Por perseguição, prefeito do Assú quer acabar com plano de carreira de procurador do município

Advogado e professor da Uern atua como testa de ferro jurídico do prefeito Gustavo Soares

Para vergonha moral e ética da Faculdade de Direito da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – Uern, o professor e advogado Alberto Luis de Lima Trigueiro, trabalha nos porões da Prefeitura do Assú na calada da noite a pedido do prefeito Gustavo Soares, do PR, para perseguir os procuradores do município concursados que atuam para  garantir que as atividades da prefeitura estejam sempre dentro da lei e de maneira transparente.

No entanto, o advogado Alberto Luis que é consultor legislativo da Prefeitura do Assú, esta elaborando um projeto de lei que vai limitar o poder de atuação dos procuradores municipais assim como também o plano de cargos e carreira dos profissionais apenas para atender a ordem do prefeito Gustavso Soares. O projeto do mentor intelectual e ‘testa de ferro’ do prefeito, deverá ser enviado nos próximos dias a Câmara Municipal para aprovação dos vereadores.

Em tempos da Lava Jato e do combate a corrupção, a iniciativa do prefeito Gustavo Soares, de querer acabar com as prerrogativas dos procuradores municipais de fiscalizar a aplicação correta do dinheiro público, entre outras atribuições, é um retrocesso político e jurídico, assim como um incentivo a prática da corrupção no governo municipal para um grupo de oito secretários réus que integram o primeiro escalão do governante do PR.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: