Palocci diz que pediu R$ 4 mi a Odebrecht para cobrir ‘buraco’ nas contas do Instituto Lula

Resultado de imagem para palocci e moro

O ex-ministro Antonio Palocci afirmou ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira, 6, que o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, pediu que ele levantasse com empresas R$ 4 milhões para cobrir “um buraco nas contas” da instituição, aberta em 2011, após Luiz Inácio Lula da Silva deixar a Presidência. E que esse valor foi pago pela Odebrecht de forma irregular, pelo Setor de Operações Estruturadas, a máquina de fazer propinas da empresa.

“Tem um episódio que Marcelo (Odebrecht) relatou que é verdadeiro. Ele fala em um pedido que fiz a ele de R$ 4 milhões para o Instituto Lula”, afirmou Palocci, que pela primeira vez confessou seu envolvimento com a corrupção na Petrobrás e incriminou Lula.

“Isso é verdade, o Paulo Okamotto me pediu para que ele ajudasse a cobrir um final de ano do Instituto que faltava recursos, acho que foi meio para o final de 2013, começo de 2014. Ele tinha um buraco nas contas e me pediu para arrumar recursos. Eu fui ao Marelo Odebrecht.”

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: