Discurso de Bolsonaro sobre Amazônia passa ideia de apoio ao desmatamento, diz Maia

Resultado de imagem para maia

Ele reconheceu que a forma radical como o presidente tem se comunicado pode ter agravado a relação com governos internacionais

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou neste sábado (24), em Vitória (ES), que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) mudou o discurso que vinha fazendo sobre a crise ambiental no país ao afirmar tolerância zero às queimadas na Amazônia.

Ele disse que o discurso “radical” do presidente pode ter passado a ideia de apoio ao desmatamento, mas afirmou não crer que o governo dê “qualquer incentivo a esses criminosos”.

“O que o presidente da República diz é muito forte, tem peso. O que eu digo talvez não tenha a mesma força. Então, por isso, temos que compreender que muitas vezes o que falamos tem um impacto muito maior do que a gente imagina”, afirmou Maia.

“Uma verbalização malfeita pode gerar grandes crises. Quando vocaliza polemizando no tema, qual impressão que dá? Que há algum tipo de apoio. Acho que o presidente certamente percebeu isso e ontem fez um discurso reafirmando a tolerância zero. E tem que ser mesmo.”

Leia maisDiscurso de Bolsonaro sobre Amazônia passa ideia de apoio ao desmatamento, diz Maia

Moro autoriza uso da Força Nacional no combate às queimadas no Pará e em Rondônia

Resultado de imagem para moro autoriza

O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou o envio de tropas da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) para atuar nas ações de combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica nos Estados do Pará e Rondônia.

Ainda sem a quantidade de homens que serão enviados, a portaria assinada pelo ministro, com previsão de publicação na segunda-feira, 26, diz que o trabalho será feito em apoio ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)São dois dos seis Estados que já acertaram com o governo o envio de tropas das Forças Armadas, com base no decreto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Os outros Estados são Roraima, Tocantins, Acre e Mato Grosso.

Antes mesmo da portaria entrar em vigor, a Força Nacional também enviou 30 bombeiros de Brasília para Porto Velho (RO) neste sábado, 24.

Leia maisMoro autoriza uso da Força Nacional no combate às queimadas no Pará e em Rondônia

Conexão Enem realiza aulão em Currais Novos com alunos do Seridó Oriental

O Conexão Enem chegou ao interior do Rio Grande do Norte. O projeto promovido pela Assembleia Legislativa, por meio da Escola da Assembleia, realizou neste sábado (24) um aulão no município de Currais Novos, atraindo estudantes de várias cidades do Seridó potiguar. Este ano o programa tem levado aulões gratuitos para quem está se preparando para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O evento foi na quadra poliesportiva da Escola Municipal Professor Humberto Gama e contou com a presença do presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

“O Conexão Enem se tornou um grande sucesso desde a sua primeira edição, levando educação de qualidade para alunos que estão nesta fase decisiva das suas vidas. São aulas de alto nível e que estão acessíveis a toda a população potiguar. Agora, com os aulões, está ainda mais perto da sociedade, permitindo um melhor aprendizado para os estudantes”, disse Ezequiel.

No aulão deste sábado em Currais Novos foram realizadas aulas de Linguagem e Redação, com o professor João Maria Lima, e de Matemática, com o professor Rafael Magão.

Para o professor João Maria Lima, que também é diretor da Escola da Assembleia, o Conexão Enem em Currais Novos “foi um verdadeiro presente para os alunos da região do Seridó potiguar, que já estão ansiosos com a aproximação do Exame”. Ele revelou que mais da metade da prova foi discutida e resolvida diante dos estudantes. “Foi uma manhã de muito aprendizado e conhecimento”, completou.

Leia maisConexão Enem realiza aulão em Currais Novos com alunos do Seridó Oriental

Vereadora Fabielle Bezerra cria projeto de lei que valoriza a Filarmônica Maestro Cristovam Dantas

Aprovado, em segunda discussão, o projeto de lei de autoria da vereadora Fabielle Bezerra, que dispõe sobre a Criação da Banda Filarmônica Maestro Cristovam Dantas. Uma banda que foi criada em 2003 e atua no município há 17 anos, sem o devido e merecido reconhecimento legal, é de extrema relevância seu reconhecimento, pois vem contribuindo significativamente para a identidade cultural do município.

Com esse projeto, ela passará a existir de fato e de direito. Segundo a vereadora, “ agora o PL nº 06/2019 seguirá para o executivo e ficamos aguardando ser sancionado o mais rápido possível, valorizando nosso bem cultural imaterial e que tanto orgulho dá a nossa gente”, reafirma Fabielle.

A vereadora, já tem outro projeto de lei de sua autoria, de valorização da Filarmônica Maestro Cristóvão Dantas, projeto esse que tornou Patrimônio Cultural e Imaterial do povo assuense. A Filarmônica é um projeto que reconhece a importância cultural da banda e alerta a toda sociedade Assuense sobre a necessidade de se preservar o que é da cidade, mantendo viva a cultura regional. A vereadora Fabielle Bezerra que mantém um mandato participativo, que escuta e elabora os projetos junto ao povo continua sendo um diferencial na política assuense.

Seguro facultativo garante benefícios do INSS a quem não tem emprego

Cidadãos que não exercem atividade remunerada, como donas de casa, estudantes e desempregados, podem contribuir para a Previdência Social e, assim, garantir benefícios como auxílio-doença, aposentadoria, salário-maternidade e pensão para os dependentes. Este é o segurado facultativo, uma categoria de contribuinte válida para pessoas com mais de 16 anos.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também oferece a opção de recolhimento para contribuintes individuais (autônomos – têm fonte de renda) e microempreendedores individuais, além da obrigatoriedade de contribuição para aqueles que têm carteira assinada.

Segundo a Secretaria da Previdência do Ministério da Economia, o último dado disponível sobre segurados facultativos é de 2017. Naquele ano, eles eram 1,210 milhão de contribuintes, 2,36% do total de segurados do INSS.
Número de contribuintes para o Regine Geral de Previdência Social – 2017

Leia maisSeguro facultativo garante benefícios do INSS a quem não tem emprego

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: