Reforma tributária começa neste ano com fusão de impostos, diz Guedes

0

Em busca de apoio para a aprovação da reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou a uma plateia de prefeitos, nesta terça-feira (9), que o governo pretende unificar até cinco tributos já neste ano e que, efetivada a mudança, a arrecadação será compartilhada com estados e municípios.

O plano é que esse seja o primeiro passo para uma reforma tributária mais ampla, também em estudo pela equipe econômica.

“Vamos baixar, simplificar, reduzir impostos para o Brasil crescer. É a reforma tributária. Primeiro, vamos pegar três, quatro, cinco impostos e fundir em um só. Vai chamar imposto único federal”, disse Guedes, que participou de painel na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, conhecida como marcha dos prefeitos.

O ministro não detalhou quais tributos entrarão nessa primeira ação do governo. Segundo ele, prefeitos e governadores serão beneficiados com repasse de contribuições que hoje não são divididas com os governos regionais. Bernardo Caram – Folha de São Paulo

Leia maisReforma tributária começa neste ano com fusão de impostos, diz Guedes

Juiz que vendia sentenças por WhatsApp é condenado a 13 anos de prisão

Ministro Herman Benjamin, em sessão do Superior Tribunal de Justiça. No destaque, o desembargador Carlos Rodrigues Feitosa (STJ e TJ-CE)

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, do Tribunal de Justiça do Ceará, a 13 anos, oito meses e 20 dias de prisão –em regime fechado– pelo crime de corrupção passiva, e a três anos, dez meses e 20 dias de reclusão –em regime semiaberto– pelo crime de concussão.

O ministro Herman Benjamin é o relator dos dois processos.

Na Ação Penal 841, o Ministério Público Federal denunciou o comércio de decisões judiciais nos plantões de fim de semana, entre 2012 e 2013, anunciado e discutido por meio de aplicativos como o WhatsApp, com a intermediação do filho do desembargador, advogado Fernando Feitosa.

Os valores pelas decisões chegavam a R$ 150 mil. Entre os beneficiados pela concessão de habeas corpus estavam réus acusados de homicídios e tráfico de drogas.

Leia aqui trechos das mensagens trocadas no comércio de decisões judiciais.

Frederico Vasconcelos – Folha de São Paulo

Leia maisJuiz que vendia sentenças por WhatsApp é condenado a 13 anos de prisão

Nélter critica deputados federais por retirar mais de 10 milhões da barragem de Oiticica

O deputado Nélter Queiroz (MDB), hoje durante sessão plenária da Assembleia Legislativa, comentou a atuação da bancada federal do Rio Grande do Norte na revisão do processo de escolha e contingenciamento de 21,6% em parte das emendas impositivas junto ao Governo Federal.

O parlamentar do MDB criticou a decisão dos oitos deputados federais que retirou mais de R$ 10 milhões da nossa tão sonhada Barragem de Oiticica.

Para Nélter, a atitude da bancada potiguar “é uma discriminação”. Ele afirmou que “isso vai prejudicar o povo do interior, o povo do campo”.

Rogério Marinho é alvo de suspeita na fraude de emenda da saúde para Touros

O atual secretário da Previdência do ministro da Economia Paulo Guedes, do governo Bolsonaro, o ex-deputado federal Rogério Marinho, é apontado pelo Blog do Dina, do jornalista Dinarte Assunção, como um dos envolvidos indiretamente na Operação Tiro, deflagrada no final de março para combater fraudes no município de Touros sobre o uso de recursos públicos para a compra de medicamentos.

O dinheiro de emenda parlamentar que ele propôs, em 2016, passou pela conta da empresa Artmed, do Gabriel Delanne Marinho com o propósito de compra de medicamentos. Mas, da conta da empresa, recursos saíram com destino a Ruy Aranha Marinho Júnior, primo de Rogério. Em nota, Rogério Marinho nega envolvimento em irregularidades.

Na ação deflagrada conjuntamente pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pela Controladoria Geral da União ao fim de março, investigadores realizaram busca e apreensão na residência de Ruy Aranha Marinho e apreenderam R$ 265.900,00.

O prefeito do Assu Gustavo Soares, irmão do líder do governadora Fátima Bezerra, do PT e deputado do PR, George Soares, fez negócio milionário também com a empresa Artmed, do Gabriel Delanne Marinho, a quem pagou mais de R$ 850 mil nos anos de 2017 e 2018.

Justiça Federal determina manutenção da prisão de envolvido 

Foi negado o pedido de revogação da prisão para Gabriel Delanne Marinho, acusado de integrar um suposto esquema operado para desvio de recursos federais, originários de emendas parlamentares, e destinados à compra de medicamentos na Prefeitura Municipal de Touros.

A decisão foi do Juiz Federal Hallison Rego Bezerra, titular da 15 Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte. Está sendo investigado pela Polícia Federal a acusação de que R$ 269.999,97 teriam sido desviados a partir de um contrato para compra de medicamentos, em novembro de 2016, e o material supostamente adquirido não teria sido encontrado no Hospital Municipal Paulo de Almeida Machado.

O magistrado chamou atenção que as investigação mostram que Gabriel Delanne Marinho lança mão da intermediação de terceiros para servirem de receptores de dinheiro, geralmente funcionários da empresa Artmed Comercial Eireli¿. Para o Juiz Federal Hallison Bezerra, o acusado ¿não lançava mão da intermediação de terceiros apenas para a constituição de empresas, mas também fazia de seus funcionários receptores de dinheiro, para não despertar suspeitas acerca dos expressivos valores sacados.

Sinte em Assu fica contra reforma da Previdência mas se cala sobre salários atrasados

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Professora e diretora Fátima Costa e a sua colega do Sinte Ines Almeida, assessora de Fátima, a governadora

Enquanto a sindicalista e professora Inês Almeida, atual assessora especial da governadora Fátima Bezerra, se vende ao governo do prefeito Gustavo Soares, em troca de emprego para o seu esposo, Paulo Morais, que foi nomeado para chefiar a Secretaria de Agricultura, a Regional do SINTE/RN na cidade do Assú, vai realizar uma jornada de debates sobre a proposta de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

As discussões acontecerão entre os dias 09 e 26 de abril nas escolas da Rede Estadual localizadas em Açu e nas cidades ligadas a Regional. Na regional do Sinte em Assú, é proibido falar ou debater sobre salário atrasado do governo do Estado, desde que a petista Fátima Bezerra, assumiu o governo e deu uma boquinha para Inês.

A diretora da Regional, professora Fátima Costa, explica qual o objetivo da ação: “Esta ação é parte da luta para barrar esta Reforma da Previdência. Queremos aprofundar as discussões e esclarecer a comunidade escolar e sociedade sobre os prejuízos da medida”. No entanto, ela não se manifesta sobre os salários atrasados.

Parati, um bairro abandonado pelo prefeito do Assu Gustavo Soares

undefined

O Parati, é mais um bairro da cidade do Assú que é abandonado pelo prefeito Gustavo Soares, irmão do deputado George Soares, filho do ex-prefeito Ronaldo Soares, um ficha suja e inelegivel condenado pelo TCE a devolver recurso públicos aos cofres da Prefeitura do Assú.

A Princesa FM com o apoio do diretor geral da emissora Lucílio Filho, abafa e esconde da população tudo que possa desgastar ou prejudicar a imagem política do prefeito Gustavo Soares, em troca do pagamento do pagamento de R$ 19 mil mensal.

Já Jarbas Rocha se contenta com apenas R$ 1.000,00 para bajular os perigosos filhotes do Jacaré, com medo de perder o emprego e o status de apresentador do Caderno de Ocorrências, Panorama do Vale e Sala de Redação, todos programas da Princesa que evitam criticar o governo municipal. VEJA VIDEO ABAIXO

 

Para abafar mortes de jovens em Assu, George Soares pede aumento do policiamento em Alto do Rodrigues

Para abafar e tirar do foco da discussão da população sobre o assassinato de três jovens a tiros em Assú, neste final de semana, o líder da governadora Fátima Bezerra, do PT e deputado do PR George Soares, encaminhou solicitação para o Governo do Estado e ao Comandante Geral da Polícia Militar reivindicando o aumento do contingente policial em Alto do Rodrigues.

Imagem
Três jovens foram mortos no Assú que tem como prefeito Gustavo Soares que prometia na campanha passada criar uma guarda municipal e até hoje nada

Apesar do deputado George Soares bater no peito e falar em alto e bom som na Princesa FM, se regozijando da suposta redução da violência e da criminalidade no RN, a situação de insegurança pública, a cada dia assusta e amedronta a população do Assu e dos demais municípios do Vale do Açu, inclusive no Alto do Rodrigues, cidade que o parlamentar recebeu o apoio do prefeito e aproveita para fazer a sua politicagem.

Prefeito doutor não cuida dos mortos na zona rural e da cidade abandona também

O prefeito do Assu Gustavo Soares, não está preocupado com os mortos de ninguém da cidade ou da zona rural. Ele quer é ganhar o dinheiro dele, a bolada de R$ 18 mil ao mês e vindo a Assu apenas uma vez por semana.

O prefeito de quinta do Assu como ficou conhecido, o Doutor que empregou até a namorada e noiva, a futura esposa que mora em Natal também, por R$ 7 mil para chefiar uma secretária.

O povo do Assu está abandonado por esse prefeito que mente mais do que o diabo. O seu irmão e deputado George Soares é outro enganador e mentiroso. As imagens são do cemitério de São João Batista.

 

 

Prefeito do Assú não cuida dos vivos e dos mortos também não

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e terno

O prefeito do Assu Gustavo Soares, o perigoso filhote do Jacaré, está nadando em dinheiro. O Governo Federal deposita na conta da Prefeitura do Assu todo mês quase R$ 10 milhões, o que totaliza aproximadamente R$ 120 milhões ao ano, mas o Doutor que veio cuidar das vidas pessoas do Assu, não está cuidando nem dos mortos.

No cemitério público de Santo Antônio, o mato está tomando de conta e o prefeito Gustavo Soares que mora em Natal, construiu uma luxuosa clínica de ortopedia e embolsa salário de R$ 18 mil abandonou a cidade do Assu e estar ficando mais rico do que já era. VEJA O CEMITÉRIO NA ZONA RURAL

 

Na rota do tráfico internacional, Porto de Natal apontado pela PF, retoma exportações

Ao todo, 326 contêineres foram movimentados no Porto de Natal de sábado até esta segunda — Foto: Divulgação

Após a Polícia Federal ter informado que a capital potiguar é ponto de partida de uma rota do tráfico internacional de drogas. o Porto de Natal retomou as exportações de frutas para a Europa após mais de um mês de paralisação. Em duas operações da Polícia Federal, foram apreendidas na época, 3,3 toneladas de cocaína no Porto .

Segundo a Codern, cerca de 43 mil toneladas de frutas são embarcadas, por mês, no terminal. Somente os melões foram responsáveis por 53% da exportações estaduais, em janeiro deste ano, com US$ 23,6 milhões, conforme dados do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Segundo a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), houve aperfeiçoamento dos critérios na segurança, desde o acesso de pessoas e das carretas ao monitoramento ampliado das câmeras de segurança.

Tomba diz que governo Fátima Bezerra não tem o que comemorar

Resultado de imagem para Tomba diz que governo Fátima Bezerra não tem o que comemorar

O presidente da Comissão de Finanças e Fiscalização da Assembleia Legislativa, deputado estadual Tomba Farias (PSDB), disse na tarde desta segunda-feira, durante entrevista ao programa de uma emissora de Natal que a governadora Fátima Bezerra (PT) “não tem o que comemorar”, ao completar os primeiros 100 dias de sua gestão.

O parlamentar ressaltou que Fátima Bezerra não implementou as reformas necessárias para que o estado pudesse superar o quadro de crise em que se encontra.

“No meu entendimento, Fátima não tem o que comemorar. Ela está tentando por o seu governo em prática, mas não tem avançado, apesar da Assembleia Legislativa ter aprovado com celeridade a questão dos royalties para dar um conforto maior aos funcionários que estão com salário em atraso. Quando foi candidata ao governo, ela sabia que o Rio Grande do Norte estava com as folhas de pagamento atrasadas e portanto não tem o direito de questionar”, destacou.

Tomba Farias enfatizou que até o momento Fátima Bezerra não tomou “decisões duras e não cortou na própria carne” para equilibrar as finanças estaduais.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: