Vereador guloso ganha cargo de R$ 2.400 para mentir e defender presidente da Câmara de Assú 

O vereador ‘gordinho’ Stélio de Sá Leitão, um dos mais gulosos pelo vale alimentação no valor mensal de R$ 1.040,00 (Hum mil e quarenta reais), aprovado pela Câmara Municipal do Assu e sancionado pelo prefeito Gustavo Soares, irmão do deputado estadual George Soares,  ganhou um cargo de mão beijada do presidente da Casa, João Wálace, para mentir e defender o uso do vale refeição, enquanto falta merenda e fardamento nas escolas, além de medicamentos no postos de saúde do município. 

Com o aumento de R$ 1.040,00 na sua gorda conta bancária e que totaliza mais de R$ 12 mil por mês, o vereador Stélio Marcio de Sá Leitão, para defender seus interesses pessoais, conseguiu emplacar mais um afilhado na folha de pagamento da Câmara, Moises Mario do Nascimento, como assistente parlamentar com salário de R$ 2.400,00, sem dar expediente no legislativo. 

Comenta-se nos corredores da Câmara Municipal do Assú, a existência de mecanismo escuso e ilegal de divisão do bolo do salário entre nomeados para cargos comissionados e os vereadores. O Blog do VT,  apela para que o Ministério Público possa investigar a veracidade ou não desse tipo de informação, para identificar quem pratica o ato ilícito, e que se for verdade, os responsáveis possam ser punidos exemplarmente. 

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: