PIPOCO: Assú já está com 84 casos confirmados do COVID-19 e crescimento deixa população assustada


Todos os dias, a SESAP/RN divulga balanço da quantidade de casos de coronavírus no estado, e a velocidade com que esse número aumenta na cidade do Assú, tem assustado a população, pois no boletim divulgado hoje, a cidade tem 84 casos confirmados do novo corona vírus.

O estado já está em colapso, por não comportar a demanda por leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), e como a cidade não se organiza para que essa taxa de crescimento diminua, é uma questão preocupante, pois quem precisar de leitos vai sofrer bastante, e podendo chegar a morrer, porque nem o município governado por Gustavo Soares e nem o estado por Fátima Bezerra, tem condições de garantir o atendimento a população.

O prefeito Gustavo Soares tem levado na brincadeira desde o inicio da pandemia, essa questão do crescimento de casos na cidade, mas a conta é simples: quanto mais pessoas infectadas com o coronavírus ao mesmo tempo, maior a velocidade de transmissão da doença e maior a demanda por leitos.

Atualmente, a taxa de crescimento de Assú, está em torno de 5%, pois no último boletim foram 80 casos, hoje com 84, e a taxa de crescimento é calculada sempre comparando o total de casos novos do dia atual com o do dia anterior.

Upanema: Prefeitura é condenada a pagar valores relacionados a obras de recuperação de estradas

Upanema - Letreiro na entrada da cidade | Upanema - Letreiro… | Flickr

Os desembargadores da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN mantiveram decisão da Vara Única da Comarca de Upanema, que condenou o Município de Upanema ao pagamento de valores a serem repassados, como parte restante, a uma empresa de engenharia contratada para prestação de serviços à Prefeitura.

O julgamento atual é relacionado a uma Apelação Cível, por meio da qual o ente público pedia a reforma do que foi definido em primeira instância na análise da Ação de Cobrança proposta pela empresa contra a municipalidade.

“Com efeito, vê-se do documento que o Município de Upanema, em 18 de julho de 2011, emitiu ordem de serviço por meio da qual contratou a empresa L. T. Construções Pavimentações Ltda., ora recorrida, para a realização de obras de recuperação de estradas vicinais em diversas comunidades da zona rural, sob o preço total de R$ 146.667,81, montante que foi objeto de empenho na mesma data”, destaca o relator, desembargador Amílcar Maia.

Segundo o relator, ao se considerar os valores devidamente inscritos em restos a pagar pela administração municipal, fato aliado aos demais elementos probatórios dos autos, fica demonstrado, “com suficiência”, a demonstração da prestação dos serviços que deram ensejo ao pedido de cobrança formulado na peça inicial, atendendo a empresa à regra do artigo 373, inciso I, do Código de Processo Civil.

Leia maisUpanema: Prefeitura é condenada a pagar valores relacionados a obras de recuperação de estradas

CFF abre investigações sobre falta de respostas do Governo a ofícios

A Comissão de Fiscalização e Finanças da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte abrirá dois procedimentos para investigação sobre a falta de respostas a questionamentos feitos ao Poder Executivo do Estado. A decisão foi tomada durante a reunião desta quarta-feira (20), quando os parlamentares também decidiram encaminhar à governadora Fátima Bezerra ofício solicitando esclarecimentos sobre a liberação de emendas dos deputados estaduais.

Contando com a presença dos deputados Kelps Lima (Solidariedade), Getúlio Rêgo (DEM) e Tomba Farias (PSDB), a comissão abordou a falta de respostas por parte da Secretaria de Planejamento do Estado a ofícios encaminhados pela comissão relacionados à utilização de fundos públicos, incluindo o que dispõe de recursos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além de outros cinco ofícios relacionados a despesas do Executivo.

“Se eles estão simplesmente ignorando a Casa, descumprindo a Constituição Estadual, vamos investigar os motivos e cobrar as respostas. Vou assinar ambos e solicitar que a assessoria da comissão proceda a abertura dos procedimentos”, disse o presidente da comissão, Kelps Lima, após aprovação dos demais deputados.

Além disso, o deputado Tomba Farias também solicitou o encaminhamento de ofício para cobrar informações a respeito da falta de liberação das emendas parlamentares. Inicialmente, o deputado sugeriu o envio de ofício à Seplan, mas decidiu, após conversar com os demais membros da comissão, encaminhar o ofício diretamente à governadora Fátima Bezerra.

“Por que não libera as emendas? Será que é porque somos deputados da oposição? Queremos a justificativa”, cobrou Tomba Farias.

Bolsonaro admite que não há comprovação científica de eficácia da cloroquina contra a covid-19

Bolsonaro exige uso da cloroquina e nega que Teich possa ser ...

O presidente Jair Bolsonaro admitiu há pouco que o uso de cloroquina para combater a covid-19 não tem comprovação científica. Ele comparou a indicação medicamento à luta em uma guerra para justificar a defesa de liberá-lo para todos os pacientes.

“Ainda não existe comprovação científica. Mas sendo monitorada e usada no Brasil e no mundo. Contudo, estamos em Guerra: ‘Pior do que ser derrotado é a vergonha de não ter lutado’.Deus abençoe o nosso Brasil!”, escreveu o presidente em redes sociais ao comentar o novo protocolo, divulgado hoje (20) pelo Ministério da Saúde, para a prescrição do remédio.

Segundo o documento divulgado pela pasta, fica permitida a prescrição de cloroquina para casos leves da covid-19. O entendimento anterior era a prescrição do medicamento apenas para casos graves. A droga, contudo, como indicou o próprio presidente na publicação, não tem eficácia comprovada contra o novo coronavírus.

No texto, Bolsonaro lembrou que, de acordo com as novas orientações, o medicamento segue ministrado com aval de médicos e pacientes, ou familiares. Pelo documento do ministério, o paciente deve assinar um termo de “ciência e consentimento” sobre o uso da droga.

O protocolo inclui declarar conhecer que o tratamento pode causar efeitos colaterais que podem levar à “disfunção grave de órgãos, ao prolongamento da internação, à incapacidade temporária ou permanente, e até ao óbito”.

Mais cedo, também pelas redes sociais, Bolsonaro disse que o novo protocolo da cloroquina é uma “esperança” e lamentou as mortes pela covid-19.

Nelter comemora decisão por retomada das obras da barragem Oiticica

“Uma alegria imensa. Agradeço o bom senso de todos para que essa decisão fosse tomada, principalmente do juiz de mediação Uedson Ichôa, que fez toda a diferença para resolver este impasse”, publicou o parlamentar em suas redes sociais, nesta quarta-feira (20).

Na semana passada, na última quinta-feira (14) o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) realizou pronunciamento sobre o assunto, durante sessão de deliberação remota da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, onde criticou a incoerência do Governo do RN na paralisação destas obras e cobrou do mesmo a retomada das obras da barragem.

Segundo o deputado, outra vitória pra Jucurutu será a arrecadação que o município voltará a ter incidida sobre o ISS (Imposto Sobre Serviços), recursos na ordem dos R$ 200 mil mensais. “Estou muito feliz com esta notícia, principalmente por ter levantado a bandeira pela retomada das obras da Oiticica e pela manutenção de mais de 300 empregos no local. Agora é correr contra o tempo e assegurar a saúde dos trabalhadores durante a pandemia de COVID-19 pra que o calendário de conclusão de nossa barragem seja mantido e a maior obra em andamento no RN fique pronta no final deste ano”.

A construção da Oiticica é um sonho de mais de 60 anos. A barragem garantirá a segurança hídrica da região Seridó e evitará enchentes no Vale do Assú.

TRAÍRAS

Atendendo pleito do presidente da Câmara de Vereadores de São José do Seridó, José Carlos Dantas (MDB), o deputado Nelter Queiroz conseguiu viabilizar junto a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) o fechamento das comportas da barragem Passagem das Traíras, localizada entre os municípios de São José do Seridó, Jardim do Seridó e Caicó.

O pleito realizado pelo vereador são-josé-seridoense a Nelter Queiroz atendeu a um anseio de toda população dos três municípios que são residentes na região da barragem, uma vez que a parede do reservatório passa por manutenção e muita água estava sendo desperdiçada em decorrência da abertura das comportas.

 

Guedes admite prorrogar auxílio emergencial por um ou dois meses, mas com valor de R$ 200

Governo vai virar sócio de empresas aéreas para ajudar setor na ...

O ministro Paulo Guedes (Economia) admite a possibilidade de estender a concessão do auxílio emergencial, voltado principalmente a trabalhadores informais, por um ou dois meses. Guedes, no entanto, defende que o valor de R$ 600 seja cortado para R$ 200.

O auxílio foi criado para durar apenas três meses, com valores concedidos em abril, maio e junho. Com a prorrogação por dois meses, permaneceria até agosto.

O discurso pela prorrogação representa uma mudança de posição da equipe econômica, antes contrária à extensão da medida. Mesmo assim, a redução do montante concedido é defendida como fundamental.

Guedes defende a redução do valor por causa das limitações das contas públicas. O ministro propôs uma ajuda de R$ 200 no começo da pandemia, mas o governo aceitou elevar o montante para R$ 600 após pressões do Congresso.

“Se voltar para R$ 200 quem sabe não dá para estender um mês ou dois? R$ 600 não dá”, disse Guedes em reunião com empresários na terça-feira (19).

“O que a sociedade prefere, um mês de R$ 600 ou três de R$ 200? É esse tipo de conta que estamos fazendo. É possível que aconteça uma extensão. Mas será que temos dinheiro para uma extensão a R$ 600? Acho que não”, afirmou o ministro.

Para Guedes, o benefício não poderia ser maior que R$ 200 porque esse é o valor pago aos beneficiários do Bolsa Família, que de forma geral são mais vulneráveis que trabalhadores informais. “Se o Bolsa Família é R$ 200, não posso pagar mais que isso a um chofer de táxi no Sudeste”, disse.

O titular da equipe econômica ainda defende um equilíbrio na medida também por, segundo ele, haver risco de as pessoas não trabalharem mais e faltarem produtos nas prateleiras.

“Se falarmos que vai ter mais três meses, mais três meses, mais três meses, aí ninguém trabalha. Ninguém sai de casa e o isolamento vai ser de oito anos porque a vida está boa, está tudo tranquilo. E aí vamos morrer de fome do outro lado. É o meu pavor, a prateleira vazia”, disse.

“Eu estou jogando dinheiro, não tem problema. Agora, a prateleira vai estar vazia porque vão parar de produzir. Então tem um equilíbrio delicado que a gente tem que seguir”, afirmou.​

Folha

MPF dá parecer favorável à posse do reitor eleito no IFRN

IFRN oferece cursos de qualificação online e gratuitos durante ...

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou parecer favorável à posse de José Arnóbio de Araújo Filho como reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN). Ele foi eleito através de consulta interna da comunidade acadêmica, porém o governo federal nomeou como reitor temporário – no último dia 17 de abril – Josué de Oliveira Moreira, que sequer participou da consulta, com base em uma medida provisória editada depois da eleição interna.

Em seu parecer, assinado pelo procurador da República Camões Boaventura, o MPF destaca que a própria Medida Provisória MP914 (de 24 de dezembro de 2019) prevê que a nomeação de reitores temporários não se aplica nos casos em que os editais das consultas internas tenham sido publicados antes da data de sua entrada em vigor. No IFRN, o edital foi publicado em 31 de outubro (54 dias antes da MP passar a vigorar) e o resultado das eleições anunciado em 6 de dezembro, sendo homologado pelo Conselho Superior em 11 de dezembro.

Sem respaldo – O Ministério da Educação (MEC) alegou que a nomeação de um reitor temporário ocorreu devido a uma suposta impossibilidade de nomear o reitor eleito e acrescentou – através do twitter – que essa impossibilidade se devia ao fato de José Arnóbio responder a um processo administrativo. O MPF, porém, ressalta que esse argumento não impede a posse, uma vez que a legislação proíbe apenas a nomeação de pessoas condenadas com sentença judicial transitada em julgado. O procedimento ao qual responde o reitor eleito, aliás, poderá resultar no máximo em uma irregularidade administrativa.

Leia maisMPF dá parecer favorável à posse do reitor eleito no IFRN

Parlamentares reforçam a necessidade de ações de combate à COVID-19 no RN

Durante pronunciamento dos deputados na sessão ordinária por Sistema de Deliberação Remota (SDR) realizada nesta quarta-feira (20), os parlamentares buscaram chamar atenção para ações em algumas regiões específicas de contágio do novo coronavírus no Rio Grande do Norte. O deputado Ubaldo Fernandes (PL) falou da zona Norte de Natal e o deputado Vivaldo Costa (PSD) lembrou da região Seridó.

O deputado Vivaldo Costa (PSD) destacou material publicado pelo jornalista Cassiano Arruda, sobre o novo coronavírus, alertando que é comparando que o povo entende. Segundo o jornalista, “na 2ª Guerra Mundial o Brasil perdeu 471 homens; a Covid-19 até agora registra 16 mil mortes no Brasil. Na Segunda Guerra, tivemos 12 mil feridos, hoje nós temos 240 mil infectados. É grave a situação”.

Com isso, o parlamentar aproveitou para chamar atenção para a região do Seridó. “O Seridó está com 80 casos confirmados. O Hospital Regional do Seridó é encarregado desses municípios da região, mas é preciso que haja entendimento entre governo e municípios. Em Caicó, está tendo um entrosamento muito bom, há um trabalho em harmonia, mas é preciso que as outras prefeituras também entrem nessa divisão de responsabilidade. Nas despesas, por exemplo”. Ele também chamou atenção para a prejudicialidade das fake news, especialmente para medicações milagrosas. “É muita mentira. Notícia médica tem que ser científica”, disse.

O deputado Ubaldo Fernandes (PL), chamou alertou para situação das infecções pelo novo coronavírus na zona Norte de Natal. “O RN está melhor em relação aos outros estados, mas não podemos relaxar. Estamos visualizando que aqui na capital, em especial na zona Norte, há hoje um grande número de infectados. É preciso que todos nós, governo e sociedade, estejamos voltados a essa região da cidade do Natal, fazendo trabalhos de prevenção”. De acordo com ele, a população também precisa contribuir com isolamento social, usando máscaras, seguindo todas as determinações da saúde. Ele lembrou que os hospitais já se encontram em número elevado de ocupação.

O deputado Francisco do PT aproveitou a ocasião para saudar os técnicos e auxiliares de enfermagem pela passagem do dia deles, dia 20 de maio. “São profissionais extremamente importantes, especialmente atualmente. Fica aqui meu reconhecimento, meus parabéns, e a nossa gratidão”. Ele também informou que haverá na quinta-feira (21), reunião da Comissão de Educação, às 14h, sobre os projetos importantes que estão em pauta aguardando parecer.

O deputado Getúlio Rêgo (DEM) optou por mencionar sobre os protocolos de tratamento precoce para a Covid-19. Ele contou que viu uma pauta do Conselho Regional de Medicina de São Paulo que recomenda o uso da hidroxicloroquina, com o objetivo de evitar complicações no tratamento inicial da doença. “É uma novidade da maior expressão, onde já demonstra a evidência da eficácia do uso da hidroxicloroquina e isso precisa ser refletido e colocado em discussão mais aprofundada. É um assunto que não pode morrer nesse momento. Não estamos querendo estimular conflitos com o protocolo da Secretaria de Saúde do estado, mas os resultados estão sendo alvissareiros nas cidades e estados que já praticam esse protocolo”, disse o deputado pedindo para o RN se envolver nessa discussão.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: