Não há ‘bode’ na reforma da Previdência, diz presidente da Câmara

Não há ‘bode’ na reforma da Previdência, diz presidente da Câmara

Para Maia, país só tem dois caminhos para resolver questão: fazer uma reforma menos dura ou trilhar o exemplo de Portugal, que chegou em um estado de falência, com corte de salários e aposentadorias e aumento de impostos

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira (8) que o país só tem dois caminhos para resolver a questão previdenciária: fazer uma reforma menos dura ou trilhar o exemplo de Portugal, que chegou em um estado de falência, com corte de salários e aposentadorias e aumento de impostos. Ele lembrou que a proposta do governo Michel Temer não corta salários, aposentadorias nem reajusta impostos.

“Nós temos duas alternativas: ou nós fazemos uma reforma que não é dura, que vá organizar o sistema para o futuro ou nós chegaremos em determinado momento, se a reforma previdenciária não for feita, que nós vamos ter que fazer o que Portugal fez”, declarou.

Maia disse que não há “bode” na reforma da Previdência e que os parlamentares precisam ter responsabilidade ao apreciar a matéria. “Ninguém está feliz em fazer reforma alguma, mas é uma realidade, aquilo que precisava ser feito e não foi feito no passado”, comentou. As informações são da Agência Estado.

Deixe uma resposta