Rizza ligou para Dr Milton chorando para censurar comentário na Princesa do Vale

Rizza ligou para Dr Milton chorando para censurar comentário na Princesa do Vale

O deputado estadual George Soares é um descarado. Depois que publiquei o barraco que a mãe dele e atual secretaria executiva de Desenvolvimento Humano, Rizza Montenegro andou armando com ciúme nos corredores da Prefeitura do Assu como fazia antigamente, o parlamentar vem querendo dar uma de bom filho e a colocando no papel de vítima.

Parece que George Soares esqueceu o que aconteceu com sua mãe na casa que eles moravam perto da igreja na campanha de 2008. Não vou me alongar, mas eu sei e posso contar se quiser o barraco. Outra coisa, Rizza Montenegro, não foi prefeita do Assú, porque Ronaldo a vetou porque sabe quem é ela e por isso nunca a quis como gestora do Assu e deve ter suas razões mais intimas para nunca a ter apoiada nesse projeto.

Pois bem. Rizza Montenegro é uma jararaca política muito venenosa. Não é inofensiva como parece. No ano passado, ela como filha de sócio da Rádio Princesa ligou para Milton Marques, chorando e pedindo para que comentário de VT fossem censurado, mas Dr Milton, na época, não cedeu as investidas maldosas e mentirosas dela contra o profissional, movida pelo ódio e o rancor da campanha eleitoral quando seu saudoso pai, enfrentou Lourinaldo Soares e perdeu no lugar dela.

Outro dia, o ex-deputado Paulo Montenegro, irmã da secretária Rizza Montenegro, ligou para mim contando uma história assustadora sobre a venda de uma propriedade e a sua exclusão como herdeiro. O leitor se quiser saber mais, basta perguntar a Paulinho, o que diabo Rizza fez com ele para ficar com tanta raiva dela.

Aproveito hoje, Dia Internacional das Mulheres, para parabenizar as mulheres sábias, verdadeiras, sinceras, virtuosas e honestas. George Soares, ao invés de querer fazer da mãe, a vítima, ele devia pedir ao seu irmão e prefeito do Assú Gustavo Soares, que não tenha medo da lei Maria da Penha e assuma a defesa e a proteção delas no seu governo.

Deixe uma resposta