O homem da patota de Ronaldo Soares e os vereadores da “oposição” em Assú no carnaval

Manoel Plácido, secretário da patota de Ronaldo Soares, é da confiança do prefeito Gustavo Soares e do super secretário Nuilson Pinto, o Pavão.

A decisão dos três vereadores da “oposição” em Assú Valdson Bezerra, Delkiza Cavalcanti e Xavier Enfermeiro, de sentar a mesa com o secretário adjunto de Eventos e Turismo da Prefeitura do Assú Manoel Plácido, homem da confiança e da patota do ex-prefeito Ronaldo Soares, que foi leal e fiel, chegando a ser chamado do Maranhão, para vir ocupar cargo no governo do seu filho e prefeito Gustavo Soares, e hoje cuida do carnaval 2019 deixou muita gente sem entender o que está acontecendo na política do Assu.

O diretor da Princesa FM Lucílio Filho, após garantir a segurança do pagamento mensal da folha dos funcionários da emissora com mais de R$ 19 mil que recebe de mão beijada das mãos do prefeito Gustavo Soares, passou a ser um ardoroso defensor de que a paz passe a reinar entre os vereadores da chamada oposição e o governo municipal, enquanto ele e colega, reporter Jarbas Rocha, assessor especial do deputado George Soares, falam bem e positivamente do governo municipal, não permitindo uma critica severa na Princesa contra a administração municipal.

O esperto e imparcial, Lucilio Filho, ainda vende um horário ao ex-prefeito Ivan Júnior, no pior horário da grade da programação da Princesa FM para posar como justo, imparcial, e que deixa todos emitirem sua opinião, apesar de ficar calado e mudo, no noticiário matinal e nos programas Sala de Redação e Caderno de Ocorrências. É um jogo político maquiávelico, sujo e baixeza moral, mas que funciona e engana muita gente há muito tempo. Lucílio quer é dinheiro pagar a folha dos funcionários e topa qualquer negócio, disfarçado numa imparcialidade, que visa escravizar a população do Assú, a continuar a serviço da oligarquia.

Vereadores Valdson, Delkiza e Xavier, querem uma boquinha na Prefeitura do Assú?

Os vereadores Valdson Bezerra, Delkiza Cavalcanti e Xavier Enfermeiro, começam a se preparar para fazer um grande acordão político com o prefeito do Assu Gustavo Soares. Eles ensaiaram ontem os primeiros passos em ritmo de carnaval, quando os três prestigiaram o programa de carnaval da Prefeitura do Assu com transmissão direta da Princesa FM que recebe R$ 19 mil por mês para fazer propaganda positiva do prefeito Gustavo Soares e do seu irmão, deputado George Soares.

Os vereadores Valdson, Delikza e Xavier, estão famintos e querendo agora passar a comer do bolo do governo com os 10 vereadores do prefeito Gustavo Soares, na administração do irmão do deputado George Soares. Os vereadores governistas que aderiram e ja eram aliados que tomem cuidado no trio que está disposto a tudo para se chegar ao governo da petista Fátima Bezerra e do prefeito Gustavo Soares, para pegar uma boquinha na partilha de cargos comissionados.

Nos bastidores, já comenta-se que o imparcial reporter Jarbas Rocha e o seu chefe imediato, Lucilio Filho, que são pagos com dinheiro público armaram essa armadilha para atrair os vereadores sob o pretexto de uma proposta comercial que foi prontamente aceita pelo Valdson para poder se aproximar do governo e os seus colegas Xavier e Delkiza, embarcaram na canoa. O trio ainda tem coragem de dizer que são da oposição, querendo enganar a população abandonada e humilhada pelo governo do Doutor e irmão do deputado do PR.

O ex-prefeito Ivan Júnior que se mostra um combativo opositor do governo do prefeito Gustavo Soares, também foi ao restaurante do vereador Valdson. Ele chegou ja no final do programa da Princesa, segundo o menino de recado de George Soares e reporter Jarbas Rocha, mas não se sentou a mesa. Pois é, Não teve tempo.

Pronto, agora vai. Eu não sei para onde, mas vai sim.  Acordo ou não? O cidadão assuense não pode ter paixão política por ninguém. Em Assu, já vi de tudo. Ronaldo fazer as pazes com ZéMaria e Arnóbio. Em nome do poder, Ronaldo faz acordo com o Diabo e o povo que se exploda!!!

Vereadores da ‘oposição’ prestigiam e apoiam carnaval da Prefeitura do Assú

Vereadores da ‘oposição’ se aproximam do governo do prefeito Gustavo Soares através de Manoel Plácido e assessor do deputado George Soares, o radialista Jarbas Rocha

Do total de cinco vereadores da chamada oposição ao governo municipal, os três vereadores Valdson Bezerra, Delkiza Cavalcanti e Xavier Enfermeiro, quem tem o apelido de ‘oposicionistas’, estiveram reunidos ontem a mesma mesa no restaurante de propriedade de Valdson, com o secretário adjunto de Eventos e Turismo da Prefeitura Municipal do Assú, Manoel Plácido, para prestigiar o carnaval bancado pelo governo do prefeito Gustavo Soares que chegou a cidade na sexta.

Os dois vereadores Stélio de Sá Leitão e Beatriz Rodrigues, que integram a chamada bancada da oposição na Câmara de Vereadores, não foram prestigiar o evento do governo, transmitido direto do restaurante de Valdson pelo apresentador da Princesa FM Jarbas Rocha, assessor especial do irmão do prefeito e deputado George Soares, lotado no gabinete do parlamentar na Assembléia Legislativa, ganhando apenas R$ 1 mil, quase a metade do que ganha o conhecido blogueiro e puxa saco da oligarquia.

Os 10 vereadores governistas: João Walace, Joao Batista de Souza Junior (Júnior do Trapiá), Elisangela Albano, Fabielle Bezerra e Wedson Nazareno, Francisco de Souto, o Tê, João Paulo, Paulo Brito, Francisco Matheus, Paulo Sergio da Silva (Paulinho da Marlene),  

 

Governo Fátima do PT não revela nomes de Prefeituras e Câmaras do RN que devem a Caern

Roberto Linhares informou que a Caern tem cerca de R$ 525 milhões acumulados para receber de grandes devedores. Metade do valor (R$ 274 milhões) é dívida pública e o restante, R$ 250,9 milhões, do setor privado
Na Caern, Roberto Linhares, indicado por Fátima do PT, ganha por mês mais de R$ 30 mil, salário maior do que um deputado estadual

A governadora Fátima Bezerra, do PT, se recusa a orientar o diretor-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte Roberto Linhares, a revelar os nomes de Prefeituras e Câmara de Vereadores do RN que tem uma dívida milionária com a Caern, esconde a relação da população dos prefeitos e presidente dos legislativos que aplicaram o calote, deixando seus municípios entre os maiores devedores no RN

A Caern tem aproximadamente R$ 525 milhões acumulados para receber de grandes devedores, segundo afirmou da estatal. Metade desse valor (R$ 274 milhões) é dívida de órgãos públicos dos Municípios, Estado e União. A outra metade, de R$ 250,9 milhões, é de devedores privados. O valor total dessa dívida está atualizada até dezembro do ano passado, de acordo com divulgação hoje da Tribuna do Norte.

A esfera com mais dívida é a Municipal, que soma os 150 municípios do estado que são tarifados pela Caern. São R$ 136 milhões devidos. Outros R$ 134,8 milhões são de órgãos do Estado, gestor da estatal. O restante (R$ 3,5 milhões) é da União.  O diretor-presidente Roberto Linhares, que ganha mais de R$ 30 mil por mês, não soube responder quantos entes são devedores, mas ele também não disse que ia revelar não.

Presidente da Vale e mais 3 diretores pedem afastamento temporário

Vale

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, e mais três diretores da mineradora apresentaram neste sábado cartas ao Conselho de Administração da empresa solicitando o afastamento temporário do comando da companhia. O conselho se reuniu por teleconferência e aceitou os pedidos.

A decisão foi tomada por causa das pressões de integrantes da força-tarefa que investiga o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, que deixou 186 mortos e outras 122 pessoas que estão desaparecidas.

Um documento com o pedido de afastamento deles da direção da empresa, assinado por representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual de Minas Gerais (MPMG) e Polícia Federal foi entregue ainda na sexta-feira a advogados da empresa.

A força-tarefa pedia ainda que empregados não compartilhassem nenhuma informação profissional com as pessoas cuja saída da Vale foi recomendada. Monica Scaramuzzo, Renata Batista e Leonardo Augusto, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

Leia maisPresidente da Vale e mais 3 diretores pedem afastamento temporário

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: