Temer retoma plano nuclear e governo prevê várias usinas

Obras da usina de Angra 3, no Rio

O Palácio do Planalto elaborou a proposta de um programa que prevê ampliar a geração de energia nuclear no país, aumentar a exportação de urânio e dinamizar a mineração do setor.

O crescimento do uso de energia atômica divide especialistas e ambientalistas.

O documento, ao qual a Folha teve acesso, foi produzido pelo CDPNB (Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro), organismo vinculado ao Planalto e criado em 2008, durante o segundo mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, e alterado em 2017, no governo Michel Temer.

Há um ano, o presidente passou a coordenação do comitê da Casa Civil para o general Sérgio Etchegoyen, ministro-chefe do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

O comitê é formado por representantes de onze ministérios. O general quer entregar o novo PNB (Programa Nuclear Brasileiro) ao Congresso até o fim deste ano, na forma de um projeto de lei.

Etchegoyen criou sete grupos de trabalho sobre o tema nuclear e convocou duas reuniões do comitê neste ano, a última no dia 5 de julho, na qual distribuiu a proposta da PNB. Rubens Valente – Folha de São Paulo

Leia maisTemer retoma plano nuclear e governo prevê várias usinas

França bate a Croácia por 4 x 2 e conquista o bicampeonato mundial

Jogadores da França levantam a taça de campeã do mundo. Foto: Matthias Schrader/AP

A vitória sobre a Croácia por 4 a 2, na final da Copa do Mundo da Rússia, neste domingo, coloca a França em um novo patamar no futebol mundial. O time entra agora em clube seleto e qualificado dos bicampeões mundiais, ao lado de Argentina e Uruguai. A seleção deixa para trás Espanha e Inglaterra, donas de uma conquista cada uma. Com uma bela atuação ofensiva, o time sofreu pouco diante da Croácia e conquista seu segundo título exatamente 20 anos depois da vitória de 1998, quando venceu em casa. A França foi consistente do começo ao fim da Copa.

A exemplo do que aconteceu nos jogos anteriores, o time de Didier Deschamps conseguiu equilíbrio entre ataque e defesa e teve poucos momentos de sofrimento na partida. As boas atuações de Griezmann e Mbappé garantiram a folga no placar. A Croácia mostrou desgaste físico após a disputa de três prorrogações na Copa do Mundo, lutou até o final, mas sempre esteve atrás no placar.

A França adotou uma estratégia arriscada no início do jogo e deixou que a Croácia ficasse com a bola. O time de Didier Deschamps começou a marcar atrás linha da bola e claramente esperava uma chance para contra-atacar. Foi uma atitude inesperada para a equipe favorita antes do início do jogo em função da campanha que fez na Copa: cinco vitórias e um empate. Foi esse estilo que o goleiro belga Courtois criticou após as semifinais, mas depois reconsiderou.

Gonçalo Junior, enviado Especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

Leia maisFrança bate a Croácia por 4 x 2 e conquista o bicampeonato mundial

Alimentos com gordura do leite não fazem mal ao coração, aponta estudo

A manteiga no pão e o café com leite integral estão absolvidos de males provocados ao coração, aponta estudo publicado esta semana na revista “American Journal of Clinical Nutrition”. Segundo pesquisadores da Universidade do Texas, não existe relação significativa entre o consumo de gordura do leite e doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais, problemas geralmente associados a uma dieta rica em gordura saturada.

— Nossas descobertas não apenas apoiam, mas fortalecem, o crescente corpo de evidências que sugere que a gordura do leite, ao contrário da crença popular, não aumenta o risco de doenças cardíacas e a mortalidade em adultos — afirmou Marcia Otto, professora do Departamento de Epidemiologia, Genética Humana e Ciências Ambientais na Universidade do Texas e autora principal do estudo. — Além de não contribuir para a morte, os resultados sugerem que um ácido graxo presente no leite pode reduzir os riscos de morte por doenças cardiovasculares, particularmente de AVCs.

O estudo avaliou como os biomarcadores dos ácidos graxos presentes na gordura do leite estão relacionados com doenças cardiovasculares e causas de mortes ao longo de um período de 22 anos. Essa metodologia, defendem os pesquisadores, em vez de confiar nos relatos sobre a dieta, dão uma visão mais objetiva ao impacto da exposição de longo prazo desses ácidos graxos. O Globo

Leia maisAlimentos com gordura do leite não fazem mal ao coração, aponta estudo

Primeiro exame de raios X colorido e tridimensional é feito em humanos

Cientistas da Nova Zelândia realizaram o primeiro exame de raios X colorido e em 3D em humanos, usando uma técnica que promete melhorar o campo de diagnósticos médicos, informou a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), que contribuiu com a tecnologia de imagem.

O novo dispositivo, baseado no tradicional raio X em preto e branco, incorpora a tecnologia de rastreamento de partículas desenvolvida para o Grande Colisor de Hádrons da CERN, que em 2012 descobriu a partícula Bóson de Higgs.

“Esta técnica de imagem de raios X a cores poderia produzir imagens mais claras e precisas e ajudar os médicos a dar aos seus pacientes diagnósticos mais precisos”, disse a CERN, em comunicado.

Leia maisPrimeiro exame de raios X colorido e tridimensional é feito em humanos

Preso há 100 dias, Lula mantém PT imobilizado para as eleições

Condenado na Operação Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) completa amanhã 100 dias preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba. Mais magro do que estava quando chegou de helicóptero, na noite de 7 de abril, o petista ainda dita as estratégias e os passos do partido e de seus principais aliados na campanha presidencial. E mantém o PT imobilizado na definição de uma alternativa eleitoral.

As vésperas da convenção partidária e a um mês do prazo final para o registro das candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – o prazo é 15 de agosto –, o mais importante preso da Lava Jato transformou sua “cela” em comitê político e eleitoral, numa espécie de campanha via porta-vozes.

Desde que foram autorizadas as visitas especiais de amigos, o ex-presidente já esteve com dezesseis pessoas em onze datas distintas. A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), é quem mais visitou o ex-presidente. É ela a responsável por avisar o partido, governadores e líderes políticos sobre as decisões de Lula – que, segundo a sigla, tem a palavra final. Estadão Conteúdo

Leia maisPreso há 100 dias, Lula mantém PT imobilizado para as eleições

MBL pede a TSE que declare Lula inelegível já

Resultado de imagem para MBL pede a TSE que declare Lula inelegível já

O Movimento Brasil Livre (MBL) entrou com ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo que a corte já determine que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está inelegível e, portanto, impedido de concorrer a mais uma disputa ao Palácio do Planalto.

O MBL —um dos movimentos mais atuantes no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e grande crítico de Lula— defende que o ex-presidente não pode concorrer por ter tido condenação no processo do tríplex confirmada pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4).

Essa condenação de Lula por órgão colegiado do TRF-4 enquadra o ex-presidente como ficha-suja. O petista, mesmo preso desde abril, é líder em todas as pesquisas de intenção de voto ao Planalto.

De modo geral, impugnações a pessoas de concorrer só são feitos após o registro das candidaturas por partidos e coligações na Justiça Eleitoral. O prazo limite para o registro das candidaturas —que ainda não começou— é o dia 15 de agosto. Reuters

Leia maisMBL pede a TSE que declare Lula inelegível já

Chefe do PR pode apoiar candidato do PT, diz Estadão

Resultado de imagem para valdemar costa neto pr

Chefe do PR, Valdemar Costa Neto decide se caminha com o Centro rumo ao Planalto na próxima terça, em Brasília. No leque de opções, há também apoiar Jair Bolsonaro ou o candidato do PT. Na quarta, DEM, PP, PRB e SD voltam a tratar das alianças, segundo a Coluna do Estado.

Enquanto isso, o chefe do partido aqui no RN, João Maia, ainda definiu se apoia a reeleição do governador Robinson Faria, levando a tiracolo o prefeito do Assú Gustavo soares e o seu irmão, deputado estadual George Soares, que é apontado como futuro coordenador da campanha do governador no Assú e no Vale do Açu.

A definição de João Maia, no Estado, vai acontecer após a decisão de Valdemar. Agora imagina ai, se o chefe do PR nacional apoiar o candidato do PT, vai forçar João Maia a cair nos braços de Fátima Bezerra e desmantelará essa aliança com o PSD potiguar na majoritária e proporcional.

Corregedoria da Justiça corre o risco de ficar sem dinheiro para inspeções

O ministro João Otávio de Noronha

No primeiro semestre deste ano, a Corregedoria Nacional de Justiça gastou com diárias nas inspeções de tribunais pelo país o orçamento previsto para os 12 meses de 2018.

O ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça, que sucederá em setembro o ministro João Otávio de Noronha como novo corregedor nacional, corre o risco de encontrar o caixa do órgão zerado.

As diárias para inspeções têm sido questionadas há algum tempo no próprio Conselho Nacional de Justiça, diante dos gastos elevados com juízes e servidores convocados para essas tarefas.

A título de comparação, de janeiro a maio o CNJ pagou R$ 1.437.882,25 em diárias a membros do conselho e a colaboradores eventuais, em deslocamentos no país.

A corregedoria, que tem orçamento próprio, desembolsou, de janeiro a junho, R$ 906.909,06 em diárias a juízes e servidores.

Esse valor é próximo dos R$ 909.614,29 gastos em todo o ano de 2017.

No final de junho, Noronha suspendeu uma inspeção no Tribunal de Justiça do Paraná, três dias antes de começar a fiscalização.

Em portaria, ele disse ter sido informado pela seção de passagens e diárias do CNJ sobre “a inexistência de saldo para pagamento das diárias” necessárias.

Ele pedira um reforço de R$ 400 mil para a agenda no Paraná. Às vésperas da inspeção, afirmou desconhecer qualquer deliberação da diretoria-geral do CNJ. Frederico Vasconcelos – Folha de São Paulo

Leia maisCorregedoria da Justiça corre o risco de ficar sem dinheiro para inspeções

Em Areia Branca, dois são mortos a tiros

Dois homens foram mortos a tiros na madrugada deste domingo (15) em Areia Branca, município distante 330 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Militar, um deles trabalhava como mototaxista. Ninguém foi preso.

Ainda de acordo com a PM, o crime aconteceu por volta das 5h10, no bairro IPE, quando dois homens armados de revólver e escopeta perseguiram as vítimas, que tentaram fugir em uma moto. Eles foram alcançados e baleados. O homem que estava na garupa foi morto na Rua Maria do Vale de Souza. Já o mototaxista, na rua Maria Lúcia de Góis.

Buscas foram feitas pela região, mas nenhum dos suspeitos foi encontrado. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. G1 RN

Prefeito do Assú aposta na gastança de 1.037 litros de água mineral por dia

Previsão da gastança desenfreada da oligarquia Soares com água mineral e GLP, chama a atenção em ano eleitoral

Em plena pré-campanha eleitoral do seu irmão e deputado estadual George Soares que disputará a reeleição pelo PR, o prefeito do Assú Gustavo Soares, abriu os peitos e contratou por R$ 263.551,34 (duzentos e sessenta e três
mil, quinhentos e cinquenta e um reais e trinta e quatro centavos) as empresas  C.A. DE FARIAS ME e  RUIVAN CARLOS DE MORAIS ME para posterior Aquisição de Água Mineral, Gás GLP e refrigerante visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Administração e Planejamento e demais Secretarias do município.

De acordo com o olhar atento do blogueiro assuense Samuel Nário, do Rabiscos, o governo de Gustavo Soares pretende gastar até 2019, um total de até 248.996 litros de água mineral e de 1.723 botijões de gás GLP.

Segundo cálculos rápidos o Rabisco de Samuel, constatou que, considerando 240 dias úteis em doze meses, a prefeitura de Assú poderá gastar até 1.037 litros de água mineral por dia. Já de gás GLP o consumo poderá chegar a 7,17 botijões diários.

Ufa

Cidades contratam advogados para receber R$ 90 bilhões

Bancas de advocacia espalhadas pelo país, grandes e pequenas, tentam receber uma fatia bilionária de recursos destinados à educação básica, uma ofensiva que ganhou a oposição da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Um parecer dela de 25 de maio, obtido pelo GLOBO, aponta a iniciativa como “gravíssima situação” e defende que o Ministério Público Federal (MPF) empreenda ações para barrar contratações desses escritórios de advocacia por prefeituras país afora para agilizar a liberação dos recursos federais.

As bancas vêm sendo contratadas por municípios que têm direito a receber da União uma complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Ao todo, 3,8 mil cidades, em 19 estados, podem receber quase R$ 90 bilhões, dinheiro que corresponde a uma diferença de ressarcimentos do governo federal ao Fundef, o antecessor do Fundeb. VINICIUS SASSINE – O Globo

Marina se aproxima de pastores contrários à bancada evangélica

Resultado de imagem para Marina se aproxima de pastores contrários à bancada evangélica

Na busca pelo eleitorado evangélico, a pré-candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, deu uma demonstração, na noite desta sexta-feira, 13, de aproximação com pastores de igrejas históricas que se distanciam da pauta defendida pela bancada evangélica no Congresso Nacional.

O movimento foi visto por interlocutores e líderes religiosos como contraponto a Jair Bolsonaro (PSL), presidenciável que vem recebendo apoio de figuras evangélicas críticas a Marina.

Marina se reuniu, na capital paulista, com um grupo de pastores composto em sua maioria por presbiterianos, batistas e luteranos que já a apoiaram em eleições anteriores. No discurso, ela defendeu pontos de uma reforma política apresentada pelo movimento Reforma Brasil, encabeçado pela Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo.

“Tenho a felicidade de ter o voto de evangélico, voto de católico, voto de espírita, voto de quem crê e voto de quem não crê. Porque eu me dirijo aos cidadãos brasileiros e respeitando a fé de cada um e, sobretudo, não negando também minha identidade”, disse a pré-candidata, quando perguntada por um jornalista se ela se considerava detentora do voto evangélico assim como Jair Bolsonaro. Ela fez questão de citar que há pesquisas apontando que os fiéis não tendem a votar em quem o pastor pede, mas com base em uma escolha livre. Agência Estado

Leia maisMarina se aproxima de pastores contrários à bancada evangélica

Federação ameaça entrar na Justiça e pede alteração em edital de concurso da PF

Resultado de imagem para Federação ameaça entrar na Justiça e pede alteração em edital de concurso da PF

Desde de 25 de junho, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) tenta convencer a direção da PF de que vários itens no edital do concurso que prejudicam agentes, escrivães e papiloscopistas (EPAs) são ilegais e devem ser alterados. Sem resposta até o momento, a Fenapef planeja, já na terça-feira (17/07), entrar com ação judicial para que o pleito seja atendido. Caso a situação permaneça inalterada, serão tomadas medidas mais drásticas para barrar a continuação do certame por inteiro.

O temor da Fenapef, de acordo com Luís Antônio Boudens, presidente da entidade, é de que a histórica guerra entre EPAs e delegados da PF, pacificada após intensas discussões internas de um grupo de trabalho, desde 2013, retorne ainda mais contundente.

“Além de terem sido criadas atribuições que não existem em lei e que relegam os EPAs à condição de auxiliares, causou revolta a delimitação de conhecimento para o concurso. Pelas especificidades dos cargos, esperávamos exigência de matéria como direito, administração e conhecimentos gerais. Vieram apenas estatística e informática. Aí é querer mesmo comprar uma briga.Por enquanto, não temos intenção de suspender o concurso, apenas corrigir o edital. Mas não descartamos, no futuro, a possibilidade de que o concurso seja atacado como um todo”, criticou. Vera Batista – Blog do Servidor/Correio Braziliense

Leia maisFederação ameaça entrar na Justiça e pede alteração em edital de concurso da PF

Assú sem interesse nos nomes para senadores do RN

Em Assú, o carismático e melhor prefeito do município nos últimos 30 anos segundo pesquisa Teledata, o pré-candidato a deputado estadual Ivan Júnior, não tem demonstrado simpatia pública até agora por qualquer nome a pré-candidato a senador do RN nas eleições de 7 de outubro.

Apesar do crescimento da rede de amigos que apoia o pré-candidato a deputado estadual pelo PSD Ivan Júnior, inclusive ultrapassando as fronteiras do Vale do Açu, o ex-secretário de Meio ambiente e Recursos Hídricos ainda não bateu o martelo sobre qual pré-candidato a senador vai apoiar.

Na corrida eleitoral em Assú para a chapa majoritária, o governador e candidato a reeleição Robinson Faria, é o nome apoiado por Ivan Júnior, mas na disputa pelas duas vagas para o Senado, o ex-prefeito não tem tocado no assunto em público.

Já o deputado estadual do PR George Soares, não sabe se apoia ou não a reeleição do governador Robinson Faria e para o Senado, ele tem ensaiado um apoio tímido a pré-candidatura a senadora pelo PHS, Zenaide Maia, irmã do presidente regional do partido João Maia, mas ainda também não definiu o outro nome na chapa de senador de República.

Descrédito nos partidos atinge 8 em 10 brasileiros

Resultado de imagem para Corrupção e crise fazem das mulheres maioria do não voto

O nível de confiança nos partidos políticos caiu para um dos menores índices da história, aponta estudo realizado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT). Oito em cada dez brasileiros, ou 77,8%, afirmam não ter “nenhuma confiança” nessas instituições. Em estudos anteriores com metodologia similar, nunca o número foi tão elevado.

Em 2014, 46,4% não confiavam nos partidos e, em 2006, 36,7%. Os principais motivos citados são a existência de corrupção nos partidos políticos e a falta de capacidade de representar os interesses dos eleitores. O pouco espaço para participação dos cidadãos e a falta de um programa político claro também foram citados como problemas.

Os dados são de um levantamento realizado entre 15 e 23 de março com 2.500 entrevistas em 26 Estados (com exceção do Amapá) realizado pelo Instituto da Democracia e Democratização da Comunicação, parte do INCT. A pesquisa envolveu instituições acadêmicas como UFMG, UERJ, Unicamp e UnB.

Conforme o estudo obtido com exclusividade pelo Estado, e antecipado pelo site BR18, o número de descrentes com os partidos políticos quase dobrou em quatro anos. Em 2014, o Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas (Nupps), da USP, apontou em levantamento com método científico semelhante que 46,6% dos entrevistados não confiavam nos partidos. Paulo Beraldo, O Estado de S.Paulo

Leia maisDescrédito nos partidos atinge 8 em 10 brasileiros

Corrupção e crise fazem das mulheres maioria do não voto

Resultado de imagem para Corrupção e crise fazem das mulheres maioria do não voto

O eleitorado feminino é hoje o responsável pela maioria dos votos brancos e nulos declarados em pesquisas de intenção de voto para presidente da República nas eleições 2018. Segundo recorte feito pelo Ibope a pedido do Estado, seis em cada dez eleitores dispostos a não votar nos pré-candidatos apresentados são mulheres na faixa etária dos 35 aos 44 anos, desiludidas com os recorrentes escândalos de corrupção envolvendo a classe política e preocupadas com o rumo da economia.

A mesma preponderância feminina é observada no grupo dos eleitores indecisos. Em ambos os casos, a participação de mulheres é superior se comparada ao número de votos que detêm no País. O detalhamento da última pesquisa CNI/Ibope para presidente mostra que, enquanto elas representam 52% do eleitorado nacional, são 58% na fatia dos que votam branco ou nulo e 55% entre os que não se decidiram.

A indignação feminina diante da corrupção e as incertezas relacionadas à recuperação da economia brasileira, especialmente a retomada do emprego e o risco da inflação, explicam o fenômeno, segundo pesquisas qualitativas feitas pelo Ibope. Especialistas ouvidos pelo Estado ainda apontam mais dois motivos: o sentimento de que os atuais políticos não representam as mulheres – em 2014, elas preencheram apenas 10% das vagas na Câmara dos Deputados – e a indefinição em torno de quem será ou não candidato em outubro.

Adriana Ferraz, Gilberto Amendola e Paulo Beraldo, O Estado de S.Paulo

%d blogueiros gostam disto: