Ministério Público investiga denuncia contra prefeito de Carnaubais por interferência no trabalho da PM

Prefeito de Carnaubais Thiago Meira é acusado por sargento da PM de tentar interferir nas ações policiais e de mandar cortar diárias dos militares do destacamento no município

O comandante do Destacamento Policial de Carnaubais 3ª Sgt PM Neriwelton Alexandre de Oliveira denunciou ao Ministério Público, o prefeito Thiago Meira, do PSDB, de mandar cortar as diárias operacionais aprovadas pela Câmara Municipal de Vereadores que seriam pagas aos policiais do Destacamento do município, após não atender pedido para soltar um elemento que foi preso armado com um revolver calibre 38.

A Promotora de Justiça da Comarca do Assú Fernanda Bezerra Guerreiro Lobo abriu inquérito civil para investigar possível ato de improbidade administrativa praticado pelo prefeito do PSDB, Thiago Meira, em razão de denúncias de interferências no exercício da Polícia Militar no Município de Carnaubais.

Na portaria de abertura de inquérito, a promotora de Justiça, determinou o agendamento de uma audiência com o comandante do Destacamento de Polícia Militar de Carnaubais e com outros policiais militares.

O prefeito do PSDB Thiago Meira terá um prazo de dez dias para esclarecer se está em vigor o convênio firmado entre a Polícia Militar e o município de Carnaubais. Caso esteja suspenso, o prefeito precisa explicar o motivo da suspensão do fornecimento das refeições e de diárias operacionais aos policiais militares de serviço em Carnaubais, ocasionando a diminuição pela metade do efetivo militar do município.

Segundo a promotora de Justiça, as cópias de todos os documentos constantes nos autos serão remetidos ao Procurador Geral de Justiça,  haja vista a repercussão criminal dos fatos denunciados e o foro por prerrogativa de função do cargo de Prefeito.

Fachin autoriza Cristiane Brasil a visitar Roberto Jefferson no Dia dos Pais

André Dusek/Estadão
Deputada federal e o pai são investigados pela Operação Registro Espúrio, que apura fraudes na concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) a visitar seu pai, o presidente do PTB e ex-deputado Roberto Jefferson, neste domingo, 12, Dia dos Pais. A decisão foi tomada na sexta-feira, 10.

Os dois são investigados pela Operação Registro Espúrio, que apura fraudes na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho, comandado pelo partido. A terceira fase da operação fez com que o então ministro Helton Yomura pedisse demissão. Ele era apadrinhado político do ex-deputado e de sua filha.

O pedido para visitar o deputado federal cassado e um dos pivôs do mensalão neste Dia dos Pais foi protocolado pela defesa da parlamentar que está proibida de se reunir ou conversar com outros suspeitos, bem como com servidores do Ministério do Trabalho. 

Leia maisFachin autoriza Cristiane Brasil a visitar Roberto Jefferson no Dia dos Pais

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: