Governo do RN entrega 57 novas viaturas à Polícia Civil

Garantir a segurança da população do Rio Grande do Norte  é um dos objetivos do Governo do RN.  Desta maneira,  por meio de investimentos do Governo Cidadão, via acordo de empréstimo com o Banco Mundial, trabalhando para a melhoria dos serviços públicos, numa parceria com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SESED), foram entregues, na tarde desta quarta-feira(7), na sede da Degepol,  57 viaturas descaracterizadas para a Polícia Civil do RN.

Desde 2012 a polícia Civil não adquiria veículos de frota própria, e esses novos carros vêm para promover  melhorias nas investigações, uma vez que vão gerar um impacto positivo nas ações de verificação de crimes que ocorrem em todo o estado, promovendo mais celeridade e eficiência.“A entrega dessas viaturas é mais uma ação que mostra o comprometimento do governo com a integridade física e patrimonial da população”, disse o governador Robinson Faria.

“A chegada dessas viaturas significa mais segurança para toda a população e mesmo para os nossos policiais, uma vez que devido ao tempo que a polícia não adquiria novos veículos, os criminosos passaram a identificar os mesmos. E  as novas viaturas vão suprir essa demanda”, comentou Sheila Freitas, secretária de Segurança Pública do RN.

Além desses novos  veículos que chegam para facilitar o trabalho dos policiais por possuírem uma estrutura adequada para a prática de investigação, o Governo Cidadão investiu fortemente em ações para a prevenção da violência e melhoria da segurança.

“Foram feitos investimentos  desde o fortalecimento institucional , passando por capacitações, programas para os jovens como o Proerd, o Ronda Cidadã, aquisição de equipamentos como máquinas para delegacias e CIOSP, para rede metropolitana de dados,  videomonitoramento e digitalização de documentos e acervos do Itep, que somam quase R$ 80 milhões”, finalizou Vagner Araújo , secretário de Gestão Metas e Projetos do Governo e coordenador do Governo Cidadão

Tereza Cristina é anunciada por Bolsonaro como ministra da Agricultura

A deputada Tereza Cristina (DEM-MS), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, acaba de ser confirmada como futura ministra da Agricultura. O nome dela foi aprovado pelos integrantes da bancada ruralista e levado ao presidente eleito Jair Bolsonaro, que aceitou a indicação.

“Boa noite! Informo a todos a indicação da senhora Tereza Cristina da Costa Dias, Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, ao posto de Ministra da Agricultura”, escreveu no Twitter o presidente eleito.

Tereza se elegeu para o seu primeiro mandato em 2014 pelo PSB. Chegou a liderar a bancada. No fim do ano passado, trocou o partido pelo DEM após contrariar a executiva nacional ao apoiar o governo Michel Temer. Mesmo filiada a uma legenda que fazia parte da coligação de Geraldo Alckmin (PSDB), Tereza aderiu à campanha de Bolsonaro ainda no primeiro turno. Ela representa uma bancada composta atualmente por 261 deputados e senadores.

Senado aprova aumento de salário de ministros do STF para R$ 39 mil

00
Medida gera efeito cascata que pode causar impacto de R$ 4 bilhões, segundo consultorias

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (7) o reajuste de salário de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. 

Foram 41 votos a favor, 16 contra e uma abstenção . O texto depende de sanção do presidente Michel Temer para entrar em vigor.

Em seguida, também foi aprovado aumento no mesmo valor para o procurador-geral da República, em votação simbólica. 

“Não haverá aumento do teto do gasto dos órgãos”, afirmou o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), após a votação. 

De acordo com cálculo feito pelas consultorias Orçamento da Câmara e do Senado, o impacto anual nas contas públicas pode ser de R$ 4 bilhões.

Isso porque o aumento do salário dos magistrados gera efeito cascata, já que o valor da remuneração dos ministros é o limite máximo estipulado para os salários do funcionalismo. Além disso, algumas categorias têm suas remunerações atreladas às dos ministros. Angela Boldrini – Folha de São Paulo

Leia maisSenado aprova aumento de salário de ministros do STF para R$ 39 mil

Bolsonaro confirma extinção do Ministério do Trabalho

Resultado de imagem para ministerio do trabalho

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho será extinto. 

 “O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério”, disse, sem dar mais detalhes.

A declaração foi dada após almoço no STJ (Superior Tribunal de Justiça) com o presidente da corte, João Otávio de Noronha. 

Folha mostrou nesta terça (6) que a equipe de transição estuda extinguir o Ministério do Trabalho. 

Há alternativas em avaliação para que a condução dos temas ligados à área do emprego e renda ocorra de forma mais eficiente do que concentrada numa única pasta. 

Uma delas é associar a área a algum órgão ligado à Presidência da República. Letícia Casado – Folha de São Paulo

Leia maisBolsonaro confirma extinção do Ministério do Trabalho

MP quer que Sesed proíba uso de viaturas policiais com finalidade pessoal

Resultado de imagem para viatura policia joão camara

Promotoria de Justiça apurou que viaturas estão sendo utilizadas para deslocamento pessoal  

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da Promotoria de Justiça de João Câmara, expediu recomendação para que a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte (Sesed-RN) iniba o uso inadequado de viaturas oficiais. A utilização de viaturas de maneira inadequada se configura como transgressão disciplinar, segundo o Estatuto da Polícia Civil. 

A Promotoria de Justiça abriu inquérito civil para averiguar irregularidades no uso de viaturas policiais pelo comando da Polícia Civil de João Câmara. Além disso, o MPRN obteve informações de que sub-comandantes e ex-comandantes da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar utilizam as viaturas para deslocamento de sua residência para o Comando Policial. 

Segundo informações do MPRN, o uso de veículos oficiais por agentes públicos para fins particulares configura grave prejuízo à população, visto que as viaturas estarão fora de serviço, deixando de atender chamados de ocorrência. Adicionado a isso, o Estado do Rio Grande do Norte já não conta com viaturas suficientes para atender a demanda que existe. 

Uma portaria da Sesed que dispõe sobre as normas de regularização de viaturas inibe a utilização para fins além do serviço público. Nesse sentido, afirma que as viaturas utilizadas, sejam da Polícia Militar, Polícia Civil, Bombeiros Militares e do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), devem ser utilizadas exclusivamente pautadas no interesse público. 

A Secretaria tem o prazo de 15 dias para informar as medidas tomadas a fim de acatar a recomendação. Confira aqui a íntegra da recomendação.

Márcia pede aplicação da lei que destina vagas para vítimas de violência

A deputada Márcia Maia (PSDB) registrou pedido feito a governadora eleita Fátima Bezerra (PT) para aplicação da lei de sua autoria, que destina 5% da reserva de vagas das empresas terceirizadas para mulheres vítimas de violência familiar. A parlamentar destacou que a lei já foi sancionada, mas é preciso que saia do papel.

“É preciso que essas mulheres tenham prioridade de ocupação dessas vagas nas empresas terceirizadas. Foi uma grade satisfação ter recebido aqui nesta Casa a governadora eleita e ter feito esse pedido pessoalmente. A governadora eleita, que conhece bem o projeto, ficou bastante sensibilizada”, disse.

Na hipótese do não preenchimento da cota prevista, as vagas remanescentes serão revertidas para as demais mulheres trabalhadoras. “A criação de mais oportunidades de empregos para as vítimas desse tipo de violência permitirá que a mulher tenha mais chances de obter autonomia e independência financeira, não precisando, assim, do auxílio do cônjuge agressor”, justifica Márcia Maia.

Dados
O Rio Grande do Norte ocupa o 9º lugar entre os estados que mais recebem denúncias de violência contra a mulher por meio do telefone 180, da Central de Atendimento à Mulher. O Nordeste é a região que concentra o maior número desse tipo de crime no Brasil.

Editais do IFRN trazem centenas de vagas para especializações gratuitas

Resultado de imagem para ifrn Natal

A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) está com vários editais abertos. Quatro deles trazem 206 vagas e referentes a cursos de especialização de forma gratuita e estão distribuídas entre as modalidades presencial, em diversos campi do estado, e de Educação a Distância.

Vagas

O primeiro edital (nº 35/2018) é destinado ao curso de especialização em Práticas Assertivas da Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos (pós-graduação lato sensu), na modalidade a distância, com ingresso no segundo semestre letivo de 2018. Estão sendo disponibilizadas 1.500 vagas para os interessados de todas as regiões do Brasil. As inscrições estão acontecendo desde 8 de outubro e vão até o dia 12 de novembro. No IFRN são 50 vagas.

Já o segundo edital (nº 37/2018) é para os cursos superiores de pós-graduação lato sensu em nível de especialização, na modalidade presencial, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2019. São 116 vagas, divididas entre os cursos de Educação Ambiental e Geografia do Semiárido (Campus João Câmara, com 36 vagas disponíveis) e Ensino de Ciências Naturais e Matemática (Campi Parnamirim e Pau dos Ferros, com 40 vagas disponíveis, cada). Com inscrições abertas desde 30 de outubro, os interessados têm até 12 de novembro para se inscreverem.

Para o curso de especialização em Gestão Ambiental, no Campus Natal-Central (editais nº 38/2018 e nº 39/2018), são ofertadas 40 vagas para, sendo 35 destinadas à ampla concorrência e cinco exclusivamente aos servidores do Instituto. Com ingresso no primeiro semestre letivo de 2019, o curso é presencial. As inscrições foram abertas em 30 de outubro e também terminam em 12 de novembro.

Inscrições

As inscrições dos candidatos e das candidatas devem ser feitas exclusivamente via internet, no Portal do Candidato, por meio do sítio do Sistema Gestor de Concursos (SGC) do IFRN.

Acesse as páginas da seleção:

·         Portal do Candidato

·         Especialização em Práticas Assertivas da Educação Profissional Integrada à Educação de Jovens e Adultos

·         Especialização em Educação Ambiental e Geografia do Semiárido e em Ensino de Ciências Naturais e Matemática

·         Especialização em Gestão Ambiental (Ampla Concorrência)

·         Especialização em Gestão Ambiental (Servidores do IFRN)

Nélter Queiroz solicita inclusão da pavimentação asfáltica de trecho da RN-041 no programa Governo Cidadão

Em pronunciamento na sessão plenária desta quarta-feira (7), na Assembleia Legislativa, o deputado Nélter Queiroz (MDB) destacou requerimento encaminhado ao Executivo Estadual solicitando a inclusão da segunda etapa da RN 041 no programa Governo Cidadão. A via liga a cidade de Santana do Matos aos municípios de Lagoa Nova, Tenente Laurentino Cruz, Cerro-Corá e Bodó.

Segundo o parlamentar, a governadora eleita, Fátima Bezerra (PT), já está ciente da necessidade do serviço e garantiu a sua efetivação. “Reforço a relevância dessa obra para a região, que irá alavancar o turismo e facilitar os trabalhos relacionados à energia eólica”, ressaltou ele.

Em aparte, o deputado José Dias (PSDB) revelou que Fátima assegurou também as obras para a estrada que liga Lagoa Nova a Cerro-Corá. Na oportunidade, Gustavo Carvalho (PSDB) e George Soares (PR) sugeriram que a governadora eleita finalize as obras já pleiteadas pelos parlamentares na Casa Legislativa.

Cristiane Dantas registra 88 anos de emancipação política de Alexandria

A comemoração pelos 88 anos de emancipação política de Alexandria, município localizado na região Oeste potiguar, foi registrada pela deputada Cristiane Dantas (PPL) em pronunciamento feito na manhã desta quarta-feira (7), durante sessão na Assembleia Legislativa. A parlamentar destacou um pouco da história do município e alguns de seus filhos ilustres.

“Antes de ser município, Alexandria era conhecida como Povoado Barrigudo, em referência a serra que é cartão postal da cidade. Alexandria é terra de povo trabalhador, com filhos ilustres que participaram, e participam da história política do nosso estado”, disse.

Alexandria foi emancipado de Martins e Pau dos Ferros na década de 1930, com a denominação João Pessoa. O nome do município, vigente desde 1936, é uma referência a Alexandrina Barreto Ferreira Chaves, mulher de Joaquim Ferreira Chaves, que foi senador e governador do Rio Grande do Norte. Desde a sua emancipação, desmembraram-se de seu território os municípios de Tenente Ananias (1962), João Dias e Pilões (os dois últimos em 1963).

Sua principal atração turística é a Serra Barriguda, que é atualmente é uma das sete maravilhas do Rio Grande do Norte e tem formato semelhante ao de uma mulher grávida. Considerado um centro de zona do Brasil, Alexandria ainda conta um rico artesanato e realiza uma quantidade diversa de eventos todos os anos, como o Carnaval Tradição, um dos melhores do Rio Grande do Norte.

Não é o momento de aumentar salário do Judiciário, diz Bolsonaro

Ministros de Bolsonaro

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou na manhã desta quarta-feira (7) que não é o momento de reajustar o salário do Poder Judiciário e que vê a proposta com preocupação.

“Obviamente não é o momento. Nós estamos terminando um ano com déficit, vamos começar o outro ano com déficit”, afirmou ao deixar um encontro com o comando da Aeronáutica, em Brasília.

“Acho que estamos numa fase onde todo mundo tem ou ninguém tem. Nós sabemos que o Judiciário é o mais bem aquinhoado entre os Poderes. A gente vê com preocupação [a proposta de reajuste]”, disse.

A colunista Mônica Bergamo revelou nesta quarta que o presidente do Senado, Eunício Oliveira, incluiu na pauta da Casa projetos de lei que aumentam o salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de R$ 33 mil para R$ 39 mil, mesmo valor que seria estabelecido para o cargo de procurador-geral da República. Talita Fernandes – Folha de São Paulo

Leia maisNão é o momento de aumentar salário do Judiciário, diz Bolsonaro

Deputado Fábio Faria ficou na ‘lanterna’ em Caicó, terra de Vivaldo Costa

Resultado de imagem para fabio faria e vivaldo

Em Caicó, terra natal do deputado estadual reeleito Vivaldo Costa, do PSD, o deputado federal Fábio Faria que foi reeleito puxado pelo campeão de votos no RN e no Assú, Benes Leocádio, do PTC, tirou apenas 944 votos.

O deputado genro de Silvio Santos ficou na lanterna com o oitavo lugar entre os mais votados na maior cidade do Seridó. Comenta-se que ele ficou alegre e satisfeito com a votação em Caicó e seus assessores até pensavam que seria menor.

No município do Assú, Fábio Faria obteve 2.058 votos e ficou em quarto lugar com apoio de lideranças políticas ligadas e liberadas pelo ex-prefeito Ivan Júnior para apoiar o filho do governador Robinson Faria. 

Revoltado, enciumado e despeitado, Fábio Faria começa a falar mal de Ivan Júnior, mas não explica porque proibiu o PSD de doar um centavo para a campanha eleitoral do ex-prefeito, atendendo a orientação do seu novo amigo e chefe da oligarquia Soares com quem estará no palanque nas eleições de 2020.

Senado vota de surpresa pauta de aumento para o Supremo

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária. Ordem do dia.Mesa:senador Armando Monteiro (PTB-PE); presidente do Senado, senador Eunício Oliveira (MDB-CE);senador José Medeiros (Pode-MT).Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O Senado Federal pode aprovar nesta quarta (7) projetos de lei que aumentam o salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) de R$ 33 mil para R$ 39 mil, mesmo valor que seria estabelecido para o cargo de procurador-geral da República.

Os reajustes podem levar a um aumento cascata para juízes, procuradores, promotores e parlamentares de todo o país, no que seria a primeira pauta-bomba armada para o governo de Jair Bolsonaro, segundo o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES). 

 “Não se trata de um busca-pé. É um míssil Exocet”, diz ele. “O impacto nas contas públicas nacionais será de cerca de R$ 6 bilhões por ano. É uma covardia com o povo brasileiro“, completa.

Leia maisSenado vota de surpresa pauta de aumento para o Supremo

Em Assú, Fábio Faria quer ‘tomar’ George Soares de João Maia

Resultado de imagem para joao maia e george soares
João Maia que se cuide, Fábio Faria esta de olho no apoio de George Soares 

Após anunciar oficialmente ontem o seu rompimento político com o ex-prefeito Ivan Júnior, o deputado federal Fábio Faria (PSD) que perdeu o título de campeão de votos e do federal do Assú para o deputado federal Benes Leócadio, do PTC, quer tomar o apoio do chefe da centenária oligarquia e deputado estadual George Soares do deputado federal eleito João Maia (PR).

Em sua primeira entrevista após as eleições 2018, concedida à Rádio Princesa FM, o deputado Fábio Faria, fez mais um aceno de aproximação e de namoro político ao deputado do clã dos Soares que sempre meteu o cacete nele e na administração do seu pai, o governador Robinson Faria.

Depois de se entregar e acovardar a oligarquia dos Soares, Fábio Faria afirmou que “falei com o deputado George, irmão do prefeito, que estou à disposição pra colocar as emendas para Assu”. George não pediu um centavo de emenda a Zenaide por meio de João Maia, mas Fábio já se ofereceu.

Estudo do Tesouro indica que RN e mais 15 Estados correm risco de insolvência

A situação mais crítica é do Rio Grande do Norte (86%)

Mais da metade dos Estados descumpriram a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) no ano passado ao estourar o limite de gastos com pessoal. O relatório divulgado ontem pelo Tesouro Nacional mostra que o problema vem se agravando nos últimos anos: em 2017, 16 Estados e o Distrito Federal extrapolaram as despesas com salários e aposentadorias. No anterior, foram nove Estados.

Por lei, as administrações não podem destinar mais de 60% da Receita Corrente Líquida (RCL) à folha de pessoal, o que coloca em risco as finanças públicas e aumenta o risco de insolvência. Os governadores eleitos terão de lidar com esse problema.

Ao destinar a maior parte da receita para pagar servidores, sobra cada vez menos para manter o funcionamento de serviços básicos que estão sob a responsabilidade dos Estados, como segurança e educação. “Se não forem revistos os parâmetros constitucionais atuais, há grande risco de ampliação das situações de insolvência nos próximos anos”, alerta o documento do Tesouro Nacional.

Em cinco Estados, o comprometimento com gastos de pessoal já ultrapassa os 75% da receita corrente líquida. Um deles é o Rio de Janeiro, que está no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) com a União, mas ainda enfrenta dificuldades para equilibrar suas contas. Com um histórico de reajustes salariais generosos antes de ingressar no programa de socorro federal, o governo fluminense destinou 81% da receita ao pagamento da folha no ano passado.

A situação mais crítica é do Rio Grande do Norte (86%), que no fim do ano passado pressionou o governo federal por uma medida provisória (MP) para repassar dinheiro ao Estado e ajudar no pagamento de salários dos servidores – o que seria ilegal. O Ministério da Fazenda barrou a medida. Minas, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul comprometeram quase 80% da receita com gastos com pessoal. Idiana Tomazelli e Douglas Gavras, O Estado de S.Paulo

Leia maisEstudo do Tesouro indica que RN e mais 15 Estados correm risco de insolvência

Vítimas de assalto participam de pesquisa sobre transtorno no Instituto do Cérebro da UFRN

Resultado de imagem para Instituto do Cérebro da UFRN

Homens com idade entre 18 e 55 anos que foram vítimas de assalto a mão armada serão alvo de uma pesquisa feita em Natal pelo Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O estudo com os voluntários vai avaliar sintomas de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), causado pela violência.

De acordo com o instituto, o distúrbio se caracteriza por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais em decorrência de um trauma e é bastante comum. Por isso, o Laboratório de Endocrinologia Comportamental do Instituto do Cérebro, abriu inscrições para homens que tenham sido vítimas de assalto a mão armada para participar da pesquisa, com objetivo de ajudá-los a superar ou descobrir a evidência do problema.

Com o título “Análise dos sintomas clínicos e de marcadores biológicos associados à intervenção pela técnica de Experiência Somática (SE) no tratamento do Transtorno de Estresse Pós-Traumático em vítimas de assalto na cidade de Natal-RN”, a pesquisa investiga as contribuições da intervenção corporal utilizando uma técnica de experiência somática. O estudo é conduzido pela psicóloga, estudante de doutorado, Ana Kelly Almeida, que trabalha com psicologia somática.

Os interessados poderão procurar a sala do PesqClin, no 2º subsolo do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) nos dias 12, 19 e 26 de novembro e 3 de dezembro, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 16h30. Para se enquadrar nos requisitos da pesquisa, além da idade entre 18 e 55 anos, o trauma tem de ter acontecido há mais de 30 dias.

Após triagem, caso haja diagnóstico confirmado, os participantes receberão atendimento psicológico gratuito durante dois meses.

Rosa Weber arquiva inquérito contra deputado Fábio Faria

Em relação a Robinson Faria, pai do deputado, a procuradora-geral afirmou que há “elementos probatórios” 

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), acolheu pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e arquivou, por falta de provas, o inquérito que investigava o deputado federal Fábio Faria (PSD-RN) com base em delação do Grupo J&F, que controla a empresa JBS. O deputado era investigado por ter supostamente cometido os crimes de falsidade ideológica e corrupção ativa.

A ministra determinou ainda que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) analise as suspeitas de crime de “caixa 2” e corrupção ativa supostamente cometidos pelo seu pai, o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD-RN).

Em maio do ano passado, o delator Ricardo Saud afirmou ao Ministério Público Federal que o grupo teria pago a pai e filho R$ 10 milhões durante as eleições de 2014. A PGR suspeitava que os dois tenham cometido o crime de corrupção passiva e de caixa 2 eleitoral, recebendo “supostas doações não contabilizadas” em troca de contrapartidas ao grupo.

Leia maisRosa Weber arquiva inquérito contra deputado Fábio Faria

Democratas retomam Câmara e complicam metade final do mandato de Trump

Resultado de imagem para Democratas retomam Câmara e complicam metade final do mandato de Trump

Os democratas retomaram o controle da Câmara dos Deputados nas eleições legislativas de 2018 ao ganharem as cadeiras necessárias em distritos nos quais o presidente Donald Trump é impopular. O Senado, no entanto, permanece nas mãos dos republicanos.

Até as 6h15 desta quarta-feira, 7, os democratas haviam conquistado 218 cadeiras contra 193 dos republicanos. Para garantir a maioria da Casa, são necessários 218 assentos. No Senado, o Partido Republicano conseguiu 51 vagas contra 45 do Partido Democrata, o suficiente para manter a maioria.

Na Câmara dos Deputados, os democratas conseguiram vencer em Estados-chave, como Virgínia, Flórida, Pensilvânia e Colorado, de acordo com as emissoras Fox e NBC. Já os republicanos consolidaram sua posição no Senado arrebatando cadeiras em ao menos dois Estados – Indiana e Dakota do Norte – e mantendo as atuais no Tennessee e Texas, que estavam sob ameaça.

A democrata Donna Shalala conquistou a cadeira pela Flórida que foi ocupada durante anos por Ileana Ros-Lehtinen, a primeira cubana-americana eleita para o Congresso. Na Virgínia, a democrata Jennifer Wexton bateu a republicana Barbara Comstock, que tentava a reeleição e havia se distanciado de Trump, consciente do descontentamento da população em relação ao presidente, especialmente entre as mulheres.

Já na briga pelo Senado, os republicanos acertaram um duro golpe nos democratas ao arrebatar a cadeira de Joe Donnelly em Indiana, derrotado por Mike Braun, candidato apoiado pelo presidente. Donnelly era um dos cinco democratas que defendiam sua cadeira no Senado em locais onde Trump venceu em 2016 e onde a política econômica atual seduz os eleitores. O Estado de São Paulo / NYT, AFP e EFE

Leia maisDemocratas retomam Câmara e complicam metade final do mandato de Trump

%d blogueiros gostam disto: