Em ofensiva, Temer libera R$ 1 bilhão a deputados e senadores

Deputados protestam contra votação favorável a Michel temer na CCJ da Câmara

O Planalto liberou nos últimos dois meses R$ 1 bilhão para projetos de emendas de parlamentares. O valor é 31% maior do que o mesmo período do ano passado, quando Michel Temer ocupava o cargo de presidente interino após afastamento de Dilma Rousseff.

Os pagamentos acontecem em meio à ofensiva de Temer contra as acusações que lhe foram feitas pela PGR (Procuradoria-Geral da República) de corrupção passiva.

O levantamento foi feito pela Folha no “SIGA Brasil”, sistema de informações do Orçamento federal.

A delação da JBS, que provocou a maior crise desta gestão, foi divulgada em maio. Em junho, o procurador-geral, Rodrigo Janot, apresentou denúncia contra Temer.

“Quem apoia, tem a verba”, disse o deputado Lincoln Portela (PRB-MG), que apesar de ser de um partido governista, foi sacado da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) para dar lugar a um deputado com voto decidido para salvar o presidente.

Leia maisEm ofensiva, Temer libera R$ 1 bilhão a deputados e senadores

José Adécio acompanha prefeito de Ruy Barbosa em audiência com o governador

O deputado José Adécio acompanhou o prefeito de Ruy Barbosa, Francisco Felipe da Silva, o “Tiquinho”, em audiência com o governador Robinson Faria, nesta sexta-feira(14).

O prefeito “Tiquinho” apresentou pleitos ao governador, com foco na infraestrutura, educação e segurança.

“Tiquinho é um amigo de muitos anos e fico feliz em ter participado dessa audiência dele com o governador Robinson Faria, que tem sempre aberto as portas dos gabinetes para receber as lideranças políticas que trago”, disse José Adécio.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Adécio

Maia quer atrair 50 deputados para inflar o DEM

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articula a migração de deputados para turbinar seu partido, que esteve em vias de extinção na era petista. Ele negocia a filiação de dissidentes do PSB que se recusam a deixar a base do governo Temer. A meta é chegar a 50 deputados e tomar o lugar do PSDB como a terceira maior bancada da Câmara.

Nesta sexta (14), Maia recebeu um grupo de pessebistas em sua residência oficial. Ele espera atrair pelo menos dez deputados dispostos a trocar a sigla de centro-esquerda pelo antigo PFL. O grupo é encabeçado pela líder do PSB na Câmara, Tereza Cristina (MS). Ela está em conflito com a cúpula do partido, que rompeu com o Planalto e passou a defender a saída de Michel Temer.

Leia maisMaia quer atrair 50 deputados para inflar o DEM

José Adécio representa Assembleia Legislativa em reunião do Governo com prefeitos do Oeste sobre saneamento básico

O Governo do Estado deu prosseguimento nesta sexta-feira, 14, à série de reuniões com prefeitos municipais para tratar da regulação do sistema de saneamento básico no Rio Grande do Norte. Desta vez a proposta foi apresentada aos prefeitos dos municípios da região do Alto Oeste. A Assembleia Legislativa foi representada pelo deputado José Adécio.

O governador Robinson Faria abriu a reunião e destacou que a administração estadual está dialogando com os municípios para orientá-los sobre a implantação do saneamento básico que inclui drenagem urbana, esgotamento sanitário, abastecimento e gestão de resíduos sólidos. “A Lei Federal dispõe sobre a implantação dos sistemas de saneamento, que é de fundamental importância para as cidades e para a saúde pública. O nosso Governo é parceiro dos municípios e vai dar todo apoio técnico através da Caern e da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos”, afirmou Robinson Faria.

“A preocupação com o saneamento básico tem sido uma prioridade no governo Robinson Faria, tanto na capital, quanto no interior. Sempre converso com os 21 prefeitos ligados a mim sobre esse tema e estou à disposição do Rio Grande do Norte para ajudar no que estiver dentro da legalidade. Saneamento básico é sinônimo de saúde, de qualidade de vida”, disse José Adécio.

Leia maisJosé Adécio representa Assembleia Legislativa em reunião do Governo com prefeitos do Oeste sobre saneamento básico

Deputado sugere regra que pode evitar prisão de Lula na campanha

Vicente Cândido

O relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), diz que propôs ampliar para até oito meses a proibição para que candidatos sejam presos antes das eleições porque o momento político exige uma reação do Congresso. “Tem muita exploração da política por parte de promotores, juizes, delegados, então é para evitar que, no ano que vem, em especial, haja exploração dessa natureza”, disse à Coluna do Estadão, que revelou a manobra. Ele admite que a medida pode beneficiar o candidato do seu partido, Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 9 anos e 6 meses de prisão na Lava Jato.

A seguir a entrevista:

O relatório do senhor proíbe a prisão de políticos até oito meses antes da eleição. É isso?

Isso.

Por que o senhor aumenta o prazo?

Porque estamos num período de judicialização da política. Tem muita exploração da política por parte de promotores, juizes, delegados, então é para evitar que, no ano que vem, em especial, haja exploração dessa natureza.

Leia maisDeputado sugere regra que pode evitar prisão de Lula na campanha

Temer trocará ministros para se vingar de partidos infiéis

Antônio Imbassahy

O presidente Michel Temer (PMDB) pretende se vingar dos partidos da base aliada que deram votos contra ele na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na última quinta-feira. De acordo com relatos de interlocutores do presidente, o peemedebista pretende fazer uma reforma ministerial para desalojar cinco ministros pertencentes a PSDB e PSB, principalmente.

Outros partidos podem entrar na mira do presidente após a votação em plenário, marcada para o dia 2 de agosto. Tudo vai depender do nível de fidelidade da base na votação decisiva. O presidente pretende fazer as mudanças logo após a decisão do plenário. Mesmo que a Casa Legislativa vote para autorizar o processamento da denúncia, Temer só será afastado se o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) recebê-la.

A ideia no governo é trocar os membros de partidos com alto índice de traição por representantes de legendas que deram provas de fidelidade. Os partidos do chamado centrão, como PP, PSD, PR e PTB, garantiram 100% de fidelidade a Temer na CCJ e, por isso, podem ganhar o espaço que tucanos e socialistas devem perder na Esplanada dos Ministérios.

José Adécio acompanha prefeito de Monte das Gameleiras em audiência com Robinson

O deputado José Adécio acompanhou nesta sexta-feira(14), o prefeito de Monte das Gameleiras, Jailton Félix de Pontes, durante audiência com o governador Robinson Faria. O vice-prefeito Gildomar Ferreira (Demar) e vereadores também participaram do encontro.

Robinson Faria ouviu pleitos do prefeito na área da saúde, infraestrutura e segurança pública e disse que o grupo escolheu “muito bem” ao declarar apoio ao projeto político de José Adécio, para 2018.

José Adécio agradeceu ao governador por receber seus correligionários e ao apoio do prefeito Jailton Félix e demais lideranças. “Sinto-me honrado e gratificado com esse tipo de demonstração de confiança em meu nome. Já trouxe à presença do governador Robinson outros prefeitos, dos 21 que declaram por onde passam que votarão em mim no próximo ano”, disse o deputado.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Adécio

%d blogueiros gostam disto: