Corpo de Bombeiros do RN completa 102 e é homenageado na Assembleia Legislativa

O Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte (CBMRN) completa 102 anos e recebeu, nesta quinta-feira (28), homenagem da Assembleia Legislativa por meio de sessão solene, proposta pelo deputado Coronel Azevedo (PSC), que destacou os serviços prestados pela instituição à sociedade potiguar.

“Quero ressaltar aqui que a atuação destes homens e mulheres vai além do apagar incêndios. Fazer resgates de pessoas em situação de risco, tentativa de impedir suicídio, afogamentos e traumas em acidentes, além de desaparecimentos em florestas e matas estão entre as missões desses militares que precisam ser reconhecidos”, disse Coronel Azevedo.

O parlamentar resgatou a importância dos bombeiros e lembrou que, antes da criação da corporação, as pessoas tentavam conter os incêndios com a ajuda de vizinhos e amigos. “Agora, basta ligar 193 e o atendimento acontece de forma ágil, inclusive com algumas orientações ao cidadão”, falou ele, ressaltando ainda que mesmo com mais de 100 anos de existência, “o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte só ganhou autonomia administrativa e orçamentária depois de uma lei complementar de 2002”.

O Comandante Geral do CBM, Coronel Monteiro Junior, discursou em nome dos homenageados e falou da missão dos bombeiros e da visão de futuro. “Temos uma missão definida no planejamento estratégico de defender a vida, o patrimônio e o meio ambiente e um dia queremos ter a eficiência e eficácia de prestarmos serviços a sociedade e ser referência no Brasil, mas para isso, precisamos de um comandante que seja inabalável, guerreiro e que possa ter como princípio máximo a legalidade. Esse comandante é Deus, que sempre esteve a minha frente e dos demais que passaram pela corporação”, declarou Coronel Monteiro Junior.

Leia maisCorpo de Bombeiros do RN completa 102 e é homenageado na Assembleia Legislativa

Pior que está, fica: Tiririca é investigado pelo Ministério Público

Resultado de imagem para tiririca

Em seu primeiro discurso na Câmara, em dezembro de 2017, o deputado Tiririca disse estar decepcionado com a política brasileira e com seus colegas. “O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha”, afirmou ele. Apesar de ter se despedido do Congresso naquele ano, o humorista se candidatou pelo Partido Liberal em 2018 e foi eleito por São Paulo com quase meio milhão de votos. Em seu terceiro mandato em Brasília, o parlamentar percebeu que, diferentemente do que dizia em sua campanha, pior que está, fica.

No último dia 18 de novembro, o Ministério Público Federal instaurou uma investigação para apurar se o deputado utilizou “verba de gabinete para realizar viagens particulares”. Embora tenha sido eleito por São Paulo, Tiririca comprou com dinheiro público passagens aéreas para o Ceará, seu estado natal. A Câmara estabelece, entre outras regras, que os recursos destinados para viagens do político têm de estar relacionados com o exercício do mandato ou com deslocamentos para a sua base eleitoral. Os bilhetes não podem servir para benefício pessoal.

No caso de Tiririca, o Ministério Público Federal apura num inquérito civil se os gastos do deputado e seus assessores com passagens aéreas ao longo deste ano tiveram como finalidade cumprir agenda parlamentar ou se foram utilizadas com outro propósito. O parlamentar eleito por São Paulo costuma postar fotos em suas redes sociais divulgando shows em sua terra natal. Somente neste ano, o seu gabinete desembolsou mais de 70 000 reais em dinheiro público para se deslocar dezenas de vezes de Brasília para Fortaleza. Procurada, a equipe de Tiririca informou que não recebeu qualquer notificação da investigação e que todas as passagens aéreas são compradas de acordo com o regimento da Câmara.

Leia maisPior que está, fica: Tiririca é investigado pelo Ministério Público

Despedida: corpo do apresentador Gugu Liberato chega ao Brasil

Resultado de imagem para gugu liberato

Avião que trouxe o apresentador pousou às 6h desta quinta-feira em São Paulo. Ele será velado, por quase 24 horas, na Assembleia Legislativa

Nesta quinta-feira (28/11/2019), começa o velório de Gugu Liberato: a cerimônia de despedida do apresentador, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), durará quase 24 horas. A celebração será aberta ao público, que poderá se despedir do apresentador, que morreu aos 60 anos, após um acidente doméstico, em sua casa em Orlando.

O corpo de Gugu chegou ao Aeroporto Internacional de Viracopos às 6h01. Segundo a companhia aérea Azul, o A330 transportou o caixão no porão da aeronave, local de costume para este tipo de translado. O avião tem capacidade para 271 pessoas e, apesar da urna funerária, fez o desembarque no terminal de passageiros. A família do apresentador viajou ao Brasil no mesmo voo.

Com início marcado para as 12h, o velório de Gugu Liberato seguirá até as 10h desta sexta-feira (29/11/2019), no Salão Monumental da Alesp. No local, o caixão estará aberto, para que fãs possam se despedir do apresentador. Depois, o corpo segue para o Cemitério Gethsêmani, no Morumbi, onde será sepultado no jazigo da família.

Juíza derruba decisão do TCE e mantém concurso de João Câmara para domingo

A juíza Maria Nivalda Lopes, da Comarca de João Câmara, deferiu liminar suspendendo decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e manteve a realização do concurso público do Município para o próximo domingo, dia 1.

O Município, através do Procurador Geral Tales Medeiros, ingressou com mandado de segurança contra a decisão do TCE, explicando que a realização do concurso foi definida após acordo com o Judiciário e o Ministério Público Estadual, de modo que, ao contrário do que afirmou a decisão do TCE, a realização do concurso iria trazer economia para o Município.

Leia maisJuíza derruba decisão do TCE e mantém concurso de João Câmara para domingo

Bolsonaro é denunciado ao Tribunal Penal Internacional por ‘crimes contra a humanidade’

O presidente Jair Bolsonaro foi denunciado nesta quarta (27) no Tribunal Penal Internacional (TPI) por “crimes contra a humanidade” e “incitação ao genocídio de povos indígenas” do Brasil. A representação é da Comissão Arns e do Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos.

EU ACUSO 

O TPI avaliará se abrirá investigação. A denúncia diz que Bolsonaro incitou violência contra populações indígenas e tradicionais, enfraqueceu a fiscalização e foi omisso na resposta a crimes ambientais na Amazônia.

DE FORA PARA DENTRO 

“Aqui não encontramos um caminho eficiente. Indo para lá [o TPI], esperamos estimular as forças internas do Brasil para apurarem essas questões”, diz o presidente da Comissão Arns, o ex-ministro José Carlos Dias.

SEM FRONTEIRAS 

Também assinam a peça o ex-ministro José Gregori e os advogados Antonio Carlos Mariz de Oliveira, Eloisa Machado e Juliana Vieira dos Santos. O TPI iniciou as atividades em 2002 e costuma se dedicar a casos de genocídio e crimes contra a humanidade.

Leia maisBolsonaro é denunciado ao Tribunal Penal Internacional por ‘crimes contra a humanidade’

Nelter Queiroz garante emenda de 200 mil reais para UTI de Assú e região do Vale


O deputado Nelter Queiroz, se reuniu com os vereadores assuenses, Tê (presidente da Câmara Municipal de Vereadores) e João Paulo, para discutir sobre a situação da saúde na cidade do Assú e região.

O mandato do deputado Nelter, visando somar esforços para melhorar a saúde pública da região, garantiu que encaminhará emenda no valor de R$ 200 mil, no Orçamento Geral do Estado, para a instalação de UTI no Hospital Regional de Assú, Dr. Nelson Inácio dos Santos.

Confira post do deputado nas redes sociais: “Nosso último encontro de hoje, no início da tarde, em nossa Assembleia Legislativa, foi com os vereadores assuenses, Tê (presidente da Câmara Municipal de Vereadores) e João Paulo, que lutam pela melhoria da saúde pública no município e região. Neste sentido, nosso mandato se juntou à luta dos dois parlamentares e de toda população do Vale do Assú, e encaminhará emenda no valor de R$ 200 mil, no Orçamento Geral do Estado, que será visando a instalação de UTI no Hospital Regional de Assú Nelson Inácio dos Santos. Com muita luta os vereadores Tê e João Paulo continuam esta peregrinação em busca de mais recursos junto aos demais deputados estaduais de nosso RN. #VocêSabeQueEleFaz✅”.

Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,3 anos

A expectativa de vida ao nascer no Brasil subiu para 76,3 anos em 2018, segundo informações divulgadas hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2017, a expectativa de vida era de 76 anos, ou seja, aproximadamente três meses a menos do que em 2018.

A pesquisa Tábua de Mortalidade 2018 só será divulgada às 10h, mas as informações básicas da pesquisa já foram antecipadas no Diário Oficial da União de hoje.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: