Vereador governista fica com metade do salário de indicada para cargo comissionado em Assú

Com uma quadrilha de secretários réus condenados e acusados por crime contra a administração pública, o governo do prefeito do Assú Gustavo Soares, começa ficar contaminado por suspeita de corrupção praticada por um vereador governista que fica com a metade do salário de apadrinhado político para ocupar cargo comissionado na Prefeitura do Assú.

Nos bastidores, fala-se que uma funcionária que ocupar cargo comissionado está rachando todo mês o seu salário com um vereador de primeiro mandato que integra a base de sustentação política do prefeito Gustavo Soares. Com um governo de secretários bixados ninguém poderia esperar zelo e correção com o dinheiro público. O prefeito já arrecadou neste quase seis meses mais R$ 45 milhões.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: