PESQUISA: Prestigio do ex prefeito Leonardo junto a população impede que governo de Fátima seja mal avaliado em Ipanguaçu

O ex prefeito Leonardo de Oliveira, com seu prestígio junto a população de Ipanguaçu, em função de tudo que conseguiu para o município através de Fátima Bezerra, garantiu que ela fosse bem avaliada mesmo em meio a todo o desgaste que ela enfrenta em sua gestão.

A opinião pública sobre a classificação da administração estadual na cidade, obteve 5,8% como ótima, 22,5% como
Boa, 44,58% como regular. OS índices de ruim e péssimo são 7,50% e 12,50%, respectivamente.

Grandes apreensões de drogas destacam o RN na rota do tráfico internacional

Operações realizadas pela Polícia Federal e Receita Federal no Rio Grande do Norte trouxeram à tona uma realidade incômoda para os potiguares. O Estado está inserido na rota internacional do tráfico de drogas. Em todo ano de 2019, a PF apreendeu cerca de 10 toneladas de drogas, sendo quase 6 de cocaína, que seriam transportadas para a Europa.

A maioria as ações ocorreu no Porto do Natal, no bairro da Ribeira. Em via de regra, a substância ilícita é embalada em pacotes e escondida dentro de contêineres que também carregam frutas como o melão ou manga. Um dos motivos que estimulam essa prática aqui no Estado é a ausência de um escâner para verificar a presença de armas ou drogas nos contêineres depois que são lacrados. Ainda não há previsão para aquisição do aparelho.

A última operação da PF ocorreu na madrugada de 8 de dezembro, na Grande Natal, quando cinco pessoas foram presas e 1,2 tonelada de cocaína apreendida. A droga estava dividida em quatro locais: um contêiner que era transportado por caminhão ao Porto de Natal e atrás de paredes falsas em três galpões em Parnamirim.

Com base em levantamentos realizados, a PF começou a acompanhar a movimentação no entorno dos galpões que se revelou atípica, tendo sido descoberto que um deles foi alugado com documentos falsos.

Leia maisGrandes apreensões de drogas destacam o RN na rota do tráfico internacional

Bolsonaro sofre acidente doméstico, é levado para hospital e fica em observação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sofreu uma queda no Palácio da Alvorada e foi levado na noite desta segunda-feira (23) para o Hospital das Forças Armadas, no setor Sudoeste, em Brasília.

De acordo com nota divulgada por volta das 23h, Bolsonaro foi atendido pela equipe médica da Presidência e, depois, levado ao hospital para exames.

“Foi submetido ao exame de tomografia computadorizada do crânio, que não detectou alterações.”

Bolsonaro ficou em observação no hospital até a manhã desta terça (24), quando teve alta hospitalar, após uma noite “sem intercorrências”.

Segundo relatos não oficiais, a queda teria ocorrido em um dos banheiros do palácio.

O ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), Augusto Heleno, chegou ao hospital um pouco depois do comboio presidencial. Segundo ele, a queda “não foi nada de mais” e o presidente “está bem”. Heleno afirmou que Bolsonaro deve dormir na unidade médica nesta noite.

Leia maisBolsonaro sofre acidente doméstico, é levado para hospital e fica em observação

Governo federal extingue mais de 27 mil cargos e proíbe concurso na Educação

O governo federal extinguiu mais de 27.500 cargos efetivos do seu quadro de pessoal para organizar a estrutura de carreiras. Entre os cargos extintos pelo Decreto nº 10.185, publicado na última sexta-feira (20) no Diário Oficial da União, estão o de mateiro, discotecário, técnico de móveis e esquadrias, locutor e seringueiro. O Ministério da Economia informou que analisou cerca de 500 mil cargos para “identificar aqueles que não são mais condizentes com a realidade da atual força de trabalho federal”.

“O objetivo é evitar contratações desnecessárias e o desperdício de recursos, pois estes são cargos obsoletos e em funções que não devem mais ser repostas”, disse o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Wagner Lenhart, em nota.

De acordo com o ministério, a maior parte das atribuições dos cargos que estão sendo extintos podem ser supridas de outras maneiras, como a descentralização para outros entes da federação e a contratação indireta de serviços (terceirização).

Leia maisGoverno federal extingue mais de 27 mil cargos e proíbe concurso na Educação

Bolsonaro concede indulto de Natal a policiais

O presidente da República Jair Bolsonaro assinou hoje (23) indulto de Natal beneficiando agentes de segurança pública que tenham cometido crimes culposos (sem intenção) no exercício da função ou em decorrência dela.

Bolsonaro já havia adiantado essa possibilidade na última sexta-feira (20), ao conversar com jornalistas na entrada do Palácio da Alvorada. O decreto será publicado no Diário Oficial de amanhã (24).

O indulto também contempla militares das Forças Armadas, que, em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), tenham cometido crimes não intencionais em determinadas hipóteses.

Em nota, o Palácio do Planalto destacou que o indulto não alcança, por exemplo, condenados que tenham praticado infrações disciplinares graves ou que tenham descumprido as regras fixadas para a prisão albergue domiciliar ou para o livramento condicional.

Tradicionalmente, o indulto concede perdão de pena a pessoas, nacionais ou estrangeiras, que já não oferecem mais perigo ao retorno à vida em sociedade.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: