Desabastecimento de água em Patu será tema de discussão em audiência pública

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte irá até Patu, na Região Oeste do estado, para discutir a situação do abastecimento de água no município na manhã desta sexta-feira (31). Os constantes casos de falta de água na cidade levaram o deputado Dr. Bernardo (Avante) a propor a realização de uma audiência pública, que reunirá a população e autoridades às 9h30, na Câmara de Vereadores de Patu. Segundo o parlamentar, a situação está gerando transtornos à população.

“O problema no município é antigo e a Caern, até agora, não solucionou a situação de desabastecimento. Precisamos saber o que precisa ser feito e o que de fato está em curso para acabar com o problema”, disse o deputado estadual.

De acordo com o parlamentar, a atual forma de distribuição de água não tem conseguido manter a regularidade no abastecimento das residências e também da área rural da cidade. Por isso, o deputado quer que se discuta uma alternativa capaz de solucionar definitivamente o problema, promovendo a distribuição da água de maneira constante e eficaz a toda população patuense.

“O município de Patu passa por problema crônico de abastecimento porque a adutora que vem da barragem Armando Ribeiro não fornece água suficiente para abastecer a cidade. São vários bairros desabastecidos e é preciso que esse problema seja solucionado. Vamos discutir a possibilidade e saber o que está sendo feito”, disse o deputado.

A audiência pública será aberta à população.

Motoristas fazem filas para aproveitar o “Dia Livre de Impostos” em Natal

O “Dia Livre de Impostos”, encabeçada pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem de Natal (CDL Jovem), acontece nesta quinta-feira (30), com a adesão de comerciantes de diversos segmentos.

O que mais tem chamado a atenção, é que nos postos de combustíveis, se formam filas enormes, com a oportunidade de abastecer seus veículos mais barato.

Nos itens de perfumaria a redução pode chegar a 70%, de maquiagem é 58%, em higiene pessoal é de 46%, e bebidas, cigarros e eletrônicos pode chegar a 43%. Então aproveite o dia de descontos.

Nelter Queiroz explica sugestão que visa aumentar policiamento nas ruas do RN

O deputado estadual Nelter Queiroz fala em entrevista concedida ao jornalista Marcos Dantas, sobre sua preocupação com a violência nas cidades de Caicó, Assú e em todo o estado, e destacou ainda o trabalho de seu mandato em busca de ações para melhorar a segurança.

O deputado falou também sobre seu pronunciamento na Assembleia a respeito da segurança pública no estado, com uma sugestão para a governadora Fátima, para que seja feito o remanejamento provisório de militares destacados nas polícias de trânsito, ambiental e cavalaria, enquanto policiais aprovados em concurso não são convocados.

Confira o vídeo:

Convocados na terceira chamada do SiSU/UERN 2019 devem efetuar o cadastro institucional hoje e amanhã

Os candidatos aprovados na terceira chamada do SiSU/UERN 2019 devem realizar o Cadastro Institucional hoje (29) e amanhã (30), nos horários e locais estabelecidos no Anexo III do Edital.

O candidato aprovado na categoria Cota para Pessoa com Deficiência deverá comparecer à Junta Multiprofissional nesta quarta-feira (29), das 18h30 às 19h30, no prédio da Faculdade de Ciências da Saúde – FACS da UERN, localizado na Rua Atirador Miguel A. da Silva Neto, s/n, Mossoró/RN.

O candidato que não puder comparecer para efetuar o Cadastro Institucional poderá ser representado por procurador munido de instrumento particular com reconhecimento de firma, específico para fins do Cadastro, acompanhado de cópia do documento oficial de identificação do procurador, para arquivamento na Diretoria de Admissão, Registro e Controle Acadêmico (DIRCA).

As vagas não preenchidas na terceira chamada do SiSU/UERN 2019 poderão ser ofertadas em quarta chamada.

Veja:

EDITAL

ANEXO I – DOS APROVADOS NA 3ª CHAMADA SiSU

ANEXO II – DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O CADASTRO INSTITUCIONAL

ANEXO III – PERÍODO, HORÁRIO E LOCAL DE ENTREGA DE DOCUMENTAÇÃO

ANEXO IV – CONVOCADOS PARA JUNTA MULTIPROFISSIONAL

ANEXO V – TERMO DE RESPONSABILIDADE DO CANDIDATO COTISTA SOCIAL – SiSU 2019

Hermano Morais comenta índice negativo do Estado no CAGED

O deputado estadual Hermano Morais (MDB) parabenizou em pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa, o professor José Daniel Diniz Melo, que ontem foi empossado reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O parlamentar também usou o seu horário para relatar o resultado do índice que o RN apresenta no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED).

“Essa semana foi divulgado mais um relatório onde o Estado apresenta, pela quarta vez seguida, um índice negativo no cadastro geral de empregados e desempregados. Dos 23 estados, apenas 4 apresentaram o índice negativo e o RN é um deles”, relatou Hermano.

O parlamentar comentou que, segundo o CAGED, o balanço do emprego com carteira assinada registrou saldo geral negativo de menos 501 vagas no mês de abril e as principais influências para este resultado vieram da Agropecuária e do Comércio.

Segundo ele, o Brasil tem conseguido manter um saldo positivo, mas o RN não. “Ao ler esse relatório eu fiquei muito preocupado e verifiquei que, somados os quatro meses, nós perdemos mais de 6.000 postos de trabalho. Isso exige mais ação, mais ousadia a partir da potencialidade que tem o nosso Estado ” disse o deputado.

Ainda em seu pronunciamento, o parlamentar destacou que tomou conhecimento pela impressa do resultado de uma audiência que a governadora Fátima Bezerra (PT) teve com a direção da Petrobras, oportunidade em que foi anunciado pela estatal um investimento esse ano no estado do Rio Grande do Norte da ordem de U$ 200 milhões de dólares. “Esperamos que isso seja investido em postos de trabalho e venha de forma positiva potencializar o nosso Estado”, ressaltou Hermano.

Em aparte, o deputado Coronel Azevedo (PSL) enalteceu o pronunciamento de Hermano e demonstrou preocupação com a administração estadual. “Parabenizo a Petrobras e ao governo Bolsonaro, estamos em um novo momento, mas o RN está na contramão”, falou.

Central de Transplantes do RN é tema de reunião na Assembleia Legislativa

O deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), recebeu nesta quarta-feira (29) a equipe de coordenação da Central Estadual de Transplante (CET). Na pauta, a importância do órgão e a necessidade de ampliação dos serviços oferecidos no RN.

“Entendemos a importância da Assembleia Legislativa no fortalecimento desse órgão de saúde, tão necessário para o nosso Estado e por isso estamos aqui para apresentar os números e dados da Central”, explicou a coordenadora Raissa Marques.

Presente na reunião, o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, deputado Galeno Torquato (PSD) destacou o crescimento dos números e colocou a Comissão a disposição do órgão.

“A cada dia o número de transplantes está crescendo no Estado. Diante disso, vamos juntos, com todos os deputados, trabalhar para fortalecer ainda mais a Central de Transplantes”, comentou Galeno.

Na ocasião, foram apresentados os números, as dificuldades e os desafios da Central de Transplantes no Estado. O presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) se comprometeu em lutar pelas melhorias das condições de trabalho e dos serviços oferecidos.

“Serei um soldado na defesa que esse setor de transplante seja valorizado pelo Governo e pela secretaria de saúde, inclusive sendo ampliado e reconhecido, para que possamos salvar mais vidas em nosso Estado”, finalizou Ezequiel.

A Central de Transplante do RN ocupa hoje o 8º lugar, no ranking dos Estados que mais realizam transplantes no Brasil.

Em 2017, a Assembleia Legislativa lançou uma campanha “Doe órgãos. Salve vidas”, que foi veiculada em mídias tradicionais, digitais, móveis e fixas, como outdoors e backbus (ônibus). Na campanha era explicado como pode ser feita a doação, quando é indicado e orientou a família com informações que ajudam a desmistificar o tema, como a aparência física após o procedimento e os custos para arcar com a doação, que não existem.

Prefeito do Assú quer amedrontar moradora que reclamou de atendimento na saúde

 

O jacarezinho, filho do Jacaré e irmão do deputado George Soares, que atua como prefeito apenas na quinta – feira, quer amedrontar morador que reclamou do deteriorado atendimento na saúde.

A moradora do Assú, Geruza de Sá Leitão, publicou em sua rede social sobre a postura grosseira e truculenta como sua mãe foi atendida no Pronto Socorro, e pediu para a prefeitura avaliar melhor os profissionais que estão prestando atendimento no PS.

O prefeito Gustavo, que tem o pior índice de impopularidade como governante do município nos últimos 30 anos, e está mais desorientado que cego em tiroteio, com sua pífia atuação como prefeito do Assú e indignado está partindo pra o ataque contra as pessoas que moram em Assú e reclamam dos péssimos serviços prestados na saúde.

Num claro tom de intimidação, e ferindo a democracia que é permitida por lei a todos os cidadãos, o prefeito enviou mensagem a moradora, e ela não cedeu as intimidações e dá resposta ao prefeito. Confira o vídeo:

Não é a primeira vez que o irmão do deputado estadual George Soares, perde o controle e intimida quem faz críticas a sua administração. Por isso, o Blog do VT está aberto a quem se sentiu ameaçado ou intimidado pelo filho do Jacaré, para que a oligarquia Soares saiba, que intimidação e ameaça não vão calar a boca do povo, que clama por melhorias na saúde, educação e segurança.

Flávio Bolsonaro tenta bloquear investigação na Justiça pela terceira vez

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) propôs a terceira medida judicial contra a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre supostas práticas de crimes em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A defesa do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) apresentou na semana passada um pedido de habeas corpus ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro contra a decisão do juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, que determinou as quebras de seus sigilos bancário e fiscal.

A peça da defesa, mantida sob sigilo, tem argumentos semelhantes aos apresentados pela defesa de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador e pivô da investigação, segundo a Folha apurou.

Segundo o Ministério Público do Rio, há indícios robustos dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete de Flávio de 2007 a 2018, período em que Queiroz trabalhou com o então deputado estadual como uma espécie de chefe de gabinete.

Foi com base nesses indícios que a Promotoria solicitou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de 86 pessoas e nove empresas.

A defesa de Flávio aponta ilegalidades na decisão do magistrado de primeira instância, como falta de fundamentação. A justificativa do juiz para as quebras dos sigilos toma um parágrafo do documento, adotando as razões expostas pelo Ministério Público em 87 páginas.

​“O juízo decretou a quebra do sigilo bancário e fiscal de quase uma centena de pessoas por ser ‘importante para a instrução do procedimento investigatório criminal’, sem nada mais a dizer, sem avaliar se as pessoas alcançadas tinham ou têm qualquer mínima relação com a investigação, o que denota ser a decisão ora guerreada não só carente de fundamentação idônea, mas sim, ao revés, carente de qualquer embasamento legal”, diz o pedido do advogado Paulo Klein, que defende Queiroz.

Os pedidos habeas corpus de Flávio e Queiroz serão analisados pelo desembargador Antônio Amado. No mês passado, antes da decisão da quebra de sigilo, ele negou pedido de liminar do senador para interromper a investigação do Ministério Público. Esse caso ainda será analisado pela 3ª Câmara Criminal.

Além dos pedidos de habeas corpus de Flávio e Queiroz, o empresário Marcelo Cattaneo Adorno, um dos responsáveis pela MCA Participações, impetrou um mandado de segurança contra a decisão do juiz. A empresa foi um dos alvos de quebra de sigilo por ter comprado 12 salas do senador e gerado um lucro de R$ 300 mil num intervalo de 45 dias.

Como mostrou reportagem da Folha, a quebra autorizada pela Justiça na investigação do Ministério Público do Rio sobre Flávio atingiu pessoas que nem sequer foram nomeadas pelo senador e não tiveram nenhuma transação financeira com Fabrício Queiroz.

*Folha de São paulo

Novo reitor da UFRN é empossado em Brasília

O novo reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, foi empossado nesta terça-feira, 28, em solenidade no Ministério da Educação (MEC), em Brasília. O evento contou com a presença da então reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, e do ministro da Educação, Abraham Weintraub. A gestão de Daniel Diniz terá como vice-reitor o professor Henio Ferreira de Miranda, que será empossado pelo reitor na tarde desta sexta-feira, 31, no Auditório Otto de Brito Guerra, localizado na Reitoria, quando haverá ainda a posse dos membros da administração central da UFRN.

No discurso de posse, em Brasília, o professor Daniel Diniz ressaltou o papel da UFRN para o crescimento do Rio Grande do Norte, “seja no fomento da educação composta de crescimento intelectual e senso crítico, seja na formação de licenciados que atuam em outros níveis educacionais, seja na formação de quadros para a atuação em sua vida político-administrativa, seja no aprimoramento e na difusão da cultura e das artes, seja, afinal, no permanente diálogo mantido com a sociedade”.

O gestor citou ainda os avanços recentes da instituição de ensino, como o crescimento em pesquisa e inovação, a exemplo da seleção de uma pesquisa da UFRN pelo Instituto Serrapilheira, sendo a única da região Nordeste do país; a conquista da 15a carta patente; a contribuição para a saúde pública por meio de convênio com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh); o desenvolvimento dos sistemas integrados de gestão, que hoje atendem a mais de 30 universidades, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), da Controladoria Geral da União (CGU), entre outros órgãos federais; por ter alcançado o 3o melhor índice do país em governança e gestão pública entre as instituições de ensino, conforme o Tribunal de Contas da União (TCU); entre outros destaques.

Para o docente, “forte é o respeito e a valorização da diversidade na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, não surpreendendo a decisiva participação da mulher em sua vida administrativa e pedagógica. E não é difícil reconhecer que o seu mais notável exemplo foi a eleição da reitora Ângela Paiva, à qual tenho a honra de suceder após quatro anos como vice-reitor, e cuja administração nos deixa um acervo de realizações capaz de justificar a ação universitária em qualquer latitude”.

José Daniel Diniz Melo

Bacharel em Engenharia Mecânica e Engenharia Civil, Daniel Diniz é professor titular do Departamento de Engenharia de Materiais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) desde 1996. Possui doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual do Colorado (EUA) e mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade do Maine (EUA). Fez estágio de pós-doutorado no Departamento de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade de Stanford (EUA), de onde é professor visitante desde 2008.

Na UFRN, Daniel Diniz já desempenhou os cargos de chefe do Departamento de Engenharia de Materiais, entre os anos de 2004 e 2011, e diretor do Centro de Tecnologia, de 2011 a 2015. Foi vice-reitor da UFRN na segunda gestão da reitora Ângela Maria Paiva Cruz, de maio de 2015 a maio de 2019. Agora assume o cargo de reitor para o período 2019-2023.

Henio Ferreira de Miranda

Graduado em Educação Física, Henio Miranda é professor adjunto IV do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) desde 1978. Possui especialização em Ciências do Esporte pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutorado em Ciências da Saúde pela UFRN. Atua como auditor de justiça desportiva do Superior Tribunal de Justiça Desportiva Universitária. Entre os diversos cargos de gestão desempenhados em 40 anos de UFRN, foi vice-coordenador dos campi avançados, coordenador e chefe do Departamento de Educação Física, vice-diretor e diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Deixa a diretoria do CCS para assumir o cargo de vice-reitor para o período 2019-2023.

MPRN recomenda melhorias estruturais em Unidade Saúde de Parnamirim

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) emitiu uma recomendação para a Prefeitura de Parnamirim para disciplinar o acesso dos agentes comunitários de saúde a computadores para a inserção de dados no Sistema de Informação em Saúde ou outra atividade de cadastro de informações da Atenção Básica. A 6ª Promotoria de Justiça de Parnamirim recebeu denúncia de que os profissionais estariam digitando os cadastros na sede da Secretaria Municipal de Saúde.

A prática interfere no trabalho de visitação domiciliar desenvolvido pelos agentes, reduzindo as horas trabalhadas no território. Assim, a recomendação ministerial estipula o prazo de 30 dias para que o Município disponibilize computadores, rede de internet e a instalação dos sistemas necessários para que os agentes possam efetuar esses cadastros na sede Unidade Básica de Saúde a que estão vinculados territorialmente. Após esse prazo, o Município deve se abster de determinar que os agentes comunitários de saúde realizem os cadastros utilizando os computadores do prédio da Secretaria Municipal de Saúde.

A Promotoria de Justiça apura a situação em um inquérito civil. Inclusive, em uma visita realizada pela equipe do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Saúde (Caop-Saúde/MPRN) à Unidade Básica de Saúde de Pirangi do Norte foi constatado que “uma vez por semana os agentes comunitários comparecem à Secretaria Municipal de Saúde para auxiliar no processo de inserção dos cadastros no sistema com o objetivo de agilizar a conclusão desse processo”.

Apesar de a atividade de inserção dos cadastros da população atendida ser atividade inerente ao agente comunitário de saúde, esta vem sendo realizada em local diverso do seu território de atuação, quando deveria ser feita na UBS adscrita à área em que atua. Essa situação dificulta o deslocamento dos agentes e pode desencadear prejuízo aos atendimentos prestados à população.

Com Informações do *MPRN

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: