STF torna deputado petista Vander Loubert réu na Lava-Jato

STF torna deputado petista Vander Loubert réu na Lava-Jato

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) abriu ação penal nesta terça-feira contra o deputado Vander Loubet (PT-MS) e outros dois suspeitos de participar de desvios investigados na Operação Lava-Jato: o advogado do parlamentar, Ademar Chagas da Cruz, e Pedro Paulo Leoni Ramos, ex-assessor do senador Fernando Collor (PTC-AL).

Ao fim do julgamento, os réus podem ser condenados por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O grupo também poderá ser condenado a devolver pouco mais de R$ 1 mil reais desviados da BR Distribuidora. O parlamentar também corre o risco de perder o cargo ao fim do processo.

Segundo a denúncia do procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, o grupo teria recebido propina no valor de pouco mais de R$ 1 milhão por meio do doleiro Alberto Youssef, por ordem do empresário Pedro Paulo Leoni Ramos, entre 2012 e 2014. Na época, a nomeação de diretores para a empresa era feita por Collor e por Loubet. As informações são de O Globo.

Deixe uma resposta