OAB não apura advogados citados por JBS

Imagem relacionada

Quase quatro meses após a divulgação da delação da JBS, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ainda não abriu procedimentos disciplinares para apurar suspeitas envolvendo escritórios de advocacia mencionados nos depoimentos da empresa. Segundo os delatores, o pagamento de notas frias a advogados foi um dos principais meios de repasse de propina a políticos.

Após a divulgação do caso, em maio, o presidente nacional da OAB, Cláudio Lamachia, pediu informações sobre o assunto ao Supremo Tribunal Federal – era o primeiro passo para avaliar a possibilidade de punições disciplinares. Até agora, porém, nenhuma sanção foi aplicada e os casos seguem sem uma apuração interna formal.

O lobista da JBS Ricardo Saud disse em sua delação que tratou de pagamentos com “mais de cem escritórios de advocacia”. Procurada, a OAB disse que acompanha os fatos e “se houver algum fato concreto envolvendo advogados e escritórios de advocacia em irregularidades, eles serão apurados”. As informações são da Agência Estado.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: