler mais

Léo Pinheiro diz que Lula pediu para ele destruir provas de propina

MARIO CESAR CARVALHO – FOLHA DE SÃO PAULO

O empresário Léo Pinheiro, sócio da OAS, disse em audiência em Curitiba que o presidente Lula pediu para ele destruir provas sobre propinas que a empreiteira pagou ao PT.

Segundo Pinheiro, Lula e ele discutiram sobre propina em maio de 2014, dois meses depois que a Operação Lava Jato ter sido iniciada. Lula teria perguntado se a OAS pagava propina ao PT no Brasil ou no exterior, segundo o relato feito pelo empreiteiro. Léo respondeu que pagava no Brasil, tudo segundo o empresário.

O ex-presidente arguiu se ele mantinha os registros dos pagamentos feitos ao tesoureiro do PT à época, João Vaccari Neto. O empresário disse que mantinha. Foi nesse momento, segundo Léo Pinheiro, que Lula disse para ele destruir tudo já.

Ler mais

Se puder, serei candidato em 2018, afirma Lula

Em entrevista à rádio Fan FM de Sergipe, petista disse que se for presidenciável ‘é para ganhar’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 20, que, “se puder”, vai disputar o Palácio do Planalto pela sexta vez em 2018. Ele disse, porém, que terá de aguardar para a decisão.

“Vamos esperar o tempo passar, para a gente saber quem é que pode ser candidato, se eu posso ser candidato, se não posso ser candidato”, afirmou, sem explicar o que poderia impedir sua candidatura. Lula é réu em cinco ações na Justiça e investigado na Operação Lava Jato. Se condenado e a decisão for confirmada em segunda instância, o petista fica inelegível.

Em entrevista à rádio Fan FM de Sergipe, Lula afirmou que será candidato “para ganhar, não para perder”. “Já perdi a cota de eleições que tinha para perder”, disse, referindo-se às eleições de 1989, 1994 e 1998. “Depois, eu aprendi a ganhar”, afirmou Lula, eleito em 2002 e reeleito em 2006. “Se puder, serei candidato”, disse o petista.  

Lula também foi questionado sobre uma eventual “chapa nordestina” para as eleições presidenciais ao lado de Ciro Gomes (PDT-CE) “É muito difícil dizer isso. Pelo que tenho visto na imprensa, o companheiro Ciro Gomes é candidato a presidente também”, afirmou. “Ainda vai se apresentar muita gente”. 

Ler mais

Palocci sinaliza delação e diz a Moro ter informações para ‘mais um ano de trabalho’ do juiz

Em depoimento, ex-ministro admitiu existência de caixa 2, mas negou ter mandado pagar marqueteiro no exterior

POR CLEIDE CARVALHO, SÉRGIO ROXO E TIAGO DANTAS – O Globo

O ex-ministro Antonio Palocci sinalizou ao juiz Sérgio Moro que pode municiar a Lava-Jato com novas informações, capazes de “dar mais um ano de trabalho”. Depois de afirmar em audiência que sabia da existência de caixa 2, mas que nunca operou ou organizou pagamentos, o ex-ministro disse ao juiz que, quando ele quiser, pode apresentar as informações.

– Apresento todos os fatos com nomes, endereços e operações realizadas. Posso lhe dar um caminho que vai lhe dar mais um ano de trabalho, que faz bem ao Brasil – disse Palocci, afirmando que falaria sobre “nomes e situações” que optou por não falar na audiência.

Ao responder perguntas do seu advogado, Palocci contou uma história que pode dar indicativos do que ele tem a contar em uma possível delação. Afirmou que, antes da campanha presidencial de 2010, foi procurado por um banqueiro, a quem ele definiu como “uma personalidade do meio financeiro” a quem caberia fazer “coisas relativas a financiamento de campanha, a reservas, provisões”.

Ler mais

Receita pede ao STF provas da Lava-Jato para cobrar impostos atrasados de políticos

Entre os alvos estão Renan Calheiros, Romero Jucá, Fernando Collor, José Sarney e Edison Lobão

POR ANDRÉ DE SOUZA – O Globo

Renan Calheiros, Romero Jucá, Fernando Collor, José Sarney e Edison Lobão. Estes são alguns dos políticos alvos da Receita Federal, que pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o compartilhamento de provas de processos da Operação Lava-Jato. A Receita quer iniciar ou dar prosseguimento a procedimentos fiscais, com o objetivo de recuperar impostos que possivelmente deixaram de ser pagos pelos investigados. A decisão de dividir os documentos com a Receita caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF.

Segundo a Receita, alguns dos alvos já têm procedimentos fiscais instaurados, enquanto outros ainda não, mas não esclarece quem exatamente. O órgão garantiu que todos os documentos que vierem a ser compartilhados serão protegidos por sigilo fiscal. A Receita tem pressa porque, após cinco anos, a legislação não permite cobrar tributos atrasados.

Ler mais

Macau: promotoria de Justiça e Conselho Tutelar alertam sobre jogo Baleia Azul

Representante do MPRN investiga informações sobre possível vítima na cidade e adotou primeiras providências junto a família da adolescente

A Promotoria de Justiça com atribuições na defesa da infância e juventude da comarca de Macau, junto ao Conselho Tutelar local, estão realizando um trabalho de proteção e orientação aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes da cidade, no sentido de orientá-los em relação aos perigos no manuseio da internet, principalmente no que diz respeito ao jogo “Baleia Azul”, bastante noticiado recentemente em toda mídia.

A partir de uma denúncia anônima, tomou-se conhecimento de possível vítima do jogo “Baleia Azul” em Macau, e como forma de investigar os fatos, a 1ª Promotoria de Justiça, através da representante ministerial, promotora de Justiça Isabel de Siqueira Menezes, buscou o Conselho Tutelar, a fim de adotar as primeiras providências junto à família da adolescente.

Nesta quinta-feira (20), a promotora de Justiça de Macau, acompanhada de Giselda Vasconcelos, Assistente Social do MPRN, e Flávio Ribeiro, presidente do Conselho Tutelar de Macau, foram às rádios locais, a fim de prestarem informações sobre o jogo “Baleia Azul”, buscando esclarecer à população sobre os perigos do uso indiscriminado da internet por crianças e adolescentes, bem como os meios de proteção e ajuda às eventuais vítimas.

Águas do São Francisco devem chegar ao CE e RN ainda em 2017

Nova empresa foi contratada para fazer a obra, que era feita pela construtora Mendes Júnior

As obras remanescentes da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco podem ser retomadas já na próxima semana, o que possibilitará que as águas do rio cheguem ao Ceará e ao Rio Grande do Norte até o fim do ano.

A informação é do Ministério da Integração Nacional, que assinou na manhã desta quinta-feira, 20, contrato com o Consórcio Emsa-Siton, vencedor de licitação para concluir as obras desse trecho, projetado para beneficiar mais de 7 milhões de pessoas nos dois Estados, além de Pernambuco e Paraíba.

O valor do contrato é de R$ 516,84 milhões. Os pagamentos dos recursos federais às construtoras são feitos conforme o andamento da obra, após apurações mensais de serviços executadas por equipe técnica do ministério. As informações são da Agência Estado.

Ler mais

Câmara dos Deputados fará audiência pública para discutir Baleia Azul

A reunião, que ainda não tem data marcada, questionará representantes do Facebook, WhatsApp e Polícia Federal sobre o que está sendo feito para combater os suicídios relacionados ao jogo

Foi aprovado nesta quarta-feira (19) na Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados o requerimento para uma audiência pública que discutirá o jogo da Baleia Azul. Durante a reunião, que ainda não teve data marcada, serão convocados representantes do Facebook, do WhatsApp e da Polícia Federal para prestarem esclarecimentos sobre o que está sendo feito para conter as fatalidades envolvendo o jogo suicida.

O pedido para a audiência foi apresentado pelo deputado federal Sandro Alex (PSD/PR). “A sociedade está alarmada com os casos de mutilação e suicídio por causa do jogo. Somente essa semana, no Paraná, há cinco casos sendo investigados. São milhões de pais que estão preocupados. Queremos saber o que o Facebook está fazendo para deter essas páginas com esses conteúdos criminosos. A Polícia Federal está investigando? Quem são os brasileiros por traz disso?”, questiona o parlamentar. As informações são da Agência Estado.

Ler mais

Em indireta a Dilma, Temer diz que imaginam o Brasil como um ‘paiseco’

Temer disse que ‘muitas e muitas vezes’ leva-se fatos ao exterior incompatíveis com a Constituição

Gustavo Uribe – Folha de São Paulo

Em um contraponto à sua antecessora no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer criticou nesta quinta-feira (20) o que chamou de uma tentativa de vender a imagem de que o Brasil é um “paiseco” e que não respeita a Constituição Federal.

Num giro nos Estados Unidos, no qual tem feito palestras em instituições e universidades americanas, a ex-presidente Dilma Rousseff tem criticado o processo de impeachment que a retirou do cargo e reforçado que se trata de um “golpe”.

Segundo o presidente, que não citou a petista, estão sendo distribuídos no exterior dados, fatos e informação que não coincidem com a realidade e que o papel da política externa brasileira neste momento deve ser o de recuperar a imagem do país.

“Muitas e muitas vezes, são levados ao exterior dados, fatos e informações que não coincidem com aquilo que está na Constituição Federal. E as pessoas lá fora imaginam que este país é um paiseco e que vai fazendo as coisas sem amparo legal, sem amparo na Constituição Federal, disse.

Ler mais

Brasil ganha 30 novos santos, e as crianças de Fátima serão canonizadas

Papa Francisco acena para religiosos da varanda com vista para a praça de São Pedro no Vaticano

IGOR GIELOW – Folha de São Paulo

O Brasil vai ampliar seu panteão de santos de 6 para 36, e dois dos pastores que testemunharam aparições da Virgem Maria em Fátima (Portugal) serão as mais jovens pessoas canonizadas pela Igreja Católica sem terem sido martirizadas.

As decisões foram publicadas pelo Vaticano nesta quinta (20), por ordem do papa Francisco. A igreja, maior denominação cristã do mundo com 1,28 bilhão de seguidores, tem mais de 10 mil santos.

Desses, apenas seis eram brasileiros. Apenas um deles, Frei Galvão, havia de fato nascido no Brasil, enquanto os outros atuaram no país.

Agora, farão companhia a eles 30 mártires, vítimas de dois massacres por intolerância religiosa durante a ocupação holandesa do Nordeste. Destes, 27 são brasileiros -um era francês, outro espanhol e um terceiro, português.

Eles foram mortos nas cidades de Cunhaú e Uruaçu, respectivamente em julho e outubro de 1645. Já eram beatos, o estágio anterior à santidade, e serão elevados em 15 de outubro não por relatos de milagres específicos, mas pelo motivo de sua morte.

Ler mais

Brasil perde 63,6 mil vagas de emprego em março

Após respiro em fevereiro, quando foram gerados 35 mil postos, resultado frustrou expectativas de analistas

O Brasil voltou a perder postos de trabalho com carteira assinada em março, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No mês passado, o saldo líquido de contratações e demissões ficou negativo em 63.624 vagas. No primeiro trimestre, houve encerramento de 64.378 mil postos de trabalho.

O resultado frustou expectativas de analistas consultados pelo Broadcast, sistema de informações em tempo real do Grupo Estado. A pesquisa consultou 18 instituições, cujas previsões iam do fechamento de 37 mil vagas à abertura de 40 mil postos de trabalho. O número de março ficou abaixo da mediana das previsões, que indicava abertura de 9.954 postos no mês passado.

Ler mais

Maioria dos deputados do RN aprova pedido para acelerar a reforma trabalhista

A  Câmara aprovou na noite desta quarta-feira, 19, um requerimento para acelerar a tramitação da reforma trabalhista após um acordo entre líderes da base, que sofreram uma derrota no dia anterior ao tentarem a mesma manobra.

O parecer do relator da reforma, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), foi lido na semana passada e trouxe mudanças em 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), 

Foram 287 votos a favor e 144 contra o pedido de urgência para a tramitação. Dessa maneira, o projeto passa na frente de outras pautas. Embora os aliados afirmem que manterão a votação do texto na comissão especial na próxima semana, o requerimento aprovado abre brecha para que a votação seja feita diretamente no plenário. 

A maioria da bancada federal do Rio Grande do Norte votou a favor. Confira o voto de cada deputado do RN que participou da sessão, segundo informações do jornal “O Estado de São Paulo‘. 

Ministro da Justiça demite presidente da Funai por não nomear indicações do PSC

Serraglio decide demitir Antônio Costa por não ter atendido a pedido do líder do governo no Congresso, André Moura, para nomear 25 pessoas de sua confiança na Fundação Nacional do Índio. Pressão também foi feita por deputado peemedebista

Com o aval do presidente Michel Temer (PMDB), o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB), decidiu demitir o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho Costa, e substituí-lo por um representante da bancada ruralista no Legislativo.

A demissão foi exigida pelo líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), porque o presidente da entidade responsável pela gestão das terras indígenas não aceitou nomear 25 pessoas indicadas por ele desde que a nova direção da Funai tomou posse.

A decisão política de demitir Antônio Costa foi tomada por Serraglio na quarta-feira (19), data em que se comemora o Dia do Índio, e assustou o presidente da Funai. Os 25 nomes impostos por André Moura para serem contratados pela Funai não são de carreira do órgão.

O deputado exigiu que fossem nomeados nas áreas de finanças e de gestão da fundação. Alguns nomes que o ministro Serraglio deve confirmar vão ocupar superintendências em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, Roraima e em Mato Grosso do Sul. As informações são de Congresso Em Foco.

Ler mais

Prefeito de Ipanguaçu contrata por quase R$ 183 mil a funerária de secretário da Prefeitura do Assú

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo contratou a Funerária Santo Antônio do Secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Assú  Luis Carlos Gonçalves de Oliveira, conhecido como “Luis da Funerária”, para a prestação de serviços funerários no município e atender aos usuários dos benefícios eventuais.

Com a contratação da Funerária Santo Antônio do secretário da Prefeitura do Assú, o prefeito Valderedo Bertoldo, vai gastar até o final do ano com a empresa de “Luis da Funerária”, a bagatela de R$ 182.500,00 (cento e oitenta e dois mil e quinhentos reais).

TCU multa Wagner por nomear marido de petista na OEA

O relator defendeu em plenário que Wagner deveria ser inabilitado para cargos em comissão, mas a maioria do plenário discordou

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu nesta quarta-feira, 19, multar em R$ 15 mil o ex-ministro petista Jaques Wagner (Casa Civil e Defesa) por nomear para um cargo em Washington o segundo-tenente do Exército Jeferson da Silva Figueiredo, marido da ex-ministra de Relações Institucionais Ideli Salvatti (PT-SC). A decisão foi tomada com base em relatório da corte, que considerou o ato “ilegítimo”, “antieconômico” e motivado por interesses particulares. 

Nesta quarta, o relator do processo, ministro André Luís de Carvalho, defendeu em plenário que Wagner deveria ser inabilitado para o exercício de cargos em comissão e funções de confiança na administração federal por sete anos. Mas a maioria do plenário discordou, seguindo voto de José Múcio Monteiro, que propôs a sanção mais branda. As informações são da Coluna do Estadão. 

Ler mais