Ivan diz que o Vale do Açu precisa de representante na Assembleia Legislativa

Ivan Júnior surgiu na política da cidade do Assú, a 60 quilômetros de Mossoró e 200 quilômetros da capital Natal, na segunda metade da década de 2000. Incentivado por movimentos sociais e outros segmentos da sociedade, aceitou a candidatura de prefeito nas eleições de 2008. Elegeu-se. Quatro anos depois, em 2012, renovou o mandato. Agora em 2018, ele deverá disputar um mandato de deputado estadual.

Ainda jovem na política, mas com a experiência de quem, além de prefeito, foi presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) e é o atual secretário estadual de Recursos Hídricos, Ivan Júnior acredita que uma possível postulação sua será aceita além da cidade do Assú. Ele não tem apadrinhamento de grupos políticos tradicionais nem tem projeto político-familiar, por isso, entende que pode ser o “novo”.

No final da manhã de quarta-feira, 3, Ivan Júnior tomou o “Cafezinho com César Santos”, na sede do JORNAL DE FATO em Mossoró. Admitiu a candidatura a deputado estadual, para representar as regiões do Vale do Açu, Salineira e Médio Oeste. Segundo ele, essas regiões precisam fortalecer a representatividade política.

O SENHOR, quando concluiu o segundo mandato de prefeito de Assú, em dezembro de 2016, tinha um projeto político encaminhado em nível estadual. Esse projeto passa por uma candidatura nas eleições deste ano?

A NOSSA região, o Vale do Açu, e as regiões Salineira, Médio e Alto Oeste têm a necessidade de ampliar o número de seus representantes, seja na Assembleia Legislativa, na Câmara dos Deputados ou mesmo no Senado Federal. É preciso fortalecer essas regiões, manter erguidas as bandeiras de luta, porque o interior do Rio Grande do Norte precisa de mais ações, precisa de mais investimentos, e isso, acredito, só será possível com uma boa e forte representação política.

MAS, o senhor será candidato?

TENHO recebido estímulos das pessoas para manter a bandeira de luta de fortalecimento da nossa região. Conhecemos as necessidades, temos a experiência de oito anos de gestão à frente da Prefeitura de Assú, para onde convergem os municípios do Vale. Então, as pessoas entendem que podemos fazer mais com um mandato eletivo. E recebi convite e incentivo para ser candidato a deputado estadual. Quero dizer que estamos analisando com muita responsabilidade, com muito carinho, para tomarmos uma decisão acertada. Acredito que temos as condições de realizar um trabalho muito forte em defesa da nossa região, em defesa do interior do estado, porque fomos prefeitos por oito anos e conhecemos de perto as demandas, projetos e necessidades dos municípios e do nosso povo.

Leia maisIvan diz que o Vale do Açu precisa de representante na Assembleia Legislativa

Nas últimas 24 horas, Natal registra cinco mortes violentas e 32 roubos de veículo

Número de homicídios volta a cresce no RN

Cinco assassinatos e uma tentativa de homicídio ocorreram na metropolitana de Natal durante a madrugada deste domingo (7). A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) registrou os casos e afirma que as vítimas seguem o mesmo perfil: jovens e moradores de zonas periféricas. Ainda de acordo com a DHPP, os crimes de homicídios saltaram neste primeiro fim de semana de 2018.

Um dos casos desta madrugada foi uma tentativa de duplo homicídio. Aconteceu por volta das 00h na estrada de Macaíba que dá acesso ao Aeroporto Internacional. Uma das vítimas sobreviveu e afirmou à DHPP que se tratou de um caso de latrocínio. Dois homens de moto teriam o abordado junto com o colega e disparado depois de assalta-los. Entretanto, a polícia atua com a tese de execução por causa de diversos tiros disparados pelos criminosos: o sobrevivente desse caso, por exemplo, foi baleado no ombro, tórax, braço e mão direita.

Segundo o delegado de plantão da DHPP, o número de casos dessa madrugada é alto. Ele afirma que a presença das Forças Armadas inibiu esse tipo de crime durante os primeiros dias, mas que os índices médios de violência já estão retornando. As informações são da Tribuna do Norte.

Leia maisNas últimas 24 horas, Natal registra cinco mortes violentas e 32 roubos de veículo

Com polícia em greve, RN vive longa crise de caixa e escalada de crimes

Exército patrulha ruas de Natal (RN)

As condições de sucateamento da segurança pública do Rio Grande do Norte voltaram a chamar a atenção de todo o país diante da atual paralisação de policiais civis e militares que completa 20 dias neste domingo (7).

No caso atual, a população presencia cenas de saques a lojas. Meses atrás, viram pela TV decapitações em um presídio perto de Natal. Nada disso, porém, aconteceu de uma hora para outra: o Estado percorreu um longo caminho para chegar até o atual cenário, com redução de efetivos policiais e descontrole nas contas públicas.

A maioria dos policiais militares não vai às ruas desde o final do ano passado, enquanto policiais civis reduziram o efetivo nas delegacias. É uma forma de protesto pelos três salários atrasados e pela melhoria de condições de trabalho. PMs, por exemplo, chegam ao ponto de terem que comprar as suas próprias fardas de trabalho.

Com a greve, os índices de violência aumentaram no Estado. Foram 106 mortes violentas nos primeiros 15 dias sem policiamento nas ruas, uma média de 7 mortes por dia, segundo levantamento do Obvio (Observatório da Violência Intencional do Estado), entidade que analisa estatísticas locais de violência. As informações são de THIAGO AMÂNCIO e BRUNO SANTOS – Folha de São Paulo.

Leia maisCom polícia em greve, RN vive longa crise de caixa e escalada de crimes

Alckmin tem de ter 10% nas pesquisas até abril, diz PSDB

SÃO PAULO, SP - 04.01.2018: ALCKMIN ANUNCIA REAJUSTE SALARIAL - Em coletiva, o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anuncia na manhã desta quinta-feira (04), o projeto de lei para o reajuste salarial de 3,5% para o funcionalismo público, policiais militares e civís receberão 4% e para a área da educação o aumento será de 7% a mais no salário a partir de 01 de fevereiro. (Foto: Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1456161 ***PARCEIRO FOLHAPRESS - FOTO COM CUSTO EXTRA E CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS***

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) reforçou sua posição como candidato dos partidos hoje governistas, mas precisa emplacar algo entre 10% e 15% de intenções de voto até abril para poder fazer deslanchar sua campanha ao Palácio do Planalto.

Essa é a avaliação de estrategistas tucanos e de algumas figuras de proa de siglas aliadas ao governo Michel Temer neste começo de ano.

E se o tucano chegar ao mês da desincompatibilização obrigatória para concorrer empacado na casa dos cerca de 8% que registra hoje nas pesquisas eleitorais?

Aí as especulações variam, mas em geral apontam convergência para a necessidade de buscar um representante do “novo”, e ele hoje atende pelo nome de Luciano Huck.

O apresentador já se anunciou fora da disputa, mas mantém contato com marqueteiros e nomes da política porque não abandonou completamente a ideia de concorrer. As informações são de  IGOR GIELOW –  Folha de São Paulo.

Leia maisAlckmin tem de ter 10% nas pesquisas até abril, diz PSDB

Filho de Bolsonaro negociou 19 imóveis e fez transações-relâmpago

RIBEIRAO PRETO, SP, BRASIL- 17-08-2017 : Da esquerda para direita o deputado Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, ( CENTRO) e Adilson Barroso ( esquerda), presidentro do partido Patriota, durante palestra no centro de eventos em Ribeirao Preto, interior de Sao Paulo. ( Foto: Joel Silva/Folhapress ) ***PODER *** ( ***EXCLUSIVO FOLHA***)

Os deputados Eduardo e Jair Bolsonaro durante evento em Ribeirão Preto (SP), em agosto passado

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC) dividiu nos últimos 13 anos sua atividade parlamentar com atuação no mercado imobiliário.

Flávio entrou na política com um Gol 1.0, em 2002. Quinze anos depois, tem dois apartamentos e uma sala que, segundo a prefeitura, valem R$ 4 milhões. Ele realizou operações envolvendo 19 imóveis na zona sul do Rio de Janeiro e Barra.

A maior parte são 12 salas do Barra Prime, um prédio comercial. Todas foram vendidas para a MCA Participações, empresa que tem entre os sócios uma firma do Panamá. Ela adquiriu as salas de Flávio em novembro de 2010, 45 dias depois de o deputado ter comprado 7 das 12 salas.

Segundo os registros, o político lucrou com a operação pelo menos R$ 300 mil no curto período. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisFilho de Bolsonaro negociou 19 imóveis e fez transações-relâmpago

Sintomas em comandante do Exército são de uma doença sem cura e ‘cruel’

General Eduardo Dias da Costa Villas Bôas

A esclerose lateral amiotrófica (ELA), ou “doença de Lou Gehrig”, é considera pela medicina uma das mais cruéis enfermidades humana. A síndrome desencadeia um processo de paralisia motora progressiva, que repercute na respiração, na fala e na deglutição, mas mantêm inalteradas as condições mentais do indivíduo.

Pessoas de todas as idades podem desenvolver ELA, mas a maior incidência está entre os 40 anos e 70 anos, de acordo com a Associação Pró-Cura da ELA, que estima haver 5.000 diagnósticos da doença no Brasil por ano.

A expectativa de vida de pacientes com ELA é de três a quatro anos. O físico britânico Stephen Hawking, 75, porém, convive com a doença há décadas. O Riluzol é um dos únicos medicamentos que tem demonstrado resultados no retardamento da doença, cujo tratamento é sintomático. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisSintomas em comandante do Exército são de uma doença sem cura e ‘cruel’

Patrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política

Os imóveis de BolsonaroO deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e seus três filhos que exercem mandato são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões, a maioria em pontos altamente valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca.

Levantamento feito pela Folha em cartórios identificou que os principais apartamentos e casas, comprados nos últimos dez anos, registram preço de aquisição bem abaixo da avaliação da Prefeitura do Rio à época.

Em um dos casos, a ex-proprietária vendeu uma casa em condomínio à beira-mar na Barra a Bolsonaro com prejuízo –pelo menos no papel– de R$ 180 mil em relação ao que havia pago quatro meses antes.

O filho mais velho do presidenciável, Flávio, deputado estadual no Rio de Janeiro, negociou 19 imóveis nos últimos 13 anos.

Os bens dos Bolsonaro incluem ainda carros que vão de R$ 45 mil a R$ 105 mil, um jet-ski e aplicações financeiras, em um total de R$ 1,7 milhão, como consta na Justiça Eleitoral e em cartórios. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisPatrimônio de Jair Bolsonaro e filhos se multiplica na política

Depois de Huck, Datena é convidado para ser candidato à presidência

Datena

O jornalista José Luiz Datena e o Partido Republicano Progressista (PRP) irão se reunir na próxima segunda-feira. O partido irá propor ao apresentador do programa Brasil Urgente (BAND) uma pré-candidatura à Presidência da República.

Procurado pelo Estado, Datena, que é filiado ao PRP, se disse surpreso e lisonjeado pela lembrança de seu nome. Ele confirmou  que deve conversar sobre o assunto na reunião se segunda, mas  deixou claro que “pretende continuar  ajudando a sociedade como jornalista” e que, portanto, “irá recusar o convite”.

O apresentador, que foi cogitado como pré-candidato a prefeito de São Paulo em 2016, já apareceu em pesquisas, realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, como um dos favoritos para o Senado, ao lado do vereador Eduardo Suplicy (PT-SP) “Isso tem muito a ver com minha exposição no programa, com minha popularidade como apresentador de TV. Mas prefiro continuar desse lado…”, disse.

Na reunião de segunda, Datena deve conversar também sobre a candidatura do filho, Vicente Datena Neto, a deputado estadual em Goiás, segundo a Agência Estado.

Com doença degenerativa, general diz ter ‘forças’ para comandar o Exército

O general com Temer, durante evento em Brasília

No comando do Exército Brasileiro e à frente de 215 mil homens dos quais é exigido pleno vigor físico, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, 66, depara-se com dilemas de acessibilidade, precisa de apoio para atividades e pensa todos os dias até quando irá conseguir resistir ao poder da doença degenerativa grave que o acomete.

Embora o militar não diga o nome da enfermidade, nem mesmo em suas postagens em redes sociais, as características de sua doença se aproximam da esclerose lateral amiotrófica (ELA), mundialmente conhecida pela campanha do balde de gelo que arrecadou fundos para pesquisas. Existem, porém, outras doenças que acometem os neurônios motores.

Villas Bôas tem perda de mobilidade e já é visto em cadeira de rodas e também tem problemas respiratórios. “O que está em pé e muito vivo hoje é minha mente, além dos princípios e valores aprendidos no Exército desde a minha adolescência”, diz. As informações são de  JAIRO MARQUES –   Folha de São Paulo.

Leia maisCom doença degenerativa, general diz ter ‘forças’ para comandar o Exército

Dinheiro público pagou até show de Wesley Safadão

Resultado de imagem para wesley safadao

Ao todo, o governo Temer pagou R$ 7,15 milhões para promoção e marketing de municípios

Embora a maior parte do dinheiro tenha sido destinada à saúde, a lista de emendas parlamentares pagas pelo governo em 2017 inclui de show do cantor Wesley Safadão a campeonato de motocross no interior de Minas. Do total de R$ 2,27 bilhões liberados, pelo menos R$ 5,73 milhões serviram para quitar cachês de artistas.

Em junho, por exemplo, o Ministério do Turismo repassou R$ 1,2 milhão à prefeitura de Maracanaú, no Ceará, por indicação da deputada Gorete Pereira (PR-CE). A emenda havia sido empenhada no mês anterior e serviu para pagar a 13.ª edição da Festa de São João da cidade. O show de abertura coube a Wesley Safadão, famoso por hits como “Aquele 1%” e “Ar Condicionado no 15”. Ele cobrou R$ 246 mil pela apresentação.

O valor enviado à prefeitura foi quase integralmente usado para pagar cachês. Além de Safadão, apresentaram-se as duplas sertanejas Bruno & Marrone (cachê de R$ 250 mil), Victor & Léo (R$ 200 mil) e bandas como Aviões do Forró (R$ 180 mil).

O repasse ocorreu em 7 de junho, antes da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer ser apresentada, mas após a revelação da delação de executivos do Grupo J&F. Gorete votou a favor de Temer nas duas denúncias. Ela nega relação da liberação do recurso com o seu voto. As informações são da Agência Estado.

Leia maisDinheiro público pagou até show de Wesley Safadão

Um em cada três usuários de internet no mundo é uma criança

x

Eles usam as redes sociais com desenvoltura e protagonismo, têm seus próprios canais, e alguns se tornam verdadeiras celebridades no mundo virtual. A pouca idade não é mais uma barreira para o amplo acesso de crianças e jovens às possibilidades – e aos riscos – do ambiente virtual. Em todo o mundo, um em cada três usuários de internet é uma criança, segundo o relatório “One in Three: Internet Governance and Children’s Rights”, baseado em vários estudos coordenados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) publicado em 2016.

A estudante Amanda de Carvalho, 13, usa desde os 7 anos seu canal no YouTube (Vida de Amy) para postar vídeos divertidos e mostrar sua vida. Hoje, ela conta com quase 500 mil inscritos. No Brasil, esses perfis são um fenômeno. Cerca de 48 dos cem canais mais populares do YouTube abordam conteúdo para crianças de 0 a 12 anos.

A mãe da menina, a fonoaudióloga Sheila Carvalho, 45, conta que tudo começou como uma brincadeira e uma forma de ela acompanhar o desenvolvimento da fala da filha, que tem deficiência auditiva. “Eu neguei o canal por dois anos, mas depois sugeri fazermos juntas para poder controlar. Aí ela começou a gostar, e as pessoas começaram a pedir outras coisas”, diz. As informações são de LITZA MATTOS – O Tempo/Minas Gerais.

Leia maisUm em cada três usuários de internet no mundo é uma criança

Mineiro diz que Robinson aplica a mesma receita de Temer e Meirelles

Resultado de imagem para mineiro e robinson

O ex-líder do Governo do Estado na Assembléia Legislativa do RN, deputado Fernando Mineiro, usou a rede social para divulgar vídeo criticando as medidas anunciadas pelo governador Robinson Faria para tentar amenizar a crise financeira do Rio Grande do Norte.

Segundo o deputado PT, o governador aplica aqui no Estado a mesma receita que o presidente Temer e o ministro Henrique Meirelles, aplicam no Brasil.

 

Vacina não vai derrotar a dengue, diz especialista americano

d

É ilusão esperar que o desenvolvimento de medicamentos ou vacinas será capaz de derrotar a dengue e a zika, defende o infectologista norte-americano Michael Callahan, da Escola Médica de Harvard.

As interações complexas entre os diferentes vírus que causam ambas as doenças provavelmente inviabilizam esse tipo de solução, e o melhor caminho é investir em tecnologias precisas de combate ao transmissor das moléstias, o mosquito Aedes aegypti. “Eu sou médico, então o que acontece no caso dessas doenças é que eu preciso receitar um tratamento que valha não para uma pessoa só, mas para uma cidade inteira”, disses Callahan.

“Em vários lugares da Ásia, é possível que as estratégias de larga escala, como o uso de inseticidas, tenham piorado o problema em vez de melhorá-lo. Não é fácil acertar essa coreografia – às vezes os efeitos das diferentes estratégias acabam se anulando”. Callahan esteve em Piracicaba (interior paulista) para conhecer a fábrica de mosquitos geneticamente modificados da empresa de biotecnologia Oxitec.

Leia maisVacina não vai derrotar a dengue, diz especialista americano

Deputado George Soares vota a favor ou contra o pacote fiscal de Robinson?

Resultado de imagem para robinson gustavo e george soares

O deputado estadual do PR George Soares que de Assú até a ponte Felipe Guerra se mostra ferrenho adversário do governador Robinson Faria, mas que da ponte ate Natal costuma se apresentar como um parlamentar conciliador e parceiro do governador Robinson Faria, vai ter mostrar a cara e o lado nos próximos dias, quando será votado na Assembléia Legislativa, aprovação do pacote fiscal para o Rio Grande do Norte.

O líder do governo na ALRN, deputado Dison Lisboa (PSD), afirma que, a aprovação é “essencial para o estado sair da crise”. O deputado Fernando Mineiro (PT) rebate que “as medidas atuais não alteram em nada a situação fiscal do estado”.

Dison afirmou que as mobilizações com outros deputados tiveram início, mas não garantiu quantos votos a favor as propostas terão. “É preciso que todos os deputados estejam sensibilizados para a situação fiscal do estado. Sem a aprovação, não iremos conseguir sair dessa crise”, disse.

Para Disson, o aumento da alíquota de 11% para 14%, a criação de uma previdência complementar e a venda de ativos, são os pontos mais importantes dos projetos.

EM TEMPO. a pergunta que não quer calar é se o deputado George Soares votará a favor ou contra as propostas que deverão ser apresentadas pelo governador ao deputados?

Duas crianças foram mortas e esquartejadas em templo satânico

A história parece ter saído do enredo de um filme de terror. Três corpos foram achados esquartejados, em setembro de 2017, dois deles eram de crianças entre 8 e 12 anos de idade. O outro é de uma mulher, que poder ser a mãe deles.

As investigações da Operação Revelação, da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, apontam para um suposto Templo Satânico no local onde os crimes teriam ocorrido. Ele era liderado pelo “bruxo” que está preso na Penitenciária Estadual do Jacuí, em Carqueadas.

Ele fica em um sítio localizado em uma estrada erma, de chão batido na estrada para Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O pentagrama no portão serve para ajudar a identificar o local.

Leia maisDuas crianças foram mortas e esquartejadas em templo satânico

Três países podem dar calote de US$ 2 bilhões ao BNDES

aeroporto de Nacala

Após calotes de Venezuela e Moçambique, no ano passado, Angola pode ser a próxima a atrasar pagamentos de empréstimos do BNDES que financiaram obras de empreiteiras brasileiras. No total, o banco tem US$ 4,3 bilhões a receber de dívidas nessa modalidade, sendo US$ 2 bilhões de Venezuela, Moçambique e Angola. Desde 1997, o banco liberou US$ 10,5 bilhões para 15 países e obteve US$ 8,2 bilhões de retorno, incluindo juros.

A conta dos atrasos, na verdade, ficará com o Tesouro Nacional, pois as operações têm seguro, coberto pelo Fundo de Garantia à Exportação (FGE). Vinculado ao Ministério da Fazenda, o fundo é feito para garantir esse tipo de empréstimo. Nos financiamentos de longo prazo no exterior, é normal haver participação dos governos no crédito ou nas garantias, dizem especialistas.

Mesmo que os recursos sejam recuperados à frente, após renegociações com os devedores, não há previsão orçamentária em 2018 para os eventuais calotes, informou o Ministério da Fazenda. Novos calotes podem pressionar ainda mais as contas públicas, já deficitárias.

Leia maisTrês países podem dar calote de US$ 2 bilhões ao BNDES

Até o final do ano, DER deve terminar obras na Moema Tinoco

Máquinas e operários voltaram para a avenida Moema Tinoco

Máquinas e operários voltaram para a avenida Moema Tinoco

As obras do Sistema Viário da Avenida Moema Tinoco, na Zona Norte de Natal, devem ser concluídas no final deste ano. Retomadas em 15 de dezembro de 2017, elas ficaram paralisadas por nove meses em virtude de o contrato com a empresa responsável ter sido cancelado pelo não cumprimento de prazos. Hoje, operários e máquinas se mantêm operando nas avenidas Conselheiro Tristão e Moema Tinoco, no trecho entre a Avenida João Medeiros Filho até a estrada de Genipabu.

As obras do anel viário na Zona Norte de Natal consistem na construção de viadutos, corredores de ônibus, calçadas, ciclovias e alargamento de avenidas. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável pela obra, diz que o serviço está 25% executado e tem um investimento total de R$ 88 milhões, com recursos provenientes do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), Proinveste e Orçamento Geral da União.

O Viaduto da Redinha também faz parte do primeiro trecho de obras. Em seguida, o trabalho segue nas avenidas das Fronteiras, Rio Doce e Tocantínea, entre o Gancho de Igapó, na BR-101, até a Avenida Moema Tinoco. A expectativa do Governo do Estado é que com a obra, parte do projeto Pró-Transporte, Natal ganhe um anel viário, o que beneficiaria o trânsito na Região Metropolitana. As informações são da Tribuna do Norte.

%d blogueiros gostam disto: