Fachin manda denúncia contra Loures para a primeira instância

SÃO PAULO, SP, 07.04.2016: EXPOSIÇÃO-SP - O empresário Rodrigo Rocha Loures na abertura da exposição "Histórias da Infância" no Masp em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou nesta quinta-feira (10) que a denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) vá para a primeira instância, ficando suspensa somente a parte do processo relativa ao presidente Michel Temer, conforme decisão da Câmara na semana passada.

Loures e Temer foram denunciados no final de junho sob acusação de corrupção passiva, no caso da mala com R$ 500 mil entregue pela JBS ao ex-deputado. De acordo com a PGR, o dinheiro tinha como destinatário final o presidente.

Conforme o despacho de desmembramento assinado por Fachin, “a necessidade de prévia autorização da Câmara dos Deputados para processar o Presidente da República não se comunica ao corréu [no caso, Loures]”. As informações são da Folha de São Paulo.

Segundo o ministro, é ponto pacífico no Supremo que “a imunidade temporária à persecução penal contra o Presidente da República”, garantida na Constituição, “não se comunica a coautor do fato”.

Como Loures não tem foro perante o STF, a denúncia contra ele será remetida à primeira instância da Justiça Federal no Distrito Federal.

Já em relação a Temer, Fachin determinou a suspensão do processo. “Diante da negativa de autorização por parte da Câmara dos Deputados para o prosseguimento do feito em relação ao Presidente da República, o presente feito deverá permanecer suspenso enquanto durar o mandato presidencial”, escreveu o ministro.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: