Bolsonaro anuncia o advogado André Luiz Mendonça para comandar AGU

André Luiz Mendonça ao receber o prêmio especial do Innovare pelo trabalho de recuperar recursos desviados do governo Foto: ANDRE COELHO/Agencia O Globo / Agência O Globo

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou na manhã desta quarta-feira, no Twitter,  que o advogado André Luiz de Almeida Mendonça irá comandar a Advocacia Geral da União (AGU).

Informo a todos que a Advocacia Geral da União será liderada pelo senhor André Luiz de Almeida Mendonça, advogado com ampla vivência e experiência no setor.

Atualmente, o advogado é consultor jurídico da CGU, atuando junto ao secretário-executivo da pasta e também já atuou como corregedor-geral da AGU, em 2016, durante a gestão de Fábio Medina Osório. Com doutorado em Direito pela Universidade de Salamanca, Mendonça ainda foi coordenador das equipes de negociação dos acordos de leniência celebrados pela AGU e CGU.

Em 2011, André Mendonça  recebeu o Prêmio Innovare por sua participação no grupo da AGU que ajudou a recuperar recursos no exterior desviados da obra do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP).Mateus Coutinho – O Globo

Leia maisBolsonaro anuncia o advogado André Luiz Mendonça para comandar AGU

Após assaltos, cinco homens morrem em troca de tiros com a PM entre Parnamirim e Macaíba

Assaltantes que morreram em confronto com a PM em Parnamirim, RN, estavam dentro de um carro usado no crime — Foto: Redes Sociais

Cinco homens morreram depois de trocar tiros com a Polícia Militar em uma rua entre Parnamirim e Macaíba, na Grande Natal, na tarde desta quarta-feira (21). Nenhum policial se feriu na ação.

De acordo com a PM, o grupo assaltou duas farmácias, sendo uma em Nova Parnamirim e a outra no bairro Cohabinal. Em seguida, os cinco fugiram em dois carros.

Já próximo ao local onde aconteceu o tiroteio, eles abandonaram um dos automóveis, um Sandero, que tem queixa de roubo. A quadrilha seguiu em um Honda Civic preto, também roubado. Ao fim da operação, os policiais militares encontraram dentro do veículo dois revólveres calibre 38 e duas espingardas calibre 12. Nos bolsos dos suspeitos, o dinheiro e alguns pertences levados nos assaltos. G1 RN

Futuro ministro da Defesa anuncia novos comandantes das Forças Armadas

O general do Exército Fernando Azevedo e Silva foi indicado como ministro da Defesa de Bolsonaro Foto: Agência O Globo

O futuro ministro da Defesa,  general Fernando Azevedo e Silva , anunciou na tarde desta  quarta-feira os nomes dos próximos comandantes dasForças Armadas . Ainda não há data prevista para a posse, que vai ocorrer somente depois da mudança de governo, em 1º de janeiro.

Para o Exército, foi anunciado Edson Leal Pujol. Ele foi indicado por ser o general de quatro estrelas mais antigo na ativa, seguindo uma tradição que ocorreu nas Forças Armadas durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva e foi quebrada por Dilma Rousseff com a escolha do atual comandante, Eduardo Villas Boas. Pujol foi colega de turma do Bolsonaro na Academia Militar Agulhas Negras em 1977.

Na Marinha, assumirá o almirante Ilques Barbosa Júnior, atual chefe de Estado-Maior da Armada, segundo cargo mais importante na hierarquia. Ele substituirá Eduardo Bacellar Leal Ferreira.

Para a Aeronáutica, foi anunciado o tenente-coronel brigadeiro do ar Antônio Carlos Moretti Bermudez, atual comandante-geral de Pessoal da Força Aérea Brasileira. Bermudez tem 43 anos de serviço e já comandou várias organizações da Força Aérea, como a Base Aérea de Brasília, por exemplo. A indicá-lo para substituir o atual comandante, tenente brigadeiro Nivaldo Rossato,  Bolsonaro optou pelo critério de antiguidade. Eduardo Bresciani – O Globo

Leia maisFuturo ministro da Defesa anuncia novos comandantes das Forças Armadas

Brasil cria 57.733 vagas formais de emprego em outubro, aponta Caged

emprego caged

mercado de trabalho brasileiro criou 57.733 empregos com carteira assinada em outubro, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira, 21, pelo Ministério do Trabalho.

O presidente Michel Temer se antecipou ao Ministério do Trabalho e anunciou, pouco antes da divulgação oficial, a criação de “mais de 57 mil novas vagas formais” de emprego em outubro. Em sua conta no Twitter, ele comemorou o resultado. “Isso significa que o Brasil está no rumo certo”, disse.

No acumulado do ano, o País criou 790.579 vagas formais de trabalho. 
O resultado de outubro decorre de 1.279.502 admissões e de 1.221.769 demissões. O dado inclui os contratos firmados já sob as novas modalidades previstas na reforma trabalhista, como a jornada intermitente e a jornada parcial.

O saldo de empregos formais ficou positivo pelo décimo mês consecutivo, na série ajustada, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Em setembro foram abertas 137.336 vagas; em agosto, 110.431 postos e em julho, 47.319.

Em comparação a outubro do ano anterior, no entanto, o País apresentou piora. No mesmo mês do ano passado, foram geradas 76.599 vagas formais de emprego. Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

Leia maisBrasil cria 57.733 vagas formais de emprego em outubro, aponta Caged

Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA confirma encontro com Bolsonaro no Rio

Conselheiro de Segurança Nacional John Bolton responde perguntas de repórteres na Casa Branca Foto: JONATHAN ERNST / REUTERS

Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca e um dos principais assessores do presidente Donald Trump,  John Bolton confirmou na tarde desta quarta-feira que virá ao Brasil para se encontrar com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Em mensagem publicada na sua conta no Twittter, ele disse que o encontro ocorrerá na próxima quinta-feira, dia 29, no Rio de Janeiro.

Bolton fará uma parada na cidade em sua rota para Buenos Aires, onde participará da cúpula do G20. Como conselheiro de Segurança Nacional, ele ajuda o presidente americano a traçar as linhas da política externa.

“Ansiosos para ver o próximo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no Rio, em 29 de novembro. Compartilhamos muitos interesses bilaterais e trabalharemos de perto para expandir a liberdade e a prosperidade em todo o Hemisfério Ocidental”, escreveu Bolton.

Antes do encontro, porém, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito, tem agenda em Washington com integrantes do Conselho de Segurança Nacional, órgão chefiado por Bolton.

Figura bastante polêmica e conselheiro de Trump na área de política externa, Bolton é conhecido por suas críticas ferrenhas a países latino-americanos que têm governantes de esquerda, como Cuba e Venezuela. Em discursos, já sinalizou o interesse dos EUA em fazer alianças com o Brasil voltadas para segurança e economia.  

Bolton já havia elogiado Bolsonaro após sua eleição. Ele afirmou que a escolha do novo presidente era uma “boa sinalização” no continente. Ao anunciar a nova política da Casa Branca para a América Latina, em um discurso em Miami em 1º de novembro, comemorou a vitória do candidato do PSL, confirmada dias antes pelas urnas do segundo turno: Bela Megale e Henrique Gomes Batista – Correspondente – O Globo

Leia maisConselheiro de Segurança Nacional dos EUA confirma encontro com Bolsonaro no Rio

Polícia Civil prende suspeito em Mossoró por homicídio contra ex-companheira

Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios de Mossoró (DHPP) cumpriram, nesta terça-feira (20), um mandado de prisão preventiva em desfavor de Fredson Daizio de Freitas Silva, 25 anos, no bairro de Bom Jesus, em Mossoró. Ele é suspeito de ser o autor do homicídio da ex-companheira Paula Cristina Souza Dantas, 30 anos, crime que ocorreu em 13 de novembro.

No dia do assassinato o caso foi tratado como suicídio no bairro de Belo Horizonte, porém foi constatado varias lesões de defesa de faca e de acordo com as investigações, o Fredson armou toda a cena do crime, colocando a faca na mão da vítima para parecer suicídio. Na manhã após o assassinato, ele fingiu procurar a vítima, avisou a família que ela pretendia se matar e foi ao enterro da mulher.

Após dois dias, o suspeito confessou o crime. O homem será encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da justiça.

Justiça recebe ação de improbidade administrativa contra atual prefeita de Mossoró

Ação se refere à utilização indevida de avião do Estado durante o mandato de Rosalba Ciarlini como governadora

O juízo da 2ª vara da Fazenda Pública de Mossoró recebeu a inicial de uma ação civil pública impetrada pela 7ª Promotoria de Justiça da cidade em desfavor da atual prefeita municipal. O mandato de Rosalba Ciarlini como governadora do Estado terminou em 31 de dezembro de 2014. A ação civil do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) foi ajuizada em setembro de 2016 e somente no último dia 30 de outubro, ela foi recebida a fim de ser processada.

Segundo o MPRN, a então governadora fez uso indevido da aeronave do Estado, deslocando-se de Natal a Mossoró várias vezes com o verdadeiro intuito de participar de atos de campanha em favor da candidata por ela apoiada para o cargo de prefeita de Mossoró, Cláudia Regina.

Segundo o promotor de Justiça Fábio de Weimar Thé, a conclusão quanto ao uso indevido do avião do Estado se deu a partir da comparação entre a agenda oficial da então governadora com as datas dos vôos e dos atos de campanha da candidata a prefeita Cláudia Regina.

O MPRN pugna pela condenação de Rosalba Ciarlini por ato de improbidade administrativa que causou dano ao erário e que feriu os princípios constitucionais da administração pública, estando sujeita às penas, dentre outras, de ressarcimento dos prejuízos causados, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa.

Moro escolhe general para comandar Segurança Pública

O general Carlos Alberto Santos Cruz comandou missões da ONU no Haiti e no Congo Foto: Infoglobo

O futuro ministro da Justiça, Sergio Moro , escolheu um militar para comandar a Secretaria Nacional de Segurança Pública , estrutura responsável pela interlocução com governos estaduais e a definição das políticas de segurança e combate à violência no país.

O nome escolhido por Moro é o do general Carlos Alberto dos Santos Cruz , segundo disse ao GLOBO um importante interlocutor do futuro ministro. Secretário de Segurança na primeira fase do governo Temer, coube a Santos Cruz oferecer o suporte federal a intervenção federal no Rio.

Santos Cruz tem larga experiência internacional.  No currículo do general estão o comando das missões paz da ONU no Haiti (2007 a 2009) e na República Democrática do Congo (2013 a 2015).

Com o trabalho, o general obteve reconhecimento dentro e fora das Forças Armadas e acabou sendo chamado para chefiar a Secretaria de Segurança Pública entre abril de 2017 e junho deste ano.

Depois de deixar o cargo, foi chamado para ser consultor da ONU (Organização das Nações Unidas).  Atualmente, o general já está na equipe de Moro para a transição de governo. Jailton de Carvalho – O Globo

Leia maisMoro escolhe general para comandar Segurança Pública

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: