Governo Temer tenta tranquilizar mercado após derrota na reforma trabalhista

Resultado de imagem para Governo tenta tranquilizar mercado após derrota na reforma trabalhista

O Palácio do Planalto tratou como “descuido” a derrota do relatório do governo para a reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, nesta terça-feira (20). Da Rússia, onde está em viagem oficial, o presidente Michel Temer acionou ministros e líderes da base aliada para tentar tranquilizar o mercado financeiro, segundo informações da Folha de São Paulo.

Os ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), além de parlamentares governistas, foram mobilizados para dizer a investidores que o cronograma da reforma está mantido e que o projeto deve ser aprovado até o fim de julho.

Eles também gravaram vídeos para serem divulgados nas redes sociais. Na gravação, Meirelles minimiza a derrota e diz que “são fatos corriqueiros”. Ele afirma inda que a situação é normal e que a proposta será aprovada no plenário.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi em linha semelhante. “Na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), nós temos a convicção plena de que vamos aprová-la e a certeza de que vamos aprovar no plenário com uma margem dilatada de votos”, disse à Folha.

No início da tarde, a Bovespa caía 1,6% e o dólar tinha alta de 1,5%.

A estratégia do governo agora é manter o cronograma da reforma, em uma tentativa de transmitir ao mercado e ao mundo político um sinal de que Temer não considera a derrota desta terça-feira um revés.

Deixe um comentário