PDT recebeu R$ 4 milhões de propina da Odebrech para pagar tempo eleitoral na TV

PDT recebeu R$ 4 milhões de propina da Odebrech para pagar tempo eleitoral na TV

Os depoimentos de três ex-dirigentes da Odebrecht ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revelaram que o PT teria garantido apoio de partidos à chapa Dilma-Temer em 2014 às custas de dinheiro doado por caixa 2 pela empreiteira. No que pode se tornar uma espécie de novo mensalão, os delatores contaram que pelo menos o pagamento a um desses partidos, o PDT, foi intermediado pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega.

No depoimento prestado ao TSE na última quinta-feira, Fernando Reis, ex-presidente da Odebrecht Ambiental, contou que partiu do ex-ministro Guido Mantega pedido a Marcelo Odebrecht para que partidos que apoiaram a reeleição de Dilma Rousseff recebessem dinheiro da empreiteira. Entre as legendas, segundo Reis, estava o PDT.

Ele contou que ele próprio acertou com Marcelo Panella, que era tesoureiro do partido, o repasse de R$ 4 milhões, em agosto e setembro de 2014. O empresário explicou que o dinheiro era para pagar pelo tempo de TV do PDT, que não teve candidato a presidente e apoiou a reeleição de Dilma Rousseff.  As informações são de O Globo.

Deixe uma resposta