Denúncias de desvios para obras emergenciais em 2009 é arquivado e Ronaldo Soares pode ser processado por calúnia e difamação


O maior ficha suja da história do Assú, o ex prefeito Ronaldo Soares, que vivia nas rádios que tem contrato com a Prefeitura administrada pelo seu filho – Gustavo Soares, contando suas lorotas, caluniando e difamando servidores, assessores e Ivan Junior, agora está com a cara no chão, pois a Justiça Federal, decidiu pelo arquivamento da denúncia sobre desvios de recursos financeiros destinados a Prefeitura em 2009 para obras emergenciais.

No documento, o Ministério Público Federal decide pelo arquivamento, concluindo que não foram confirmadas as hipóteses de ocorrências dos referidos crimes, alega ainda que após mais de 08 (oito) anos, “tempo demasiadamente longo, não foram constatados indícios idôneos capazes de amparar uma denúncia em favor do (s) investigado(s)”.

Agora, todos que faziam parte da administração do ex prefeito Ivan Júnior e que foram difamados e caluniados, tem na mão a prova forte de que foram acusados injustamente nas rádios pelo maior ficha suja da história da terra dos poetas, e caso desejem, podem entrar com ações de danos morais, dentre outros, e assim, fazer Ronaldo Soares ir as mesmas rádios, para pedir desculpas com medo de ter que desembolsar dinheiro pelos transtornos que causou, com suas mentiras e lorotas.

UFRN recebe recursos para combate à Covid-19

Com o objetivo de fortalecer as medidas de combate à Covid-19 no estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) solicitou ao Ministério da Educação (MEC) crédito extraordinário para o enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional Decorrente do Coronavírus. A instituição de ensino foi contemplada com R$18.122.734, que serão aplicados na compra de testes da Covid-19.

O reitor José Daniel Diniz Melo enviou ofício ao MEC solicitando a verba, que será utilizada na compra de insumos para testes do novo coronavírus, além de equipamentos de proteção individual (EPIs). “Com esses recursos, esperamos poder adquirir materiais para mais de 100 mil testes da Covid-19 que serão realizados na UFRN. A testagem em grande volume pode salvar vidas e permitir a adoção de medidas que quebrem a cadeia de transmissão. O próximo desafio é conseguir adquirir os materiais para os testes e EPIs, que dependem de disponibilidade dos fornecedores”.

A força-tarefa da UFRN para o enfrentamento do novo coronavírus iniciou os trabalhos aumentando a capacidade do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), no dia 19 de março, realizando exames de outros vírus causadores de doenças circulantes no estado – dengue, chikungunya, influenza, H1N1- e, mais recentemente, começou a realizar diagnóstico da Covid-19, com a participação do Centro de Ciências da Saúde (CCS-UFRN), do Centro de Biociências (CB-UFRN) e do Instituto de Medicina Tropical (IMT-UFRN).

Com a aquisição de mais de 100 mil testes, a diretora do IMT-UFRN, Selma Jerônimo, avalia que a capacidade de diagnóstico no estado vai crescer bastante. “Com a compra desses novos testes, vamos ajudar nos exames dos profissionais do estado que atuam em serviços essenciais, como saúde e segurança”, para a cientista será possível ainda ampliar os resultados em vários municípios do RN, fornecendo um diagnóstico mais rápido e, consequentemente, evitando que as pessoas infectadas circulem propagando o vírus.

Quantidade de testes

A UFRN adquiriu com recurso próprio 3 mil testes e, nos próximos dias, estarão disponíveis mais 10 mil testes doados à instituição de ensino. Nessa perspectiva, de 26 de março a 4 de abril, já foram realizados, no IMT, um total de 913 testes da Covid-19, sendo 738 negativos e 175 positivos para o vírus, o que representa 80.8% e 19.2%, respectivamente.

Leia maisUFRN recebe recursos para combate à Covid-19

Coronavírus: 18 decretos de calamidade serão apreciados em sessão virtual

Na primeira sessão plenária por Sistema de Deliberação Remota (SRD), que irá acontecer nesta terça-feira (7), em horário regimental, os deputados potiguares vão apreciar 18 Projetos de Decretos Legislativos de calamidade pública. “A nova ferramenta vai facilitar o trabalho dos legisladores no período de pandemia do novo Coronavírus que tem como efeito o isolamento social. O sistema permitirá continuidade do trabalho dos parlamentares do Rio Grande do Norte, sem prejuízo ao poder público”, explicou o presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira.

Os municípios que enviaram a documentação para apreciação por meio eletrônico são: Apodi, Serra Caiada, Ceará Mirim, Extremoz, São Rafael, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Serra do Mel, Doutor Severiano, São José do Campestre, Monte das Gameleiras, Umarizal, Baía Formosa, Afonso Bezerra, Barcelona, Santana do Matos, Campo Redondo e Lagoa de Pedras.

“O Sistema de Deliberação Remota (SDR) é um mecanismo implementado a fim de permitir a boa condução dos trabalhos legislativos durante o período de isolamento social imposto pela pandemia do COVID-19. Possibilitará que a Assembleia Legislativa delibere matérias inadiáveis para o Estado do Rio Grande do Norte. É o caso dos Decretos de calamidade pública encaminhados pelos municípios e que serão apreciados nesta terça-feira, dia 7”, afirmou a diretora legislativa da ALRN, Tatiana Mendes Cunha.

A diretora afirma que “uma vez aprovados, cada município terá maior segurança jurídica e liberdade para planejar e executar as medidas necessárias ao enfrentamento da crise sanitária que atravessamos. Assim, a rápida resposta do Poder Legislativo às demandas surgidas nesse cenário soma-se aos esforços conjuntos de todos os Poderes no intuito de proteger a vida de milhares de potiguares”.

Os Projetos de Decretos Legislativos são apreciados e consequentemente aprovados ou rejeitados. Após essa etapa, a Assembleia elabora o decreto e publica no Diário Oficial Eletrônico.

Para tramitação dos expedientes a Assembleia Legislativa disponibilizou o e-mail secleg@al.rn.leg.br, através do qual a documentação pode ser remetida pelos municípios.

Bolsonaro diz que usará a caneta contra integrantes do governo que viraram estrelas

Sem citar nomes, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse neste domingo (5) que integrantes de seu governo “viraram estrelas” e que a horas deles vai chegar pois ele não tem “medo de usar a caneta”.

“(De) algumas pessoas do meu governo, algo subiu à cabeça deles. Estão se achando demais. Eram pessoas normais, mas, de repente, viraram estrelas, falam pelos cotovelos, tem provocações. A hora D não chegou ainda não. Vai chegar a hora deles, porque a minha caneta funciona”, afirmou Bolsonaro a um grupo de religiosos, em torno de 20 pessoas, que se aglomerou diante do Palácio da Alvorada.

“Não tenho medo de usar a caneta, nem pavor. E ela vai ser usada para o bem do Brasil. Não é para o meu bem. Nada pessoal meu”, disse o presidente.

Bolsonaro não falou com os jornalistas nem permitiu que se aproximassem de onde se posicionou com as pessoas. No entanto, parte da conversa foi transmitida pelo próprio governo. Outros trechos foram gravados pelos apoiadores.

Nos últimos dias, Bolsonaro vem se estranhando com seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e chegou a afirmar que falta humildade ao seu auxiliar e que ele extrapolou.

O presidente tem divergido, entre outras coisas, das medidas de isolamento social defendidas por Mandetta para combater a pandemia do coronavírus. Bolsonaro adotou um discurso contrário ao fechamento de comércio nos estados, enquanto Mandetta defende que as pessoas fiquem em casa.

Após essa declaração sobre humildade, dada na quinta-feira (2), o ministro reagiu e disse: “Não comento o que o presidente da República fala. Ele tem mandato popular, e quem tem mandato popular fala, e quem não tem, como eu, trabalha”.

Nos bastidores, Mandetta tem dito a aliados que não pretende pedir demissão e só sairá do cargo por decisão de Bolsonaro. Procurado pela Folha para se manifestar sobre as declarações do presidente neste domingo, o ministro não respondeu.

Leia maisBolsonaro diz que usará a caneta contra integrantes do governo que viraram estrelas

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: