Sinte divulga nomes dos 11 deputados que votaram contra devolução para ajudar hospitais, escolas e servidores

O deputado estadual do PR George Soares, está na lista dos 11 parlamentares divulgada na sua pagina do Facebook (AQUI) pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE-RN) que votaram para que a Assembleia Legislativa, o Tribunal de Justiça, o Tribunal de Contas e o Ministério Público não devolvam ao Governo do Estado o dinheiro que sobra em seus caixas a cada ano.

“Esse dinheiro que sobra deveria voltar para o caixa do Governo Estadual para ser usado em escolas, hospitais, delegacias e pagamento de servidores.”, defende o deputado estadual Nélter Queiroz, do MDB, que votou favor da devolução, diferentemente da posição do deputado George Soares que ficou contra essa regra.

Os deputados rejeitaram a proposta que tinha como objetivo fazer com que os poderes Judiciário e Legislativo devolvessem as sobras de recursos existentes no orçamento, para o poder Executivo. A proposição foi rejeitada por 11 a 10 durante a votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2019 do RN, em sessão na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (17). A Lei em questão define como o governo vai gerir o orçamento anual.

De acordo com o deputado estadual Fernando Mineiro, defensor da devolução dos recursos excedentes, a ideia objetivava ajudar e garantir que os salários dos servidores voltassem a ser pagos em dia, coisa que não acontece há mais de 2 anos: “(Tinha este objetivo) entre outras coisas”, afirmou.

O coordenador geral do SINTE/RN, professor José Teixeira, criticou os deputados que rechaçaram a proposta: “Quem fez isso só legisla em causa própria, pois essa ideia buscava amenizar a situação dos servidores, sobretudo dos aposentados. Esses recursos serviriam para pôr em dia os salários”.

O sindicalista garante que os deputados que disseram não a devolução dos recursos serão alvo de uma campanha midiática que será promovida pelo SINTE/RN “:Vamos denunciar um a um. Mostrar ao povo do Rio Grande do Norte quem não trabalha para o povo, mas sim em prol dos seus pares”.

‘Defendo o apoio ao Alckmin’, diz vice-presidente do DEM

Diante do racha interno no DEM sobre que presidenciável apoiar nas eleições de outubro, o vice-presidente do partido, deputado Mendonça Filho (PE), defendeu abertamente nesta quarta-feira que o partido feche uma aliança com o pré-candidato do PSDBGeraldo Alckmin.

– O pior dos mundos é a gente se omitir. E defendo o apoio do DEM ao Alckmin de forma transparente – disse Mendonça.

As declarações de Mendonça ocorrem num momento em que a cúpula do partido enfrenta uma fragmentação. Parte dos integrantes do comando do DEM flerta com o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, parte deseja fechar com Alckmin e há alas minoritárias que falam em Jair Bolsonaro (PSL) e até mesmo a neutralidade, que o partido siga para as eleições sem declarar apoio a nenhum dos postulantes. CRISTIANE JUNGBLUT –  O Globo

Leia mais‘Defendo o apoio ao Alckmin’, diz vice-presidente do DEM

Tribunal de Justiça quer alugar imóvel em Assú para abrigar Arquivo e Depósito Judicial

Resultado de imagem para tjrn

O Tribunal de Justiça do RN está em busca de um imóvel na comarca de Assú, em razão da ausência de imóvel próprio com capacidade para atender ao funcionamento do Arquivo Judicial da comarca.

A Secretaria de Administração do TJRN publicou o Edital de Chamamento Público nº 5/2018, por meio do qual dá início ao processo de Pré-Qualificação de pessoas físicas ou jurídicas interessadas em alugar um imóvel. Os interessados devem encaminhar a Carta Proposta de Locação, nos termos do Edital, até às 14h do dia 31 de julho. Para ler o edital clique AQUI.

Informações complementares poderão ser solicitadas pelo telefone (84) 3616-6340 ou através do e-mail sec.adm@tjrn.jus.br.

Assaltantes armados de fuzil roubam carga dos Correios em Arêz

Carreta dos Correios foi levada para uma estrada de barro e carga foi roubada (Foto: Divulgação/PRF)

Criminosos armados de fuzil interceptaram uma carreta dos Correios e roubaram parte da carga na manhã desta quarta-feira (18), próximo à cidade de Arez, na Grande Natal. Os criminosos fugiram em dois carros e em um caminhão-baú.

A carreta dos Correios seguia na BR-101, próximo à Usina Estivas, quando foi interceptada por dois veículos de pequenos porte, onde estavam os assaltantes. Eles ordenaram que o motorista da carreta seguisse por uma estrada de barro que dá acesso a Arez. Mais à frente, mandaram ele parar o veículo. Foi quando chegou um caminhão-baú, que deu apoio à ação. Os bandidos transferiram parte da carga dos Correios para o caminhão e fugiram. Ninguém foi preso.

Em nota, a assessoria dos Correios informou que o caminhão e parte da carga foram recuperados. O motorista não sofreu agressões e a Polícia Federal foi acionada para realizar uma perícia no local.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, em 2018 aconteceram oito roubos de cargas dos Correios em rodovias federais dentro do território do Rio Grande do Norte.

João Maia garante a Robinson apoio do deputado George Soares em Assú

Robinson terá apoio dos irmãos Soares, o prefeito e o deputado na campanha eleitoral 

Pronto. Agora é prego batido e ponta virada. O presidente regional do PR e pré-candidato a deputado federal João Maia fechou aliança com o governador e candidato a reeleição Robinson Faria, do PSD, na chapa majoritária e proporcional.

João Maia não permitiu que o deputado estadual George Soares apoiasse a pré-candidatura a governador pelo PDT Carlos Eduardo Alves, como era ventilado anteriormente na imprensa estadual. No acerto com Robinson, o deputado George Soares como homem de partido, vai mesmo apoiar a reeleição do governador, seguindo a orientação da legenda.

Em Assú, o governador terá o apoio do seu aliado de partido, o pré-candidato a deputado estadual pelo PSD Ivan Júnior e também do atual deputado estadual e pré-candidato a reeleição pelo PR George Soares que traz a tiracolo o seu irmão e prefeito Gustavo Soares.

George Soares fica contra devolução de dinheiro para ajudar pagamento dos servidores

Enquanto os deputados estaduais Nélter Queiroz )MDB) e Fernando Mineiro (PT), lutaram e votaram pela aprovação de um dispositivo que obriga os Poderes a devolverem ao Tesouro Estadual os saldos financeiros do orçamento, que será votado em dezembro, o deputado do clã em Assú, George Soares, do PR, ficou contra a medida durante a votação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que fixa as normas que vão servir de norte para a elaboração do Orçamento Geral do Estado de 2019 (OGE).

Com a medida defendida pelo deputado do clã em Assú, George Soares, ele revelou realmente que não está ao lado do povo. A aprovação que contou com o voto de George Soares, garante mais dinheiro para a Assembléia Legislativa, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público Estadual, já que os Poderes Estaduais não serão obrigados por lei a devolverem os saldos financeiros.

Receita Federal vai fiscalizar dinheiro vivo declarado por candidatos na eleição

Lucas Correia / Agencia RBS

A Receita Federal e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), juntamente com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), vão reunir esforços para fiscalizar suspeitas de uso de dinheiro vivo para caixa 2 de campanha nas eleições 2018. Pela primeira vez, os três órgãos vão atuar preventivamente para investigar possível crime de lavagem de dinheiro de candidatos e doadores por meio do uso de recursos em espécie.

A suspeita é de que candidatos façam declarações falsas à Justiça Eleitoral e ao Fisco, informando possuir valores em espécie em casa que, na verdade, não possuem. É o chamado “colchão” para lavagem, conforme definem integrantes dos órgãos de controle. Para investigadores, casos assim podem configurar “pré-lavagem de dinheiro”.

A declaração falsa visaria, ao fim da eleição, transformar a sobra de campanha em dinheiro próprio ou injetar recurso de origem ilícita para custear os gastos eleitorais.

Em 2014 foram declarados R$ 300 milhões em dinheiro por 7,6% do total de 26.259 candidatos. Já em 2016, quando foram eleitos prefeitos e vereadores, 12,28% dos 497.697 candidatos declararam possuir R$ 1,679 bilhão em espécie.

Felipe Frazão, Adriana Fernandes, Fabio Serapião e Thiago Faria, O Estado de S.Paulo

Leia maisReceita Federal vai fiscalizar dinheiro vivo declarado por candidatos na eleição

Gustavo quer concluir USBs após deixar Lula de Lourinaldo ganhar fama de péssimo administrador

Prefeito abandona o Assu e agora volta a fazer promessas e a tirar fotos, após deixar o primo Lula de Lourinaldo ganhar fama de mal administrador

Com a proximidade da campanha eleitoral da reeleição do seu irmão e deputado estadual George Soares, o prefeito Gustavo Soares, voltou a aparecer em público, apos abandonar o Assú e passar mais de um ano e sete meses escondido no gabinete, quando vinha de uma ou duas vezes por semana a cidade, para repetir as mesmas promessas das eleições de 2016 e até agora não cumpridas por um governo incompetente e cheia de secretários réus e condenados da Justiça por crimes contra a administração pública.

Com quase dos anos de governo sem cumprir compromissos com a população na saúde, o prefeito que deixa falta remédios nas unidades de saúde municipal e presta um péssimo serviço de atendimento a sociedade assuense, voltou a visitar as USBs de Parati 2000, Frutilândia e Lagoa do Ferreiro, fazendo as mesmas promessas da campanha eleitoral, para forçar a população a acreditar que vai finalizar as obras e entregá-las à sociedade.

Desacreditado e com um governo impopular que beira a casa dos 80 por cento de rejeição, o prefeito Gustavo Soares que assumiu o comando da campanha eleitoral da reeleição do seu irmão, deputado George Soares, retorna ás ruas com as velhas promessas para tentar garantir uma boa votação e a reeleição do deputado do clã Soares.

Na realidade, a sociedade assuense torce para ter um serviço de boa qualidade na saúde, mas pouca gente ou quase mais acredita na palavra do prefeito de que ele irá concluir as obras. Uma coisa chama a atenção. Após queimar politicamente o seu primo e mandar demitir o ex-secretário de Saúde Lula de Lourinaldo, o prefeito aparece de repente com esse tipo de promessa novamente.

Em Tempo: A pergunta que fica é: se o prefeito Gustavo sabia que ia concluir todas as obras das USBs, porque demitiu Lula de Lourinaldo? Gustavo deixou Lula sangrar, ganhar a fama de péssimo administrador e agora promete consertar tudo, é ou não é sacanagem? 

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: