NAZISMO ASSUENSE: Popular reclama da forma de atendimento na saúde em Assú e Prefeitura “errada” emite nota de repúdio e ameaças

Desde que o prefeito turista do Assú, Gustavo Soares, reassumiu o controle oligárquico da prefeitura para sua família, o clã Soares, a população vem sendo lembrada constantemente do clima nazista de intimidação e ameaças que sempre foi marca característica dos Soares, a qualquer um que contrarie ou esteja em desacordo com eles.

Recentemente, um servidor público da rede estadual, procurou a reportagem do site Assú Noticia, para reclamar do constrangimento de ser impedido de sair da parte interna do Centro Clinico Dr. Ezequiel Epaminondas Filho, mesmo depois de ter terminado o atendimento.

O servidor está no seu direito constitucional de reclamar e tornar público sua insatisfação, pois é um direito que lhe assiste. No entanto, o nazismo dos soares, não permite tal exposição da prefeitura ou reclamação, e o prefeito turista, mandou que a Prefeitura do Assú providenciasse nota pública, para repudiar a atitude do popular e ainda que deixasse claro para todos com ameaças, que para atitudes futuras semelhantes, deverá ser ajuizado ação penal privada em razão de suposta prática de calunia e difamação.

Agora, Era só o que faltava. Assú tem um prefeito que não mora na cidade, não resolve os problemas e deixa a população abandonada. Mas, recebe mensalmente seu gordo salário de 18 mil, para intimidar a população de bem do Assú, que reside nela, com a única intenção de coibir que alguém faça críticas a sua gestão, e quer jogar as sujeiras para debaixo do pano.

A oligarquia Soares agora perdeu de vez qualquer senso de noção, e imprime escancaradamente o estilo perseguidor nazista para quem não concorda com os seus posicionamentos. Populares que achavam que o prefeito não concordava com tal situação, já temem que algo pior possa vir a acontecer, já que o nazismo começou assim e depois evoluiu para censura mais severas. Comenta – se nos bastidores, que o ex prefeito Ronaldo sempre foi fã de Hitler, e passou toda sua admiração pelo estilo nazista aos seus filhos Gustavo e George Soares.

Lima supera desafios e abre hoje 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos

Os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 começam nesta sexta-feira (26), na 18ª edição do evento, idealizado em 1932 e realizado pela primeira vez em 1951, em Buenos Aires, na Argentina.

Desde então, vem crescendo. Se da primeira edição participaram 2.513 atletas de 21 países, agora, em Lima, entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, 6.680 atletas disputarão a competição que reúne também 2.672 oficiais de 42 países.

Para receber a competição, o governo peruano gastou 1,1 bilhão de dólares em obras de infraestrutura em Lima e 1,2 bilhão de dólares na construção da Vila dos Atletas e nas 19 instalações que vão receber as diferentes competições.

Leia maisLima supera desafios e abre hoje 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos

CNPq suspende seleção de bolsistas à espera de liberação de crédito

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) suspendeu, até o dia 30 de setembro, a segunda fase de um processo de seleção de bolsistas no Brasil e no exterior, por falta de recursos. A retomada do financiamento de projetos que contribuam para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação no Brasil depende, agora, da liberação de um crédito suplementar.

Os detalhes do processo seletivo foram divulgados em junho do ano passado, pela agência vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC). A chamada pública (CNPq Nº 22/2018) criou oportunidades para que propostas de doutorado e pós-doutorado selecionadas fossem financiadas com recursos do orçamento do CNPq. O valor global é estimado em R$ 60 milhões, mas a liberação do dinheiro depende de disponibilidade orçamentária e financeira do conselho.

A primeira fase da chamada pública foi cumprida e a previsão é que as bolsas sejam concedidas até agosto deste ano. Para essa fase, foram liberados R$ 51 milhões. Para a segunda fase, que foi suspensa, as bolsas começariam a ser pagas entre setembro deste ano e fevereiro de 2020. De acordo com a previsão global do edital, restam R$ 9 milhões a serem liberados.

Leia maisCNPq suspende seleção de bolsistas à espera de liberação de crédito

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: