Mensagens no WhatsApp poderão ser apagadas para sempre na 2ª feira

WhatsApp: As fotos e vídeos também podem ser perdidos, se não forem guardados

Você usa WhatsApp e tem o sistema operacional Android no seu celular? Então, é melhor fazer uma cópia de segurança das suas mensagens o quanto antes. 

O Android é o sistema operacional da maior parte dos celulares Samsung, por exemplo.

A partir do dia 12 de novembro, todas as mensagens de WhatsApp que não estejam guardadas serão apagadas para quem não usa o sistema operacional da Apple, o iOS.

O anúncio se deve a um acordo feito entre o WhatsApp (que pertence ao Facebook) e o Google para permitir que todas as conversas, fotos e vídeos enviados pelo aplicativo possam ser armazenados no Google Drive, o serviço de hospedagem de arquivos do buscador, sem consumir espaço da conta do usuário.

A má notícia é que, se você não fez uma cópia de segurança das mensagens nos últimos 12 meses, o WhatsApp apagará todas as suas mensagens antigas, assim como todos os vídeos e fotos. Em muitos celulares, as mensagens são armazenadas de forma automática, periodicamente. BBC News Brasil 

Leia maisMensagens no WhatsApp poderão ser apagadas para sempre na 2ª feira

Bolsonaro terá 6.099 cargos para nomear sem concurso

Bolsonaro em sua casa no Rio: Cargos comissionados têm a função de permitir a contratação de 'pessoas com competências que não podem ser medidas em concursos públicos', de acordo com pesquisador

O atual chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB), disse na última semana que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e sua equipe terão pelo menos 10 mil cargos de livre nomeação para indicar no Executivo federal a partir de 1º de janeiro de 2019.

Dias antes, em meados de outubro, o ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni (DEM), afirmou que o novo governo pretendia cortar 25 mil cargos “no primeiro dia” da nova gestão. 

Informações oficiais do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), no entanto, apresentam outras cifras. Existem hoje 32.589 posições comissionadas no Executivo federal (contando instituições de ensino, autarquias etc.). Do total, 6.099 postos comissionados podem ser preenchidos por profissionais sem concurso público e são indicados diretamente pelo presidente.

Outras 26.490 vagas ou são exclusivas para servidores concursados, que passam a ter temporariamente salários e responsabilidades maiores, ou estão fora da administração federal direta e não são indicados diretamente pelo presidente da República. Há cargos que são indicados por reitores de universidades, dirigentes de fundações e presidentes de agências reguladoras, por exemplo.

Os números que envolvem esses cargos, usados historicamente como moeda de troca na negociação de apoio no Congresso, sofreram cortes com a reforma administrativa realizada no começo do governo de Michel Temer. Ao todo, 4.184 cargos e funções foram suprimidos, com uma economia anual estimada de R$ 193,5 milhões, segundo o Planejamento. Entre outras mudanças, Temer aumentou, por decreto, a proporção de cargos restritos a concursados.

Caso Bolsonaro decida também fazer cortes, poderá fazer isto por decreto, sem a necessidade de aprovação do Congresso. Já a criação de novos cargos passa pelo Congresso. Quanto aos servidores concursados, estes não podem ser simplesmente demitidos. Só podem ser excluídos depois de um processo administrativo disciplinar (PAD), caso cometam alguma irregularidade.

Nesta quarta-feira, o presidente eleito disse que pretende extinguir o Ministério do Trabalho – e alguns cargos da estrutura do ministério também seriam cortados. BBC News Brasil 

Leia maisBolsonaro terá 6.099 cargos para nomear sem concurso

Dr. Rey vai de surpresa à casa de Bolsonaro pedir cargo de ministro da Saúde

O cirurgião Dr. Robert Rey fala com jornalistas na saída de visita à casa do presidente eleito, Jair Bolsonaro – Filipe Cordon/Folhapress

O cirurgião plástico e celebridade de televisão Dr. Rey se ofereceu nesta sexta-feira (9) para ser ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro (PSL). 

Rey esteve nesta manhã na porta do condomínio do presidente eleito, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, mas não foi recebido pelo capitão da reserva, que estava no momento da visita em reunião com o embaixador da Argentina. Bolsonaro também recebeu nesta manhã o embaixador da Alemanha no Brasil.

Dr. Rey chegou a se candidatar a uma vaga como deputado federal por São Paulo pelo PSC em 2014, mas não conseguiu se eleger. Este ano, chegou a cogitar disputar a presidência da república pelo PRB.

Ele contou que conheceu Bolsonaro quando os dois eram filiados ao PSC. Na chegada ao local, disse ser de direita, assim como o presidente eleito. Folha de São Paulo

Leia maisDr. Rey vai de surpresa à casa de Bolsonaro pedir cargo de ministro da Saúde

Assembleia debate fortalecimento dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente

A Assembleia Legislativa debate, nesta segunda-feira (12), o fortalecimento dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente por meio dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA), a partir das 9h. A audiência pública, proposta pelo deputado Fernando Mineiro (PT), marcará o lançamento do projeto no Rio Grande do Norte.

A atividade é uma solicitação da Anamma (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), em parceria com a ONU Meio Ambiente, e tem sido realizada nos 17 estados que compõem o Bioma Mata Atlântica. O objetivo é levar conhecimento e mobilização para a implementação da Lei da Mata Atlântica nos municípios com apoio dos Estados.

Com início às 9h, a audiência vai contar com a apresentação das ações realizadas pelos PMMA e suas oportunidades de integração com as ações estaduais, as ações em realização no Estado para os PMMA e a participação da sociedade civil na gestão ambiental e a apresentação da Federação de Conselheiros Municipais de Meio Ambiente, com destaque para a participação dos Conselhos no processo do PMMA.

Foram convidados para o debate o prefeito do Natal, Álvaro Dias; o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Estado do Rio Grande do Norte, José Mairton Figueiredo de França;  o presidente da Femurn, José Leonardo Cassimiro de Araújo; o presidente da ONG Associação Potiguar Amigos da Natureza, Francisco Iglésias; o superitendente do IBAMA, Paulo Kennedy Coelho; promotora de justiça, Mariana Marinho Barbalho.

Propina era repassada em ‘caixas de sabão’, diz PF

Joesley Batista foi preso nesta sexta-feira durante Operação Capitu. Foto: William Moreira/Estadão

O esquema alvo da Operação Capitu, que prendeu nesta sexta-feira, 9, os empresários Joesley Batista e Ricardo Saud e o vice-governador de Minas Antônio Andrade (MDB), fez entregas de dinheiro ‘em caixas de sabão e malas’. A ação mira um suposto esquema que atuava na Câmara no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Segundo a força-tarefa da Polícia Federal, Receita e Procuradoria, uma das maiores redes de supermercados do país também teria integrado a engrenagem de lavagem de dinheiro oriundo do esquema, repassando aos destinatários finais os valores ilícitos em dinheiro vivo e em contribuições ‘oficiais’ de campanha.

O total de doações ‘oficiais’ feitas por empresas vinculadas e administradas por um empresário do ramo de supermercados nas eleições de 2014 totalizou quase R$ 8,5 milhões.

“(Entrega de dinheiro) em caixas, em mala, caixa de sabão. Os supermercadistas trabalham com muito dinheiro em espécie, isso facilita por demais esse tipo de operação, porque eles recebem naquele varejo que eles vendem e com isso, em tese, perder o rastro desse dinheiro se não fossem boas investigações”, afirmou um dos integrantes da operação.

“Era tipo uma propina a cabo. No supermercado, eles quitavam a dívida com o supermercado, o dinheiro não saía do supermercado, depois passava para o destinatário final. Dólar cabo como funciona? Doleiro no exterior liga para o doleiro aqui no Brasil e fala: ‘disponibiliza tal valor para meu cliente’. O doleiro aqui fica devendo para o doleiro lá de fora e depois repassa esse dinheiro. Não havia transmissão direta dos valores. Havia um acerto entre as partes.” Julia Affonso, Breno Pires e Fausto Macedo – O Estado de São Paulo

Leia maisPropina era repassada em ‘caixas de sabão’, diz PF

Vereadora Fabielle Bezerra e sua luta incansável em defesa das melhorias do município

Sempre envolvida na defesa das causas sociais, e do interesse público, a vereadora Fabielle Bezerra tem sido uma  militante incansável na busca por melhorias na cidade de Assu, fundamenta seu mandato pautado no compromisso com seus eleitores e se destaca por estar realizando um trabalho  de responsabilidade com as causas sociais do município.

Fabielle Bezerra foi eleita no último pleito com uma votação expressiva sendo a mais bem votada da cidade, e desde então vem desenvolvendo um mandato que tem um olhar diferenciado, valorizando os setores que fundamentam o alicerce de uma boa administração, como educação e saúde.

A vereadora é a favor das causas sociais, e honra seus eleitores por se diferenciar com seu engajamento, que é resultado de um processo de análise e reflexão do momento político, procurando realizar ações concretas e com objetivos específicos, claros e que melhorem a vida da população de forma significativa.

Dia 30 de outubro, atendendo o convite do presidente da Associação Comunitária de Nova Esperança, Edinho, como também de seus moradores, a vereadora visitou a Praça da comunidade. Na ocasião foi verificado de perto as necessidades de reforma e revitalização da Praça e a mesma se comprometeu a acompanhar o projeto de revitalização, em articulação constante com os dispositivos municipais.

Esse diferencial politico nos dias atuais é de extrema relevância, e o comprometimento da vereadora em honrar seus compromissos de campanha. “Juntos, faremos com que a Praça da Comunidade Nova Esperança volte a ser lugar de encontros e produção de subjetividades dos seus moradores… Juntos, nós podemos sempre mais!” relata a vereadora que esta desempenhando um excelente mandato atuante no legislativo municipal de Assu.

Assembleia promove ação de educação e cultura sobre Centro Histórico de Natal

Nos 201 mil metros quadrados que delimitam o Centro Histórico de Natal se desenrolaram fatos que marcaram a história da cidade – e do Estado – e que até hoje repercutem na vida das pessoas, apesar da maioria não ter conhecimento do valor desse sítio, o que gera a falta de identidade e não desperta a necessidade de preservação.

Ao sair de casa e se dirigir à Cidade Alta, por exemplo, quantos natalenses já se perguntaram por que o primeiro bairro de Natal tem esse nome? O título é uma alusão à altitude do terreno sobre o rio Potengi. Cidade Alta foi o primeiro bairro de Natal, seu crescimento foi, inicialmente, em direção às margens do rio, na parte baixa, na parte ribeirinha, o que originou o segundo bairro, de nome Ribeira.

Quarta cidade mais antiga do Brasil, Natal tem um patrimônio histórico que precisa ser valorizado, razão pela qual o Memorial da Cultura e do Legislativo volta suas atividades para o sítio histórico da capital do Rio Grande do Norte, com seu projeto Memória Itinerante.

O projeto, que consiste em transmitir os valores fincados na história nativa, permite que alunos de rede pública de ensino tomem contato com o passado que foi edificado para que eles possam usufruir do atual presente. O projeto convida ainda à reflexão sobre o futuro, motivando o senso de preservação e de identidade cultural com o patrimônio explorado.

Na próxima ação, os alunos da Escola Estadual Winston Churchill serão os beneficiados pelo “Memória Itinerante”, que vai percorrer 29 pontos do Corredor Cultural do Centro Histórico de Natal.

“A diretora da escola ficou maravilhada. É um tipo de projeto que os alunos não têm acesso todos os dias. Devemos também levar essa ação a alunos de outras escolas situadas no próprio Centro Histórico, como o IFRN e o CDF”, explicou o curador do Memorial, Plínio Sanderson.

Dentre os 29 pontos, estão itens como a Praça André de Albuquerque, O Largo Vicente de Lemos, o Solar Bela Vista, a Casa de Câmara Cascudo, Fábrica de Fiação de Natal, o Teatro Alberto Maranhão, o Palácio Felipe Camarão e o Palácio José Augusto, sede da Assembleia Legislativa.

As escolas que tenham interesse no projeto podem contatar o Memorial pelo telefone 3232-5961 / 3232-8695 ou ainda pelo email: memorialparlamentar@rn.gov.br.

Audiência discutirá viabilização de espaços públicos para prática do triathlon em Natal

Na próxima terça-feira (13), a partir das 14h30, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte (ALRN) realizará audiência para discutir a viabilização de espaços públicos em Natal para o desenvolvimento da prática esportiva das modalidades que compõem o Triathlom: natação, atletismo e ciclismo.

De iniciativa do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) o encontro contará com a participação de diversas assessorias esportivas da capital potiguar, de representantes das federações norte-rio-grandenses de triathlon, ciclismo e atletismo; além de representações da Prefeitura Municipal e Polícia Rodoviária Federal. Representações do Governo do Estado e do Ministério Público também são aguardadas.

“Estas discussões são de grande relevância para os atletas de Natal. Atualmente, nossa capital carece de espaços públicos que propiciem segurança e infraestrutura adequada para a prática esportiva de forma integrada das modalidades natação, atletismo e ciclismo, que compõem o triathlon. É importante que o poder público municipal e estadual viabilizem espaços adequados para estes atletas”, destacou Queiroz. 

INSS começa a pagar 2ª parcela do 13º dia 26 para aposentados e pensionistas

Dicas de como usar o 13º salário

Os aposentados, pensionistas e demais beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) recebem a segunda parcela do 13º a partir do dia 26 de novembro.

O depósito do abono de Natal segue o calendário de pagamento dos benefícios e vai até o dia 7 de dezembro.

A primeira parte foi paga entre o fim do mês de agosto e o início de setembro.

Na primeira parcela, quem já era aposentado ou pensionista em janeiro deste ano recebeu exatamente metade do valor de seu benefício.

Portanto, o valor final do pagamento feito a partir deste mês será o benefício menos o Imposto de Renda, se houver, e o que já foi pago pelo INSS na primeira parcela.

Ezequiel encaminha ações para cidades das regiões do Mato Grande e Seridó

O Presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), através de requerimentos encaminhados ao governador do Estado, Robinson Faria (PSD), requereu melhoramentos para os municípios de Pureza, Santana do Matos e São Vicente.

O deputado solicitou a reforma da quadra poliesportiva da comunidade de Pureza, localizada na Região do Mato Grande. De acordo com o parlamentar a restauração da quadra possui grande relevância, uma vez que, o espaço tem várias vantagens tais como a pratica de esporte, proporcionando aos jovens e moradores os benefícios na saúde física e mental dos jovens, além de prevenir e retirá-los dos vícios que só trazem prejuízos a todos. 

O presidente também requereu ao governo do Estado a construção de quadras de esportes nas comunidades de Tapuia e Rufão, localizadas no município de Santana do Matos. Com essas obras cerca de 12.954 habitantes serão favorecidos, segundo dados do IBGE, de 2017. A cidade faz parte da Região do Seridó.

Outra solicitação do presidente ao governador do Estado diz respeito à implantação do Programa Ronda Cidadã na cidade de São Vicente, localizada também no Seridó. O Programa em questão trabalha no policiamento em duas frentes: a reativa e proativa. A primeira conta com o pelotão atuante na prevenção e repressão qualificada, a partir do patrulhamento motorizado Ronda Cidadã, utilizando viaturas e o Patrulhamento Motorizado com bicicletas. O presidente Ezequiel considera de grande importância à implementação desses programas, pelo fato do município encontrar-se numa situação de grande vulnerabilidade com relação à segurança.

Poeta potiguar homenageia o Bar do Chico em projeto de revitalização do Beco da Lama

Neste sábado (10/11), o centro da cidade vai ser palco da exaltação à literatura e boa música, durante a confraternização de amigos entusiastas da arte, no Bar do Chico, localizado no Beco da Lama. Durante o encontro, o poeta potiguar, Amir Massud, apresentará mais um de seus “poemas pôsteres”, desta vez em homenagem às histórias, personagens, momentos inesquecíveis e importância histórica do tradicional Bar do Chico para a boemia natalense.

O evento consiste em uma feijoada gratuita (cobrança apenas das bebidas), com inicio às 12h, e animada pela atração musical Luciano Show, cujo repertório abrange os melhores intérpretes e compositores da MPB.  A iniciativa faz parte do projeto de contínua revitalização cultural que vem sendo desenvolvido pelo coletivo no Beco da Lama, desde meados da década de 80.

Sobre a sua fonte de inspiração para produção do “Poema Pôster”, Amir Massud conta que, “é uma enorme felicidade estar apresentando meu texto neste local tão especial para boemia da capital potiguar. Vivemos muitas histórias felizes lá [no Bar do Chico], e é inegável a importância desse patrimônio natalense que há mais de 40 anos vem fazendo parte do nosso cotidiano e servindo como importante ponto de encontro para conversas e fomento da atividade cultural e artística da cidade. Estou muito feliz e honrado. Quero ver todo mundo lá.”, convidou o poeta.

Fábio Faria gastou quase R$ 400 mil por 1.200 votos de Galeno em São Miguel

Resultado de imagem para galeno e fabio faria

Por muito pouco, o deputado federal Fábio Faria, genro de Silvio Santos, não ficou de fora da bancada do RN, apesar de ter gastado uma nota preta com deputados do PSD para não eleger dois deputados estaduais do Vale do Açu e lutado para atrapalhar especialmente o projeto de eleição de deputado do ex-prefeito do Assú Ivan Júnior. 

Sem destinar uma ‘ruela’ para a conta de campanha eleitoral de Ivan Júnior, o deputado Fábio Faria, que obteve mais de 2 mil votos em Assú, fez uma doação milionária para o deputado Galeno Torquato, por uma mixaria de votos.

Em São Miguel, terra Natal do deputado do PSD, o genro de Silvio Santos que quer senador em  2022,  tirou 1.246 votos apos ter doado R$ 330 mil a Galeno. Já o governador Robinson, obteve 1.529 votos. 

Fim da Rouanet causaria apagão em orquestras, museus e peças

LOCAL E DATA DESCONHECIDA: Música: o regente Roberto Minczuk, durante apresentação com a Orquestra Sinfônica Brasileira, (Foto: Cícero Rodrigues/Divulgação) ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM***

Alvo de recentes e acaloradas discussões, a Lei Rouanet tem sido fortemente criticada por parte da sociedade e da classe política, havendo mesmo quem defenda a extinção do mecanismo, hoje o principal instrumento federal de incentivo às artes.

A retórica ganhou força com a eleição de Jair Bolsonaro, já que muitos expoentes da direita que apoiaram o presidente eleito, como o grupo MBL e o deputado federal eleito Alexandre Frota (PSL), pregam pela sua revogação.

“Não só há centralização, como há decisões tendenciosas que levam grupos e grandes empresas a ter monopólio dos patrocínios”, disse Frota sobre as leis de incentivo. Ele também já se referiu a uma suposta “farra que ocorreu no setor nos últimos anos”.

Mas o eventual fim da lei, dizem produtores ouvidos pela Folha, poderia gerar um apagão na produção artística e acabar com a estrutura de economia cultural —ou seja, os empregos gerados pelo setor, a circulação de capital e o impacto financeiro de atividades artísticas— que se criou no país nas últimas décadas.

Memes da Rouanet

“Se a Lei Rouanet deixar de existir, importantes instituições vão ter problemas: Masp, Osesp, Filarmônica de Minas Gerais, Grupo Corpo, além de iniciativas de restauro de patrimônio histórico. Significa uma situação de paralisação na cultura brasileira”, diz Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural e vice-presidente da Fundação Bienal de São Paulo.

Leia maisFim da Rouanet causaria apagão em orquestras, museus e peças

TRF4 nega recursos da defesa de Lula em caso do terreno do instituto

Brasília - O novo ministro da Casa Civil, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse (José Cruz/Agência Brasil)

O Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF4) negou na quarta-feira (7) dois recursos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação que investiga se houve irregularidades na compra de um terreno para a construção de uma sede do Instituto Lula.

Os pedidos, denominados “agravos regimentais”, tinham como objetivo solicitar uma reavaliação de dois habeas corpus pedidos pela defesa e negados pelo desembargador João Pedro Gebran Neto. A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (8).

Um dos habeas corpus tinha como objetivo suspender a ação em que Lula é investigado por supostas vantagens, como a compra de um terreno para o Instituto Lula, em troca de benefícios ao grupo Odebrecht em diversas contratações da Petrobrás. A defesa requereu que o processo só andasse após o pronunciamento do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas.

A defesa também defendeu que a posição da defesa pudesse ser colocada depois das alegações dos réus que decidiram fazer delações e pediu que fosse retirado do processo o termo de colaboração do ex-ministro Antônio Palocci.

O desembargador João Pedro Gebran Neto avaliou que não havia precedente deste tipo de suspensão. Jonas Valente – Agência Brasil

Leia maisTRF4 nega recursos da defesa de Lula em caso do terreno do instituto

Lewandowski derruba censura ao ‘Estado’ no caso ‘Boi Barrica’

Resultado de imagem para Lewandowski derruba censura ao 'Estado' no caso 'Boi Barrica'

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou a censura imposta ao O Estado de S. Paulo, que estava proibido de publicar informações no âmbito da Operação Boi Barrica envolvendo o empresário Fernando Sarney, filho do ex-presidente José Sarney (MDB).

A decisão do ministro foi divulgada depois de o jornal completar nesta quinta-feira, 8, 3.327 dias sob censura por determinação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), que foi cassada agora por Lewandowski.

Em sua decisão, Lewandowski destacou que o plenário do STF garantiu em julgamento em 2009 “a plena liberdade de imprensa como categoria jurídica proibitiva de qualquer tipo de censura prévia”.

“Dessa forma, não há como se chegar a outra conclusão senão a de que o acórdão recorrido (do TJ do Distrito Federal e dos Territórios), ao censurar a imprensa, mitigando a garantia constitucional da liberdade de expressão, de modo a impedir a divulgação de informações, ainda que declaradas judicialmente como sigilosas e protegidas pelo ordenamento jurídico, viola o que foi decidido na ADPF 130/DF (julgamento de ação que derrubou a Lei de Imprensa, legislação do tempo da ditadura considerada inconstitucional pelo STF em 2009)”, concluiu Lewandowski.

“Isso posto, julgo procedente o recurso extraordinário para cassar o acórdão que concedeu antecipação de tutela”, determinou Lewandowski. Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

Leia maisLewandowski derruba censura ao ‘Estado’ no caso ‘Boi Barrica’

Ex-procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro é preso

Ele foi denunciado no mês passado por formação de quadrilha, corrupção passiva e ativa, além de e quebra de sigilo funcional, crimes cometidos entre o final de 2008 e dezembro de 2012: Ex-procurador-geral de Justiça do RJ é preso

O ex-procurador-geral de Justiça Cláudio Lopes foi preso nesta quinta-feira (8) sob acusação de participação no esquema do ex-governador Sérgio Cabral (MDB).

Ele foi denunciado no mês passado por formação de quadrilha, corrupção passiva e ativa, além de e quebra de sigilo funcional, crimes cometidos entre o final de 2008 e dezembro de 2012.

Ele é acusado de ter recebido ajuda financeira do ex-governador para sua campanha para assumir o comando do Ministério Público estadual e que passou a receber uma mesada após assumir o cargo.

Lopes também é acusado de ter antecipado ao ex-secretário de Saúde Sérgio Côrtes a deflagração de uma operação para apurar fraudes na pasta. Em razão disso, os policiais encontraram poucas provas durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão. Folhapress

Leia maisEx-procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro é preso

Juiz federal manda tirar tornozeleira eletrônica do ‘homem da mala’

O ex-deputado federal Rodrigo Santos da Rocha Loures.

O juiz Jaime Travassos Sarinho, da 15ª Vara Federal de Brasília, determinou a remoção da tornozeleira eletrônica do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), conhecido como “homem da mala” do presidente Michel Temer.

Há 1 ano e quatro meses Rocha Loures está em regime domiciliar noturno, impedido de deixar o País e proibido de manter contato com qualquer investigado, réu ou testemunha relacionados às investigações da delação da J&F.

Em sua decisão, o juiz federal destacou que Rocha Loures já foi interrogado e está colaborando com as investigações. Rafael Moraes Moura – O Estado de São Paulo

Leia maisJuiz federal manda tirar tornozeleira eletrônica do ‘homem da mala’

%d blogueiros gostam disto: