‘Não vão conseguir nos distanciar’, diz Alckmin sobre disputa com Doria

Alckmin e Doria durante encontro para anunciar pacote de parcerias

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), minimizou nesta terça-feira (16) a possibilidade de disputa entre ele e o prefeito João Doria para concorrer à Presidência no ano que vem.

Ao comentar declarações do prefeito, segundo quem o povo decidirá o candidato do PSDB, Alckmin afirmou que ninguém vai conseguir distanciá-los.

“Doria é um bom companheiro. Hoje vai ser homenageado. É a noiva ainda por cima”, disse o governador, numa alusão ao prêmio homem do ano que será entregue ao prefeito num jantar de gala.

Alckmin disse que a decisão sobre a candidatura será coletiva e defendeu a realização de prévias para a definição.

“Ninguém vai conseguir nos distanciar. Estamos fazendo uma grande sinergia em benefício da população.”

Doria e Alckmin estão em Nova York para eventos com investidores e empresários. Nesta terça, o prefeito paulistano vai receber o prêmio “Person of the Year”, da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Na segunda (15), Doria fugiu do tom até então habitual em suas declarações quando questionado sobre a sucessão de 2018 e disse que o candidato de seu partido à Presidência será “aquele que a população desejar”.

“O PSDB não vai fugir dessa missão. Será candidato do PSDB aquele que tiver melhor posição perante a opinião pública. Aquele que representa o interesse popular. Para ser competitivo, para vencer as eleições, vencer o PT, vencer o Lula”, afirmou.

Habitualmente, Doria vinha sempre defendendo a candidatura de Geraldo Alckmin, seu padrinho político, fragilizado após delatores da Odebrecht o acusarem de receber caixa 2.

Doria, que tem tido o nome cada vez mais citado como possível candidato ao Planalto, é o tucano mais bem posicionado, ainda que dentro da margem de erro, em pesquisa Datafolha divulgada em abril. Ele chega a 9% das intenções, contra 6% do governador.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: