Após desistência de Josué, centrão discute vice do PP para Alckmin

Margarete Coelho (PP), ao lado de Wellington Dias (PT), governador do Piauí

Margarete Coelho (PP), ao lado de Wellington Dias (PT), governador do Piauí – Divulgação

Após a desistência do empresário Josué Alencar (PR-MG), o centrão discute indicar um nome do PP —maior partido do bloco— para ser vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa pelo Planalto.

A vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, é uma das cotadas para o posto. Seu nome preenche dois requisitos considerados importantes para o PSDB: é mulher e nordestina. O ex-governador de São Paulo é criticado por adversários por ser assessorado majoritariamente por homens do Sul e do Sudeste, o que pode passar uma imagem elitista para o eleitor.

O centrão —formado por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade— oficializou nesta quinta (26) o apoio a Alckmin sem nenhuma indicação para a vaga de vice do tucano.

Depois do evento em Brasília, os dirigentes dos partidos se reuniram na casa do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP, justamente para tentar chegar a um consenso sobre o nome a ser indicado no lugar de Josué. Marina Dias e Daniel Carvalho – Folha de São Paulo

Leia maisApós desistência de Josué, centrão discute vice do PP para Alckmin

Clã dos Soares em Assú faz de tudo por Nuilson Pinto

Sem voto e sem liderança política, Nuilson Pinto, empresário fracassado amigo da patota antiga do pai dos ‘meninos’, é o homem mais poderoso a serviço do clã dos Soares

O clã dos Soares pode ter dificuldade financeira para cumprir as promessas feitas a população em praça pública, mas faz de tudo pelo atual  consultor da Prefeitura do Assu Nuilson Pinto de Medeiros, apontado nos meios políticos como uma espécie de baú da oligarquia famíliar

No governo do prefeito Gustavo Soares, ele ganha mensalmente um salário de R$ 6 mil, fora as regalias e mordomias do cargo e também da acumulação de função como secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

Além disso, o deputado estadual George Soares, emprega a esposa do secretário no seu gabinete na Assembléia com salário acima de R$ 10 mil por mês. No total, os dois ganham mais de R$ 16 mil. Em Assú, não tem outra família que fature tão alto por mês quanto os apadrinhados do prefeito e do deputado estadual.

Em tempo: O que será que Nuilson esta executando no governo municipal para ser tão valorizado mais do que os outros?

PCC planeja atacar fóruns de todo o país em busca de armas, afirma polícia

SÃO PAULO, SP, 22.05.2017: ARMAS-ENTREGA - Armas expostas na cerimônia de entrega de 37 fuzis para as polícias Civil e Militar em São Paulo. As armas são frutos de apreensões e estavam vinculadas a processos, sob custódia do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A medida segue o decreto nº 8.938, de 12/12/2016, que regulamenta a lei nº 10.826, de 20/12/2016, sobre entrega de armas apreendidas. (Foto: Suamy Beydoun/Agif/Folhapress)

Com base em interceptações telefônicas, a Polícia Civil de São Paulo suspeita que integrantes da facção criminosa PCC estejam planejando uma série de ataques a fóruns do país em busca de armas guardadas pela Justiça.

Nas conversas monitoradas, os criminosos falam de ordem dada por chefões do crime para a realização de levantamento de fóruns em todo o território nacional que possam ter estoques de “ferramentas”, maneira como os criminosos chamam as armas.

Tal orientação, segundo o relatório da polícia obtido pela reportagem, teria partido de Presidente Venceslau (interior de São Paulo) onde está presa a cúpula da facção, incluindo Marco Camacho, o Marcola, apontado pela polícia e pela Promotoria como o principal chefe do grupo.

A orientação dada aos subalternos é para que eles levantem informações sobre prédio e endereço e, em seguida, enviem fotos desses locais para auxiliá-los em futuras ações. “Tais informações irão subsidiar ações da facção que visam o roubo das armas em depósitos do Poder Judiciário em todo o Brasil”, diz trecho de documento. Rogério Pagnan – Folha de São Paulo

Leia maisPCC planeja atacar fóruns de todo o país em busca de armas, afirma polícia

Wilma Wanderley participa de programas em rádios e visita Feirinha de Santana

A comunicadora Wilma Wanderley, pré-candidata a deputada estadual nas eleições deste ano pelo Partido Social Liberal (PSL), visitou amigos e correligionários em sua primeira visita ao interior do estado.

A agenda começou pelos municípios de Tangará e Santa Cruz, na região Trairi, onde participou de programas em rádios comunitárias e cumprimentou apoiadores de sua pré-candidatura.

Seu último compromisso foi visitar a Feirinha de Santana, em Currais Novos, no Seridó. Lá conversou com os feirantes e dialogou com as pessoas que circulavam pelo local. Recebida com muito carinho durante todo o percurso em que percorreu barracas de frutas, verduras e temperos, Wilma ouviu as angustias e reivindicações dos trabalhadores.

Maia desiste de candidatura, e centrão oficializa apoio a Alckmin

Presidenciáveis 2018

Ainda sem definição sobre quem indicar para o posto de vice, o centrão formalizou nesta quinta-feira (26) o apoio à pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa pelo Planalto.

Os dirigentes dos partidos que compõem o bloco —DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade— se reuniram em um hotel em Brasília, ao lado do ex-governador tucano, para chancelar o apoio à chapa do PSDB, decisão que já havia sido tomada na semana passada, mas prolongada até esta quinta para que o vice fosse definido e anunciado oficialmente.

Em carta lida no evento, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), desistiu oficialmente de concorrer ao Planalto e confirmou que será candidato a deputado federal pelo Rio, para tentar se reeleger ao comando da Casa.

Segundo Maia, a aliança de seu partido em torno da pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) fez com que ele “arquivasse momentaneamente” sua pretensão presidencial.

De Miami, o deputado enviou uma carta para comunicar sua decisão, que foi lida pelo presidente de seu partido, ACM Neto. Daniel Carvalho e Marina Dias – Folha de São Paulo

Leia maisMaia desiste de candidatura, e centrão oficializa apoio a Alckmin

Modelo de abandono administrativo provoca três baixas na equipe do prefeito do Assú

Sérgio Rocha diz que não concorda com o modelo de abandono administrativo do prefeito Gustavo Soares

O modelo administrativo do governo do prefeito Gustavo Soares, que vem deixando a cidade do Assú abandonada, está desagradando a gregos e troianos. Pelo menos três aliados políticos que comandavam a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da prefeitura de Assú, abandonaram o barco do clã dos Soares.

O primeiro a deixar a equipe por insatisfação foi o então secretário Luiz da Funerária, o agente de desenvolvimento Walisson Farias deixou posteriormente o cargo e por ultimo, o  ex-secretário adjunto Sérgio Rocha.

Ontem, segundo o blogueiro Samuel Nário,  o ex-secretário Sérgio Rocha – que pediu e foi exonerado do cargo ontem -, participou do programa Caminhos do Desenvolvimento, na rádio Princesa do Vale, quando afirmou: “Eu não estou concordando com o modelo de administração da gestão prefeito Gustavo Montenegro Soares] atual”. E mais: “As promessas de campanha não estão sendo cumpridas”.

O desgoverno do governo do irmão do deputado estadual George Soares, foi criticado por Sérgio Rocha. Ele opinou que “está na hora de se criar uma nova via política em Assú” e que “tem que colocar a cidade em primeiro plano”.

Sérgio Rocha disse ainda que falta incentivo do poder público ao pequeno e médio produtor rural. Para ele, as horas de trator disponibilizadas pela prefeitura de Assú é muito pouco para o agricultor. Na opinião dele, as vezes é preferível pagar do que receber esse serviço via executivo municipal.

Sérgio Rocha deixou de apoiar a reeleição do deputado George Soares para abraçar o projeto político do empresário de Mossoró Jorge do Rosário para deputado estadual agora nas eleições de outubro.

Com medo de processo da Justiça Federal, prefeito corre para concluir UPA em Assú

O tempo de enrolação para construir UPA acabou com a paciência da Justiça e o prefeito Gustavo Soares ficou medo ser processado

Por força de assinatura de um termo de ajustamento de conduta (TAC), com o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado (MP/RN) que foi firmado com à Prefeitura do Assu, no ano passado, para a conclusão da UPA,  o prefeito Gustavo Soares, com medo de ser processado e responsabilizado civil e criminalmente, peleja para honrar o compromisso assumido com promotores e procuradores.

As UPAs são “unidades não-hospitalares de atendimento às urgências e emergências”, de complexidade intermediária, e devem funcionar 24 horas por dia.

Para o Ministério Público, “pelas suas características e importância assistencial, os gestores devem desenvolver esforços no sentido de que cada município disponha de, pelo menos, uma dessas unidades, garantindo, assim, assistência às urgências com observação até 24 horas para sua própria população ou para um agrupamento de municípios para os quais seja referência”. 

Marte mais brilhante e eclipse poderão ser vistos nesta sexta

Todo o Brasil poderá ver nesta sexta-feira, 27, o eclipse lunar total. Quanto mais próximo do litoral leste do País (costa leste do Nordeste, áreas próximas ao litoral do Sudeste e do Sul), maior será o tempo de visualização do fenômeno. Em São Paulo, terá duração de 1h49, começando às 17h41.

O eclipse total da lua, o mais longo do século 21, tingirá de vermelho o satélite da Terra nesta sexta-feira, enquanto que Marte, que se encontrará quase em seu ponto mais próximo do nosso planeta, estará especialmente brilhante.

“É uma coincidência de fenômenos pouco frequente e interessante”, disse Pascal Descamps, astrônomo do Instituto de Mecânica Celeste e Cálculo de Efemérides (IMCCE) do Observatório de Paris. “A lua terá uma tonalidade avermelhada, e Marte estará ao seu lado muito brilhante, com uma tonalidade ligeiramente alaranjada”, explica.

O espetáculo astronômico poderá ser visto a olho nu, sem nenhum perigo. Mas lentes e telescópios permitirão desfrutar ainda mais. O eclipse só será visível – parcial ou totalmente – em metade do mundo: na África, Europa, Ásia e Austrália. Os melhores posicionados para assistir ao espetáculo serão os habitantes da África, do Oriente Médio e da Índia.

Para que ocorra um eclipse da lua deve haver um alinhamento quase perfeito do sol, da Terra e da lua. Quando nosso planeta se posiciona entre o astro e a lua, projeta sua sombra sobre nosso satélite natural. O Estado de São Paulo/COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Bradesco é condenado por danos morais ao negativar nome de criança falecida

Resultado de imagem para Bradesco

A juíza Érica Oliveira, da Comarca de São Miguel, condenou o Banco Bradesco S.A. a pagar a uma cidadã o valor de R$ 10 mil, com juros e correção monetária, por ter a instituição financeira inserido o nome do filho dela nos cadastros de restrição ao crédito, por débito originado em negócio jurídico fraudulento, ocasionado após a morte do garoto. Ela também determinou a exclusão dos dados do filho da autora da ação dos órgãos de proteção ao crédito.

A autora ingressou com a ação de indenização por danos morais contra o Bradesco, sob o fundamento de que o estabelecimento bancário teria inserido o nome do seu filho nos cadastros de restrição ao crédito, por compras e financiamento efetuados por terceiro, após o óbito daquele. Afirmou que seu filho faleceu quando contava com 11 anos de idade e que a honra objetiva dele e de sua família foi abalada pela atitude do banco.

O Banco Bradesco alegou a responsabilidade por culpa de terceiro, bem como a inexistência de qualquer dano moral, requerendo a improcedência dos pedidos. Alegou que o que a autora discute nos autos é contrato de financiamento, pelo que compete ao Banco Bradesco Financiamentos S/A a regulamentação deste tipo de negócio, daí porque não tem legitimidade para figurar no processo, pedindo a substituição.

Leia maisBradesco é condenado por danos morais ao negativar nome de criança falecida

Prefeito do Assú cuida da campanha do irmão e interrompe trabalho dos operários para tirar foto

Com demagogia, prefeito Gustavo Soares que disse ia cuidar da campanha do irmão, interrompe trabalho dos operários para tirar fotos

Com o risco do insucesso eleitoral do seu irmão e deputado estadual e pré-candidato a reeleição George Soares, o prefeito do Assú Gustavo Soares, apontado como o pior prefeito da história do município e que ganha apenas para Temer, começa a ficar desesperado com a possibilidade, voltando a fazer promessas e a tirar fotos com comitiva de secretários, vereadores e outros integrantes da administração municipal, repetindo o que fazia na campanha eleitoral de 2016, numa tentativa de reverter o alto índice de descrédito e desconfiança que tem junto a população.

Esta já é a segunda vez em menos de 30 dias que o prefeito Gustavo Soares dedica a sua agenda para vistoriar a Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 Horas, no bairro Alto São Francisco e outras instalações em obras das Unidades Básicas de Saúde – UBSs dos bairros Feliz Assú e Bela Vista, que ele vem ha quase dois anos prometendo entregar para melhorar a qualidade de atendimento a saúde.

As véspera da campanha eleitoral do seu irmão e deputado George Soares, o prefeito Gustavo Soares, tem intensificado novamente as promessas, visitando e tirando fotos, para querer reconquistar da população a credibilidade que perdeu por não cumprir a maioria dos compromissos assumidos em ruas e praça pública. Enquanto o prefeito troca de secretário de Saúde e tirar fotos com seus auxiliares, as queixas contra a falta de remédios e a péssima qualidade de serviços nas unidades da saúde crescem.

Líderes do Centrão rejeitam que DEM indique vice de Alckmin

O pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, ao lado do presidente do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto (Suamy Beydoun/AGIF/Estadão Conteúdo)

Enquanto o empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, não dá resposta definitiva sobre se será ou não candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Geraldo Alckmin (PSDB), líderes das siglas que compõem o chamado Centrão (PP, PRB, DEM, SD e PR), que fechou apoio ao tucano, não veem com bons olhos a possibilidade de o DEM indicar o companheiro de chapa do ex-governador de São Paulo. O nome de Josué, filiado ao PR, havia sido consenso entre os partidos.

Dada a capilaridade do DEM, sobretudo em municípios do Nordeste, um vice indicado pela legenda vem sendo ventilado como plano B a Josué Gomes desde que o presidente da Coteminas disse a Alckmin, na última segunda-feira 23, que não ocuparia o posto. O nome mais cotado neste cenário é o do deputado federal e ex-ministro da Educação Mendonça Filho, pré-candidato ao Senado por Pernambuco.

“Prejudica muito, não pelo Mendonça, mas o PRB tem dificuldade de o DEM ficar com a vice e a presidência da Câmara”, diz Marcos Pereira, presidente do PRB, que descarta o nome do empresário Flávio Rocha (PRB) à vaga. O dono da Riachuelo, que desistiu de concorrer à Presidência há duas semanas, não pretende se engajar na campanha eleitoral. João Pedroso de Campos – VEJA

Leia maisLíderes do Centrão rejeitam que DEM indique vice de Alckmin

Justiça nega pedido para declarar Moro suspeito para julgar Lula

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre, negou hoje (quarta, 25) mais um recurso no qual ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por meio de seus advogados, pediu que o juiz federal Sérgio Moro seja considerado suspeito julgá-lo na Operação Lava Jato.

Antes dessa decisão, o tribunal já havia indeferido habeas corpus protocolado pela defesa de Lula que alegava parcialidade de Moro.

Em outros casos julgados, o TRF4 também entendeu que eventuais manifestações do magistrado em textos jurídicos ou palestras de natureza acadêmica sobre corrupção não levariam ao reconhecimento de sua suspeição para julgar os respectivos procedimentos.

O ex-presidente está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Lula foi preso após ter sua condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá (SP) confirmada pela segunda instância da Justiça Federal, conforme autorizado pelo STF.

PSOL realiza convenção partidária no RN neste sábado (28)

O diretório estadual do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) realiza a convenção partidária que irá homologar as candidaturas para as eleições desse ano neste sábado (28). A convenção está marcada para começar às  13h, no auditório do Centro Municipal de Referência em Educação (Cemure), no bairro Nossa Senhora do Nazaré.

O presidente do partido no Rio Grande do Norte, Danniel Morais, lembrou que cabe às convenções escolher e confirmar as candidaturas do partido para os cargos de deputados estadual e federal, de senadores, de governador e vice.

O partido tem como pré-candidato a governador o professor Carlos Alberto, junto à sindicalista Cida Dantas, para o cargo de vice. Como nas eleições desse ano são duas vagas para o Senado Federal, o PSOL homologará as candidaturas da professora Telma Gurgel e do Professor Lailson Almeida. Além de uma chapa completa com nomes para disputar vagas na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) e no Congresso Nacional.

PSDB terá de saber dividir espaços de poder, diz Maia

Na véspera do centrão oficializar apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) ao Planalto, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), afirma que o PSDB não será hegemônico e que os tucanos terão de ceder mais espaço na aliança.

“Não é uma eleição do Geraldo, do PSDB. É uma eleição do Geraldo em cima de um programa claro”, afirmou à Folha. “O PSDB vai precisar entender que outras forças hoje têm poder maior do que tinham quando o PSDB foi governo e oposição”, completa.

Maia nega que o bloco tenha discutido distribuição de cargos em um eventual governo do PSDB, mas avisa que o tucano precisará “saber dividir os espaços de poder”.

O centrão ficou dividido entre Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB). O que desequilibrou o jogo em favor do tucano? Foi ficando claro que uma agenda convergente entre Ciro e o campo mais à direita era difícil e com pouca capacidade de compreensão por parte da nossa base. Com Geraldo, as questões ideológicas convergiam sem necessidade de explicação, somado ao fato de que Ciro poderia dividir o grupo. Marina Dias – Folha de São Paulo

Leia maisPSDB terá de saber dividir espaços de poder, diz Maia

%d blogueiros gostam disto: