Lula deixa sede do sindicato dos metalúrgicos a pé e se entrega à PF

O ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva, deixou às 18h41 o prédio do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC pela segunda vez e caminhou em meio à militância. Na primeira tentativa, Lula entrou no carro junto com seus advogados e foi impedido pelos presentes de deixar o local. A detenção do ex-presidente foi concretizada quase 26 horas depois do prazo que o juiz Sergio Moro havia dado para ele se entregar voluntariamente.

O ex-presidente foi ao encontro de um comboio da Polícia Federal e o destino será o aeroporto de Congonhas. Só ainda não há a informação se Lula passará pelo IML antes, para fazer o exame de corpo de delito.

Na primeira tentativa de Lula deixar o sindicato, em um carro, manifestantes bloquearam os portões e impediram a sua saída. Depois, o comando do PT pediu para que a saída do ex-presidente fosse liberada, para evitar que o juiz Sergio Moro decretasse sua prisão preventiva. As informações são de O Globo.

Lula acusa ministros do STF de se subordinarem à opinião pública

 

Lula discursa em São Bernardo

Em seu último discurso antes de se entregar à Justiça, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva manteve neste sábado, 7, a linha de enfrentamento ao Judiciário e à imprensa adotada desde que se tornou alvo da Operação Lava Jato. Ao admitir que cumpriria a ordem de prisão, reafirmou que, apesar disso, continua na disputa eleitoral e que vai sair da situação “mais forte, mais verdadeiro e mais inocente”.

O Judiciário foi o principal alvo do ex-presidente. Lula disse que foi julgado com base na opinião pública e não em provas concretas e, sem citar nomes, fez referência ao voto do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, defensor da tese de que a Corte tem o papel “representativo” de julgar de acordo com as demandas da sociedade.

“Você não pode fazer julgamento subordinado à imprensa porque no fundo, no fundo, você destrói as pessoas na sociedade, na imagem das pessoas, e depois o juiz fala: ‘Eu não posso ir contra a opinião pública porque a opinião pública está pedindo para cassar’”, disse, para completar: “Quem quiser votar com base na opinião pública largue a toga e vai ser candidato a deputado. Escolha um partido político e vai ser candidato. Ora, a toga é um emprego vitalício. O cidadão tem de votar apenas com base nos autos do processo. Alias, eu acho que ministro da Suprema Corte não deveria dar declaração de como vai votar. Nos EUA, termina votação você não sabe o que o cidadão votou exatamente para que não seja vítima de pressão”.

Leia maisLula acusa ministros do STF de se subordinarem à opinião pública

Administrador agredido por insultar senador do PT sofreu traumatismo craniano

O político Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho do PT, é o principal suspeito da agressão 

Carlos Alberto Bettoni expressou “a revolta de muita gente” ao insultar o senador petista Lindbergh Farias em manifestação de apoio ao ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva (PT), disse sua mulher, Terezinha Quaresma, 53.

O manifestante, administrador de empresas, foi agredido e sofreu traumatismo craniano. Foi submetido a uma cirurgia no mesmo dia, quinta-feira (5), no hospital São Camilo, e passa bem.

Segundo o delegado titular da 17º DP, Wilson Roberto Zampieri, o principal suspeito da agressão é Manoel Eduardo Marinho, o Maninho do PT, que foi vereador e candidato a prefeito de Diadema pelo partido. O segundo suspeito identificado é o filho do político, Leandro Eduardo Marinho.

De acordo com o delegado, ambos prestarão depoimentos na semana que vem. Um terceiro suspeito ainda não foi identificado, segundo Zampieri. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisAdministrador agredido por insultar senador do PT sofreu traumatismo craniano

Repórter da CBN é agredido por militantes no Sindicato dos Metalúrgicos

Os jornalistas destacados para a cobertura no sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, continuam sendo alvos de ataques da militância que está no prédio da entidade. Na manhã deste sábado, o repórter Pedro Duran, da rádio CBN, foi expulso da área onde estava.

Os militantes chegaram a jogar uma parte da grade em direção ao jornalista. Uma garrafa com água também foi lançada em sua direção. Funcionários do sindicato tiveram que conter os manifestantes.

Duran, que usava um crachá de identificação, teve de ser retirado do saguão do sindicato e levado para um outro andar do prédio. Os jornalistas estão relatando uma série de ataques contra a imprensa, não só verbal.

Leia maisRepórter da CBN é agredido por militantes no Sindicato dos Metalúrgicos

Em discurso, Lula diz que vai se entregar à Polícia Federal

O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos no ABC Foto: Leonardo Benassatto / Reuters

Ao som de violão, de cima de um carro de som na porta do Sindicato dos Metalúrgicos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o juiz Sergio Moro mentiu ao confirmar a acusação de que o tríplex era dele. Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Em um discurso duro, disse que está pronto para atender à determinação da Justiça.

— Eu vou atender ao mandado deles porque quero fazer a transferência de responsabilidade. Eles acham que tudo o que acontece é por minha causa, eu já fui condenado a três anos de cadeia porque um juiz de Manaus entendeu que eu não preciso de armas, mas eu tenho uma língua ferina — disse Lula, complementando: — A morte de um combatente não para a revolução.

— Vou chegar de cabeça erguida, quero chegar lá (na PF de Curitiba) e falar para o delegado: ‘estou à sua disposição’. Mas a história vai provar que quem cometeu o crime foi o delegado que acusou, o juiz que me condenou e o MP que foi leviano comigo — disse ele, para em seguida decretar que “sairá dessa ainda maior”.

— Sairiei dessa maior, mais forte, mais verdadeiro e inocente. Quero provar que eles é que cometeram o crime — disse, ressaltando que sairá da prisão de “peito estufado”. As informações são de O Globo.

Leia maisEm discurso, Lula diz que vai se entregar à Polícia Federal

Secretária Jeanne Dantas é o nome forte do PT para voltar a governar Ipanguaçu

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, do PSDB, como diz um velho ditado popular, está criando cobra para picá-lo e matá-lo no futuro, segundo leitura política da pesquisa do instituto Teledata que mostra regular desempenho do governo municipal do tucano que pode perder espaço e poder para o PT voltar a governar a cidade.

Com alto índice de aprovação popular na Secretaria de Educação da Prefeitura de Ipanguaçu, muito maior inclusive do que a avaliação do atual prefeito – a secretária petista Jeanne Dantas, é a estrela que brilha no município com mais de 51% dos entrevistados pela Teledata que classificam seu desempenho como ótimo e bom.

A esposa e secretária do vereador do PT Joildo Lobato é o nome mais forte potencialmente para que o partido volte a governar a cidade como nos tempos do prefeito petista Leonardo Oliveira. Com essa alto índice de popularidade que chega ofuscar o prefeito Valderedo Bertoldo, a secretária Jeanne Dantas, ameaça inclusive a reeleição de Valderedo e aniquila as chances do vice-prefeito Thales Marinho, que almeja governar Ipanguaçu.

 

‘É preciso executar a pena, simples assim’, diz Moro em entrevista

Resultado de imagem para 'É preciso executar a pena, simples assim', diz Moro em entrevista

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, disse nesta sexta-feira, 6, que “não havia motivo para adiar” a ordem de prisão expedida contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em declaração à rede China Global Television Network, o magistrado afirma que apenas seguiu o regimento da lei.

“Eu recebi o ofício do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) ordenando a prisão e simplesmente cumpri a ordem”, disse Moro ao repórter Stephen Gibbs em seu escritório na 13ª Vara de Justiça Federal de Curitiba. “Ele (o ex-presidente Lula) foi condenado por lavagem de dinheiro e corrupção. É preciso executar a pena, simples assim.”

“Não vejo qualquer motivo para adiar mais”, completou. Durante a entrevista, realizada antes do fim do prazo concedido para comparecimento de Lula à sede da Polícia Federal em Curitiba, Moro diz que se sente desconfortável em responder perguntas sobre o caso. As informações são de O Estado de São Paulo.

Fachin nega liminar para suspender prisão de Lula

Resultado de imagem para Fachin nega liminar para suspender prisão de Lula

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou neste sábado (7) um pedido de liminar feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender sua prisão.

O pedido havia sido feito no âmbito de uma reclamação ao Supremo nesta sexta. A defesa do petista argumentou que a ordem de prisão não esperou o esgotamento dos recursos no TRF-4 (Tribunal Regional Federal).

Segundo a reclamação, houve um “temerário desrespeito à autoridade da Suprema Corte”, que, em 2016, ao julgar um pedido de medida cautelar no âmbito de duas ADCs (ações declaratórias de constitucionalidade) que discutem a execução provisória da pena, “assentou apenas a possibilidade” de prisão de condenados em segundo grau desde que exaurida a tramitação nessa instância.

A defesa alegou que tem até a próxima terça-feira (10) para apresentar novos embargos ao TRF-4 e pediu uma liminar para suspender a prisão de Lula até o julgamento de mérito das duas ADCs.

Leia maisFachin nega liminar para suspender prisão de Lula

Lula deixa prédio de sindicato para missa e deve se entregar no fim da tarde

Depois de 36 horas refugiado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu há pouco em cima de um carro de som cercado de aliados e ovacionado pela militância. Lula participa da missa em homenagem à Dona Marisa Letícia, morta no ano passado e que completaria 68 anos neste sábado. Um show de vários artistas, como Maria Gadu e Tulipa Ruiz, acontece em seguida à missa.

Envolvidos nas tratativas da entrega do ex-presidente à Polícia Federal informaram ao GLOBO que ele se entregará aos policiais neste sábado, mas que isso não deve acontecer antes das 15h. Em decisão publicada na quinta-feira, o juiz Sergio Moro deu a Lula a chance de se entregar voluntariamente até as 17h desta sexta-feira, mas o prazo não foi respeitado.

Na noite desta sexta-feira, a ideia era que Lula se entregasse logo após a missa em homenagem a sua esposa Marisa Letícia, que morreu em 2017. No entanto, já foi definido que o petista não sairá antes das 15h. As informações são de O Globo.

Ivan Júnior anuncia hoje na Princesa pré-candidatura a deputado estadual

O ex-secretário de Recurso Hídricos e ex-prefeito do Assú Ivan Júnior, anuncia hoje ao meio dia a sua pré-candidatura a deputado estadual durante entrevista que concederá ao programa Sala de Redação da Princesa do Vale.

Ontem, o ex-secretário Ivan Júnior, acompanhando do deputado federal Fábio Faria e do governador Robinson, visitaram in loco as obras que estão sendo executadas no município, principalmente as que visam melhorar o abastecimento neste período de seca.

“São R$ 42 milhões em obras que estamos vendo acontecer aqui em Assu, muitas delas para garantir o acesso à água, e promover o desenvolvimento da cidade e região”, disse Faria.

Dr. Berguinho, ex-prefeito de Areia Branca, é pré-candidato a deputado pelo PSD

O ex-prefeito de Areia Branca, Dr. Berguinho, ao lado do deputado federal Fábio Faria e de Alfredo, filho da prefeita de Areia Branca, Iraneide Rebouças, anunciou a sua filiação ao PSD,  para disputar uma cadeira de deputado estadual.

Berguinho é cirurgião-geral com serviços prestados ao município de Areia Branca, onde ocupou várias funções ligadas à área da saúde.

Até a semana passada, ele era diretor da Regional de Saúde do Estado em Mossoró. Com a chegada do ex-prefeito, a nominata do PSD fica mais forte e alcança todas as regiões do Rio Grande do Norte.

%d blogueiros gostam disto: