Latrocínios aumentam 333% em fevereiro de 2020 no RN

Guarda municipal foi uma das vítimas de latrocínio em fevereiro de 2020 no RN — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte registrou um aumento de 333% no número de latrocínios – mortes de vítimas durante assaltos – no mês de fevereiro de 2020, na comparação com o mesmo mês em 2019. Foram 13 assassinatos deste tipo, praticamente um a cada dois dias – contra três em fevereiro do ano passado. O número também representa crescimento de 160% na comparação com janeiro, quando houve 5 latrocínios.

As mortes violentas em geral aumentaram praticamente 40% no mês – foram 144 contra 103 no período anterior. Com exceção de lesão corporal com resultado em morte, que se manteve estável, houve crescimento em todos os tipos de crimes letais intencionais ao longo do mês. O aumento da violência ocorre após constatação de quedas nos números da violência no ano de 2019 e mesmo em janeiro deste ano – acompanhados pelo Monitor da Violência, do G1.

Os dados são oficiais, Divulgados no boletim mensal da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine) da Secretaria Estadual de Segurança e do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (Óbvio). O município com maior número de mortes violentas foi Natal, com 25 assassinatos. Segunda maior cidade do estado, Mossoró teve 16 crimes, e foi seguida por Macaíba, com 13.

Latrocínios são as mortes violentas nos casos em que as vítimas morreram durante ou após assaltos. Alguns desses casos geraram comoção no estado, ao longo do mês. É o caso do sargento aposentado da PM Kerginaldo Moura Barbosa, de 65 anos, que foi assassinado durante um assalto na Zona Norte de Natal. Também houve a morte do guarda municipal Carlos Antonio Pereira de Melo, que estava com a família em uma unidade de saúde do município e foi baleado na cabeça ao reagir a um assalto.

Outra vítima da violência foi o jovem Paulo Victor de Brito, de 20 anos, que assassinado após reagir a um assalto em Macaíba, na região metropolitana. De acordo com a família, ele se recusou a entregar a motocicleta aos bandidos. No Oeste potiguar, durante o carnaval, dois homens que eram concunhados morreram após serem baleados por assaltantes em uma casa de praia onde estavam com a família.

Números

Em fevereiro, os homicídios dolosos tiveram crescimento de 31,17% – passando de 77 para 101. As mortes de suspeitos em intervenções policiais também cresceram de 11 para 15 – representando crescimento de 36,36%. O estado ainda registrou 12 lesões corporais seguidas de mortes – o mesmo número de fevereiro de 2019. Também foram registrados três feminicídios, enquanto o mesmo mês do ano passado não teve nenhum.

A região metropolitana de Natal concentrou praticamente metade das mortes violentas: 71. No restante do estado, ficaram os outros 73. Do total de crimes, 135 (93,75%) vítimas foram homens e 9, mulheres. Em 87% dos casos, armas de fogo foram usadas.

G1 RN

Na Baixada Santista, chuva forte deixa ao menos 13 mortos e 45 desaparecidos

Resultado de imagem para chuva forte em santos

As chuvas fortes que atingem a região da Baixada Santista desde a tarde de segunda-feira, 2, já provocaram ao menos 13 mortes nas cidades de GuarujáSantos e São Vicente.  Quarenta e cinco pessoas estão desaparecidas. O número foi atualizado pelos bombeiros.

O principal local com registro de mortes até o momento é o Guarujá, com 11 óbitos. A cidade tem 32 desaparecidos. Um dos locais mais atingidos é o Morro do Macaco Molhado e no Jardim Centenário. A prefeitura da cidade decretou estado de emergência. Pelo menos duzentas pessoas estão desabrigadas no município. Na manhã desta terça, o prefeito Valter Suman (PSB) sobrevoou as áreas mais atingidas junto com o coordenador da Defesa Civil do Estado, coronel Walter Niakas Júnior.

Em entrevista à Rádio Eldorado, o coronel Endel Ricardo Pereira, diretor de operações da Defesa Civil estadual, confirmou que entre as vítimas estão dois agentes do Corpo de Bombeiros. Eles participavam de uma operação de resgate no Morro do Macaco Molhado, no Guarujá, e foram atingidos por um novo deslizamento, que deixou um deles morto, enquanto o outro continua soterrado.

Leia maisNa Baixada Santista, chuva forte deixa ao menos 13 mortos e 45 desaparecidos

Ministra de Tóquio-2020 vê possibilidade de adiamento da Olimpíada

Resultado de imagem para olimpiada tokio 2020 e corona virus

A ministra da Olimpíada de Tóquio-2020, Seiko Hashimoto, afirmou ao parlamento japonês que existe a possibilidade de que os Jogos sejam adiados para o fim do ano em razão do surto de coronavírus.

De acordo com Hashimoto, o contrato dos organizadores com o Comitê Olímpico Internacional (COI) possibilita o adiamento, mas determina que o evento ocorra ainda em 2020.

“Estamos fazendo tudo o que podemos para assegurar que os Jogos sigam como planejado”, disse a ministra. Por enquanto, essa possibilidade não está sendo discutida, ao menos não de forma oficial, pelas partes.

A dúvida sobre a realização ou não dos Jogos Olímpicos paira há semanas e será o principal ponto de uma reunião do COI nesta terça (3) e na quarta-feira (4) em Lausanne, na Suíça.

O presidente da entidade, Thomas Bach, estava otimista na sexta-feira (28), dizendo que o COI está completamente determinado a celebrar com sucesso os Jogos de Tóquio a partir de 24 de julho e até 9 de agosto.

“A prioridade no momento é assegurar que os processos de classificação [para os Jogos] sejam desenvolvidos, garantindo a proteção da saúde dos atletas”, acrescentou.

Outro membro eminente do COI, o canadense Dick Pound, indicou horas antes à AFP que sua instituição não considera adiar ou cancelar os Jogos.

Sem apresentar um calendário preciso, o ex-nadador de 77 anos e integrante mais velho do COI acrescentou que “a qualquer momento, seja dois meses ou um mês, alguém terá que dizer ‘sim’ ou ‘não'” sobre a disputa.

Atletas e federações nacionais e internacionais estão preocupados. Várias provas classificatórias para os Jogos programadas para ocorrerem na China, onde surgiu a epidemia, foram adiadas ou realocados, assim como na Coreia do Sul.

Leia maisMinistra de Tóquio-2020 vê possibilidade de adiamento da Olimpíada

Máscara que cai: Mania de Kelps de ser “diferente” expõe contradições do próprio discurso

Por Wagner Guerra

A “mania” do deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) de se apresentar ao eleitorado como sendo “o novo e diferente” na política natalense só tem servido, até o momento, para expor ao eleitor da capital as contradições do seu próprio discurso eleitoreiro, pelo qual se apresenta como o “menino pobre do Alecrim”. Contudo, omite que, nos anos 80/90, era aluno do tradicional colégio Salesiano São José – um dos mais conceituados estabelecimentos de ensino da elite potiguar. Essa revelação foi feita pela jornalista Laurita Arruda, em seu blog “Território Livre”.

Coincidência ou não, análises feitas por outros veículos de imprensa, nos últimos dias, “refrescaram” a memória do eleitor, relembrando que Kelps, que tanto fala mal das lideranças políticas tradicionais, tem um passado do qual não pode fugir, nem esconder debaixo do tapete. O blogueiro Igor Costa, por exemplo, lembra que o deputado era liderado da ex-prefeita Micarla de Sousa, que quem foi secretário na antiga STTU, além de rer sido beneficiário do ex-deputado Henrique Alves (MDB), de quem teria recebido a ‘bagatela’ de R$ 1 milhão de reais nas eleições de 2014.

Candidatíssimo a prefeito de Natal, Kelps Lima elegeu o prefeito Álvaro Dias como alvo de sua ‘metralhadora giratória’, e tem se mostrado um crítico da gestão municipal. No entanto, embora esteja exercendo o seu terceiro mandato de deputado estadual, o parlamentar, que também já foi aliado do deputado federal João Maia no PR, nunca destinou uma emenda parlamentar sequer para beneficiar a Prefeitura do Natal com recursos para obras de infraestrutura ou qualquer outro tipo de benefício destinado à população.

A campanha não começou, mas a retórica eleitoreira parece que será a base de argumentação de alguns candidatos, que vão se aproveitar da suposta descrença do eleitorado com a classe política para vender um discurso mais falsificado do que tênis fabricado na China.

A jornalista Laurita Arruda lembra em seu “Território Livre” que “Kelps no vai e vem, entre pobres X ricos, oligarquia X inovação,foi apoiado e apoiou outros tantos, integrou a polêmica administração de Micarla de Sousa”.

Kelps promete transformar Natal em um lugar fantástico e surreal, tal qual o maravilhoso mundo do clássico “Alice, no País das Maravilhas”. O deputado-candidato só não disse até o momento como e onde buscará os recursos para transformar Natal no ‘paraíso’ que promete ao eleitor.

No pleito que se aproxima, cabe aos candidatos saber que o eleitor não é bobo, e que, na era da Internet, cada vez mais as mentiras têm pernas curtas.

OMS afirma que é possível conter propagação do novo coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus,disse que a instituição considera como mais preocupantes os surtos do novo coronavírus na Coreia do Sul, Itália, no Irã e Japão.

Em entrevista nessa segunda-feira (2) em Genebra, o chefe da OMS manifestou preocupação, mas insistiu que os surtos poderão ser contidos.

Tedros informou que uma equipe da OMS chegou ao Irã para entregar suprimentos médicos e dar apoio às autoridades locais para combater o surto. O país tem registrado o maior número de mortes em consequência do vírus fora da China continental.

O diretor-geral falou sobre cerca de oito países que não registraram novos casos em duas semanas. Acrescentou que esses países têm sido capazes de conter os surtos.

Tedros afirmou que o número de novos casos de infecção na China está diminuindo. Para ele, esse fato indica que é possível conter a propagação, mesmo em áreas onde há grande número de casos.
Japão: recomendações para conter surto do coronavírus

Leia maisOMS afirma que é possível conter propagação do novo coronavírus

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: