Câmara e Senado vão criar comissão para tratar de segurança pública

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), disse nesta terça-feira que a Câmara e o Senado criarão uma comissão conjunta para juntar todos os projetos da área de segurança pública, escolherem os mais importantes e acelerarem sua tramitação. Segundo Eunício, só no Senado há 180 propostas paradas sobre esse tema. O assunto será discutido hoje à noite na casa de Eunício, quando ele, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e líderes partidários das duas Casas se encontrarão para um jantar.

Eunício aproveitou a reunião de líderes para dizer que não aceitará mais pautar o grande número de medidas provisórias (MPs) que o governo tem enviado para o Congresso, segundo informações de O Globo.

— Eu fui obrigado a dizer que eu não vou pautar três MPs porque o sistema é bicameral, não dá para ficar mais aqui no Senado ou na Câmara votando matéria e discutindo com o líder do governo se o governo vai vetar ou manter determinada matéria. Não podemos legislar através de compromisso com o líder do governo. Somos 81 senadores e temos compromissos com nossos mandatos — disse Eunício.

O senador afirmou que deu o recado diretamente ao presidente Michel Temer e pediu para que ele reduzisse o número de MPs. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) participou da reunião de líderes, quando o presidente do Senado deu esse recado. Jucá saiu do encontro apressado um pouco antes do fim.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: