Assembleia concede título de Cidadã Norte-Rio-Grandense a professora Betania Ramalho

Em sessão solene realizada na tarde desta quinta-feira (05), a Assembleia Legislativa, por proposição do deputado Hermano Morais, concedeu o título honorífico de Cidadã Norte-Rio-Grandense a professora Betania Leite Ramalho.

Natural de João Pessoa (PB), Betânia Ramalho é professora titular do Centro de Educação da UFRN, foi responsável pela formação de aproximadamente 110 mestrandos e doutorandos, secretária de Estado da Educação e Cultura, presidiu a Comissão Permanente do Vestibular (Comperve), da UFRN e na carreira acadêmica acumula importante produção bibliográfica.

Como propositor da honraria, o deputado Hermano Morais ressaltou o trabalho da professora para a Educação do Estado e produção acadêmica na UFRN. “Betania Ramalho, à frente da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura deixou um legado na educação do Rio Grande do Norte. É Referência na área de formação de professores, gestão e inovação pedagógica. Acumula uma produção bibliográfica de grande importância para a UFRN. Com sua simplicidade, tem feito a distribuição do saber, seja nas funções já ocupadas, seja no dia a dia como uma cidadã exemplar. Produz de forma incansável porque ama o que faz. Por acreditar que a educação é um bem público e por ela lutar a vida inteira, por lutar por uma sociedade mais justa e igualitária, por acreditar que a educação é o melhor caminho, por direito e por lei, o Rio Grande do Norte concede a Betania Leite Ramalho o título de cidadã potiguar”. Afirmou o parlamentar.

Leia maisAssembleia concede título de Cidadã Norte-Rio-Grandense a professora Betania Ramalho

INDÍCIOS DE SUPERFATURAMENTO: Obras da Prefeitura do Assú podem estar sendo superfaturadas e simuladas pela atual gestão


Morador da cidade do Assú, que reside numa rua que está em perfeito estado, flagrou uma empresa prestadora de serviço da Prefeitura Municipal, jogando piche, e supostamente, fotografando um serviço que não era para ter sido executado, já que a rua estava em perfeitas condições.

A Prefeitura do Assú está supostamente simulando serviços de tapa buracos, quando o que acontece é que a empresa apenas joga o piche em cima das pedras que já estão sentadas, ou seja, está pagando por serviços que não existem, já que o piche jogado é só a fachada.

O Blog do VT está aguardando filmagens, pois existem ruas na cidade que contam com câmeras, e que serão apresentadas ao Ministério Público, como forma de coibir esse tipo de prática ilegal.

O blog não sabe dizer se existem outras ruas em boas condições que foram alvo de “uma mão de piche”, para ser cobrado o serviço que “não existe”, e pago com dinheiro do povo. Mas que isso precisa ser investigado, precisa.

A gestão municipal deve fiscalizar todas as obras, e estar atenta a qualquer suspeita de ilegalidade por parte de seus prestadores, e enquanto a gestão do fantoche de prefeito não faz a lição de casa, a população está de olhos e ouvidos atentos.

TCU libera lagosta no menu do STF em eventos com ao menos 2 ‘altas autoridades’

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) decidiram liberar refeições com lagosta e vinhos importados contratadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas indicaram que o cardápio só seria compatível com eventos que contassem com a presença de ao menos duas “altas autoridades”. Nesta quarta-feira, 4, o plenário da Corte julgou parcialmente procedente uma representação do Ministério Público e fez algumas considerações sobre a licitação de R$ 1,3 milhão feita pela Corte para “serviços de fornecimento de refeições institucionais”. O Pregão não foi suspenso.

Os ministros seguiram o parecer do relator, Luciano Brandão Alves de Souza. Ele observou que, dado o “elevado grau de sofisticação dos alimentos e bebidas”, os preços fechados com a empresa que venceu a concorrência aparentaram ser “razoáveis e compatíveis com sua finalidade”.

As refeições descritas na licitação previam itens como bobó de camarão, camarão à baiana, medalhões de lagosta com molho de manteiga queimada, bacalhau à Gomes de Sá, frigideira de siri, moqueca (capixaba e baiana), arroz de pato, vitela assada, codornas assadas, carré de cordeiro e medalhões de filé.

O teor do Pregão foi divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo no fim de abril e, no início de maio, o Ministério Público apresentou ao TCU uma representação para apurar supostas irregularidades na licitação.

No texto, o subprocurador-geral do Ministério Público junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, indicou que a notícia provocou “forte e negativa repercussão popular” e que os itens previstos no Pregão contrastavam “com a escassez e a simplicidade dos gêneros alimentícios acessíveis – ou nem isso – à grande parte da população brasileira que ainda sofre com a grave crise econômica que se abateu sobre o País há alguns anos”.

Leia maisTCU libera lagosta no menu do STF em eventos com ao menos 2 ‘altas autoridades’

PREFEITO FUJÃO: Servidores da Saúde paralisam unidades e chamam prefeito Álvaro Dias de “fujão”

Os servidores da saúde de Natal já entraram no clima de greve e estão realizando diversas paralisações nas unidades de saúde. O movimento grevista fez ato no maior serviço de 24h de Natal, o Hospital Municipal, nesta quarta (4) e ontem (5), na UPA de Pajuçara. Já nesta sexta (6), será a vez da UPA de Potengi, na Zona Norte de Natal, às 9h.

Os servidores que iniciaram as mobilizações na segunda (2), com um ato na UPA da Cidade da Esperança fortalecem a construção de uma greve unificada que oficialmente começa nesta quinta (5).

Durante todo o ano, o prefeito que foi apelidado de “fujão” se esconde das investidas da categoria e até agora não deu nenhuma sinalização sobre as reivindicações da saúde. Os servidores cobram as gratificações, a aplicação da lei da Data-Base, a implantação da mudança de nível e quinquênio. Sem contar das condições de trabalho, a falta de segurança e o assédio moral das gestões e chefias, pela qual os servidores são submetidos.

*COm Informações do Novo Noticias

Nascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa podem sacar FGTS

A Caixa Econômica Federal inicia hoje (6) mais uma etapa de liberação do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que paga até R$ 500 por conta ativa ou inativa. Os trabalhadores nascidos em setembro e outubro sem conta no banco poderão retirar o dinheiro.

O saque começou em setembro para quem tem poupança ou conta corrente na Caixa, com crédito automático. Segundo a Caixa, no total os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 40 bilhões na economia até o fim do ano.

Originalmente, o saque imediato iria até março, mas o banco antecipou o cronograma, e todos os trabalhadores receberão o dinheiro este ano.
Atendimento

Os saques de até R$ 500 podem ser feitos nas casas lotéricas e terminais de autoatendimento para quem tem senha do cartão cidadão.

Quem tem cartão cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, ou em qualquer outro canal de atendimento.

Leia maisNascidos em setembro e outubro sem conta na Caixa podem sacar FGTS

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: