Prefeito do Assú pratica agiotagem oficial com dinheiro do povo e fatura quase R$ 100 mil por mês

Prefeito do Assú pratica agiotagem oficial com dinheiro do povo e fatura quase R$ 100 mil por mês

Prefeito Gustavo Soares recebe 0,5% da taxa de juros do dinheiro aplicado no Banco do Brasil e não 5% como foi divulgado

O modelo de governança do prefeito do Assú Gustavo Soares, é pura agiotagem como forma de mudança de administrar, deixando de pagar funcionários e fornecedores, para aplicar 14 milhões a juros de 0,5% ao mês. Enquanto a Prefeitura do Assú recebe juros, o funcionalismo que não recebeu seus salários, paga juros por ter seus compromissos adiados, em virtude de salários atrasados.

O Comércio de Assú é outra vítima do governo da oligarquia Soares. Prejudicado pela agiotagem oficial da prefeitura, que deixa de pagar, funcionários e fornecedores, o dinheiro deixar de circular e muitas lojas já fecharam com essa prática abusiva de governar que segundo o prefeito vai durar seis meses.

Para encobrir a política perversa da agiotagem oficial com dinheiro do contribuinte, o prefeito diz que recebeu a prefeitura em dificuldades, negando que Ivan deixou 5 milhões em contas da prefeitura.

Fazendo o volume do caixa aumentar no banco com para renda de aproximadamente R$ 100 mil, a prefeitura está deixando de cumprir com suas obrigações, para aplicar dinheiro a juros, e para alimentar a mentira, diz que a prefeitura está em dificuldade.

PS. Republicado por erro de digitação. Na verdade, a taxa de juros é de 0,5% e não 5% ao mês.

Deixe uma resposta