Escolas privadas de elite do Brasil superam Finlândia no Pisa; rede pública vai pior do que Peru

Resultado de imagem para educação

A nota das escolas particulares de elite do Brasil colocaria o País na 5ª posição do ranking mundial de leitura do Pisa, ao lado da Estônia, que tem o melhor desempenho da Europa. Já o resultado isolado das escolas públicas estaria 60 posições abaixo, na 65ª, entre 79 países. A tabulação foi feita a pedido do Estado pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), instituto que pesquisa dados de educação.

A avaliação internacional feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foi divulgada nesta terça-feira, 4, em Paris. A nota geral do Brasil está entre as baixas do mundo nas três áreas avaliadas, Leitura, Matemática e Ciência. A maior parte dos estudantes não chega nem ao nível considerado básico de nenhuma delas.

“Como o País vai muito mal em educação, as pessoas tendem a colocar tudo no mesmo bolo, mas os resultados são bem diferentes na rede privada, o que mostra uma desigualdade enorme”, afirma o diretor do Iede, Ernesto Faria, pesquisador responsável pelo estudo e que tem uma tese de doutorado sobre o Pisa.

O estudo de Faria compara a nota geral da elite das escolas privadas brasileiras com a nota geral das redes dos outros países, incluindo colégios públicos e privados.

Como o País vai muito mal em educação, as pessoas tendem a colocar tudo no mesmo bolo, mas os resultados são bem diferentes na rede privada, o que mostra uma desigualdade enorme
Ernesto Faria, diretor do Iede.

Leia maisEscolas privadas de elite do Brasil superam Finlândia no Pisa; rede pública vai pior do que Peru

CHIFRE CARO: Justiça da PB mantém indenização de R$ 15 mil a homem chamado de ‘corno chifrudo’ por Xand Avião

Resultado de imagem para xande aviao

Foi rejeitado nesta terça-feira (3) pela Justiça da Paraíba o recurso da decisão judicial que condenou o cantor Xand Avião, da banda Aviões do Forró, a pagar R$ 15 mil de indenização por chamar um homem de “corno, chifrudo e gaiudo” em um show da banda no estado. A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes manteve a decisão de primeira instância que impôs o pagamento por danos morais. Cabe recurso da decisão.

G1 entrou em contato com assessoria do cantor por email, mas até a publicação da reportagem não havia sido enviada resposta.

De acordo com a desembargadora, a defesa do cantor não apontou de forma específica quais pontos da decisão de primeira instância deveriam ser reformadas. O promovente da ação ingressou com o processo na 4ª Vara Cível da Comarca de João Pessoa afirmando, que durante os shows da Banda Aviões do Forró, em território paraibano, o vocalista José Alexandre Filho atacou sua honra, inclusive pelas redes sociais.

Leia maisCHIFRE CARO: Justiça da PB mantém indenização de R$ 15 mil a homem chamado de ‘corno chifrudo’ por Xand Avião

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: