Projeto de Fabielle torna Filarmônica Patrimônio Cultura Imaterial do Assuense

Foi aprovado por unanimidade, o projeto de lei da vereadora Fabielle Bezerra que torna Patrimônio Cultural e Imaterial do povo assuense a  Filarmônica Maestro Cristóvão Dantas. A  Filarmônica é um projeto que reconhece a importância cultural da banda e alerta a toda sociedade Assuense sobre a necessidade de se preservar o que é da cidade, mantendo viva a cultura regional.

A banda foi criada em 2003 e  irá completar 16 anos agora em julho/2018 e é de extrema relevância dar o devido reconhecimento e que assim possa se eternizar, contribuindo significativamente para a identidade cultural do município.

“Mais uma Vitória para a memória cultural de nossa gente… Foi aprovado o Projeto de Lei, de minha autoria, que tanto nos orgulha e inspira… O projeto reconhece a importância da banda para a construção identitária de nosso município, sendo uma de nossas maiores expressões artísticas. Um berço de talentos que torna viva a arte em nosso município, levando o nome desta terra querida para além de nossos limites… É preciso eternizar aquilo que nos faz tão grandes! Obrigada, Maestro Britto e todos os artistas da Filarmônica, por embelezarem as nossas vidas com a música e a sensibilidade… Gratidão!” finalizou a vereadora Fabielle Bezerra.

STJ manda investigação sobre Alckmin para Justiça Eleitoral de SP

Geraldo Alckmin durante inauguração de estações do monotrilho

A ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Nancy Andrighi, relatora de um inquérito sobre o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), decidiu nesta quarta-feira (11) enviar a investigação para Justiça Eleitoral de São Paulo. O caso está em sigilo.

A investigação foi aberta no STJ em novembro do ano passado a pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República) com base em delações de executivos da empreiteira Odebrecht. Os delatores disseram ter acertado com Alckmin e repassado à sua campanha valores superiores a R$ 10 milhões por meio de caixa dois.

O tucano era investigado perante o STJ porque, como governador, tinha foro especial nessa corte. Ao renunciar para concorrer à Presidência, ele perdeu o foro especial. As informações são da Folha de São Paulo.

Wesley diz à PF que vai entregar documentos sobre propina a Kassab

Em depoimento prestado à Polícia Federal (PF), o empresário Wesley Batista se comprometeu a entregar para a corporação os contratos e respectivas notas fiscais envolvendo supostos pagamentos de propina entre a JBS e o ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicação, Gilberto Kassab (PSD), que teriam sido realizados de 2010 a 2016.

O depoimento foi prestado em 20 de março no âmbito da investigação que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes. O inquérito foi aberto em fevereiro com base nas delações de executivos da J&F, controladora da JBS.

Wesley Batista delatou supostos pagamentos mensais de propina, em torno de R$ 350 mil em favor de Kassab, através da empresa Yape Consultoria e Debates.

No depoimento, o empresário afirma que existia um contrato entre o frigorífico Bertin, adquirido pela J&F investimentos em 2010, e a empresa, que recebia um valor mensal de R$ 350 mil, sem nenhuma oferta de serviços. Segundo Wesley, o arranjo foi determinado pelo antigo dona do frigorífico, Natalino Bertin, quem teria relatado que os contratos foram negociados entre ele e Kassab. As informações são de O Estado de São Paulo.

Leia maisWesley diz à PF que vai entregar documentos sobre propina a Kassab

Lula pede para receber esteira ergométrica na prisão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu para receber uma esteira ergométrica para utilizar na prisão. O pedido foi feito pela defesa e a decisão será da juíza responsável pela execução penal. A Coluna apurou que o juiz Sérgio Moro não se opõe a permissão para que o petista utilize o equipamento de ginástica.

Lula está preso na superintendente da PF no Paraná numa sala que foi preparada para recebê-lo. O local não tem grades e conta com banheiro exclusivo para ele. Bem diferente de uma cela. (Andreza Matais Coluna do Estadão)

Maia não vai ‘perder tempo’ com pedidos para incluir nome de Lula ou Moro

Rodrigo Maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira, 11, que não vai perder tempo analisando pedidos de mudança de nome no painel de votações do plenário da Casa feito por deputados favoráveis e contrários ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Não vou perder tempo com isso”, disse Maia, em rápida entrevista ao chegar à Câmara.

O parlamentar fluminense tem em sua mesa uma série de solicitações de deputados do PT para que a Câmara inclua a palavra “Lula” como seus sobrenomes no painel de votações. Deputados contrários a Lula, por sua vez, pediram para incluir outros nomes, como o do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela condenação do ex-presidente, e do deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

Maia afirmou ainda que mantém sua decisão de não permitir votação de Propostas de Emenda à Constituição (PECs) enquanto durar a intervenção federal no Estado do Rio. “A decisão da Mesa está tomada. Esse é o caminho correto, é o que diz a Constituição. A gente não pode emendar a Constituição”, afirmou, ressaltando que as PECs podem continuar tramitando nas comissões, embora não possam ser votadas em plenário.

A regra voltou à tona após a apresentação de PEC para regulamentar a prisão após condenação em segunda instância. Apresentada pelo líder do PPS na Câmara, deputado Alex Manente (SP), a proposta está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde será analisada a constitucionalidade da matéria. Deputados do PT, porém, obstruem a análise da matéria no colegiado, sob argumento de que PECs não podem sequer tramitar nas comissões durante a intervenção. As informações são da Agência Estado.

Juízas deixam associação em protesto contra espaço dado a mulheres

Juízas estão pedindo desfiliação da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em protesto contra a baixa representatividade feminina no congresso da categoria, marcado para o mês que vem, conforme antecipou a coluna de Ancelmo Gois, no GLOBO, nesta quarta-feira.

O movimento teve início com a juíza Rejane Jungbluth, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de São Sebastião, no Distrito Federal.

 — Eu trabalho com gênero, sou juíza de violência doméstica, e não é possível fazer esse trabalho só dentro da sala de audiência — disse Rejane.

Dos 36 palestrantes que constam da programação, divulgada no site oficial do evento, apenas três são mulheres: a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), cujo nome está acompanhado da ressalva de que ela não confirmou presença; a procuradora-geral da República, Raquel Dodge; e a senadora Ana Amélia (PP-RS). A juíza Rejane ressalta que nenhuma das duas confirmadas pertence à magistratura. As informações são de O Globo.

Leia maisJuízas deixam associação em protesto contra espaço dado a mulheres

Nelter Queiroz ressalta implantação de unidade do IFRN em Jucurutu

Em pronunciamento durante a sessão plenária dessa quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa, o deputado Nelter Queiroz (MDB) destacou a recém autorização pelo Ministério da Educação para a instalação em Jucurutu de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). O parlamentar enalteceu o empenho conjunto para viabilizar a unidade.

“Destaco essa luta nossa em parceria com o então prefeito de Jucurutu, George Queiroz, a presidente da Câmara Municipal, Paula Torres, e o senador José Agripino junto ao agora ex-ministro Mendonça Filho, em favor da Educação em nosso Estado”, disse Nelter.

De acordo com o deputado, o campus do IFRN na cidade irá beneficiar, além da população estudantil local, munícipes das regiões Seridó, Vale do Açu e Médio Oeste. Na ocasião, Nelter também lembrou o empenho da reitoria do IFRN e dos poderes Legislativo e Executivo de Jucurutu para a viabilização da unidade.

“Estamos conversando com toda a sociedade do município para que, juntos, discutamos o melhor terreno para abrigar a instalação da unidade e fazer com que os recursos sejam destinados para a Educação”, falou ele, ressaltando que a expectativa, nesse primeiro momento, é que o instituto passe a funcionar provisoriamente no prédio da Escola Wagner Lopes, a partir de agosto.

Ao final do pronunciamento, o parlamentar comemorou a licitação para a construção da nova RN-118, estrada que liga Jucurutu a Caicó, e lamentou a morte do ex-prefeito de Timbaúba dos Batistas, Dinaldo Batista de Araújo, ocasião em que se solidarizou com a família do político.

‘Cristo foi o primeiro exorcista’, diz padre que irá a Roma ensinar ritual

Com experiência de uma década expulsando demônios de pessoas que, segundo sua crença, estão possuídas pelo diabo, o padre mexicano Cesar Truqui irá para Roma neste mês para ensinar suas técnicas para outros sacerdotes da Igreja Católica interessados em aprender o antigo ritual. Em entrevista ao “Guardian”, o religioso contou que a demanda por exorcismos está aumentando, apesar da percepção entre grande parte dos católicos de que a prática é antiquada.

— Cristo foi o primeiro exorcista — disse Truqui. — O poder de expulsar demônios era um dos sinais de que o Cristianismo era uma religião verdadeira.

O Papa Francisco é o que despendeu mais tempo falando sobre o diabo entre todos os Pontífices modernos. Existem até mesmo relatos de que o Papa argentino teria realizado um “exorcismo informal” num jovem numa cadeira de rodas após assumir o cargo. Entretanto, raramente discute o ritual.

Ex-assistente do padre Gabriele Amorth, italiano reconhecido como o exorcista do Vaticano que teria realizados dezenas de milhares de rituais do tipo, Truqui é um grande defensor da prática. Segundo ele, cada vez mais bispos ao redor do mundo, que antes eram céticos, passaram a ver o exorcismo como uma solução possível para os problemas de seus fiéis, especialmente em casos onde a medicina moderna e a psiquiatria falharam. As informações são de O Globo.

Leia mais‘Cristo foi o primeiro exorcista’, diz padre que irá a Roma ensinar ritual

Governador abre oficialmente programação da Campus Party

O maior evento de tecnologia do mundo, a Campus Party, chegou ao Rio Grande do Norte e iniciou a programação nesta quarta-feira (11). Com a vista para o Morro do Careca, em Ponta Negra, cerca de 50 mil pessoas devem participar do evento até o próximo domingo (15). A abertura oficial foi realizada pelo governador Robinson Faria e pelo presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, na manhã de hoje, no Centro de Convenções.

O evento é uma parceria inédita entre o Governo do Estado e o Instituto Campus Party e acontece em três áreas: Open Campus, espaço gratuito e aberto ao público; Arena, que abriga as palestras principais; e Camping, que reúne as barracas dos ‘campuseiros’, participantes que pagam ingresso para participar 24 horas da programação.

O chefe do Executivo estadual visitou as três áreas da feira, acompanhou a chegada de campuseiros e falou sobre a expectativa com o início do evento. “Há quase um ano nosso governo vem mantendo diálogo com a organização da Campus Party e participando intensamente da divulgação. Durante os cinco dias, cerca de 50 mil pessoas de todo o Brasil vão discutir sobre tecnologia, empreendedorismo e inovação aqui na capital, movimentando a economia, o turismo, fomentando o conhecimento e criando oportunidades para os jovens potiguares”, destacou Robinson.

Leia maisGovernador abre oficialmente programação da Campus Party

Delegados querem transferir Lula de prédio da PF para unidade das Forças Armadas

Lula chega à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba com agentes da PF

O Sindicato dos Delegados da Polícia Federal do Paraná pediu nesta quarta (11) que o superintendente da corporação no estado, Maurício Valeixo, transfira o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da carceragem de Curitiba, onde ele está preso desde sábado (7).

Nos arredores do edifício a polícia montou bloqueios para evitar manifestações contra ou a favor ao ex-presidente. Só podem entrar funcionários, jornalistas, policiais e pessoas que tenham algum procedimento marcado com a PF.

Em frente, militantes montaram um acampamento em apoio a Lula. No pedido, o sindicato afirma que “a medida mais acertada seria a transferência imediata do ex-presidente para uma unidade das Forças Armadas, que possua efetivo e estrutura à altura dos riscos envolvidos”.

“Há comprovados riscos à população que reside no entorno do prédio da PF, aos policiais federais e demais integrantes do sistema de segurança pública que moram nas imediações da sede da Polícia Federal”, diz a nota da categoria. As informações são de José Marques e Wálter Nunes – Folha de São Paulo.

Leia maisDelegados querem transferir Lula de prédio da PF para unidade das Forças Armadas

PGR pede ao STF prioridade em julgamento de deputado do PP

Em manifestação enviada nesta terça-feira, 10, ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pede à Corte prioridade no julgamento da ação penal contra o deputado federal Nelson Meurer (PP-PR) no âmbito da Operação Lava Jato.

Segundo a acusação, o parlamentar recebeu, entre 2006 e 2014, R$ 357 milhõesrepassados pelo ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa, por meio do doleiro Alberto Yousseff. Segundo a PGR, Meurer praticou corrupção por bancar o ex-diretor na Petrobrás e permitir os esquemas de corrupção em benefício do PP. Com ajuda de seus filhos, Nelson Meurer Júnior e Cristiano Augusto Meurer, ele teria recebido parte das vantagens indevidas.

No documento enviado ao ministro decano Celso de Mello, revisor do caso, que tem como relator Edson Fachin, Raquel alega ‘risco de ocorrência de prescrição retroativa’, caso Meurer seja condenado à pena mínima de dois anos de reclusão no que tange ao crime de corrupção passiva. As informações são de O Estado de São Paulo.

Leia maisPGR pede ao STF prioridade em julgamento de deputado do PP

Valderedo e Joildo travam queda de braço por Rafael e Mineiro para federal em Ipanguaçu

O deputado estadual do PT Fernando Mineiro que é apontado como pré-candidato a deputado federal nas eleições de 7  de outubro, não tem o apoio do prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, do PSDB, mas conta com a valiosa colaboração do vereador petista Joildo Lobato e da sua esposa, a secretária municipal de Educação, Jeanne Dantas, que vem realizando um excelente trabalho no município e que tem se destacado como gestora da pasta com mais de 51% de aprovação popular que consideram seu desempenho como ótimo e bom.

Com menos de 15% que classificam o seu desempenho como ruim e péssimo, a secretária de Educação Jeanne Dantas que obteve quase 30% de realizar um trabalho regular, segundo pesquisa da Teledata, já começa a ser apontada como futura candidata do PT a prefeita pela excelente avaliação obtida pela população e deverá ter papel fundamental na votação de Mineiro para federal.

Comenta-se nos bastidores que depois de abertas as urnas em outubro, Mineiro terá mais votos para federal do que o atual deputado federal e candidato a reeleição Rafael Motta que tem o apoio do prefeito Valderedo Bertoldo. Uma derrota do prefeito Valderedo para o casal Joildo e Jeanne na disputa para deputado federal este ano na cidade, consolida a pretensão de Jeanne que também terá o aval de Fátima Bezerra e de Mineiro para ser a candidato a prefeita pelo PT para voltar a governar Ipanguaçu.

Ministro do STJ mantém 20 anos de cadeia para tucano Eduardo Azeredo

O ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou nesta terça-feira, 10, pedido de liminar que tentava suspender os efeitos da condenação a 20 anos e dez meses imposta pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) ao ex-governador mineiro Eduardo Azeredo (PSDB) pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro no esquema que ficou conhecido como Mensalão Mineiro. As informações são da assessoria do STJ.

Segundo Mussi, não foi demonstrada ocorrência de constrangimento ilegal no processo que condenou Azeredo. “É cediço que o deferimento do pleito liminar em sede de habeas corpus, em razão da sua excepcionalidade, enseja a demonstração e comprovação, de plano, do alegado constrangimento ilegal, o que não ocorre in casu”, afirmou o magistrado.

O caso foi analisado através de um habeas corpus apresentado nesta segunda-feira, 9, pela defesa de Azeredo. Nele, a defesa alegou diversas nulidades no julgamento do TJMG e, além da liminar para suspender os efeitos da condenação, solicitou, no mérito, um novo julgamento da causa pela corte de origem. As informações são de O Estado de São Paulo.

Leia maisMinistro do STJ mantém 20 anos de cadeia para tucano Eduardo Azeredo

Justiça bloqueia quase R$ 30 milhões de Lula, Instituto e L.I.L S.

Lula

Para garantir o pagamento de dívida fiscal de quase R$ 30 milhões com a União, a 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo decretou a indisponibilidade de bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo reportagem da revista “Época”. Também foram declarados indisponíveis os bens de Paulo Okamotto, do Instituto Lula e da L.I.L.S., empresa de palestras do petista, em processo que corre em segredo de justiça.

A dívida de Lula, do Instituto e da empresa de eventos seria de 15 milhões. Já Okamotto, que é presidente do Instituto Lula, teria débito de R$ 14 milhões. Os envolvidos alegam que a medida é uma forma de dificultar a possibilidade de defesa do ex-presidente, que não teria posse dos valores bloqueados, segundo informações da Agência Estado.

Leia maisJustiça bloqueia quase R$ 30 milhões de Lula, Instituto e L.I.L S.

Lava Jato em SP mira Alkcmin

alckmin

Dois dias após Geraldo Alckmin (PSDB) deixar o governo de São Paulo, a força-tarefa da operação Lava Jato no Estado pediu ao vice-procurador geral da República, Luciano Mariz Maia, que as investigações sobre supostas propinas pagas ao tucano deixem de ser feitas no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e passem a ser tocadas na primeira instância, em São Paulo. O pedido é pelo envio do inquérito “com a maior brevidade possível”.

Em ofício encaminhado à Procuradoria Geral da República, os 11 integrantes da força-tarefa paulistana lembram que Alckmin renunciou ao cargo de governador de São Paulo na última sexta-feira, para disputar a Presidência da República pelo PSDB. Dessa forma, ele perdeu o foro por prerrogativa de função.

No ofício, o MPF destaca que o envio deve ser realizado “com urgência”, tendo em vista “o andamento avançado de outras apurações correlatas sob nossa responsabilidade”. O argumento da força-tarefa é que, ao abdicar do cargo, Alckmin deixou de ter foro especial, pelo qual só poderia ser investigado pelo STJ. A transferência da investigação para São Paulo depende de decisão desse tribunal.

Leia maisLava Jato em SP mira Alkcmin

Boeing entrega nova proposta de modelo de negócio para compra da Embraer

Boeing e Embraer entregaram nesta terça-feira uma nova proposta de modelo de negócio ao grupo de trabalho montado pelo governo federal para avaliar a venda da fabricante brasileira à gigante americana. Segundo fontes envolvidas na negociação, “houve uma evolução na proposta” no sentido de “acomodar as preocupações das Forças Armadas relacionadas aos projetos de defesa”. Com essa acomodação, a expectativa é que o negócio seja aprovado na semana que vem.

As tratativas que as empresas mantêm para a combinação de seus negócios têm para a americana dois objetivos principais: acesso ao quadro de 4 mil engenheiros da fabricante brasileira e ampliar a chamada verticalização dos negócios (ou seja, produzir internamente), sobretudo nas áreas de trens de pouso e aviônicos (itens eletrônicos do avião).

— Milhares de engenheiros da Boeing devem se aposentar nos próximos anos. A Embraer, por sua vez, tem cerca de 4 mil engenheiros experientes, que trouxeram para o mercado os E1, Phenom, Legacy, KC-390 e E2 nos últimos 15 anos. Todos são modelos muito bons e foram executados de maneira rápida e eficiente — detalhou Stephen Trimble, consultor da consultoria Flighglobal. As informações são de O Globo.

Leia maisBoeing entrega nova proposta de modelo de negócio para compra da Embraer

Vereadores de Nízia Floresta suspeitos de nepotismo indireto na mira da lei

Um total de sete vereadores são suspeitos da prática de favores do nepotismo indireto no município de Nízia Floresta, comandado pelo prefeito Daniel Gurgel Marinho Fernandes, segundo inquérito civil de investigação do Ministério Público, a fim de se verificar a eventual ocorrência de “nepotismo cruzado” ou outra modalidade de fraude à lei e descumprimento dos princípios administrativos.

Os vereadores Marcelo Mesquita, Edson Dias, (Bilu), Leila Emiliano, José Nilton, Luiz Henrique e Polyana Dias, são alvo da investigação sobre o que vem ocorrendo indiscriminadamente em Nísia Floresta, o chamado nepotismo indireto, em que há uma subentendida troca de favores entre autoridades, situação atentatória aos princípios que norteiam a atividade da Administração Pública, como a moralidade, a impessoalidade e a eficiência.

Veja baixo a lista dos vereadores e de seus apadrinhados:

Resultado de imagem para vereadora leila nísia floresta

1. Higor Cabral da Silva – Secretário Adjunto de Cultura –  esposo da vereadora Leila;

Resultado de imagem para vereador Bilu nísia floresta

2. João Antônio da Costa – Secretário Adjunto de Desenvolvimento Rural – pai do vereador Bilu (Edson);

Resultado de imagem para vereador Zé Nilton nísia floresta

3. João Paulo Emiliano da Silva – Secretário Adjunto de Tributação – 2 irmão do vereador Zé Nilton;

Resultado de imagem para vereador Luiz Henrique; nísia floresta

4. Carlianna Victória Costa Procópio- Secretária Adjunta de Administração – companheira do vereador Luiz Henrique;

5. Fábio Marques de Barros– Secretário Adjunto de Transportes – cunhado da vereadora Polyana Dias;

6. Rafael Silva de Santana– Secretário Municipal Adjunto de Serviços Urbanos – filho do vereador Nêgo Celular;

7. Maxsa Valéria Mesquita – Secretária Adjunta do Trabalho e Habitação – esposa do vereador Marcelo Mesquita;

8. Luanderson Rodrigo Gonçalves Mesquita– Coordenador de Fiscalização Ambiental – sobrinho do vereador Marcelo Mesquita;

%d blogueiros gostam disto: