Maia deve rejeitar todos os pedidos de impeachment, diz vice-líder

Maia

O vice-líder do governo na Câmara, Darcísio Perondi (PMDB-RS), disse nesta quinta-feira (18) que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve rejeitar todos os pedidos de abertura de processo de impeachment contra o presidente Michel Temer. É prerrogativa de Maia analisar a admissibilidade dos pedidos. “Ele, com certeza, vai rejeitar todos os pedidos”, disse Perondi.

O peemedebista afirmou ainda que o questionamento de aliados é normal, mas que Temer é habilidoso no diálogo com parlamentares. Sobre o PSDB especificamente, Perondi disse que “é óbvio que o partido tem dúvida, mas está firme no governo”. “É o Brasil dos novos tempos.”

Mesmo que os tucanos desembarquem do governo Temer, Perondi garantiu que o PMDB seguirá no poder. Um dos parlamentares mais próximos ao presidente, Perondi disse ainda que Temer está indignado com as acusações e angustiado. “Como não ficar angustiado num momento desses?”, questionou. As informações são da Agência Estado.

Leia mais

Papa Francisco pede que cientistas não usem embriões em pesquisas

O Papa Francisco fez um chamado a todos cientistas do mundo para que evitem usar embriões humanos em suas pesquisas relacionadas a doenças neurodegenerativas. O pedido foi feito nesta quinta-feira, durante um encontro com pessoas atingidas pela doença de Huntington, uma enfermidade hereditária, na qual as células nervosas se rompem ao longo do tempo.

“Algumas linhas de investigação, de fato, utilizam embriões humanos provocando, inevitavelmente, sua destruição. Mas sabemos que nenhum fim, ainda que seja nobre- como a possibilidade de uma utilização para ciência, outros seres humanos e a sociedade- pode justificar a destruição de embriões humanos”, afirmou o Papa.

Leia mais

Fachin manda investigar Eunício

Além do presidente Michel Temer (PMDB), o ministro Edson Fachin autorizou a abertura de um novo inquérito contra o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), no âmbito da Lava Jato.

O ministro Fachin também autorizou o fim do sigilo deste que é o segundo procedimento investigatório aberto contra o chefe do Congresso, mas os detalhes ainda não estão disponíveis no sistema do Supremo Tribunal Federal. Ainda não se sabe se há alguma relação com as informações trazidas pela JBS, que foram homologadas pelo ministro Fachin.

O processo deu entrada no STF em outubro de 2016 como uma petição e estava tramitando de forma sigilosa até esta quarta-feira (17).

Tucano Bruno Araújo deve deixar Ministério das Cidades

Interlocutores do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), afirmam nesta quinta-feira que o tucano decidiu se antecipar à decisão do partido e pedir demissão.

A legenda resolveu afastar o senador Aécio Neves da presidência do partido e aguardar a divulgação do áudio do presidente Michel Temer negociando a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara para deixar o governo. Além de Bruno, o partido tem outros três ministros no governo.

Ministro da Cultura pede demissão do cargo

O ministro da Cultura e presidente do PPS, Roberto Freire, pediu demissão. Ele entregará uma carta ao presidente Michel Temer no fim da tarde desta quinta-feira. Mais cedo, Freire havia defendido eleições indiretas caso o governo não tivesse “condições de governar”.

— Quem tem que decidir é o Congresso. Se o governo não tiver condições de governar, tem que entregar ao Congresso. É o que diz a Constituição Federal — declarou ao GLOBO Roberto Freire.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, que também é da sigla, continuará no cargo, de acordo com nota divulgada pelo ministério na tarde desta quinta.

Leia mais

Aécio anuncia licença da presidência do PSDB e indica Tasso Jereissati

Resultado de imagem para aecio e tasso

Em comunicado divulgado na tarde desta quinta-feira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) anuncia que irá se licenciar da presidência do partido, cargo que ocupa há mais de quatro anos, para se dedicar à sua defesa. No texto, Aécio indica o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) para assumir a presidência do partido de forma interina.

O senador classifica as acusações de “absurdas” e chama as medidas de “equívoco”. Ele diz que trabalhará diuturnamente para provar sua inocência e de sua família. A irmã de Aécio, Andreia Neves, e o primo do senador, Frederico Pacheco, foram presos na manhã desta quinta-feira pela Polícia Federal. As informações são de O Globo.

Leia mais

PF cumpre 93 mandados de busca e apreensão contra pornografia infantil

Sede da PF em Manaus (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (18) a operação Cabrera, que combate o compartilhamento e a posse de imagens de pornografia infantil em redes sociais, e-mails e mensagens. Ao todo, 370 policiais cumprem 93 mandados de busca e apreensão em 18 Estados e no Distrito Federal. Além disso, também foram decretadas duas prisões preventivas e uma condução coercitiva.

De acordo com a PF, os investigados responderão pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, com penas previstas de um a seis anos de reclusão, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Código Penal Brasileiro. Ações ocorrem nos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rondônia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina.

O nome da operação é uma homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, de 8 anos, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973, em data que hoje é marcada como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

PF já apreendeu R$ 2 milhões na operação Patmos

Dinheiro apreendido na operação Patmos

A ação teve entre os alvos os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Zezé Perrella (PMDB-MG), além do deputado Rocha Loures (PMDB-PR) e pessoas ligadas a eles

A Polícia Federal já apreendeu R$ 2 milhões nas buscas da operação Patmos, desencadeada nesta quinta-feira (18) pela Polícia Federal. A ação teve entre os alvos os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Zezé Perrella (PMDB-MG), além do deputado Rocha Loures (PMDB-PR) e pessoas ligadas a eles.

A ação, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), cumpriu 49 mandados judiciais, sendo 41 de busca e apreensão e oito de prisão preventiva, entre eles o da irmã de Aécio, Andréa Neves, com o objetivo de coletar provas de crimes de corrupção e contra a administração pública. Os ilícitos em apuração foram denunciados pelo empresário Joesley Batista, da JBS, e outros dirigentes do grupo.

Leia mais

Julgamento da chapa Dilma-Temer está mantido para o dia 6 de junho

dilma e temer

Em meio ao aprofundamento da crise política, o vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, disse nesta quinta-feira (18) que está mantida a data de 6 de junho para a retomada do julgamento da ação que apura se a chapa de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014.

Indagado pela reportagem se a data prevista para o julgamento está mantida, Fux limitou-se a dizer: “Está”.

O presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, deve retornar a Brasília na noite desta quinta-feira, depois de cumprir viagem oficial na Rússia, onde participou de conferência sobre eleições.

Leia mais

Ministro da Justiça é ‘um bosta’, disse Aécio em gravação

Aécio Neves

O site de notícias BuzzFeed Brasil publicou o diálogo entre Josley Batista, proprietário da JBS, e o senador afastado Aécio Neves (PSBD). Na conversa, eles falam sobre tentativas de barrar a Operação Lava Jato e anistiar o caixa dois no Congresso.

O site teve acesso ao diálogo transcrito na decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que afastou o ex-senador e decretou a prisão preventiva de Andrea Neves.

Confira na íntegra:

Aécio — Esses vazamentos, essa porra toda, é uma ilegalidade.

Joesley — Não vai parar com essa merda?

Aécio — Cara, nós tamos vendo (…) Primeiro temos dois caras frágeis pra caralho nessa história é o Eunício [Oliveira, presidente do Senado] e o Rodrigo [Maia, presidente da Câmara], o Rodrigo especialmente também, tinha que dar uma apertada nele que nós tamos vendo o texto (…) na terça-feira.

Joesley — Texto do quê?

Aécio — Não… São duas coisas, primeiro cortar o pra trás (…) de quem doa e de quem recebeu.

Leia mais

Temer diz que não renunciará e que nada esconde após denúncia da JBS

O presidente Michel Temer em pronunciamento nesta quinta-feira

O presidente Michel Temer (PMDB) disse nesta quinta-feira (18) que não vai renunciar ao cargo e que não agiu para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Em rápido discurso no Palácio do Planalto, Temer chamou as gravações de “clandestinas”, afirmou que não tem “nada a esconder” e que, por isso, não precisa de foro privilegiado.

Caso renunciasse ao cargo de presidente da República, o peemedebista perderia a prerrogativa de ser investigado pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

“Não renunciarei. Repito: não renunciarei. Sei o que fiz e sei a correção dos meu atos. Exijo investigação plena e que dê muito rápido esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dubiedade não pode existir por muito tempo”, declarou Temer. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia mais

Desenvolvimento de Angicos e Região Central é tema de conversa entre José Adécio e o  ex-prefeito Ronaldo Teixeira

O deputado José Adécio recebeu, na manhã desta quinta-feira(18), a visita de seu amigo, correligionário e ex-prefeito de Angicos, Ronaldo Teixeira.

Eles conversaram sobre assuntos de interesse da coletividade angicana e das regiões Central e do Mato Grande. José Adécio comunicou ao Dr. Ronaldo que, brevemente, irá a Angicos, como sempre foi, a exemplo da Missa em homenagem a São José, dia 19 de março.

“Minha relação com Angicos é muito antiga, desde a minha infância, quando minha mãe me levava num misto para assistir a missa de São José. É uma cidade onde tenho muitos amigos, sempre atuei e honrosamente cheguei a ser o deputado mais votado. Farei tudo ao meu alcance político para melhorar a vida dos angicanos e da minha Região Central”, disse o deputado José Adécio.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Adécio

Em pronunciamento, Michel Temer diz que não renuncia à presidência da República

O presidente Michel Temer (PMDB) anunciou em pronunciamento na tarde desta quinta-feira que não vai renunciar à presidência da República. “Não renunciarei. Sei o que fiz”, afirmou Temer, afastando a hipótese de deixar o cargo.

Temer teria sido gravado dando aval ao presidente da JBS, Joerley Bartista, para fazer o pagamento de mesada ao deputado cassado Eduardo Cunha, preso em Curitiba. “Tem que manter isso aí”, disse Temer ao ser comunicado da situação usada para garantir o silêncio dele.

Carlos Sampaio assume presidência do PSDB no lugar de Aécio Neves

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O deputado federal Carlos Sampaio (SP) deverá assumir interinamente a presidência nacional do PSDB no lugar do senador afastado Aécio Neves. Até então ele ocupava o posto de vice-presidente Jurídico do PSDB.

Carlos Sampaio assume o comando tucano até que a Executiva Nacional da legenda convoque uma eleição para escolha de um novo presidente.

O nome de Sampaio foi indicado na manhã desta quinta-feira pela bancada do PSDB na Câmara dos Deputados.

Leia mais

Fachin nega prisão de Aécio e homologa delação

Jefferson Rudy/Agência Senado

Ministro do Supremo homologa delações da JBS e não manda a plenário da Corte máxima pedido de prisão de senador do PSDB

Breno Pires e Rafael Moraes Moura – O Estado de são Paulo

A decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que determinou o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de funções parlamentares e negou o pedido de prisão que lhe foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), não será levada a votação no plenário do Supremo nesta quinta-feira.

Ao rejeitar o pedido de prisão do senador, Fachin disse que apenas um “eventual recurso” poderá ser incluído em pauta para análise do pleno “no tempo mais breve possível” — o que depende de um pedido ou da defesa de Aécio ou da PGR, se esta quiser insistir na prisão do presidente nacional do PSDB. O mandado de prisão foi solicitado pela procuradoria diante de envolvimento de Aécio em possíveis crimes, registrado em vídeo e apresentado pelos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da empresa JBS, em proposta de acordo de colaboração.

Leia mais