Para Alckmin, ciclo de polarização entre PT e PSDB acabou

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que a polarização entre PT e PSDB, marca das últimas eleições, ficou para trás e que o próximo pleito deve ser marcado pela discussão da situação fiscal do país. No entanto, evitou dizer qual tucano irá disputar a presidência em 2018.

— Essa polarização entre PT e PSDB é uma coisa do passado. A visão de futuro tem que ser diferente. O Brasil precisa de construtores. O país vive situação de ampla dificultade fiscal. Há uns sinais de retomada, mas para ser sustentável precisa de reformas — afirmou a jornalistas após as comemorações do Dia da Independência em São Paulo.

Ao lado do prefeito de São Paulo, João Doria, Alckmin evitou falar sobre o nome que o PSDB irá escolher para disputar a presidência, embora ele mesmo já tenha admitido em diversas ocasiões que em a pretensão de ser o candidato tucano. As informações são de ANA PAULA RIBEIRO, O Globo

— Essa questão de nomes tem seu tempo e com o tempo nós o teremos — afirmou.

Doria chegou a dizer que mesmo em um cenário eleitoral com o PT desgastado pelo depoimento do ex-ministro Antonio Palocci seria difícil. Sem se assumir candidato ao lado de Alckmin, o prefeito deixou em aberto a sua permanência no partido no futuro.

— Não tenho intenção de mudar de partido. Cada dia é um dia. Estou no PSDB. Sou PSDB. Estamos tratando do dia de hoje — disse.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: