Força Sindical se une à CUT contra Temer e convoca ato para domingo

Temer

A Força Sindical, comandada pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), se juntou a outros movimentos de esquerda, como a União Nacional dos Estudantes (UNE), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e Central Única dos Trabalhadores (CUT), para participar no neste domingo (21) de manifestação contra o presidente Michel Temer (PMDB) e a favor da antecipação de eleições gerais diretas.

Em delação, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, apontou que Temer teria dado aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo a Agência Estado.

Na hipótese de Temer sair da Presidência, o próximo na linha sucessória é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em uma das interpretações jurídicas, o deputado teria 30 dias para convocar eleições indiretas, na qual só os membros do Congresso Nacional poderiam votar.

Leia mais

‘Acho que vou me candidatar à presidência’, diz Silvio Santos

Silvio Santos

Durante a gravação do Programa Silvio Santos, que irá ao ar no próximo domingo, 21, no SBT, o apresentador Silvio Santos fez comentários bem-humorados sobre uma possível ‘candidatura’ ao mundo político: “Eu não estava mais pensando em política, mas, depois que o Luciano Huck se candidatou, eu fiquei muito chateado e eu acho que vou me candidatar. Pois eu estou com 86 anos, estou muito mais maduro, tenho agora decisões muito mais adultas e estou convencido que o governo na minha mão seria um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”.

Silvio fez referência aos recentes indícios de que o apresentador do Caldeirão possa se lançar como candidato à presidência da república nos próximos anos, segundo a Agência Estado.

“Eu estou pensando seriamente, pois o Luciano Huck está fazendo cócegas na minha consciência. Se o povo poderá votar em Luciano, poderá votar em mim, porque eu sou aquele presidente que dirá que os ricos sejam menos ricos e os pobres menos pobres”, complementou o apresentador.

Leia mais

Senado pode peitar STF e manter Aécio no cargo

Aécio Neves

O Senado estuda passar por cima do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a suspensão do mandato do senador mineiro Aécio Neves (PSDB). A informação foi divulgada neste sábado (20) pela colunista Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S.Paulo”.

A ideia de alguns senadores é que a defesa de Aécio recorra à Mesa Diretora do Senado, questionando se a determinação do Supremo tem mesmo validade. A Mesa, por sua vez, responderia que a suspensão do mandato do tucano não tem previsão constitucional, segundo a Agência Estado.

A possibilidade da manutenção do mandato de Aécio já está sendo discutida por senadores nos bastidores do Senado. O mineiro foi afastado do cargo pelo Supremo após aparecer em gravação feita na Operação Lava Jato pedindo R$ 2 milhões a donos da holding J&F, que controla a JBS.

Em dezembro do ano passado, a Casa adotou uma medida semelhante a essa que está sendo discutida agora. Na época, liminar do ministro Marco Aurélio Mello determinou o afastamento de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado. A Casa, então, encaminhou ao STF uma decisão da Mesa Diretora em que informava que aguardaria o posicionamento do plenário para, só depois, aceitar ou não o pedido de afastamento de Renan.

Temer diz que áudio foi adulterado e pede arquivamento de investigação

Presidente Michel Temer se pronunciou após denúncias de que teria dado aval para comprar o silêncio de Eduardo Cunha em conversas com o empresário Joesley Batista, do Grupo JBS Foto: Andre Coelho / O Globo

O presidente Michel Temer fez neste sábado um pronunciamento afirmando que o áudio gravado pelo dono da JBS, Joesley Batista, foi adulterado, teve mais de 50 edições, e pediu a suspensão do processo que foi aberto no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigá-lo. Temer disse que permanece na Presidência e negou que tenha cometido o crime de corrupção passiva, pois os pleitos do empresário não foram atendidos. Chamou Joesley de “fanfarrão” e afirmou que não acreditou nas afirmações do empresário de que havia cooptado juízes e promotores.

– O que ele fala em seu depoimento não está no áudio. E o que está no áudio demonstra que ele estava insatisfeito com o meu governo. Essa é a prova cabal de que meu governo não estava aberto a ele. Fica patente o fracasso de sua ação. O CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) não decidiu a questão solicitada por ele. O governo não atendeu a seus pedidos. Não se sustenta, então, a acusação pífia de corrupção passiva – disse Temer.

Este foi o segundo pronunciamento do presidente em menos de três dias. As informações são de O Globo.

Leia mais

Lula promete estar ‘na trincheira’ para que Temer ‘saia logo’ da Presidência

SÃO BERNARDO (SP), 20.05.2017 - O ex-presidente Lula participa hoje (20), da posse do diretório municipal de São Bernardo do Campo. Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress/Folhapress

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu neste sábado (20) que Michel Temer “saia logo” da Presidência e prometeu estar “na trincheira” para defender a realização de eleições diretas e impedir que a escolha seja feita pelo Congresso.

“Nós queremos eleições diretas, queremos que o Temer saia logo. Não queremos um presidente eleito indiretamente, mas pelo povo brasileiro. Seja quem for, não importa quem for”, afirmou. “Podem ter certeza de que estarei na trincheira junto com vocês para recuperar a democracia neste país.”

Saudado com gritos de “Lula presidente”, o petista voltou a dizer que as acusações de que é alvo na Operação Lava Jato lhe dão “vontade de disputar a eleição”. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia mais

PSB decide virar oposição, e pede renúncia de Temer

Resultado de imagem para renato casagrande

Em reunião da Executiva do partido, o PSB decidiu partir para a oposição e pedir a renúncia do presidente Michel Temer. Para a cúpula da sigla, Temer perdeu as condições de governar e deve abrir mão do cargo, segundo O Globo.

O PSB também resolveu que irá fechar questão em favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), que antecipa as eleições diretas para presidente da República, que já vem sendo apelidada de “emenda das Diretas já”.

Pela Constituição, em caso de vacância da cadeira de presidente a menos de dois anos do fim do mandato tem de ser feita uma eleição indireta na qual apenas deputados e senadores votam.

Leia mais

Projeto de Fábio Faria de prevenção à erosão costeira recebe parecer favorável

Exibindo fabiofaria7.jpg

O projeto de lei 3252/2015, que prevê na legislação sobre Defesa Civil a inclusão de medidas de precaução contra erosão costeira, recebeu, nesta sexta-feira (19), parecer favorável na Comissão de Finanças de Tributação (CFT) da Câmara.

“A erosão costeira causa desastres e grandes danos à população, por isso a importância desta proposta para prevenir riscos de desmoronamento em diversas regiões do país, inclusive do Rio Grande do Norte”, afirma o deputado Fábio Faria, autor do projeto.

Leia mais

Temer prepara novo pronunciamento para esta tarde

Brazil's President Michel Temer speaks during a press conference following allegations that he gave his blessing to payment of hush money to a politician convicted of corruption, on May 18, 2017 in Brasilia. Temer faced growing pressure to resign Thursday after the Supreme Court gave its green light to the investigation over allegations that he authorized paying hush money to already jailed Eduardo Cunha, the disgraced former speaker of the lower house of Congress. / AFP PHOTO / EVARISTO SA ORG XMIT: ESA105

O presidente Michel Temer pode fazer neste sábado um novo pronunciamento público, no Palácio do Planalto. A intenção é mais uma vez rebater as acusações dos executivos da JBS. O presidente é investigado no Supremo Tribunal Federal (STF) por obstrução de Justiça, formação de organização criminosa e corrupção passiva.

Os auxiliares próximos do presidente estão reunidos desde o início da manhã no Palácio do Alvorada preparando a fala de Temer. Ainda não há horário para a fala do presidente.

Após as revelações iniciais da delação de Joesley Batista virem à tona, no site do GLOBO, Temer afirmou que não renunciará.

Cármen Lúcia pede que Gilmar se manifeste em pedido de impedimento

Resultado de imagem para gilmar e carmem lucia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, enviou ofício ao também ministro Gilmar Mendes para que ele se manifeste sobre o pedido de impedimento feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, segundo O Globo.

O procurador quer que o STF declare Gilmar impedido de atuar no habeas corpus do empresário Eike Batista, que saiu da prisão graças a uma decisão do ministro. Isso porque Eike é cliente do advogado Sérgio Bermudes, com quem a mulher de Gilmar, Guiomar Mendes, trabalha.

“Senhor Ministro, nos termos do despacho proferido nos autos em referência, encaminho a Vossa Excelência cópia da petição inicial para que, querendo, manifeste-se sobre a alegação do arguente. Atenciosamente, Ministra Cármen Lúcia”, diz trecho do ofício.

Leia mais

Ex-braço-direito de Janot atua em escritório que negociou com JBS

O ex-procurador da República Marcelo Miller, um dos principais braços-direitos de Rodrigo Janot no Grupo de Trabalho da Lava Jato até março deste ano, passou a atuar neste ano no escritório que negocia com a Procuradoria Geral da República os termos da leniência do grupo JBS, que fechou acordo de delação premiada na operação.

A decisão de Miller de deixar o Ministério Público Federal para migrar para a área privada, que pegou a todos no MPF de surpresa, veio a público em 6 de março, véspera da conversa entre Joesley Batista e Michel Temer, gravada pelo empresário, no Palácio do Jaburu, que deu origem à delação.

Miller passou a atuar no escritório Trench, Rossi & Watanabe Advogados, do Rio de Janeiro, contratado pela JBS para negociar a leniência, acordo na área cível complementar à delação. As informações são de Vera Magalhães, do Estadão.

Leia mais

JBS recusa acordo de leniência com multa de mais de R$ 11 bilhões

Resultado de imagem para jbs

O grupo J&F, que controla o frigorífico JBS e detém a marca Friboi, não aceitou o acordo de leniência negociado o Ministério Público Federal (MPF) que previa o pagamento de uma multa de R$ 11,169 bilhão. O valor seria quitado em dez anos.

A empresa tinha até o dia de ontem para dizer se aceitava ou não o acordo. Segundo o MPF, as conversas podem ser retomadas, mas a proposta rejeitada pelo grupo J&F não está valendo mais, segundo O Globo.

Os procuradores da República defendiam o pagamento de R$ 11,169 bilhões, em um prazo de dez anos, valor equivalente a 5,8% do faturamento obtido pelo grupo em 2016. Já os representantes da J&F propuseram pagar R$ 1 bilhão, o que equivale a 0,51% . A Lei Anticorrupção estipula que a multa deve variar entre 0,1% e 20% do faturamento.

Robinson ‘jura por todos os santos’ que não vai privatizar a Caern

Resultado de imagem para robinson faria jbs

Enquanto o governador Robinson Faria ‘jura por todos os santos’ que não vai privatizar a Caern, os jornais O Globo e o Estado de São Paulo divulgam que o Rio Grande do Norte está lista de privatizações de saneamento do governo federal.

O BNDES esta realizando estudos que terminam agora em julho e os editais de venda das empresas de saneamento como a Caern e outras país afora, serão publicados no primeiro trimestre de 2018.

Pedidos de impeachment de Temer na Câmara quase quadruplicam

O número de pedidos de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB) quase quadriplicou depois de ser pego numa gravação com o delator Joesley Batista, dono da JBS, revelada pelo GLOBO.

Antes, tramitavam na Câmara três propostas de impedimento — uma quarta, de 14 de fevereiro deste ano, foi arquivada. Agora já há um total de 11, o que representa um crescimento de 266%.

Apenas nas últimas 48h foram protocolados oito processos. Destes, o primeiro foi do deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ).

Leia mais

JBS pagou mensalinho a Temer Dono de R$ 100 mil por mês, durante um ano

video jbs

Deputado Rodrigo Loures (de paletó) e Ricardo Saud, diretor da JBS, em cafeteria de SP, em abril

O empresário Joesley Batista, dono da JBS, afirmou que, a pedido do presidente Michel Temer, aceitou fazer pagamentos totais de R$ 4,7 milhões entre 2010 e março de 2017, incluindo um “mensalinho” de R$ 100 mil ao peemedebista e um repasse, em espécie, de R$ 300 mil para as mãos do marqueteiro de confiança do presidente, Elsinho Mouco.

Joesley descreve que seu relacionamento com Temer começou em 2010, quando foi apresentado ao peemedebista pelo ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi.

Eunício será investigado por suspeita de corrupção passiva e lavagem

O inquérito que foi aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), que teve o sigilo levantado nesta semana, investiga os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O pedido foi baseado na delação premiada de Nelson José de Mello, ex-diretor de relações institucionais do grupo Hypermarcas, que foi homologada em 2016, segundo O Globo.

A investigação foi autorizada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no tribunal, no dia 26 de abril, mas o caso estava sob sigilo até a última quarta-feira. Os detalhes do processo foram revelados na sexta-feira pelo Ministério Público Federal (MPF).